ACM Neto decide expulsar ativista de direita Sara Winter do DEM


ACM Neto decide expulsar ativista de direita Sara Winter do DEM

Foto: Secom / PMS

Presidente nacional do Democratas, ACM Neto decidiu pela expulsão sumária da ativista de direita Sara Winter do partido. A informação é da revista Crusoé. O ato de expulsão deve ser publicado ainda nesta terça-feira.

A filiação de Sara ao DEM aconteceu em 2018, quando ela foi candidata à deputada federal. O partido a qual iria se filiar seria o PSL, que na época tinha o então candidato Jair Bolsonaro, mas um desentendimento com Flávio Bolsonaro fez com que Sara acabasse no DEM.

A ativista teve o aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para ingressar no partido. Ela recebeu R$ 25 mil do Diretório Nacional da sigla, mas teve pouco mais de 17 mil votos e não se elegeu.

Sara é uma das lideranças do movimento bolsonarista “300 do Brasil”. Alvo do inquérito das fake news, ela pode ser presa em breve por ter feito ameaças ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Entidades articulam maior geração de energia a partir de resíduos


Frente formada por associações setoriais será lançada nesta terça-feira (2)

Foto: Ambev/ Divulgação
Foto: Ambev/ Divulgação

 

Uma frente formada por quatro associações setoriais será lançada nesta terça-feira (2) para buscar soluções destinadas à ampliação do aproveitamento energético dos resíduos sólidos no Brasil. Assinarão remotamente o Acordo de Cooperação para Recuperação Energética de Resíduos a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), a Associação Brasileira de Empresas Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre), a Associação Brasileira do Biogás (ABiogás) e a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

O avanço da geração de energia a partir dos resíduos depende da erradicação dos lixões e sua substituição por aterros sanitários, o que já deveria ter acontecido segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Cerca de 41% dos resíduos coletados no país ainda são destinados a instalações inadequadas, onde não é possível o aproveitamento para geração de energia. A frente defende o fechamento de 3 mil lixões e o investimento público e privado em aterros sanitários regionais, que atendam a municípios vizinhos.

Segundo a frente empresarial, os 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos produzidos anualmente pelo Brasil têm potencial para gerar energia elétrica suficiente para abastecer o estado de Pernambuco, o que representa 3% do consumo nacional de eletricidade. Grande parte desse potencial não é aproveitado porque 7 milhões de toneladas sequer são coletadas, e quase 30 milhões vão parar em lixões.

Os dados são do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2018/2019, publicado pela Abrelpe. O diretor-presidente da associação, Carlos Silva Filho, explica que a frente vai buscar a superação de questões regulatórias e de compartilhamento de tecnologia, para aumentar a segurança jurídica e econômica do setor e permitir que ele cresça no pós-pandemia. “É uma tendência que tem sido observada nos demais países, em que justamente os setores ambientais, de infraestrutura e saneamento serão os que vão puxar a retomada dos investimentos pós-pandemia”.

Para o presidente da Abetre, Luiz Gonzaga, as dificuldades econômicas trazidas pela pandemia vão exigir maior participação do setor privado nos cerca de R$ 15 bilhões em investimentos que o setor vai requerer nos próximos 10 anos para promover a recuperação energética dos resíduos. Ele destaca que, além desse esforço, é preciso aprimorar a parte operacional dos aterros. “Aterros são equipamentos que duram 20 a 25 anos e, para isso, precisam de boa operação. Temos casos no Brasil em que o Poder Público construiu aterros, que, por falta de priorização de recursos, retornaram para a condição de lixões”.

Novo parque eólico vai investir R$ 76 milhões em Sobradinho


O município baiano de Sobradinho tem a previsão de receber investimentos privados de R$ 76 milhões com a implantação de um parque eólico. O protocolo de intenções com a empresa Pedra do Reino V foi assinado com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), na segunda-feira (1°). O parque terá capacidade instalada de 16 MWh/ano e deve gerar cerca de 200 empregos.

“Temos hoje 170 parques de energia eólica em funcionamento na Bahia e, juntos, foram responsáveis pela geração de 45,3 mil empregos diretos na fase de construção. Esse novo investimento no setor de energias renováveis vem provar que o segmento segue em expansão e a Bahia, líder nacional, segue sendo atrativa”, destaca o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

A empresa eólica pretende iniciar a implantação da unidade em um ano.

De acordo com a SDE, o estado foi responsável pela geração de 37,3% de toda a energia do país, por fonte eólica, em março deste>

Cerca de 11 milhões de brasileiros aguardam para receber o auxílio emergencial


Segundo a Caixa Econômica Federal, mais da metade da população brasileira se cadastrou para receber o benefício

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Cerca de 11 milhões de brasileiros ainda estão com o pedido do auxílio emergencial em análise ou reanálise. Segundo a Caixa Econômica Federal, mais metade da população se cadastrou para receber o benefício.

