cadáver não é de Adriano’, diz Secretaria de Segurança da Bahia sobre vídeo exibido por Flávio Bolsonaro


O secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, afirmou que o cadáver exibido no Twitter na manhã dessa terça-feira (18) por Flávio Bolsonaro não é o do miliciano Adriano da Nobrega. Ele disse: “as imagens não foram feitas nas instalações oficiais do instituto médico legal”

Cadáver não é de Adriano.
Cadáver não é de Adriano. (Foto: Beto Barata/Agência Senado)

Barbosa salientou: “a Secretaria da Segurança Pública da Bahia vai continuar com aquilo que nós começamos a fazer desde antes mesmo do dia do fato, que é o auxílio que nós prestamos à operação do Rio de Janeiro. [Vamos], agir com a máxima transparência, com a máxima intenção de ajudar instituições como o Ministério Público e a Justiça, e não trazer confusões e nem teorias políticas a respeito de um trabalho eminentemente policial.”

O secretário ainda afirmou que “as imagens não foram feitas nas instalações oficiais do instituto médico legal. Então nós temos a clara convicção de que isso é para trazer algum tipo de dúvida, de questionamento, a um trabalho que ainda não foi concluído. Eu reforço aqui o posicionamento das nossas instituições, a transparência com que estamos agindo e não vamos deixar que, por uma questão política, ou por qualquer outro motivo, qualquer outro interesse que esteja por trás disso tudo, venham trazer qualquer tipo de questionamento prévio, sem antes termos a conclusão da nossa investigação, das nossas perícias, e que o Ministério Público e a Justiça se posicionem quanto a isso”.

Barbosa ainda acrescentou: “nós temos ainda um prazo para concluir a nossa investigação. Nós fomos instados a comentar o resultado da perícia, e foi claramente indicado pelo perito que não havia sinais de execução, nem sinais de tortura no corpo que foi avaliado”. Segundo ele, ainda há outras perícias a serem realizadas e outras pessoas estão sendo ouvidas pela autoridade policial. “O que nós queremos é dar continuidade ao trabalho sério de investigação que a nossa polícia já faz, sem nenhum tipo de indagação ou questionamento prévio antes da conclusão da autoridade policial”

Leia mais aqui, no site DCM.

O secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, afirmou que o cadáver exibido no Twitter na manhã desta terça-feira (18) por Flávio Bolsonaro não é o do miliciano Adriano da Nobrega. Ele disse: “as imagens não foram feitas nas instalações oficiais do instituto médico legal.”

Em Banzaê, Rui inaugura estádio e obras de infraestrutura


O governador Rui Costa visitou o município de Banzaê, no nordeste do estado, onde inaugurou a reforma do Estádio Municipal e a pavimentação de diversas ruas dos povoados Camarão, Tamburil e Campo do Brito, na manhã deste sábado (15). A agenda contemplou também a entrega de ambulâncias para cidades da região e autorizações para novas obras.

A reforma do Estádio Municipal, compromisso assumido pelo governador em visita anterior a Banzaê, foi realizada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre), em conjunto com a Prefeitura, a partir de um investimento R$ 1,2 milhão. A obra incluiu implantação de grama sintética, construção de arquibancada com acessibilidade, bilheteria, estrutura para arbitragem e instalações elétricas.

“São muitos investimentos aqui em Banzaê. Um estádio belíssimo, com R$ 1,2 milhão em investimento, iluminação em led, grama sintética e arquibancada. Que saiam bons jogadores e jogadoras daqui. E temos também investimentos no Bahia Produtiva, em abastecimento de água e a entrega de ambulâncias e caçambas”, afirmou Rui.

A pavimentação das ruas dos povoados foi executada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), novamente em parceria com a Prefeitura. Feita em paralelepípedo com drenagem superficial, a obra é resultado de investimento da ordem de R$ 692 mil. Na oportunidade, o Consórcio Intermunicipal do Semiárido Nordeste II (Cisan) recebeu três caminhões basculante (caçambas), por conta da atuação das secretarias estaduais de Desenvolvimento Rural (SDR) e Agricultura (Seagri). Juntos, os veículos representam um investimento superior a R$ 630 mil.

