Cármen Lúcia dá mais 30 dias à PF para concluir investigação contra Aécio


A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, concedeu mais 30 dias de prazo para que a Polícia Federal (PF) conclua uma das seis investigações contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) que tramitam no STF. Ele já é réu em uma ação penal que tramita na Corte.

Aécio deve ser o único investigado na Lava Jato a ficar fora da eleição

Os investigadores tinham pedido mais 60 dias ao Supremo para continuar investigando, no âmbito da Lava Jato, se o tucano recebeu cerca de R$ 50 milhões em propinas da Odebrecht e da Andrade Gutierrez.

Segundo depoimentos de ex-executivos da Odebrecht, Aécio teria recebido R$ 30 milhões da empreiteira, além de outros R$ 20 milhões da Andrade Gutierrez, para agir em relação ao andamento das obras de duas usinas da hidrelétrica do Rio Madeira.

O inquérito, aberto no ano passado, está sob relatoria do ministro Edson Fachin, responsável pelos processos da Lava Jato no Supremo. Com o recesso do Judiciário, a ministra Cármen Lúcia foi a responsável pela decisão, publicada nesta sexta (13).

A PF e a Procuradoria-Geral da República (PGR) tinham pedido prorrogação de 60 dias no prazo para concluir o inquérito, alegando necessitar de mais tempo para colher depoimentos e provas, inclusive uma perícia no sistema em que a propina paga a agentes públicos era contabilizada.

Dado como desaparecido, advogado é encontrado em UPA de Vitória daConquista


Dado como desaparecido, advogado é encontrado em UPA de Conquista

Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

O advogado dado como desaparecido após embarcar em um ônibus em Eunápolis (ver aqui), no sul baiano, foi encontrado na manhã desta segunda-feira (16) em Vitória da Conquista, cento sul do estado da Bahia. Segundo o G1, Fernando Melo, de 23 anos, foi localizado em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) onde era atendido. Ele apresentava febre e insolação. Até o momento não foi esclarecido o motivo do desaparecimento. Familiares disseram que a última vez que tinham visto o advogado foi na terça-feira (10) passada na rodoviária de Eunápolis. Na ocasião, o defensor tomava um ônibus para Vitória da Conquista. Os parentes disseram ainda que o advogado mora sozinho e não tem hábito de ficar muito tempo sem se comunicar com a família.

Jogadora Marta é nomeada embaixadora da ONU Mulheres para o esporte


Esportista já exerceu a mesma função na PNUD e agora vai trabalhar para combater a discriminação e ampliar oportunidades de meninas e mulheres

JOAQUIM GALANTE/FOLHAPRESS

marta

Melhor jogadora de futebol de todos os tempos, Marta agora vai se dedicar a fortalecer a caminhada de outras mulheres no esporte

São Paulo – Maior goleadora da seleção brasileira e considerada por muitos como a melhor jogadora de futebol de todos os tempos, Marta Vieira da Silva foi nomeada ontem (12) embaixadora da Boa Vontade da ONU para meninas e mulheres no esporte. Seutrabalho será apoiar iniciativas pela igualdade de gênero e empoderamento feminino em todo o mundo.

“Marta é um modelo excepcional para mulheres e meninas em todo o mundo. Sua experiência de vida conta uma história poderosa do que pode ser alcançado com determinação, talento e coragem. Estamos ansiosas para trabalhar de perto com Marta para trazer o poder transformador do esporte para mais mulheres e meninas, e para construir rapidamente a igualdade”, disse a diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

A Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável definiu o roteiro para alcançar a igualdade de gênero e reconhece explicitamente o esporte como um importante facilitador nesse processo.

“Estou totalmente comprometida em trabalhar com a ONU Mulheres para garantir que mulheres e meninas em todo o mundo tenham as mesmas oportunidades que homens e meninos têm para realizar seu potencial. Eu sei, a partir da minha experiência de vida, que o esporte é uma ferramenta fantástica para o empoderamento”, disse Marta.

Empresa de coronel intermediava pagamentos a Temer nos anos 90, aponta documento


Documento foi juntado ao inquérito que investiga se o presidente editou decreto para favorecer companhias do setor portuário

Foto: Alan Santos/ PR
Foto: Alan Santos/ PR

 

Empresa do coronel aposentado da PM João Batista de Lima Filho, a Argeplan intermediou pagamentos indevidos de companhias do setor portuário ao presidente Michel Temer (MDB) nos anos 90, aponta documento juntado ao inquérito que investiga o emedebista, segundo o blog da jornalista Andréia Sadi.