De acordo com o banco estatal, foram registrados quase 107 milhões de cadastros para o recebimento do auxílio, dos quais 42 milhões foram considerados inelegíveis. Cinco milhões estão em reanálise e outros cinco milhões estão no primeiro processo de avaliação.

O benefício do governo federal foi disponibilizado para trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais, intermitentes e toda a população de baixa renda.

Deputado que quebrou placa de Marielle sugere atirar em manifestantes antifascistas


Policial da reserva, conhecido por quebrar placa em homenagem a Marielle Franco e por ‘espionagem’ em guerra do PSL na Câmara, Daniel Silveira agora sugere que poderia atirar em manifestantes antifascistas; o animal vivo e por quanto tempo durar sua vegetação na Terra, jamais conseguirá qualquer notoriedade entre as pessoas de bom caráter

O deputado federal pelo PSL do Rio de Janeiro, Daniel Silveira, quebrou a placa de Marielle
O deputado federal pelo PSL do Rio de Janeiro, Daniel Silveira, quebrou a placa de Marielle

Assíduo nos últimos meses no Youtube, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) publicou uma sequência de vídeos, na última semana, criticando o que chama de “ativismo jurídico” e citando o artigo 142 da Constituição, interpretado por militantes bolsonaristas como abertura legal a uma intervenção militar. A reportagem é do jornal O Globo.

Silveira é um dos deputados aliados ao presidente Jair Bolsonaro que foram alvo de operação da Polícia Federal, no último dia 27, dentro do inquérito contra fake news e ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), relatado pelo ministro Alexandre de Moraes. No fim de semana, Silveira fez mais de uma transmissão ao vivo após uma manifestação no Rio, que opôs bolsonaristas a grupos pró-democracia, e sugeriu que poderia atirar em grupos antifascistas.

Punição ao ministro da Educação Abraham Weintraub


Signatário da representação feita à Procuradoria-Geral da República (PGR), o deputado Waldenor Pereira (PT-BA) defende que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, seja enquadrado por crime de responsabilidade. Ele teria cometido o crime durante reunião ministerial do dia 22 de abril, amplamente exibida em vídeo, quando chegou a defender a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
“Weintraub e os demais participantes mantiveram postura incompatível com os respectivos cargos públicos que ocupam. Mas o ministro da Educação teve uma atitude criminosa que exige uma resposta da justiça”, acusa Waldenor Pereira, que é coordenador-geral do Núcleo de Educação do PT no Congresso Nacional, que agrega deputados e senadores. Ele assina – junto com parlamentares do Cidadania, PCdoB, PT, PSOL, Rede, PDT, PSB, além dos líderes da Minoria e da Oposição na Câmara dos Deputados – o pedido protocolado no dia 26 de maio passado, na PGR.
De acordo com vídeo exibido em rede nacional de notícias e apontado na procuração como peça-chave do “crime” de Weintraub, no encontro do Palácio do Planalto o ministro defendeu a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O vídeo da reunião é parte do inquérito que apura se houve interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.
“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, afirmou Weintraub na reunião de 22 de abril registrada no vídeo exibido. O ministro chegou a comparar Brasília a um “cancro de corrupção, de privilégio”, reclamou de só levar “bordoada” e, ainda por cima, ser alvo de processo na Comissão de Ética da Presidência.
Para o deputado Waldenor, o vídeo todo “é um escárnio de um mau gosto e baixaria, condizente com este desgoverno que não respeita as instituições democráticas. E as afirmações do Abraham Weintraub são gravíssimas”. Por isso, ele mantém a expectativa de providências cabíveis dos procuradores da PGR, assim como os demais assinantes da representação.

Bahia é líder nacional na produção de 11 bens minerais


A Bahia lidera nacionalmente a produção de 11 bens minerais – Barita, Bentonita, Cromo, Diamante, Magnesita, Níquel, Quartzo, Salgema, Talco, Urânio e Vanádio. O estado encerrou o mês de abril com um aporte de R$ 7,9 milhões na arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) e R$ 482 milhões arrecadados com a Produção Mineral Baiana Comercializada (PMBC). Estes dados fazem parte do Informe Executivo de Mineração, divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), nesta Segunda-feira (1°).

