Febre amarela: população do Sul e Sudeste deve buscar vacina


Quem mora ou vai viajar para o Sul e o Sudeste do país deve estar vacinado contra a febre amarela. O reforço na recomendação do Ministério da Saúde se dá porque, atualmente, há registro de circulação do vírus nessas regiões. Apesar dos estados do Sul e Sudeste já fazerem parte da área de recomendação para a vacina, todos os estados ainda registram coberturas abaixo da meta 95%. A estimativa de pessoas não vacinadas é de cerca de 36,9 milhões no Sudeste e 13,1 milhões no Sul.

Desde novembro do ano passado, a pasta vem alertando a população sobre a importância da vacina. O Ministério da Saúde promoveu ações específicas de publicidade envolvendo rádios das regiões do Sul e Sudeste. Além disso, foram divulgados cards nas redes sociais enfatizando a vacinação contra a febre amarela. Também está em desenvolvimento uma nova campanha publicitária nessas regiões.

A vacina contra a febre amarela é ofertada no Calendário Nacional de Vacinação e distribuída mensalmente a todos os estados. Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema de dose única da vacina, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde, respaldada por estudos que asseguram que uma dose é suficiente para a proteção por toda a vida. Em 2018, foram enviadas 32 milhões de doses da vacina para todo o país. Em 2019, 1,1 milhão de doses já foram enviadas para atender a demanda dos estados.

O público-alvo para a vacina são pessoas de nove meses a 59 anos de idade que nunca tenham se vacinado ou sem comprovante de vacinação. Atualmente, fazem parte da área de recomendação todos os estados do sudeste, sul, centro-oeste e norte, além do Maranhão, alguns municípios da Bahia, Piauí e Alagoas. Para pessoas que viajam para áreas onde a vacina é recomendada, a orientação é tomar a dose pelo menos 10 dias antes da viagem.

CASOS DE FEBRE AMARELA

De acordo com o último boletim epidemiológico, que apresenta o monitoramento de julho de 2018 a 7 de fevereiro deste ano, foram notificados 834 casos suspeitos de febre amarela, sendo que 679 foram descartados, 118 permanecem em investigação e 37 foram confirmados. Destes, nove foram óbitos.

Os estados que apresentaram casos confirmados foram São Paulo (35) e Paraná (2). A maior parte dos casos ocorreu na região do Vale do Ribeira (litoral sul de São Paulo, próximo à divisa com o Paraná). Todos os óbitos ocorreram no estado de São Paulo, nos municípios de Caraguatatuba (1), Iporanga (2), Eldorado (3), Jacupiranga (1) e Sete Barras (1). O local provável de infecção de um dos óbitos permanece em investigação.

Tá mudando, tá melhor?


 (Padre Carlos)*

Resultado de imagem para vista aerea de vitoria da conquista
Imagem: Redes sociais/Reprodução

Para se governar bem uma cidade, um prefeito tem que ter características de gestão e de política com olhar social. Um bom prefeito, então, tem que ter a capacidade de gerenciar bem a receita própria do seu município e também buscar convênios, ampliar a receita para ter mais capacidade de investimento dentro do município.
Ou seja, tem que olhar pra dentro da cidade, seus eleitores. Mas tem que estar muito atento às oportunidades de fomento que vêm de fora do seu município. Tem que ter boa relação com outros poderes, saber ouvir a bancada de oposição e entender que não se governa uma cidade sozinho.

O governo que aí está infelizmente não tem estas qualidades, durante os dois primeiro anos de sua gestão, vem demostrando um despreparo e uma incompetência em gerir as coisas, isto é, não vem apresentando as melhores formas de controle das ações públicas desenvolvidas, apresentando a aplicação de forma eficiente.

Quero deixar claro, que não estou aqui querendo ofender o atual prefeito, desta forma temos que ter discernimento e entender que incompetência não é ofensa e competência é a análise de um conjunto de ações e de seus resultados, o que infelizmente não vem acontecendo.

O Governo Municipal não deu ouvido às denúncias do Vereador Coriolano Morais e pagou pra ver o sucateamento do transporte público municipal. Não podemos esquecer que as consequências diretas do transporte clandestino têm levado ao aprofundamento desta crise.

Este tipo de serviço da forma que se encontra, vem gerando sérios prejuízos financeiros para a cidade e a empesas de transporte, impedindo assim a prefeitura em arrecadar tributos e a empresa de transporte em realizar melhorias como a ampliação da frota e o aumento do número de linhas em circulação.

Como cidadão não posso ficar inerte aos acontecimentos. O colapso no sistema de transportes coletivos em Vitória da Conquista deixou 517 funcionários da Viação Vitória desempregados, não receberam salários nem qualquer indenização, sem que os poderes públicos tivessem qualquer iniciativa política eficaz para remediar esta situação. Não podemos esquecer as promessas de campanha do prefeito que na sua maioria não foram cumprida.

Assim, podemos citar a regularização e modernização do transporte alternativo. Com relação à saúde onde foi prometida uma revolução, temos visto que os objetivos destas ações são na verdade políticas, o medo da policlínica regional ter sucesso e que opositores levem benefícios políticos com o equipamento. Desta forma, deixa claro para a população que não está preocupado com o bem da comunidade de Conquista, mas com seus próprios interesses.

O caso mais recente da falta de sensibilidade da atual gestão foi à indiferença com o desespero dos pais em conseguir uma vaga nas creches municipais. Tudo isto nos leva a crer que o problema de baixa escolaridade do nosso país, começa desde os 0 anos e na creche, a partir deste momento a criança já começa a viver no sistema desigual de educação; um círculo vicioso que perdura ate o final da sua vida escolar.

Região Nordeste tem máxima de 37ºC e tempo chuvoso neste sábado (16)


Tempo instável e chuvoso em grande parte da região Nordeste, neste sábado (16). Entre o litoral sul da Bahia e leste de Alagoas, a chuva é passageira. A partir da tarde, podem ocorrer pancadas isoladas de chuva da Paraíba até o sul da Bahia.
O céu permanece encoberto a nublado durante todo o dia em grande parte da região, com temperatura mínima de 17ºC e a máxima de 37ºC. Já a umidade relativa do ar fica entre 30% e 95%. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Produtividade de algodão na Bahia deve crescer 15%


Créditos: Wenderson Araujo -CNA

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

Uma estimativa sobre a produção de algodão na Bahia mostrou um crescimento considerável. A Bahia plantou 332 mil hectares entre o fim de novembro e o começo de dezembro. O estado ainda não teve as condições ideias ligadas ao clima, mas mesmo assim a expectativa na produção é alta. Quem vai nos contar sobre esse salto, além de comentar sobre outros assuntos, é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla.

“Realmente, a Bahia tem se consolidado como o maior produtor de algodão do Brasil, e nesta safra aumentou em 26% a sua área plantada desse produto, e como você adiantou, devemos ter uma produtividade maior, cerca de 15% acima da temporada anterior. Agora, falta o clima começar a ajudar. E em janeiro faltou chuva, faltam as condições se normalizarem, para que essa expectativa de maior rendimento possa se concretizar. A expectativa dos produtores é de que sejam colhidas, entre pluma e caroço, um milhão e meio de toneladas. Isso é 15% acima do recorde registrado na safra anterior.”

A China anunciou nesta sexta-feira que adotará tarifas antidumping na importação do frango. A partir de domingo, brasileiros m um acréscimo de 17,8% a 32,4% em seu preço, de acordo com o Ministério do Comércio chinês. Todo mundo vai ter que pagar essa taxa Carla? E por quanto tempo vai durar essa decisão?

“Essa decisão deve durar por cinco anos e entra em vigor a partir de 17 de fevereiro, que é domingo. Importante dizer que 14 empresas brasileiras estão isentas, porque firmaram um compromisso de preços e então ficaram livres de pagar essa taxa. Entre elas, as gigantes JBS e BRF. Essa é uma investigação que a China vinha fazendo há algum tempo, e já tinha essa proposta de colocar em vigor essas tarefas antidumping, então agora elas começam a entrar em vigor a partir do dia 17 de fevereiro. Não deve ser o único produto, mais produtos brasileiros devem receber tarifas antidumping, vamos ver como essas operações vão se desdobrar na Organização Mundial do Comércio.”

SEINFRA apresenta o modelo estrutura para o acesso ao Aeroporto de Vitória da Conquista; não se trata de guilhotina


O aproveitamento do exercício da falsa política, sempre ocorre quando o lado adversário realiza qualquer obra no município, em todas as regiões do Mundo existem rotatórias, essas, com a sinalização eficaz, por certo não provocará acidentes; entretanto, não era desejo do Governo municipal ver esse equipamento entregue à população, pois só interessaria o atraso. O prefeito municipal, Sr. Pereira mentiu enquanto pôde sobre a construção do Aeroporto Glauber Rocha, querendo incutir na população que seu amigo presidiário Geddel Vieira Lima teria sido o mentor da  da construção desse equipamento, que custou cerca de R$ 124 milhões, não colou,  Agora seus aliados saem em campanha tentando evitar a inauguração do aeroporto prevista para o próximo mês de março.

Todos  sabem que equipamentos como rodovias e portos, são  de obrigação do União Federal, os estados, até na construção de estradas estaduais, recebem aporte de dinheiro da União, portanto uma intervenção em rodovia federal carece de aprovação e de capital do Governo Federal, embora os munícipes contribuam com seus impostos para a arrecadação desse bolo.  Assim, para o primeiro momento a verba liberada foi para a construção da rotatória

Em campanha nas redes sociais lideranças políticas ligadas ao prefeito gravam vídeos e chamam a rotatória abaixo mostrada, se tratar de algo cujo o viajante seria morto por uma armadilha, algo que  é absolutamente mentiroso. Outrossim, entendemos como natural a preocupação do ser humano com a saúde de seu irmão.  Muito embora, quando a Prefeitura Municipal colocou lixo hospitalar contaminado no posto de  saúde Régis Pacheco, essas mesmas lideranças, não gravaram videos e nada falaram. Pergunta-se: armazenar lixo hospitalar contaminado, portanto, nocivo à saúde deve ser considerado pior que uma guilhotina? esse lixo ficou  exposto aos usuários do posto, local de grande circulação de crianças e idosos, não fosse nossa denúncia o mal por certo aconteceria.

Enfim, a obra está pronta e o Governo do  Estado vai inaugurar o aeroporto, antigo sonho de Vitória da Conquista e realizado, graças ao empenho do então governador Jaques Wagner e da Presidente Dilma Roussef.

Os técnicos na Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (SEINFRA) estão com atenções voltadas ao Aeroporto Glauber Rocha. Nesta quinta-feira (14) o diretor de Aeroportos e Terminais da SEINFRA, Denisson de Oliveira, fez questão de apresentar a cronologia dos estudos do Dispositivo na BR-116 para o acesso ao Aeroporto Glauber Rocha.

Emenda de R$ 760 mil garante obras de infraestrutura para Guajeru


Emenda parlamentar destinada pelo deputado federal Waldenor Pereira, em parceria com o deputado estadual Zé Raimundo, está sendo empregada para a realização de duas importantes obras de infraestrutura no município de Guajeru, a pavimentação das ruas do Bairro Alto da Bela Vista e a revitalização da Lagoa da Igreja.

Nesta quinta-feira (14), o prefeito da cidade, Gil Rocha, e equipe de governo estiveram reunidos com a Gerência Executiva de Governo da Caixa Econômica Federal (GIGOV) de Vitória da Conquista, que têm à frente Antônio Sérgio Moreira, para a entrega de documentação e ajuste de detalhes para o início das obras.

O valor de R$ 300 mil já foi licitado pela Caixa e será utilizada para o calçamento das ruas Clemente Soares, Fraternidade, dentre outras. Já os outros R$ 460 mil serão empregados na primeira etapa da obra da lagoa.

Reforma da previdência incluirá alíquota maior para servidor e aumento do prazo de contribuição de militar


As informações reveladas quinta-feira (14) pelo secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, representam uma pequena parte da reforma que o governo pretende fazer na área previdenciária. Marinho, que foi deputado federal (PSDB-RN) na legislatura encerrada mês passado, anunciou duas decisões importantes tomadas pelo presidente Jair Bolsonaro: a opção em propor idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres e o estabelecimento de um prazo de 12 anos de  transição do atual para o novo regime de aposentadoria.

Mas há várias outras deliberações significativas já tomadas. No plano político, a principal delas é que será confiada aos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a condução do processo. Senhores de respeitáveis maiorias em suas respectivas casas, eles definirão os trâmites a seguir e o calendário de votação. “Eles montaram bem as comissões, mostraram que têm liderança e vão nos ajudar a aprovar”, diz uma fonte do governo.

No conteúdo, está acertado que será proposta a elevação da alíquota de contribuição previdenciária paga pelos servidores públicos, hoje fixada em 11% da remuneração bruta. A ideia é passar para 14%, o que vai melhorar a vida principalmente dos estados, todos atualmente às voltas com gastos com inativos insuportáveis.

Outro ponto pacificado é que vai aumentar o tempo mínimo de contribuição exigido dos militares como pré-condição para passarem à reserva. Ele deve passar de 30 para 35 anos. O tema militar é dos mais controversos na definição dos detalhes finais da proposta. Discute-se a possibilidade de incluir a exigência de idade mínima dos militares, até agora sem consenso.

Durante as mais de três horas de reunião no Palácio da Alvorada entre Bolsonaro e os ministros Paulo Guedes (Economia) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), na quinta, discutiu-se a alternativa de sugerir idade mínima de 55 anos para os militares – ou seja, dez a menos do que o proposto aos civis. Especialistas não aprovam a diferença, que pode ser percebida como um inaceitável privilégio e atrapalhar politicamente a aprovação da proposta. Se não for possível estender aos militares a idade mínima instituída para os demais segmentos da sociedade, ponderam alguns, é melhor não botar idade mínima nenhuma para as Forças Armadas.

Caberá ao general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), negociar com os chefes das Forças Armadas uma solução consensual. “Os militares vão entrar na reforma, mas isso vai ser conduzido com cuidado. O general Heleno vai ter toda a liberdade para isso. Bolsonaro não vai bater de frente com os militares”, explica uma pessoa com acesso ao tema.

Uma parte fundamental da reforma da previdência idealizada pela equipe econômica já veio à luz e passou até agora despercebida. A Medida Provisória 871, do último dia 18 de janeiro, tirou dos sindicatos o poder de dar prova testemunhal do exercício da atividade rural. A MP determina que, a partir de 1º de janeiro de 2020, o trabalhador terá de se cadastrar em uma agência governamental e comprovar diretamente a ela todas as informações necessárias à aposentadoria. O governo não deverá mexer no tempo de contribuição exigido dos trabalhadores rurais, confiante no impacto dessa mudança. Ela  permitirá fechar uma porta hoje bastante usada para fraudes, alega o governo e confirma um técnico independente ouvido pelo Congresso em Foco. A mesma MP também restringe os critérios para conceder diversos benefícios assistenciais.

Zé Raimundo é indicado para Conselho de Ética do Legislativo


O deputado estadual Zé Raimundo (PT) começa o ano legislativo do terceiro mandato com mais atribuições ainda. Acaba de ser escolhido para mais um colegiado na Assembleia Legislativa da Bahia, este com destaque pela função fiscalizadora do próprio legislativo: vai compor o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Zé Raimundo já é presidente da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), que libera a tramitação de projetos até o plenário; é membro titular de outra importante comissão, a de Finanças, Orçamento e Fiscalização, que aprecia as contas do governo e do Judiciário; e ainda compõe o colegiado especial de acompanhamento das obras da FIOL e Porto Sul. Ele garante que se manterá atuante em todas, sem esquecer do trabalho de articulação e atenção com as demandas das suas regiões Sudoeste, Chapada Diamantina, Serra Geral, Médio São Francisco e Vale do Paramirim.

Ministro nega pedido de trancamento de ação penal contra prefeito


Robério Oliveira foi denunciado por contratação irregular de servidores

Juliana Almirante
Foto: Tassio Loureiro / Reprodução / O Tempo Notícias
Foto: Tassio Loureiro/ Reprodução / O Tempo Notícias

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski negou um habeas corpus impetrado pela defesa do prefeito de Eunápolis, sul da Bahia, Robério Oliveira (PSD), para trancamento de uma ação penal por crimes de responsabilidade, diante da acusação de contratações irregulares de servidores. A decisão foi publicada no Diário Oficial de terça-feira (12).

O entendimento do ministro seguiu a manifestação da Procuradoria Geral da República (PGR), que também havia opinado pela rejeição do pedido. O gestor havia sido denunciado pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA). No pedido de habeas corpus, a defesa de Robério alegou que as contratações foram autorizadas por meio da Lei Municipal n° 341, do ano de 1999.

O habeas corpus já tinha sido negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que considerou que o trancamento de ação penal diante do habeas corpus é uma medida reservada para casos excepcionais, cabível apenas quando demonstrado de forma inequívoca a absoluta falta de provas.

No entanto, conforme descrito na denúncia, as contratações temporárias feitas pelo prefeito foram realizadas fora das hipóteses autorizadas na legislação. Sendo assim, seria admissível a imputação pelo crime de nomeação de servidor diante da Lei.

Ainda segundo a PGR, a denúncia atendeu aos requisitos da legislação processual penal, já que trouxe “a descrição da prática dos crimes e indícios suficientes de autoria contra o recorrente, havendo justa causa para a persecução penal”.

Bibi Ferreira, espetacular diva dos musicais brasileiros, morre aos 96 anos



Morre Bibi Ferreira, atriz e diretora, no Rio de Janeiro

Morre Bibi Ferreira, atriz e diretora, no Rio de Janei

A atriz e cantora Bibi Ferreira, diva dos musicais brasileiros, morreu nesta quarta-feira (13), aos 96 anos, no Rio. Também apresentadora, diretora e compositora, ela foi um dos maiores fenômenos artísticos do país.

Segundo Tina Ferreira, filha única de Bibi, a artista morreu no início da tarde em seu apartamento no Flamengo, Zona Sul do Rio. A atriz acordou e a enfermeira que a acompanhava percebeu que o batimento cardíaco estava baixo e, por isso, chamou um médico. Tina acredita que a mãe morreu dormindo.

“Ela amanheceu normal, acordou tomou seu café da manhã e tudo. Depois ela só se queixou que estava se sentindo um pouco com falta de ar. Então como tem enfermeira, tem tudo, tiramos a pressão, o pulso estava fraco. Imediatamente chamamos o Pró-Cardíaco. Eles vieram muito rápido, muito rápido mesmo, ambulância, médico, tudo, mas quando chegaram ela já tinha partido. Ela morreu dormindo, tranquila”, explicou Tina.

A Secretaria Municipal de Cultura informou que o velório vai ser no Teatro Municipal do Rio. O corpo de Bibi deve ser cremado.

Bibi Ferreira morre aos 96 anos

Bibi Ferreira morre aos 96 anos

Abigail Izquierdo Ferreira nasceu em 1º de julho de 1922. Filha de um dos maiores nomes das artes cênicas do Brasil, o ator Procópio Ferreira (1989-1979), e da bailarina espanhola Aída Izquierdo, Bibi – apelido que ganhou ainda na infância – estreou nos palcos com pouco mais de 20 dias de vi

Em cena, ela apareceu no colo da madrinha, Abigail Maia, em encenação de “Manhãs de sol”, de Oduvaldo Vianna (1892-1972).

Grupo Amazonas investirá R$ 150 milhões no município de Jequié


Mais 150 novos empregos serão gerados no município de Jequié, no sudoeste da Bahia, com a ampliação da fábrica de adesivos do grupo Amazonas. O protocolo de intenções, que prevê um investimento de R$ 150 milhões, foi assinado pelo governador Rui Costa e pelos dirigentes do grupo nesta terça-feira (13), na Governadoria, em Salvador.

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão, destacou a importância da ampliação. “A Amazonas é uma empresa que fabrica adesivos para calçados, bancos de carros e caixas para exportação de produtos. Ela compra matéria-prima das indústrias aqui na Bahia, vende para o polo calçadista baiano e para a indústria que exporta frutas da região de Juazeiro. Com a ampliação, vai aumentar o número de empregados de 234 para 385. Então, é um investimento importante para a indústria baiana”, afirmou.

Gerente da Amazonas Adesivos em Jequié, Eliseu Simon, informou as condições da ampliação. “Nós vamos dobrar a capacidade de produção na unidade de Jequié, trazendo outras linhas de produtos inovadores, utilizados na Europa, na China, agregando bastante valor ao produto acabado. Isso representa um passo bastante importante frente às condições operacionais que o mercado tem apresentado para nós”, explicou.

A unidade produz adesivos à base de água, à base de solvente e poliamida. Com a ampliação, passará a produzir adesivos para linha de construção civil, hot-melt e PUR, aumentando também a capacidade instalada, que passará de 12 mil toneladas por ano para 20 mil toneladas por ano. Cerca de 15% da produção no estado é exportada, 45% fica na Bahia e o restante é consumido nacionalmente.

Setor de calçados

O segmento de calçados, couro e componentes gerou cerca de 6,3 mil empregos diretos nos últimos quatro anos na Bahia. Nesse período, R$ 80,3 milhões foram investidos por um total de 25 empresas implantadas. Desde 2015, foram assinados 24 protocolos de intenções com o governo baiano, voltados para o segmento, com previsão de investimento superior a R$ 129 milhões e perspectiva de criar quase 10 mil novos postos de trabalho.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Soja tem início de semana estável e aguarda definições entre EUA e China


Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

O início da semana para os preços da soja é de altas moderadas. Com a retomada dos relatórios do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, o mercado ainda não opera de maneira mais intensa e aguarda uma possível resolução da guerra comercial entre norte-americanos e chineses. Quem vai nos detalhar essa situação, além de comentar outros assuntos, é a jornalista do Notícias Agrícolas, Carla Mendes. Bem-vinda, Carla.

“O foco depois de passado o esperado relatório da USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) volta a ser a guerra comercial entre China e Estados Unidos, e a nova reunião entre os dois países ocorre nesta segunda, em Pequim. Uma nova delegação norte-americana já está por lá. No fim da semana, chega o secretário do Tesouro dos EUA e as negociações se intensificam. Até que novidades do encontro sejam divulgadas, o mercado continua trabalhando com bastante cautela, e nessa segunda já intensificou as baixas na bolsa de Chicago. No final dessa segunda, as cotações já perdiam mais de 10 pontos na Bolsa de Chicago.”

E o ritmo de exportação de carne bovina caiu no início de 2019. Tanto a carne processada como in natura estão em um volume abaixo do exportado em janeiro do ano passado. E parte disso é explicada pela redução das compras por parte da China. De quanto foi essa queda e o quanto isso representa para o nosso mercado, Carla?

“No total, o Brasil já exportou esse ano cerca de 123.472 toneladas contra 123.712 no mesmo mês de 2018. Entretanto, apesar da queda ter sido limitada, as receitas caíram de maneira significativa, de US$ 517,6 mil, em 2018, foram para US$ 457,3 mil, em 2019, ou seja redução de 12%. As informações são da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). A China continua sendo o maior cliente do produto brasileiro, absorvendo 41,4% do volume exportado, mas, em janeiro, Hong Kong reduziu suas compras em 27%. Ou seja, caíram de 7.706 toneladas em 2018 para 27.594 toneladas em 2019.”