Brasil tem 561 mortes e 16.641 casos de covid-19 em 24 horas; Vitória da Conquista tem 63 mortos


Total de 94.665 vítimas

São 2.750.318 infectados

Conheça situação dos Estados

Movimentação em hospital do Distrito Federal durante o surto de covid-19Sérgio Lima/Poder360 – 29.jun.2020

O Brasil registrou em 24 horas mais 16.641 casos de covid-19, e o número total de infectados pelo coronavírus chegou a 2.750.318. Os dados foram atualizados às 18h30 desta 2ª feira (3.ago.2020) pelo Ministério da Saúde.

Foram notificadas 561 mortes desde o dia anterior. O total subiu para 94.665.

O Acre se tornou o último Estado a ultrapassar a marca dos 20.000 diagnósticos da doença.

O Ministério da Saúde estima que 1,9 milhão de pessoas que contraíram a doença já se recuperaram. Outras 743,3 mil estão em acompanhamento.

O Brasil é o 2º país do mundo com mais mortes e mais casos de covid-19. Só os Estados Unidos, com 4,8 milhões de infectados e 158,8 mil mortes, têm números maiores.

O 1º caso de covid-19 no país foi registrado em 26 de fevereiro de 2020. A 1ª morte, em 12 de março de 2020.

MORTES

Das 561 mortes notificadas em 24 horas, 278 foram confirmadas nos últimos 3 dias. O Ministério da Saúde ainda não divulga diariamente as mortes por data de ocorrência, conforme anunciado na 1ª quinzena de junho pelo ministro interino Eduardo Pazuello.

A região Norte tem menos de 100 mortes diárias por covid-19 há 12 dias.

O número de mortes por data real de ocorrência é atualizado semanalmente. De acordo com o boletim mais recente, 14 de maio permanece como o dia com mais mortes pela doença: 1.098 já confirmadas.

Outros 3.578 óbitos permanecem em investigação para determinar se a causa foi o novo coronavírus.

DIAGNÓSTICOS

O país tem mais de 20.000 casos diários de covid-19 desde 22 de junho.

Nesta 2ª feira (3.ago), nenhuma região teve mais de 5.000 novos diagnósticos da doença. Isso não acontecia desde 25 de maio.

INSUMOS

O Ministério da Saúde atualizou nesta 2ª (3.ago) a relação de recursos entregues em cada Estado. Eis a íntegra (3 MB).

Poder360 detalhou a quantidade de ventiladores pulmonares e leitos de UTI cedidos pelo governo federal nos 2 infográficos abaixo:

Eis os números de leitos de UTI já habilitados pelo governo federal para o tratamento da covid-19:

MÉDIA DE CASOS E MORTES

Os 2 gráficos a seguir mostram o número de mortes e de novos casos diários, mas também a média móvel dos últimos 7 dias. A curva matiza eventuais variações abruptas, sobretudo porque nos fins de semana há sempre menos casos relatados.

A média de mortes semanais está acima de 1.020 desde 3 de julho.

A média semanal de casos está acima de 30.000 desde 20 de junho.

SITUAÇÃO NOS ESTADOS

Poder360 compilou a média móvel de mortes pela covid-19 em 7 dias em todas as unidades da Federação. Esse indicador ameniza eventuais variações nos números.

Conheça a curva e saiba a situação de cada Estado nos infográficos abaixo:

Karine Borges pré-candidata a vereadora, descompatibiliza do governo Rui Costa para concorrer às eleições 2020


Publicado no diário oficial no sábado, Karine Borges , descompatibilizou da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social na Superintendência de Apoio aos Direitos Humanos, para concorrer ao cargo de Vereadora no município de Vitória da Conquista.
Quarta mulher mais bem votada no último pleito, Karine se diz agradecida pelo trabalho desenvolvido junto ao Governo Rui Costa e de poder contribuir com a ampliação das politicas públicas no Estado da Bahia, mas que agora terá uma nova missão: ir para o debate político com a cidade sobre a importância da ampliação da representação feminina na Câmara de vereadores
Karine Borges é pré-candidata a vereadora pelo (PT) partido dos trabalhadores.

ANEFAC: BC deve reduzir SELIC para 2,00% ao ano


Nos dias 04 e 05 de agosto a diretoria do Banco Central estará reunida para definir a nova taxa de juros básica (SELIC). Para Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da ANEFAC, tendo em vista os efeitos do Coronavírus na economia mundial, inflação baixa, bem como o fato de que os bancos centrais das principais economias do mundo estarem reduzindo suas taxas básicas de juros, isto deve levar o banco central brasileiro a, igualmente, reduzir sua taxa de juros nesta reunião do COPOM. “Em nossa opinião o Banco Central vai reduzir a SELIC para 2,00% ao ano, redução de 0,25 ponto percentual”, explica.

Abaixo as simulações demonstrando os efeitos de uma eventual redução da SELIC, nas operações de crédito bem como nos investimentos considerando:

• Simulação demonstrando todo o impacto ocorrido nas taxas de juros das operações de crédito no período de agosto/2016 a junho/2020, período este que o Banco Central reduziu a SELIC de 14,25% ao ano para 2,25% ao ano, redução de 12,00 pontos percentuais;

• Simulações com a redução da SELIC de 2,25% ao ano para 2,00% ao ano (redução de 0,25 ponto percentual).

Abaixo, igualmente, simulações de como ficarão os rendimentos da Poupança X Fundos de Renda Fixa.

• Como ficarão os rendimentos com a SELIC sendo mantida em 2,25% ao ano;

• Como ficarão os rendimentos com a SELIC sendo reduzida de 2,25% ao ano para 2,00% ao ano.

Onyx admite ter recebido caixa dois e fecha acordo para encerrar processo contra ele; evangélico disse que tinha acertado com seu Deus


Se a moda pega, o sujeito comete um delito, oito anos depois de se beneficiar do ato criminoso, devolve o dinheiro objeto do crime e é perdoado, porém, se não fosse do governo conseguiria?
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, fechou um acordo com a Procuradoria-Geral da República no qual admitiu o recebimento de caixa dois da JBS nas campanhas eleitorais de 2012 e 2014. Lorenzoni aceitou pagar 189 mil reais em troca do encerramento de uma investigação. O acerto, assinado pelo procurador-geral da República Augusto Aras, é o primeiro do tipo fechado perante o Supremo Tribunal Federal. O instrumento, conhecido como ‘acordo de não-persecução penal’, foi regulamentado na Lei Anticrime, aprovada no final do ano passado.

Aos 63 anos, morre o educador e ex-secretário de Cultura Jorge Portugal; governador Rui Costa decreta luto de um dia


Portugal não resistiu a uma falência cardíaca aguda; ele estava internado na UTI cardiovascular do Hospital Geral Roberto Santos

 

Jorge Portugal recebe o carinho do governador Rui Costa

Por falência cardíaca aguda, a Bahia perdeu por volta das 20h15 dessa segunda-feira (3), o educador, poeta, compositor e ex-secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, aos 63 anos. Ele estava internado na unidade de terapia intensiva (UTI) cardiovascular, do Hospital Geral Roberto Santos, desde a manhã desta segunda.

O professor deu entrada na unidade estadual de saúde em estado cardiovascular crítico, em virtude de um quadro de choque cardiogênico, uma emergência médica na qual há insuficiência de irrigação sanguínea, porque o coração não consegue bombear sangue com eficiência.

Mais cedo, ele apresentou sinais de insuficiência respiratória e foi socorrido em sua residência, por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Resultado do exame para Covid-19 ainda é aguardado.

Na década de 70, Portugal sedimentou parcerias de sucesso com Raimundo Sodré e Roberto Mendes, ícones da Música Popular Brasileira. Foi ao lado de Sodré, que em 1980, Portugal compôs a canção “A Massa’, apresentada ao Brasil, no Festival da Nova MPB 80, da Rede Globo. A letra que fala da opressão sobre as pessoas é um soco no estômago e mantém-se atual.

O governador Rui Costa lamentou a perda e decretou luto no estado nesta terça-feira (4) pela morte de Jorge Portugal, na noite desta segunda-feira (3) em decorrência de falência cardíaca aguda

“Imensamente entristecidos, lamentamos a morte do ex-secretário de Cultura do Estado Jorge Portugal. Educador, poeta, compositor, Jorge era um homem de múltiplos talentos, exercidos com a energia e a simpatia que inspirava todos à sua volta. Era, antes de tudo, um homem apaixonado pela Bahia e pelo seu povo que estiveram sempre no centro do seu trabalho, fosse como administrador público, professor e artista. Como diz um dos seus versos: ‘Uma nação diferente, toda prosa e poesia, tudo isso finalmente, só se vê, só se vê na Bahia’. Nossos sentimentos para seus amigos e familiares por essa grande perda”, disse Rui.

Vacina russa contra Covid-19 mostra ‘resposta imunológica inequívoca’ em todos os voluntários


“Resultados dos exames de controle mostram claramente que houve uma resposta imunológica inequívoca obtida através da vacina. Nenhum efeito colateral ou complicações foram detectados nos voluntários”,informou o Ministério da Defesa russo

Pessoa manipula frasco com etiqueta nomeando vacina contra Covid-19.
Pessoa manipula frasco com etiqueta nomeando vacina contra Covid-19. (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)

Sputnik – O último exame de controle realizado em voluntários que receberam vacina contra o novo coronavírus produzida pela Rússia mostraram que todos desenvolveram resposta imunológica ao vírus, informou o Ministério da Defesa russo.

De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, os voluntários que receberam dose da vacina desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei contra a COVID-19 no Hospital Burdenko desenvolveram resposta imunológica ao vírus, mostraram resultados de testes obtidos nesta segunda-feira (3).

“Os resultados dos exames de controle mostram claramente que houve uma resposta imunológica inequívoca obtida através da vacina. Nenhum efeito colateral ou complicações foram detectados nos voluntários”, informou o ministério.

A notícia foi divulgada após outro instituto de pesquisa, também empenhado no desenvolvimento de vacina contra a COVID-19, o Centro Estatal de Pesquisa de Virologia e Biotecnologia Vektor, ter anunciado planos para iniciar produção de vacina contra o novo coronavírus já em novembro de 2021. De acordo com o centro, a vacina será distribuída de graça na Rússia.

Ministro da Justiça demite responsável por dossiês contra movimentos antifascistas


A troca é feita em meio à abertura de uma sindicância para apurar a existência do dossiê e a convocação do ministro para dar explicações no Congresso Nacional

Dia Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas 30 de julho de 2020
Dia Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas 30 de julho de 2020 (Foto: Isaac Amorim/MJSP)

 Após a revelação de que o Ministério da Justiça deu início a uma caça às bruxas e sigilosamente, com a criação de um dossiê com nomes de servidores federais e estaduais identificados como integrantes do “movimento antifascismo”, a pasta comandada por André Mendonça informou em nota nesta segunda-feira (3) que decidiu substituir a “chefia da Diretoria de Inteligência” da Seopi (Secretaria de Operações Integradas), unidade que fez um dossiê.

De acordo com a assessoria do ministério, o diretor de inteligência será substituído por Gilson Libório Mendes, coronel da reserva que tem formação militar na EsAO (Escola de Aperfeiçoamento de Oficias) do Exército.

A troca é feita em meio à abertura, pela corregedoria do Ministério da Justiça, de uma sindicância para apurar a existência do dossiê e a convocação do ministro para dar explicações no Congresso Nacional.

Confira a íntegra da nota do Ministério da Justiça:

“Após determinação do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, a Corregedoria-Geral do Ministério instaurou, nesta segunda-feira (3), Sindicância Investigativa para apurar os fatos relacionados à Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), conforme amplamente divulgado na imprensa.

A Comissão foi designada através da Portaria COGER nº 158/2020 e é composta por um delegado de Polícia Federal, integrante da Corregedoria-Geral do MJSP; um Procurador da Fazenda Nacional e um Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União.

Como medida considerada adequada à realização dos trabalhos da Comissão, o ministro decidiu pela substituição da chefia da Diretoria de Inteligência da SEOPI.

Por fim, o Ministério da Justiça e Segurança Pública destaca que o ministro André Mendonça está à disposição para prestar esclarecimentos à Comissão Mista de Investigação da Atividade de Inteligência, aguardando apenas a definição da data”./ 247

Covid-19: o que fazer com as compras ao chegar em casa?


A higienização dos produtos alimentícios após a compra deve ser um hábito, devido a possível contaminação por agentes que podem deteriorar os alimentos ou causar doenças. No entanto, antes da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, muitas pessoas não tinham o costume de fazê-lo.

Pensando em orientar sobre as dúvidas que surgiram quanto aos procedimentos adequados de higienização dos alimentos, o Projeto de Extensão Engenharia de Alimentos em Ação (Engenhação) e o Grupo de Embalagens de Alimentos (GAE), ambos coordenados pela professora Cristiane Patrícia de Oliveira, no campus de Itapetinga, produziram uma cartilha informativa sobre os cuidados adequados com as compras ao chegar em casa.

“Nossos trabalhos são com embalagens de alimentos. Diante disso, despertou a nossa atenção as pesquisas relacionadas ao tempo de vida do vírus nos diferentes materiais. Verificamos que nos materiais utilizados para embalar alimentos, o vírus poderia sobreviver até 5 dias. Verificamos também que muitas pessoas não compreendiam o porquê do uso do álcool 70% e não o álcool 96%, entre vários outros questionamentos relacionados às disciplinas do curso de Engenharia de Alimentos e aos temas das nossas pesquisas”, destacou a professora.

Para Aléssia Carvalho, aluna do oitavo semestre do Curso de Engenharia de Alimentos e voluntária da Iniciação Científica, o desenvolvimento de um trabalho como esse é de fundamental importância, uma vez que são disponibilizadas informações necessárias que muitas pessoas ainda não têm acesso. “O levantamento dessas informações permite a comunidade em geral a possibilidade de tirar algumas dúvidas a respeito de como higienizar as embalagens de forma correta e assim colocar em prática no seu dia a dia”, explicou.

Como forma de compartilhar as informações contidas na cartilha, a coordenação tem feito uso, principalmente, das redes sociais, além disso a HUB Itapetinga tem impulsionado a divulgação junto à comunidade itapetinguense.

Acesse a Cartilha


Deputado Waldenor lamenta morte de Jorge Portugal


Ao lamentar a morte do professor e escritor Jorge Portugal, na noite desta segunda-feira (3), em Salvador, o deputado federal Waldenor Pereira (PT) disse que além da grande figura da educação e da cultura na Bahia, ele particularmente sente muito pela perda de uma amizade feita com o também poeta desde os tempos em que foi reitor da Universidade Estadual do Sudoeste (UESB). “Além da aproximação que tivemos nos tempos da universidade, Jorge Portugal nos ajudou na realização das duas primeiras edições da Feira Literária de Mucugê (Fligê), quando era secretário estadual de Cultura. Portanto, ele nos deixa um grande legado. Quero me solidarizar com a sua família e todos que tiveram a oportunidade de conhecer a grande pessoa que ele foi”.

Cantora Vanusa é diagnosticada com mal de Alzheimer


Atualmente a artista vive com a filha e os netos em um imóvel humilde, localizado no interior de São Paulo

Foto: Leo Lemos / Divulgação
Foto: Leo Lemos / Divulgação

 

A cantora Vanusa, de 72 anos, foi diagnosticada com Alzheimer. A situação da artista foi revelada pela filha, Aretha Marcos, do relacionamento da cantora com o compositor Antonio Marcos, que morreu em 1992.

“Minha mãe está com Alzheimer, uma doença degenerativa. Ela permanece sob cuidados médicos”, contou.

Vanusa está sob os cuidados de médicos e em entrevista ao programa ‘Domingo Espetacular’, Aretha contou que na época da briga delas, em 2016, após uma entrevista da mãe para Gugu Liberato, ela já estava doente.

“Eu passei por muitos momentos difíceis na minha vida, mas também tive momentos muito bons. Posso dizer que ter pedigree duplo – com pai e mãe famosos – não é fácil. Meus pais sempre foram muito bons em tudo o que se propuseram a fazer e eu sempre fui desapegada a padrões, rótulos”.

Atualmente elas vivem em um imóvel humilde, como descreve Aretha, localizado no interior de São Paulo.

‘Parece milagre’, diz prefeito de cidade baiana que não registrou nenhum caso de covid


O município de Érico Cardoso ainda não possui nenhum caso de covid-19 (divulgação)

A covid-19 já toma conta de quase todo o território baiano e, até este domingo (2), somente nove municípios ainda não tinham registrado casos da nova doença, segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). Exceto pela cidade de Gavião, no Centro-Leste do estado, todas as outras que seguem livres do coronavírus ficam localizadas no Oeste da Bahia, região com a menor concentração de casos.

Brotas de Macaúbas

Os municípios são Brejolândia, Brotas de Macaúbas, Canápolis, Érico Cardoso, Ipupiara, Gavião, Novo Horizonte, Sítio do Mato e Tanque Novo. Estes locais não afetados têm entre 4 mil e 16 mil habitantes.

Prefeito da cidade de Tanque Novo, Vanderlei Marques Cardoso (PCdoB) conta que foram identificados três casos suspeitos na última semana por lá, mas todos os resultados dos testes rápidos e também os do tipo PCR — o mais confiável — deram negativo.

O gestor acredita que o fato de a pequena cidade de pouco mais de 16 mil moradores — localizada a quase 712 Km de Salvador — ainda não ter registrado infectados pode estar relacionado a ao menos três explicações: restrições severas de funcionamento do comércio e circulação de pessoas e veículos logo no início da pandemia; colaboração da população por meio do disk denúncia de aglomeração e um tantinho de ajuda divina porque “parece um milagre”, brinca ele.

Brejolândia

 Reforma Tributária é luz no fim do túnel


 

 

Renata Abreu

Acabamos de registrar o pior semestre em empregos com carteira assinada fechados em 28 anos. Quase 1,5 milhão de vagas evaporaram. E olha que a metodologia do Caged/IBGE considera apenas pessoas que não estão trabalhando, mas estão procurando emprego. Isso significa que o buraco é bem maior do que a gente imagina, porque não contabiliza os que desistiram de procurar trabalho, seja por causa do confinamento social, sabiam que não adiantaria procurar nada agora ou porque perderam a esperança. Preocupante!

A pandemia do coronavírus pegou nossa economia de calças curtas, ainda cambaleando para sair dos elevados índices de desemprego dos últimos anos. E hoje temos um mercado mais bem fragilizado, com quase 13 milhões de desempregados e 35 milhões de trabalhadores na informalidade.

Fora o contingente de empresas quebradas e extintas. De acordo com o IBGE, mais de 500 mil fechamentos de empresas no Brasil foram decorrentes da crise sanitária, com a quase totalidade (99,2%) na categoria micro. Outras 4,1 mil tinham porte intermediário, de 50 a 499 empregados, e 110 eram grandes empresas, que tinham mais de 500 empregados.

É desolador! E esse quadro tende a piorar com o fim do auxílio emergencial às camadas mais vulneráveis da sociedade e dos acordos do Programa Emergencial do Emprego e da Renda, conforme a Lei 14.020/20. As empresas sobreviventes desse tsunami bacteriológico econômico, diante do faturamento menor, terão dificuldades para adequar a folha salarial. Dificilmente, terão força para recontratar os demitidos, se nada for feito.

São sombrias as projeções para a recuperação da atividade econômica, corremos sério risco de 2020 acabar com 18% de desempregados. A retomada da agenda de reformas, aliada à estabilidade política, pode alterar esse cenário.

Precisamos oferecer alternativas aos mais alijados do mercado de trabalho. Compete ao Congresso e o governo federal manterem-se mobilizados para amparar os mais carentes, oferecendo outro programa social de renda ou até mesmo prorrogando o auxílio emergencial.

É preciso não esmorecer nos esforços para manter as empresas em funcionamento, para que empregos e renda sejam efetivamente garantidos. A Reforma Tributária surge como um caminho mais sólido para trazer de volta a confiança das empresas e injetar novo ânimo nos negócios. Estamos todos empenhados para que a mudança no sistema tributário seja votada ainda neste segundo semestre na Câmara dos Deputados.

Mas não pode ser uma reforma pequena, que se torne uma mera mudança de carga setorial. A retomada da economia, com geração de emprego e renda, exige um sistema tributário menos complexo e menos burocrático, que reduza a pesada carga de impostos paga por todos, que traga mais competitividade ao nosso produto no Exterior e que permita mais dinheiro na mão do trabalhador.

Feito isso, dá pra ver a luz no fim no túnel e sair do escuro econômico!Feito isso, dá pra ver a luz no fim no túnel e sair do escuro econômico!Feito isso, dá pra ver a luz no fim no túnel e sair do escuro econômico!

Renata Abreu é presidente nacional do Podemos e deputada federal por São Paulo