“Os três principais bens minerais responsáveis por este resultado foram o Ouro, com 36% da exploração, nos municípios de Jacobina e Barrocas; o níquel, com 18% da exploração em Itagibá e; o Cobre, com 12% da exploração em Juazeiro. O nosso estado é uma verdadeira potência em bens minerais e isto tem forte impacto positivo na economia”, destaca o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Um dos destaques, no segmento empresarial, reportado no Informe de Mineração, é a Yamana Gold. A empresa, que possui uma mina subterrânea na cidade de Jacobina e é responsável por cerca de 1,4 mil empregos diretos e mais 700 indiretos no estado, anunciou a fase dois do seu projeto de expansão, com investimentos na ordem de R$ 300 milhões e conclusão prevista para o início de 2023.

Já o destaque entre municípios, Jacobina protagoniza o documento divulgado pela SDE. A cidade tem a lavra legalizada de Ouro e é uma das mais antigas do estado, com operação desde 1880. Além do ouro, o município produz agregados para construção civil, como areia e argila, e rochas ornamentais. No mês de abril, a PMBC do município foi de aproximadamente R$ 134 milhões e a CFEM gerada foi de quase R$ 2 milhões.

Ascom/SDE

Bolsonarista do “taco de beisebol” comemorou morte de Marisa Letícia em frente a hospital em 2017; intempestiva e feia


Maria Cristina Rocha, filmada com uma bandeira dos EUA e segurando um taco de beisebol ameaçando pessoas durante um protesto em São Paulo neste domingo (31), tem histórico de adesão de “pautas” de Jair Bolsonaro e coleciona protestos criminosos em atos vexatórios

Maria Cristina Rocha
Maria Cristina Rocha (Foto: Reprodução)

Plínio Teodoro, Revista Fórum – Escoltada por um policial militar após incitar manifestantes antifascistas na Avenida Paulista, em São Paulo, com um taco de beisebol neste domingo (31), a bolsonarista Maria Cristina Rocha tem um longo histórico de adesão de “pautas” de Jair Bolsonaro e coleciona protestos criminosos em atos vexatórios.

No dia 2 de fevereiro de 2017, Cristina Rocha foi à porta do Hospital Sírio Libanês, na capital paulista, para comemorar a morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia. Na ocasião, ela foi hostilizada por amigos e simpatizantes da esposa do ex-presidente Lula.

Segundo a reportagem, “militantes expulsaram a mulher do local aos gritos de “fascista” e “vagabunda” e jogaram água nela, que segurava um celular e supostamente teria feito selfies com a imprensa e com a militância”.

Leia a íntegra na Fórum.

Moro denuncia novo crime de Bolsonaro: ele queria promover rebelião armada contra prefeitos e governadores


O ex-ministro Sergio Moro fez uma denúncia gravíssima contra Jair Bolsonaro. Disse que ele pretendia flexibilizar o porte de armas para proteger milícias e facilitar uma guerra civil no Brasil, com rebeliões armadas contra prefeitos e governadores que defendem medidas de isolamento social

Bolsonaro está tão doido para se livrar de Moro quanto Moro para sair
Bolsonaro está tão doido para se livrar de Moro quanto Moro para sair

O ex-ministro Sergio Moro foi ao Twitter nesta manhã e fez uma denúncia gravíssima contra Jair Bolsonaro. Disse que ele pretendia facilitar o porte de armas para impulsionar rebeliões armadas contra prefeitos e governadores, abrindo espaço para uma guerra civil no Brasil. “Sobre políticas de flexibilização de posse e porte de armas, são medidas que podem ser legitimamente discutidas, mas não se pode pretender, como desejava o presidente, que sejam utilizadas para promover espécie de rebelião armada contra medidas sanitárias impostas por governadores e prefeitos, nem sendo igualmente recomendável que mecanismos de controle e rastreamento do uso dessas armas e munições sejam simplesmente revogados, já que há risco de desvio do armamento destinado à proteção do cidadão comum para beneficiar criminosos”, disse Moro.

Além de indicar a proteção às milícias, Moro afirmou também que “a revogação pura e simples desses mecanismos de controle não é medida responsável”. Confira seu post:

Sergio Moro

@SF_Moro

Algumas verdades necessárias.

Ver imagem no Twitter
6.010 pessoas estão falando sobre isso

Com 30 leitos, Hospital Amec será inaugurado na próxima quinta-feira (4) para atendimento de covid-19 na região sul da Bahia


Para reforçar o combate à pandemia de covid-19 na região sul da Bahia, o Hospital Amec, localizado no município de Camacã, será reaberto na próxima quinta-feira (4). Com estrutura para 30 leitos, a unidade será exclusiva para atendimento a pacientes com quadro suspeito ou infectada pelo novo coronavírus (Covid-19), atendendo o território do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (Cima), que abrange os municípios de Arataca, Camacã, Canavieiras, Jussari, Itaju do Colônia, Mascote, Pau Brasil, Santa Luzia, São José da Vitória e Una.