Foram entregues ainda mais de mil metros de tubos e um reservatório, que vão ampliar a oferta de água nas comunidades de Massaranduba e Mirorós. O material, garantido pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (Sihs), custou cerca de R$ 17 mil.

Na área da saúde, os municípios de Banzaê, Cícero Dantas, Euclides da Cunha, Glória, Ribeira do Pombal e Tucano receberam seis ambulâncias do tipo van. O governador também participou da entrega da reforma da Escola Municipal Abraão Souza Gama, no povoado de Queimada Grande.

Assinaturas

Além das obras entregues, Rui assinou uma série de autorizações e celebrou diversos convênios em ato na Praça Valmir Matos. Uma delas delas é a ordem de serviço para construção de sistemas integrados de abastecimento de água nas localidades de Raso da Jitirana, Jitirana e Bonlucrá, no valor de R$ 400 mil.

As secretarias estaduais de Planejamento (Seplan) e de Desenvolvimento Rural (SDR) foram autorizadas a celebrar convênios de estruturação com o Cisan, permitindo a oferta de assistência técnica e financeira aos integrantes da entidade. Os serviços preveem recursos de R$ 2 milhões.

A SDR ainda celebrou outros três convênios, no âmbito do Projeto Bahia Produtiva, com as associações comunitárias Indígena Raul Valério de Oliveira, Kiriri Santo André de Marcacão e Kiriri da Aldeia Pau Ferro.

‘Projeto modelo de irrigação em Barra vai integrar educação, agronegócios e desenvolvimento’, diz Leão


O projeto para implantação de uma Fazenda Escola Modelo, para desenvolver técnicas agrícolas dentro do Colégio Estadual de Educação Profissional (CEEP) Águas de Barra, no município de Barra, no médio São Francisco baiano, está em estágio avançado. O vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico, esteve no local na segunda-feira (17) e terça-feira (18), com empresários do agronegócio do Oeste, que serão parceiros da iniciativa.

“Este projeto modelo vai ajudar inclusive o desenvolvimento do Polo Bioenergético e Sucroalcooleiro aqui na região. Ocorrerá dentro da escola técnica, com o apoio da Universidade Federal do Oeste Baiano (Ufob), que possui cursos de agronomia e veterinária, e com a parceria de grandes produtores do Vale do São Francisco, como a Agrovale, Miolo e Grand Valle, e do Oeste, como a AIBA e a ABAPA”, afirma Leão.

O projeto de irrigação conta com 100 hectares que serão divididos para o plantio de cana-de-açúcar, capim, grãos como soja, milho, feijão e algodão, e de frutas a exemplo uva, manga, banana, acerola, cacau, goiaba e caju. Além do cultivo, haverá a parte agroindustrial, com unidades destinadas ao processamento frutífero, usina de açúcar e etanol e vinícola para produção de vinhos, sucos e espumantes.

“Entendo ser possível desenvolver o município com a competência técnica de cada aluno daqui. Temos uma missão aqui, porque vivemos o agronegócio todos os dias, viemos conhecer o projeto da CEEP e confesso que vejo a Barra com um futuro promissor muito grande, pois tem potencial para produção agrícola e pecuária”, projeta Moisés Schmidt, vice-presidente da Associação de Agricultores e Irritantes da Bahia (Aiba) e presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras.

Para o professor Jairo Magalhães Jr, diretor do campus da UFOB na Barra, se os estudantes da CEEP e da universidade abraçarem o projeto, haverá bons resultados. “Assim colheremos frutos para o município. Vamos deslanchar, com velocidade, todo potencial da cidade”, declara.

De acordo com o vice-governador, o a fazenda modelo tem o propósito de contribuir com a formação prática dos estudantes de Barra e região, integrar as cadeias produtivas e promover o empreendedorismo de forma sustentável e por meio de manejos sustentáveis. A SDE, Secretaria de Agricultura e Secretaria de Educação são parceiras no projeto de irrigação. A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (ABAPA), a Euroeste e o Grupo Paranhos também são apoiadores desta ação de desenvolvimento regional.

Preconceito contra pobres tem viés anticapitalista


Paulo Guedes mencionou relação entre dólar baixo e empregada doméstica na Disney durante palestra em BrasíliaDivulgação

Afrase em que o ministro Paulo Guedes lamenta a possibilidade que houve no passado do dólar barato de tantas pessoas, incluindo até empregadas domésticas, viajarem para a Disneylândia, traz alguns significados sobre a sociedade brasileira.

Em 1º lugar, porém, é necessário destacar o que a declaração não significa, em contraponto ao que tanto se comentou depois das palavras do ministro. É razoável a hipótese de que isso não prejudicará as negociações das propostas que ele apresentou ao Congresso Nacional, como a PEC da emergência fiscal.

Deputados e senadores tomam decisões de acordo com a avaliação que terão seus eleitores. Incentivos e resistências para apoiar as propostas do governo não mudam com a frase do governo sobre o dólar e as domésticas.

Uma ressalva necessária: outra declaração de Guedes, em que usou o termo “parasitas” para se referir a parte dos funcionários públicos, tem efeito diverso. Repercutiu entre as corporações de servidores, que são fortes e conseguiram com isso arregimentar maior resistência à ideia de uma reforma administrativa. Isso ajudou pouco a empacar a finalização da proposta pelo Executivo.

Outra hipótese razoável é que a frase de Guedes não tenha tido repercussão significativa entre os brasileiros de renda mais baixa. Isso só poderia ser aferido de fato por uma pesquisa de opinião. Mas não há notícias de que as pessoas tenham comentado a frase de Guedes nas ruas, no transporte público, nos estádios de futebol.

Aqui cabe também uma ressalva: embora não tenha repercutido de forma mais ampla na sociedade, a frase poderá vir a ser usada, por exemplo, na campanha das eleições de 2022. Daí a preocupação de várias pessoas do governo com o que foi dito.

O maior impacto da frase de Guedes foi entre pessoas dos estratos de renda mais alta, especialmente entre a classe média urbana. E não adianta o ministro negar: a frase denota, sim, desdém aos mais pobres. O preconceito social grassa no país. Inclusive entre algumas das pessoas que criticaram Guedes. É frequente acharmos uma Geni no meio político para expiar as nossas mazelas. Trata-se de solução obviamente enganosa.

O Brasil foi o país que recebeu o maior fluxo de escravos africanos do século 16 ao 19. Foi o último das Américas a colocá-los em liberdade, em 1888. Tem, até hoje, as marcas disso. A disparidade de renda está entre as piores do planeta. Tudo isso segue entranhado na sociedade brasileira. Quantas pessoas falam reservadamente, ou no mínimo pensam, o que Guedes disse em público.

Pode-se olhar para o preconceito em relação aos pobres sob muitos aspectos, como o da injustiça. O fato é que é também 1 problema econômico. Trata-se de algo essencialmente anticapitalista. Henry Ford decidiu, no começo do século passado, fazer carros para serem vendidos aos próprios operários e a seus familiares. Isso fez as vendas crescerem de forma exponencial. O foco do consumo universal ajudou a fazer dos EUA a maior potência econômica global.

Há muito o que melhorar para que o Brasil consiga alcançar altas taxas de crescimento econômico por longo período, incluindo a elevar a qualidade da educação e a produtividade. Acabar com a clivagem social não é algo que se deva esperar somente para o dia em que o país alcançar alto nível de desenvolvimento. É uma etapa para chegar lá.

Secretaria da Segurança Pública da Bahia desmente falsas acusações levantadas por vídeo de origem duvidosa


O secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, rechaçou as acusações feitas a partir de um vídeo que circula na Internet, onde um corpo é apresentado como se fosse do miliciano Adriano da Nóbrega, morto em confronto. Segundo o secretário, “a Secretaria da Segurança Pública da Bahia vai continuar com aquilo que nós começamos a fazer desde antes mesmo do dia do fato, que é o auxílio que nós prestamos à operação do Rio de Janeiro. [Vamos] agir com a máxima transparência, com a máxima intenção de ajudar instituições como o Ministério Público e a Justiça, e não trazer confusões e nem teorias políticas a respeito de um trabalho eminentemente policial”.

Barbosa destacou que o vídeo divulgado nas redes não é reconhecido como autêntico pela perícia baiana ou pela perícia do Rio de Janeiro. “As imagens não foram feitas nas instalações oficiais do Instituto Médico Legal. Então, nós temos a clara convicção de que isso é para trazer algum tipo de dúvida, de questionamento, a um trabalho que ainda não foi concluído. Eu reforço aqui o posicionamento das nossas instituições, a transparência com que estamos agindo e não vamos deixar que, por uma questão política, ou por qualquer outro motivo, qualquer outro interesse que esteja por trás disso tudo, venham trazer qualquer tipo de questionamento prévio, sem antes termos a conclusão da nossa investigação, das nossas perícias, e que o Ministério Público e a Justiça se posicionem quanto a isso”.

O secretário também ressaltou a necessidade de se resguardar a honra das instituições, Polícia Militar e do Instituto de Perícia Técnica, que vêm fazendo o respectivo trabalho. “Nós temos ainda um prazo para concluir a nossa investigação. Nós fomos instados a comentar o resultado da perícia, e foi claramente indicado pelo perito que não havia sinais de execução, nem sinais de tortura no corpo que foi avaliado”. Segundo ele, ainda há outras perícias a serem realizadas e outras pessoas estão sendo ouvidas pela autoridade policial. “O que nós queremos é dar continuidade ao trabalho sério de investigação que a nossa polícia já faz, sem nenhum tipo de indagação ou questionamento prévio antes da conclusão da autoridade policial”.

A posição do perito legista

O perito médico legista e diretor do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), Mário Câmara, disse que foi surpreendido com essas imagens que estão circulando na internet e afirmou que não é possível analisar um vídeo que não foi autenticado pela perícia. “Não sabemos se foi adulterado, onde foi feito, não sabemos se o corpo é realmente do senhor Adriano. Então não faremos comentários sobre o vídeo. O que eu posso dizer, é reiterar que o laudo pericial foi feito por um perito médico legal especialista na área, com formação e balística, muito experiente em casos como este”.

Segundo Mário Câmara, o caso de Adriano não é tecnicamente difícil. “O laudo pericial descreve exatamente os orifícios de entrada, os orifícios de saída, a trajetória dos projéteis, a angulação, não há nenhum sinal de tortura no corpo, não há sinal, no corpo, de execução. Há sinais sim, pela angulação dos projéteis, de um confronto com a polícia. Agora é preciso complementar com outros laudos, com a investigação policial. Essa história toda, essas filmagens que estão aparecendo, não são técnicas, são argumentações de leigos que nos ofendem bastante”.

O diretor do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML) destaca que a instituição tem mais de um século de existência e foi o primeiro instituto médico legal do Brasil. “Daqui saíram os especialistas que formaram a medicina legal em São Paulo, no Rio de Janeiro. Todos os nossos peritos são pós-graduados, têm mestrado, doutorado, não é gente que não tem experiência no assunto. Ninguém tem mais experiência para fazer esse tipo de procedimento do que o perito médico legista. Então, nós estamos seguros do que nós fizemos e responderemos perante o juiz como sempre fizemos, vamos esclarecer ao juízo eventuais dúvidas que por acaso apareçam”. Assista ao vídeo com as declarações do secretário e do diretor do IML: https://www.youtube.com/watch?v=AkFo8lYGvS4&feature=youtu.be

Adolescente de 17 anos grava assédio de motorista da Uber no RS; vídeo


Motorista, identificado apenas como André, diz que a garota não aparenta ter menos de 14 anos e, por isso, não seria “incapaz”

Redação
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

 

Uma adolescente de 17 anos da cidade de Porto Alegre postou um vídeo no Instagram em que mostra o momento em que é assediada por um motorista de Uber durante uma viagem que ela fazia na capital do Rio Grande do Sul.

De acordo com a revista Marie Claire, a conta do homem foi banida do aplicativo após a denúncia, segundo a Uber.

O motorista, identificado apenas como André, diz que a garota não aparenta ter menos de 14 anos e, por isso, não seria “incapaz”. “Não é problema igual. Seria um problema se tu tivesse 13 anos. Eu acho que tu não tem 13 anos. Aí seria uma menor incapaz. De 14 anos para cima tu já é responsável”, afirmou o homem.

Ao dizer que namoraria a menina se ela não tivesse namorado, a vítima pondera que ele teria idade para ser pai dela. No entanto, André diz: “Não sou teu pai. Eu faria coisas que o teu pai não faria”.

A Uber se posicionou por meio e afirmou à Marie Claire que repudia qualquer tipo de violência contra a mulher e que baniu a conta do motorista do aplicativo.

“A empresa defende que as mulheres têm o direito de ir e vir da maneira que quiserem e têm o direito de fazer isso em um ambiente seguro. Todas as viagens com a plataforma são registradas por GPS. Isso permite que em caso de incidentes nossa equipe especializada possa dar o suporte necessário, sabendo quem foi o motorista parceiro e o usuário, seus históricos e qual o trajeto realizado”, diz a nota.

“A Uber também realiza rechecagens periódicas dos motoristas já aprovados pelo menos uma vez a cada 12 meses. Desde 2018, a empresa tem um compromisso público para enfrentamento à violência contra a mulher no Brasil, materializado no investimento em projetos elaborados em parceria com entidades que são referência no assunto, que inclui campanhas contra o assédio e podcast para motoristas parceiros sobre violência contra a mulher, entre outras ações. Em novembro, a Uber anunciou um investimento de R$ 5 milhões para continuidade desse compromisso ao longo dos próximos anos”, afirma.

 

Detran-BA intensifica ações da Operação Lei Seca no Carnaval


Nos dias de folia em Salvador, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) vai promover a campanha de conscientização “Carnaval é mistura, mas a Lei é Seca”, com o reforço na fiscalização de condutores e veículos. As blitzes de alcoolemia serão intensificadas e terão a participação da Polícia Militar. A programação prevê também a realização do teste do bafômetro em condutores de trios elétricos, nas entradas e saídas dos circuitos.

Durante o Carnaval, o Detran-BA irá funcionar em postos instalados no Campo Grande, Barra e Ondina, para a avaliação técnica dos trios e conferência da documentação dos condutores e caminhões. O órgão ainda terá uma equipe de plantão 24 horas, no Centro de Operações e Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP), onde será feito o monitoramento das ocorrências no tráfego.

No período da festa, os serviços de habilitação e veículos estarão disponíveis exclusivamente na Rede SAC. Os horários especiais de funcionamento poderão ser consultados no portal www.sac.ba.gov.br. Já a liberação de veículos removidos pela fiscalização será feita diretamente no pátio credenciado ao Detran-BA, na avenida Barros Reis, mediante o pagamento de taxas.

Marinha divulga edital de concurso para Soldado Fuzileiro Naval com 960 vagas


O candidato deve ter nível médio completo e idade entre 18 e 21 anos em 1º de janeiro de 2021

Estarão abertas, no período de 19/02 a 20/03/20, as inscrições para o Concurso Público de Admissão ao Curso de Formação de Soldado do Corpo de Fuzileiros Navais, para 2021.

Além de outros requisitos, o candidato deverá ser brasileiro nato, do sexo masculino, ter mais de 18 anos e menos de 21 anos, em 01/01/2021, e ter concluído o ensino médio.

São 960 vagas, sendo 44 vagas destinadas àqueles que optarem por servir em Salvador, após o curso de formação.

As inscrições poderão ser realizadas no site www.marinha.mil.br/cgcfn/, onde também poderá ser encontrado o edital com as informações completas ou no Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador-Avenida da França nº 1300 – Comércio Salvador-BA, CEP: 40010-000, tel: (71) 3415-2689 ou (71) 3507-3815.

A taxa de inscrição é de R$25,00.

A primeira etapa do concurso consiste em um exame de escolaridade, com provas de Português e Matemática. Os aprovados na etapa inicial passarão ainda por verificação de dados biográficos e documentos, teste psicológico, inspeção de saúde e teste de suficiência física.

O candidato aprovado realizará o Curso de Formação, em regime de internato, com a duração de 17 semanas, no Rio de Janeiro ou Brasília.

Durante o curso, além de serem proporcionadas alimentação, uniforme e assistência médico-odontológica, o candidato perceberá remuneração atinente à sua graduação, como ajuda de custo para suas despesas pessoais.

SERVIÇO:

Concurso Público de Nível Médio: Curso de Formação de Soldado Fuzileiro Naval

Inscrição: a 19/02 a 20/03/20.

Valor: R$ 25,00.

Informações: www.ingressonamarinha.mar.mil.br ou (71) 3507-3825.

67% dos novos empreendimentos vão para o interior, aponta SDE


Balanço de interiorização contempla protocolos assinados em 2019 e devem gerar 10,4 mil empregos

A interiorização dos investimentos tem sido uma prioridade para o governo baiano. Dos 120 novos protocolos de intenções assinados em 2019, entre o Governo do Estado e investidores, para a implantação e ampliação de empresas, 39 foram celebrados no território de identidade Metropolitano de Salvador, região altamente industrializada, e 81 destinaram-se à investimentos em praticamente todas as regiões do Estado. Para a SDE, isto demonstra forte interiorização dos investimentos, que preveem um montante total de mais de R$ 8,8 bilhões, com geração prevista de 10,4 mil postos de trabalho.

“Estamos cuidando do interior e trabalhando duro na atração de novas empresas e ampliação das já existentes. Nossa prioridade, no momento, é a implantação de projetos de geração de bioenergia (etanol) no Médio São Francisco, com perspectiva de geração de mais de 30 mil empregos em 10 anos. Quando os investimentos forem implementados, eles irão se traduzir em empregos, renda e desenvolvimento para os municípios”, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Sertão do São Francisco, território formado por 10 municípios, entre eles Casa Nova, Juazeiro, Sento Sé e Sobradinho, ficará com 23,4%, o maior volume de investimentos previstos. Chapada Diamantina vem em seguida com 15,7% e Piemonte Norte do Itapicuru, em terceiro, com 15,3%. Metropolitano de Salvador está em quarto lugar, com 9,7% dos investimentos, mas é o território com a maior geração de empregos previstos com um total de 2,8 mil. O território do Velho Chico vem logo em seguida, com a fatia de 1,9 mil empregos previstos. Energias Renováveis é o segmento que se destaca nos três territórios que ficaram com a maior fatia de investimentos. Alimentício e Calçados são os outros dois destaques.

Atração de investimentos

“Nossa política de atração é movida por muito trabalho e investimentos. Somos transparentes e mostramos às empresas a capacidade da Bahia em receber novos empreendimentos. Só ano passado, foram investidos mais de R$ 2 bilhões em projetos estruturantes, tanto em mobilidade urbana quanto em infraestrutura logística. Garantimos um ambiente de negócios saudável, temos regras claras, cumprimos tudo o que é acertado e garantimos aos empresários que encontrarão no estado um parceiro”, afirma Paulo Guimarães, superintendente de Atração de Investimentos e Fomento ao Desenvolvimento Econômico da SDE.

Uma vez atraído, o investimento é acompanhado pela superintendência de Desenvolvimento e Monitoramento de Empreendimentos, que monitora a implantação, operação e ampliação das empresas, além de oferecer suporte aos empresários. “Em 2019, foram mais de 300 demandas articuladas junto aos entes públicos e privados sobre questões referentes à infraestrutura, obtenção de financiamento e licenciamento ambiental, ações necessárias para implantação, modernização, manutenção e expansão de empreendimentos no Estado”, explica o superintendente Deraldo Carlos.

Jucimara Rodrigues, superintendente de Gestão Patrimonial para o Desenvolvimento Produtivo, chama atenção para os distritos industriais: “A secretaria dispõe de áreas, espalhadas pelo interior da Bahia, para receber os empreendimentos atraídos e seguir incentivando a descentralização do desenvolvimento do Estado.

Vitória da Conquista recebe veículos para ação do Corpo de Bombeiros


Mais 24 ônibus escolares, 34 ambulâncias e 30 viaturas para o Corpo de Bombeiros foram entregues, na manhã desta terça-feira (18), pelo governador Rui Costa. Dentre as diversas localidades beneficiadas, Vitória da Conquista foi contemplada com um caminhão e uma ambulância de resgate para o grupamento local do Corpo de Bombeiros, o que foi comemorado pelo deputado estadual Zé Raimundo, ao participar da cerimônia no estacionamento da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

“Os nossos mandatos, o meu e o do deputado federal Waldenor Pereira, têm ajudado muito a segurança pública em Vitória da Conquista, destinando emendas para a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros e a construção de um centro esportivo para a Polícia Militar no município. Com isso, confirmamos o nosso compromisso de apoiar a infraestrutura da segurança pública em nossa cidade, que brevemente receberá também equipamentos para socorros de lagoas”, avaliou Zé Raimundo, que parabenizou o governador por mais esta ação envolvendo um toral de investimentos de mais de R$ 15,7 milhões, conforme informou a sua assessoria.

Rui: em março, todos os partidos devem colocar o bloco na rua, inclusive o PT


Governador disse ao bahia.ba que continua conversando com os partidos de sua base visando a eleição em Salvador

Foto: Reprodução / Instagram
Foto: Reprodução / Instagram

 

O governador Rui Costa (PT) diz acreditar que a partir de março os pré-candidatos a prefeito de Salvador “devem colocar o bloco da rua”, incluindo o PT.

Escolhida pelo próprio governador, a major Denice Santiago deve ser a postulante petista no pleito municipal de outubro. Rui tem afirmado que sua base deve ter três candidatos ao Palácio Thomé de Souza.

“Eu continuo conversando com os partidos, inclusive com o PT. Acredito que em março todos os partidos devem colocar os pré-candidatos e seus blocos na rua. Isso em Salvador e nas cidades do interior do Estado”, ressaltou em entrevista ao bahia.ba.

Coleta de sangue em Shopping de Vitória da Conquista atrai novos doadores


Em ritmo carnavalesco, a unidade da Hemoba em Vitória da Conquista realizou com o Shopping Conquista Sul e a Clinica Saúde Center a campanha de coleta de sangue “Ô abre alas que eu quero doar”. A ação realizada entre os dias 12 e 14 de fevereiro teve como objetivo oferecer para a população mais um local para doação facilitando o acesso para os voluntários. De acordo com a assistente social da Hemoba, Maísa Magalhães, a campanha trouxe 129 candidatos, sendo que mais de 80% do público doou sangue pela primeira vez. “Tivemos uma campanha exitosa, conseguimos conquistar novos doadores e com o bom índice de comparecimento melhoramos nossos estoques. Esperamos que estas novas pessoas sensibilizadas continuem realizando o ato solidário”.

Para Ana Claudite, coordenadora de marketing do Shopping Conquista Sul, o sucesso da campanha é fruto da dedicação dos parceiros e da solidariedade da população conquistense. “Agradecemos e parabenizamos a todos envolvidos. O shopping Conquista Sul e a Clínica Saúde Center abraçaram o compromisso em receber esta ação por acreditar na importância da causa. Nosso objetivo foi facilitar o acesso das pessoas que querem ser doadoras, mas com a correria diária não conseguem se deslocar até os serviços de coleta. Ficamos felizes com o resultado e sentimos que o nosso objetivo foi cumprido”.

O cirurgião dentista Caio Maia, de 31 anos, relata que a última vez que doou sangue ainda estava na faculdade e aproveitou a oportunidade para voltar a ser doador. “Com o passar dos anos comecei a entender com mais humanidade a importância da doação de sangue. Aproveitei a momento para doar e enquanto puder vou continuar. Assumi esta causa para minha vida.” Relata o doador.