Amigo do presidente, o coronel também é alvo da investigação. A suspeita é de que Temer editou, já na Presidência, um decreto para favorecer empresas do segmento, entre elas a Rodrimar e o grupo Libra, em troca de propina.

O documento incluído no inquérito, de acordo com a Polícia Federal, é um complemento de outra planilha que integrava o inquérito 3105, sobre irregularidades no porto de Santos, arquivado em 2011 pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Reflexos do golpe: Taxa de mortalidade infantil sobe pela primeira vez em 26 anos


Epidemia do zika vírus e a crise econômica são apontadas pela pasta como causas do crescimento

Valdecir Galor/SMCS
Valdecir Galor/SMCS

 

A taxa de mortalidade infantil no Brasil subiu pela primeira vez, no ano de 2016, desde 1990. Os dados foram obtidos pela Folha com o Ministério da Saúde.

A epidemia do zika vírus e a crise econômica são apontadas pela pasta como causas do crescimento. A primeira, pela queda de nascimentos – o que traz impacto no cálculo da taxa de mortalidade – e de mortes de bebês por malformações graves.

Já a recessão da economia estaria associada às mortes infantis evitáveis, como aquelas causadas por diarreias e pneumonias. Estas enfermidades são influenciadas pela perda de renda das famílias, estagnação de programas sociais e cortes na saúde pública.

Os dados mostram que vinte estados tiveram alta na mortalidade infantil em 2016. Os estados da Bahia, Amapá, Amazonas, Pará, Piauí e Roraima tiveram taxa de mortalidade média de 19,6 e aumento de 14,6% comparado a 2015. O índice é equivalente a três vezes a alta nacional.

Os únicos estados com redução de taxas em 2016 foram Rondônia, Acre, Rio Grande do Norte, Alagoas, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal.

MEC autoriza novos cursos superiores de tecnólogos no Campus Santo Amaro da UFRB


O Ministério da Educação (MEC) autorizou hoje (16), em ato publicado no Diário Oficial da União, o funcionamento dos cursos superiores de tecnólogo em Artes do Espetáculo; Produção Musical; e Política e Gestão Cultural, que vão funcionar na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Campus Santo Amaro.

A Portaria Nº 498, de 13 de julho de 2018, assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação, Henrique Sartori de Almeida Prado, autorizou os três cursos superiores de graduação, em nível de tecnólogo, para 40 vagas. O curso terá a duração de seis semestres.

Haverá duas formas de ingressos nos cursos de tecnólogo: a seleção pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), diretamente como opção de curso pelo aluno que fez o Exame Nacional do Ensino Médio; ou a complementação do Bacharelado Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (Curso BICULT), que funciona no Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), em Santo Amaro.

No caso da complementação do BICULT, o aluno concludente terá dois diplomas de graduação: o de bacharel e o de tecnólogo, na área escolhida. Para este aluno do BICULT, após a conclusão dos seis semestres letivos, o segundo ciclo de estudos pode ser em Artes do Espetáculo; ou Produção Musical; ou Política e Gestão Cultural.

Neste segundo ciclo, o aluno terá uma formação específica relacionada à compreensão das áreas e campos da cultura, das linguagens artísticas e das tecnologias do espetáculo, com vistas à formação ética e profissional, na idealização, construção e realização de projetos concernentes ao campo de trabalho e à formação da cidadania.

O diretor do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), professor Danilo Silva Barata comemorou a aprovação dos novos cursos superiores em tecnologia. “São cursos pioneiros no Brasil” disse Danilo, chamando a atenção que na Europa, há muito tempo existe o curso de Artes do Espetáculo.

“O curso de Artes do Espetáculo contempla as áreas técnicas do espetáculo; o que chamamos de engenharia do espetáculo”, explicou Danilo.

Segundo ele, o curso de Produção Musical envolve a estrutura necessária para a produção de música, a produção de CD e de DVD e a divulgação nas mídias tradicionais e digitais.

Já o curso de Política e Gestão Cultural envolve as informações e os mecanismos necessários para o fomento de políticas culturais nos municípios, estados e União; podendo, também, o tecnólogo trabalhar diretamente na articulação com os setores produtivos.

Perfil do Egresso do BICULT

O Curso BICULT tem como propósito a formação de cidadãos críticos, profissionais reflexivos e capazes de atuar nas áreas da cultura, das artes, da educação, das tecnologias do espetáculo e da economia criativa. Busca assegurar uma formação de valores éticos e profissionais, vinculados à idealização, elaboração e realização de projetos concernentes ao campo de trabalho, à formação da cidadania e à qualidade de vida social. O estudante egresso terá uma formação interdisciplinar e estará apto também para atuar no âmbito da política, da produção e da gestão, mediante compreensão das áreas e campos da cultura, das linguagens artísticas e das tecnologias. O perfil almejado é do acadêmico que tenha se desenvolvido, no decorrer de sua formação, de forma integrada e equilibrada, nas dimensões: cognitiva, técnica, humana, interpessoal, psicológica, ética e social, de modo a ser um acadêmico competente do ponto de vista técnico, proativo na busca permanente de aprimoramento pessoal e aprendizado científico, humano na forma de cuidar, responsável do ponto de vista moral, consciente da dimensão ética, solidário nas relações interpessoais, engajado socialmente e participativo como cidadão.

Título na Copa da Rússia premia a eficiência francesa


Seleção não primou por futebol envolvente, mas foi pragmática em toda a competição e contou com o talento de seus craques no ataque

MOSCOU – A França entrou de vez para o clube das grandes seleções de futebol. O segundo título mundial dos “Bleus” chegou neste domingo, em Moscou, com uma vitória por 4 a 2 sobre o admirável time da Croácia, no estádio Lujniki. O excesso de gols talvez não tenha refletido o que foi o jogo, mas, assim como em toda a Copa do Mundo, a eficiência da equipe francesa se fez presente. Depois de um primeiro tempo nas cordas e com decisões discutíveis da arbitragem, o talento e leveza de sua equipe, a mais jovem da Copa (média de 26 anos) acabou com o sonho croata. Paul Pogba (25 anos) confirmou seu amadurecimento e foi um dos nomes da decisão, assim como Antoine Griezmann (27) , eleito o melhor em campo, e Kylian Mbappé (19), o mais forte candidato ao trono do futebol na próxima década. A França conquistou o bicampeonato e já é possível dizer que pinta como candidatíssima ao tri no Catar em 2022.

O técnico campeão, Didier Deschamps, não faz a linha “estrategista”. Ex-volante e capitão da França no primeiro título há 20 anos, preza por um futebol pragmático, de marcação firme, bola parada forte e jogadores rápidos na frente. Uma espécie de “Dunga francês”, com semelhanças em relação ao brasileiro na carreira como atleta e na mão firme como treinador. A principal diferença, talvez, é que em sua aventura como selecionador, teve um material humano mais amplo e soube extrair o melhor de cada um dos jogadores. Se igualou a Zagallo e Franz Beckenbauer, campeões como atleta e treinador.

A França terminou a Copa com seis vitórias e um empate, 14 gols marcados e seis sofridos. Na Copa dos gols de bola parada, 72 no total, contribuiu com seis. Não levou grandes sustos – talvez o momento mais difícil tenha sido o primeiro tempo contra a Croácia, que ainda assim, venceu – e foi a justa campeã. Foi criticada por jogar na defesa, inclusive pelo goleiro belga Thibaut Courtois, mas como contestar um campeão tão eficiente?

Sufoco e VAR

Franceses reclamam em lance decidido pelo VAR (Michael Dalder/Reuters)

A decisão diante de quase 80.000 pessoas no Lujniki comprovou uma das qualidades da França: a resiliência. O primeiro tempo foi bastante movimentado, com a surpreendente Croácia, em sua primeira final de Copas, bem mais incisiva. E teve a arbitragem do argentino Nestor Pitana como protagonista. O primeiro gol da partida saiu de falta marcada sobre Griezmann e protestada pelos croatas. O próprio camisa 7 cobrou forte na direção do gol e a bola desviou em Mario Mandzukic, que marcou o primeiro gol contra da história das Copas. O lance levantou dúvidas se Pogba, em possível impedimento, participa da jogada, mas o árbitro assistente de vídeo (VAR) não intercedeu.

A Croácia seguiu pressionando, com seu maestro Luka Modric e Ivan Rakitic, outro destaque por sua frieza e elegância com a bola, controlando o meio-campo. Mbappé foi bem marcado e pouco fez. E o empate saiu em mais uma jogada originada de bola parada. Modric levantou, Vrsaliko desviou de cabeça e Ivan Perisic soltou o pé esquerdo para marcar um belo gol. O ritmo seguiu intenso e a equipe francesa desempatou em outro lance passível de discussão. Matuidi desviou após escanteio e a bola parou na mão de Perisic. Pitana não marcou imediatamente, mas ouviu a recomendação do VAR e foi rever o lance na televisão à beira do campo. Pênalti confirmado e cobrança com categoria de Griezmann. Mesmo com 40% de posse de bola, França terminou o primeiro tempo em vantagem.

Show dos craques

No complemento, o talento francês fez a diferença. Pogba, atleta que chegou à Rússia contestado após temporadas irregulares no Manchester United, decidiu a partida. Lançou para Mbappé, que acelerou a seu estilo e cruzou para a área. Pogba, então apareceu para finalizar duas vezes, a última de esquerda, no contrapé de Subasic e no fundo das redes. O cansaço de quem disputou três prorrogações (90 minutos, ou seja, um jogo a mais que o adversário) pareceu bater nos bravos croatas e a França matou o jogo com seu menino prodígio. Cheio de confiança e personalidade, Mbappé saiu da ponta direita, levou para o meio e arriscou de fora da área, um chute forte e rasteiro, sem chances para Subasic. De quebra, igualou Pelé como o único jogador com menos de 20 anos a marcar em uma final de Copa – o brasileiro tinha 17 em 1958.

O bom goleiro Hugo Lloris ainda tentou “dar emoção ao jogo”, ao falhar feio e entregar um gol para Mandzukic, mas a pragmática equipe francesa não erraria novamente. A Croácia protagonizou uma das mais belas histórias da Copa mostrando que coração e suor também são importantes no futebol – além, claro, do talento de seus craques –, mas não foi páreo para uma França jovem e com sede de conquistas.

16 de julho de 2018: 10 anos da Lei do Piso Salarial Nacional


Os professores devem comemorar e continuar em luta pela sua aplicação

Cláudio Felix*

 

O dia 16 de julho de 2018 marca os 10 anos da lei 11.738.  A lei do piso, como é conhecida, significou a concretização de uma reivindicação de pelo menos 181 anos. A primeira vez que se tratou do tema no âmbito estatal foi com o decreto de 26 de julho de 1827 cujo objetivo era igualar a remuneração nacional docente.  Passado mais de um século, a pressão das organizações sindicais do magistério, associações, entidades e profissionais diversos resultou na inclusão de artigo específico sobre o tema na Constituição de 1988. Todavia, seriam necessários mais 20 anos de intensos embates até a sua assinatura pelo Presidente Lula.

A lei apresenta dois importantes avanços para a valorização do trabalho docente: a fixação de um valor para o piso nacional em todo o território nacional e a reserva de 2/3 da carga horária (hora-atividade) para que o profissional desenvolva estudos, prepare atividades, corrija avaliações, faça o acompanhamento de estudantes.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville (SINSEJ), em 10 anos o Piso Nacional evoluiu101,04%, enquanto que a inflação calculada pelo INPC foi de 54,45%.

Apesar da conquista, não são poucas as tentativas para burlar a aplicação efetiva da legislação. O não pagamento do valor base e o não cumprimento do direito a hora-atividade são bastante comuns nos Estados e Municípios. Por exemplo, em 2018, com o reajuste anual, o valor do piso passou a ser R$ 2.455,35. Todavia, apenas 15 Estados pagam o piso integralmente (AC, AM, AP, DF, GO, MG, MT, MS, PA, PI, RN, RR, RS, SC,SE) e 12 não pagam (AL, BA, CE, ES, MA, PB, PE, PR, RJ, RO, SP, TO) (www.pisosalarial.com.br).

Cigano vence Ivanov na luta principal do UFC Boise


Essa é a 19ª vitória da carreira do catarinense radicado na Bahia, que ainda soma cinco derrotas no cartel

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC / Getty Images
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC / Getty Images

 

Um ano e dois meses depois de perder a disputa do título dos pesados para Stipe Miocic e sofrer suspensão da USADA (agência antidoping americana) por uso de substâncias proibidas – mas que provou não ter culpa no caso de doping – o brasileiro Júnior Cigano derrotou o búlgaro Blagoy Ivanov, ex-campeão do WSOF, no UFC Boise, que aconteceu neste sábado (14).

Essa é a 19ª vitória da carreira do catarinense radicado na Bahia, que ainda soma cinco derrotas no cartel. São três vitórias nas últimas cinco lutas de Cigano, que ocupa atualmente o oitavo lugar no ranking da categoria peso-pesado.

“Fiquei muito tempo sem lutar, passei um ano parado, enfrentei o Miocic, depois passei mais um ano parado e enfrentei este cara muito duro. Obrigado Ivanov, você merece estar no UFC. Eu estarei ainda melhor na próxima”, disse o lutador.

Especial COPA: França bate Croácia por 4X2 e é bicampeã mundial


Especial Copa: A Grande Final


 Lucas Cirne
Lucas Gabriel Cirne
Depois de mais de um mês de euforia mundial e bola rolando nos gramados da Rússia, a Copa do Mundo chega ao fim na tarde deste 15/07/2018.

Em campo,para a disputa da grande final,duas seleções que chegaram até aqui pelos destaques individuais,mas,principalmente,pelo equilíbrio das suas equipes.

A França,que desde o início foi apontada como uma das favoritas, passou sem sustos por seu grupo,na fase inicial, e depois derrotou adversários respeitados,seja pela tradição das camisas, seja pelo bom futebol da sua geração.Argentina,Uruguai e Bélgica tombaram diante dos Blues.

Após um primeiro jogo sonolento contra a Austrália,o técnico Deschamps optou por modificar o formato da equipe e trocou duas peças específicas.Sairam Tolisso e Dembele para as entradas de Matuidi e Giroud,respectivamente.Alem da trinca de meio campo ter ganho mais qualidade,o ataque passou a ter uma referência para prender os zagueiros adversarios e dar mais liberdade aos velozes Griezmann e Mbappe.

O atacante do Paris é,inclusive,o grande destaque da seleção e um dos fortes candidatos a ser escolhido melhor da Copa.Com atuações brilhantes (como contra Peru e,especialmente Argentina) o jovem de 19 anos mostrou qualidade e maturidade suficientes para levar a sua seleção até a final.

Ao seu lado,como fundamentais nesta campanha,dois outros jogadores: o goleiro Loris e o monstruoso Kante. 

Enquanto o experiente arqueiro demonstrou segurança e qualidade em momentos decisivos, o volante foi,de longe,o mais perfeito jogador da competição no aspecto tático. Maior ladrão de bolas do torneio,Kante trabalhou como um verdadeiro "carregador de piano", de forma tão brilhante que se credenciou ao posto de melhor da Copa.

A França é isso: equilíbrio entre os setores,segurança no meio de campo e esperança nos rápidos e habilidosos pés de Griezmann e Mbappe.

Um time jovem,mas com camisa,qualidade e totais condições de alcançar o histórico campeonato mundial.

Na Croácia,por outro lado,tudo é festa.Nem o mais otimista dos torcedores acreditava em uma final antes do início do torneio,ainda que a geração seja extremamente qualificada.

Com uma zaga sólida e contando com o ótimo torneio do arqueiro Subasic, a Croácia garante a segurança defensiva necessária para que os astros do meio de campo possam brilhar.

E é justamente o tripé Ractic,Modric e Perisic que dá o tom deste time.

Dentre os três citados e impossível passar imune ao futebol apresentado por Modric.Com algumas atuações de encher os olhos,o meio campista do Real Madri não apenas chamou para si a responsabilidade de levar sua seleção à final da Copa,como brilhou individualmente,ditando ritmo da equipe. Não à toa,concorre ao título de melhor do torneio. 

Defesa quer barrar prorrogação de investigação contra Temer


O advogado Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que defende Michel Temer no âmbito do Inquérito Portos, no qual o emedebista é investigado pelo suposto recebimento de propinas por meio da edição e um decreto que teria beneficiado empresas do setor portuário, disse que pretende ingressar com uma ação para suspender as prorrogações das investigações solicitadas pela Polícia Federal.

“Vou fazer petição para que o Supremo não prorrogue mais o prazo do inquérito, algo que já aconteceu por três vezes”, disse Mariz em entrevista à jornalista Sonia Racy, da Coluna do Estadão. “Essas prorrogações são prova inequívoca de que as investigações não encontraram elementos aptos para fazer denúncia contra Temer. Do contrário, o inquérito já teria se encerrado”, completou. Temer já foi alvo de duas denúncias por corrupção feitas pela Procuradoria-Geral da República que foram arquivadas pela Câmara.

Ainda segundo o Estadão, o STF arquivou seis inquéritos nos últimos 30 dias por excesso de prazo ou por falta de provas contra os investigados.