O Amec estava fechado há oito anos e foi 100% recuperado num período de 45 dias para receber os pacientes que precisam de atendimento de média e alta complexidade. “É uma unidade que vai dar uma assistência muito importante para os municípios do território do Cima, funcionando como pronto atendimento para pacientes com suspeita de covid-19 em toda a região. Possui uma estrutura com laboratório, raio-x, eletrocardiograma, câmara de desinfecção, dois ventiladores pulmonares e dois monitores multiparamétricos”, afirma o secretário da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas Boas.

Com capacidade para 70 atendimentos por dia, o centro funcionará 24 horas por dia com uma equipe formada por profissionais das áreas de saúde e administração, entre eles enfermeiros, médicos, agentes de higienização, nutricionistas, farmacêuticos e pessoal de almoxarifado. Dos 30 leitos, 12 são de observação, 16 de enfermaria para internamento e duas unidades de urgência com respirador e monitor.

De acordo com o superintendente médico do Amec, Dr. Almir Gonçalves, a unidade irá receber e estabilizar os pacientes com sintomas prioritários e febre, tosse, falta de ar e dor de garganta. “Os que evoluírem para intubação também poderão ser atendidos na unidade e, posteriormente, serão regulados pela Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do estado da Bahia para um dos hospitais de referência na capital, após serem estabilizados”, afirmou.

Desde o início da pandemia na Bahia foram abertos mais de 1.700 leitos em todo o estado, sendo a maioria no interior. Ao todo, a estrutura que está sendo implantada pelo Governo do Estado para o enfrentamento ao novo coronavírus conta com 1.428 leitos na capital e 1.257 leitos no interior. Para atender pacientes de baixa complexidade, que não tenham coronavírus, 285 leitos estão sendo instalados e 70 Unidades Pronto Atendimento (UPAs) irão realizar a classificação, manejo clínico, estabilização do paciente e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade.

Chefe de gabinete de senador é nomeado como presidente do FNDE


Foi publicada também a exoneração da antiga presidente do FNDE, Karine Silva dos Santos

Foto: Divulgação/FNDE
Foto: Divulgação/FNDE

 

O chefe de gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI), Marcelo Lopes da Ponte, foi nomeado pelo governo de Jair Bolsonaro como novo presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A nomeação, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (1º), foi assinada pelo ministro da Casa Civil, Braga Netto.

Segundo o portal G1, foi publicada também a exoneração da antiga presidente do FNDE, Karine Silva dos Santos.

Nas últimas semanas, o presidente Bolsonaro passou a negociar cargos do governo com partidos da Câmara, em especial com os que fazem parte do Centrão. Cargos-chave em órgãos como o FNDE e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) foram entregue a nomes indicados pelo grupo.

Conheça os números do coronavírus no Brasil e no mundo


Acompanhe os números da covid-19 no Poder360Poder360

Poder360 publica diariamente 1 relatório sobre a trajetória do coronavírus no Brasil e no mundo. Eis os dados do início desta 2ª feira (1.jun.2020).

NÚMEROS NO BRASIL

  • casos – 514.849 (+16.409 em 1 dia);
  • mortes – 29.314 (+480 em 1 dia);
  • recuperados – 206.555 (+5.663 em 1 dia).

MÉDIA MÓVEL DOS ÚLTIMOS 7 DIAS

Os 2 gráficos a seguir mostram a média móvel dos últimos 7 dias de mortes e de novos casos diários. As curvas matizam eventuais variações abruptas.

CAUSA MORTIS

A doença covid-19 passou a ser a principal causadora de mortes em 1 maio típico no país, quando considerada a média desse mês no período de 2014 a 2018, últimos 5 anos com dados disponíveis.

COVID-19 NO MUNDO

Até as 22h de domingo, havia 6.262.406 infectados e 373.848 mortes em todo o planeta.

CAUSA MORTIS NOS EUA

País com o maior número de mortes pela pandemia (106.176 até domingo), o coronavírus foi a 3ª maior causa de mortalidade. É uma redução em relação ao número de abril,  58.760, quando a doença foi a maior causa das mortes.

VACINAS

O mundo corre contra o tempo para desenvolver uma vacina contra a covid-19. A previsão é que fique pronta para aplicação em massa só em 2021 (em 2020 pode haver doses em quantidades limitadas).

Conheça as 10 vacinas contra o vírus que iniciaram testes em humanos e quando cada uma das fases foi iniciada.

Saiba quanto tempo demorou para a elaboração da vacina de outras doenças:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Poder360 destaca fatos sobre o coronavírus nos países onde há maior número de infectados: