Waldenor e Zé Raimundo visitam Fligê


Os deputados Waldenor (federal) e Zé Raimundo (estadual) deram uma ligeira trégua nas atividades políticas para acompanhar Feira Literária de Mucugê – Fligê, que acontece desde a quinta-feira (16) e termina neste domingo (19). O evento que já se consolida na programação cultural do estado, reúne escritores renomados da literatura brasileira, novos autores, editoras e um público variado com jovens e adultos da região da Chapada Diamantina e de outros lugares do estado e do país. Nesta terceira edição homenageia a escritora negra Conceição Evaristo, candidata a ocupar cadeira na Academia Brasileira Letras.

“É hora de beber um pouco da fonte literária que jorra nesta feira, que nos apresenta tão variada programação, hora de ouvir a sabedoria e a reflexão de Conceição Evaristo e de outros importantes autores e autoras”, disse Zé Raimundo. Como professores universitários, ele e Waldenor também aproveitam o evento para rever e conversar com colegas e amigos, alunos e intelectuais que lotam os espaços onde estão sendo realizadas as conferências, mesas de conversa, debates e outras manifestações literárias e artísticas da ampla programação da Feira.

virada à esquerda


Quando estudamos filosofia política, buscamos compreender a distinção entre partidos “de quadros” e “de massas”, esta classificação ajuda o cientista político a entender de forma mais clara, os tipos mais relevantes de partidos que existem nas democracias.
Desta forma, passamos a perceber porque os partidos de quadros apareceram antes. Forma-se a partir da reunião de pessoas ilustres, que compartilham opiniões e se dispõe a atuar em conjunto na vida política. Enquanto as instituições democráticas modernas, como o sufrágio universal, busca ter uma vida orgânica, eles articulam-se individualidades, mas de forma tênue. Sua organização é incipiente, cobram pouco em termos disciplinares e não são homogêneos na ideologia.
Já os partidos de massa, vieram mais tarde, especialmente a partir da expansão do sindicalismo, Eles nasceram quando grandes contingentes da população perceberam que só conseguiriam atingir metas comuns e alcançar reivindicações através da participação política estruturada. Cresceram com a força da militância.
Por que fiz esta introdução? Tudo isto é para afirmar que nunca houve, em nossa história, um partido como o PT. Digo isto, porque as condições de seu surgimento e consolidação foram únicas e não se repetirão. Como ensinavam os clássicos, os fatos históricos, quando acontecem pela segunda vez, torna-se farsa.
Assim, o PT nunca se definiu como partido revolucionário, nem mesmo um reformista. Sua ação política, marcada pelo pragmatismo, na busca de construir no cotidiano o acordo e o consenso, para fazer o grande pacto, que proporcionou o crescimento da economia e tirou milhões de pessoas da linha da miséria. O Partido dos Trabalhadores, não veio para derrubar os muros, mas para abrir o portão do condomínio e colocar mais gente pra dentro. Porém, os acontecimentos que levaram a deposição da Presidente Dilma e a perseguição implacável de uma direita reacionária e um judiciário partidário, tem lavado o partido a uma guinada a esquerda e consequentemente a um programa mais definido ideologicamente.

Professores esclarecem falsas notícias sobre o fim da greve e denunciam situação das escolas


Em nota enviada à imprensa, o sindicato que representa os profissionais da educação de Conquista reafirmou que continuam mobilizados em campanha salarial, apesar da suspensão momentânea da greve.

“Depois de 24 dias de greve, iniciada após a Prefeitura de Vitória da Conquista encerrar o diálogo e as negociações da Campanha Salarial 2018, deixando claro sua ausência completa de habilidade para negociar, os profissionais da educação, na última assembleia, optaram pela suspensão da greve”, diz a nota.

“Foram intensas mobilizações, todas de caráter pacífico. Nosso movimento não tem qualquer motivação político-partidário e jamais foi conivente com a proposta vergonhosa da administração municipal, uma vez que não houve qualquer tipo de negociação, nem durante nem após a suspensão da greve”, prossegue.

GREVE CONTINUA

De acordo com a nota, os professores continuam “em mobilização permanente e a suspensão das ações de greve não significa a sua finalização”. Os educadores afirmam que possuem “atividades agendadas”  e que estão fazendo o “acompanhamento das funções do Legislativo”, com o intuito de pressionar os vereadores a não aprovarem o prpjepr de lei do executivo que determina um aumento que, segundo a classe, significará a perda de direitos adquiridos.

TRUCULÊNCIA E PERSEGUIÇÃO AOS SERVIDORES

“Vivenciamos a truculência do poder executivo que, durante todo esse período, utilizou-se de inúmeras estratégias para tentar coibir e desmobilizar o movimento grevista. A proibição de manifestações no interior de prédios públicos (Ofício da Mordaça), ameaças veladas aos servidores, constante ameaça de corte de ponto e inúmeras outras ações na tentativa de frustrar e impedir protestos contra o descaso com a educação e a falta de respeito com os servidores municipais”, diz o manifesto.

CRÍTICAS A SETORES DA IMPRENSA

Os professores também denunciam a falsa informação divulgada por parte da mídia e pela Secretaria de Comunicação (Secom) do governo, de que a categoria teria aceitado o reajuste dado pela administração municipal.

“Vemos com assombro e indignação as declarações no site oficial da Prefeitura e de seus agentes na mídia. O SIMMP, bem como a categoria a qual representa, não aceitou a proposta vergonhosa do Poder Executivo. Essas declarações visam apenas descredibilizar o movimento e desmotivar a categoria”, diz o comunicado.

SITUAÇÃO DAS ESCOLAS

Os professores denunciam também que não procedem as informações disseminadas pela prefeitura e repercutida por alguns jornalistas a respeito do funcionamento normal das unidades escolares.

“Em tempo, questionamos inclusive essas constantes declarações a respeito do funcionamento ‘normal’ das unidades escolares, quando sabemos do funcionamento em horário alternativo e precário, baixa frequência dos estudantes, continuidade dos problemas de transporte e merenda escolar. O descaso é tamanho que nem houve a preocupação em manter a maquiagem destas escolas em funcionamento. Muitas foram as denúncias a respeito desta precariedade, tudo nos levando a questionar quão séria é a preocupação da Secretária de Educação com o oferecido a nossas crianças e adolescentes’, diz a nota.

LEIA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA

Depois de 24 dias de greve, iniciada após a Prefeitura de Vitória da Conquista encerrar o diálogo e as negociações da Campanha Salarial 2018, deixando claro sua ausência completa de habilidade para negociar, os profissionais da educação, na última assembleia, optaram pela suspensão da greve.

Bolsonaro diz que vai tirar o Brasil da ONU, se eleito


Foto: Wilson Dias/ Agência Bras

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, afirmou neste sábado que, se for eleito, vai tirar o Brasil da ONU, informa Rianne Netto, no G1. “É uma reunião de comunistas, de gente que não tem qualquer compromisso com a América do Sul”, disse Bolsonaro

Um dia após o Comitê de Direitos Humanos da ONU obrigar o Brasil a aceitar a candidatura de Lula, líder em todas as pesquisas, assegurando ao petista o direito de concorrer ao pleito de outubro em condições justas, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ), que vai tirar o Brasil Organização, segundo Rianne Netto, do G1. “Se eu for presidente eu saio da ONU, não serve pra nada esta instituição”.

No melhor estilo Ursal, Jair Bolsonaro também se referiu à ONU como uma reunião de comunistas. “É uma reunião de comunistas, de gente que não tem qualquer compromisso com a América do Sul, pelo menos”, afirmou o deputado.

Registro de candidatura de Lula deve ser julgado pelo TSE em 4 de setembro


Registro de candidatura de Lula deve ser julgado pelo TSE em 4 de setembro

Foto: Carlos Moura/ SCO/ STF

O registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República pode ser julgado apenas no dia 4 de setembro. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já sinalizou que vai respeitar os prazos de tramitação da homologação da candidatura, o que pode levar o julgamento para o início do próximo mês.

Nesse período, a propaganda partidária já estará sendo veiculada no rádio e na televisão, já que o horário eleitoral gratuito começa no dia 31 de agosto.

A partir deste sábado (18), um dia após a publicação do edital que confirma a candidatura de Lula, deve ser iniciado o prazo de cinco dias para a contestação dela, que se encerra dia 22. Depois disso é que a defesa deve ser notificada e abre-se o prazo de sete dias para se manifestar.

Ainda segundo a publicação, caso o rito de campanhas anteriores seja cumprido à risca, a defesa seria notificada no dia 23. O prazo para a manifestação da defesa se iniciaria no dia 24 e terminaria na noite do dia 30 de agosto, uma quinta-feira.

As curiosidades do mundo grego com sua filosofias e sabedorias (parte III)


 

Jeremias Macário

PÍSISTRATO – A democracia ateniense era dividida em três partidos: o da Planície, conservador, aristocrático e latifundiário; o da Costa, dos ricos comerciantes; e o da Montanha, do proletariado urbano e rural.

Um dia um senhor deste último partido se apresentou ao Areópago (Conselho) e disse ter sido vítima de um ataque dos inimigos do povo. Mostrou seus ferimentos e pediu 50 homens para lhe proteger.

 Apesar de velho, chamaram Sólon para dar sua posição. Vendo naquilo uma grande malícia de segundas intenções, e percebendo que não lhe davam ouvidos, desabafou indignado: Sóis sempre os mesmos. Individualmente, cada um de vós age como raposa, mas coletivamente, sóis um bando de patos.

O cara astuto era Pisístrato, também de família aristocrática e primo de Sólon que o conhecia muito bem. Ele sabia que a democracia sempre pende para a esquerda, por isso inventara suas ambições no proletariado. Ao invés de 50, Pisístrato reuniu 400 homens. Apoderou-se da Acrópole e proclamou a ditadura, naturalmente para o bem do povo.

O partido “A Costa” coligou-se com a “Planície”, derrubaram o tirano e obrigaram a fugir, mas logo voltou. Conta Heródoto que um dia se apresentou, às portas da cidade, um carro imponente e nele vinha uma linda mulher, com armas e o escudo de Palas Atena. Quando os batedores anunciaram que a deusa viera restaurar o ditador, o povo se inclinou. Foi ai que Pisístrato apareceu com seus homens. Uma aliança tornou a exilar o ditador.

Três anos depois, em 546, voltou pela terceira vez e restaurou o regime até sua morte. Pouco modificou da Constituição de Sólon e optou por eleições livres, sem culto à personalidade. Submeteu-se ao controle do Senado. Tinha do povo simpatia. Chamavam-no de tirano, mas no sentido de fortaleza. Possuía charme e falava com bons modos e calma. Sua política foi a de produção. Construiu modernas e poderosas embarcações.

O homem de ferro instituiu uma comissão para recolher e ordenar a Ilíada e a Odisseia que Homero deixara esparsas em episódios fragmentários. Evitou a guerra e deu a Atenas a posição de capital moral da Grécia. Criou os jogos pan-helênicos como ponto de encontro. Fugiu das tentações do poder absoluto, mas cedeu seu lugar para os filhos Hípias e Hiparco.

Campanha estimula municípios a intensificar vacinação contra a poliomielite e o sarampo neste sábado


Postos de saúde em toda a Bahia abrem as portas neste sábado (18) para o chamado Dia D de Mobilização Nacional contra o sarampo e a poliomielite. Em ação vacinal no município de Lauro de Freitas, às 9h, na Unidade de Saúde Básica (UBS) Cidade Nova, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas fará um balanço da campanha de vacinação. A unidade fica localizada na Rua Floriano Peixoto, s/n, loteamento Jardim Cidade Nova, no bairro de Itinga.

Todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos devem receber as doses, independentemente de sua situação vacinal. A campanha segue até 31 de agosto. Na Bahia, a população-alvo a ser vacinada é de 849.361 crianças, tanto para polio quanto sarampo. A meta é vacinar 95% dessa população nos 417 municípios baianos

De acordo com o secretário, para garantir a alta cobertura vacinal, haverá articulação com escolas e creches para realizar vacinação programada, além do funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) em horários alternativos, bem como a busca ativa, com vacinação em feiras, shoppings, praças e em outros locais de grande circulação.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) recebeu do Ministério da Saúde 2,1 milhões de doses das duas vacinas. O último caso de poliomielite na Bahia foi no ano de 1989, no município de Irecê. Não há registro de casos de sarampo desde 1999. O último caso importado foi em 2011, de uma criança francesa que esteve em Porto Seguro.

Leia íntegra da histórica decisão da ONU sobre Lula


Vem aí Dr. Poli, contra garabulha conluiada


Residindo em Singapura, após participar de Congressos em Países de 1° Mundo, o médico brasileiro, cirurgião, psiquiatra, neurologista e psicólogo, descendente de francês, russo, árabe, italiano, índio e alemão, o poliglota Dr. Poli Ticodescon Luiado Centra Moya Kinontien Rabopriezo Nenfazma Racutaia, “ladrão de cavalo só no tamanho do nome”, estará em Vitória da Conquista, palestrando sobre Moral, Ética, Honestidade, Bons Costumes; e a pedido de seus pais, Apolinário e Iolanda, pondo seu nome Poliolan, depois Poli, será candidato a Prefeito de Conquista em 2020!

Em sua Campanha e sendo eleito, não fará conluio, garabulha, conciliábulo, tramoia, esquema, conchavo, nem mutreta com ninguém, provando que ser Prefeito não é difícil, difícil é ser perfeito, mas isto é possível e estará no comando da Prefeitura, sem jamais afirmar que a PMVC é comandada por Deus, se estivesse, a cidade seria perfeita, transformada numa grande nação! Afirma, que sendo Prefeito, prevê um crescimento assustador da inveja, do despeito e da curugemba! Finaliza Dr. Poli, personificado em André Cairo do Movimento Contra a Morte Prematura.

Por: André Barros Cairo do MCMP – Foto: J. C. d´Almeida

Com Conceição Evaristo, está oficialmente aberta a Fligê 2018



Mulher, negra, nascida numa favela da zona sul de Belo Horizonte e primeira escritora brasileira que pode vir a integrar a Academia Brasileira de Letras, Conceição Evaristo é a homenageada da Feira Literária de Mucugê – Fligê em 2018, evento que iniciou a sua terceira edição nesta quinta-feira, 16, acolhida mais uma vez pela cidadezinha da Chapada Diamantina que lhe dá nome.

Coube à secretária de Cultura do Estado da Bahia, Arany Santana, também mulher negra brasileira, abrir oficialmente a Fligê neste ano, em sessão especial onde representou o governador Rui Costa.

“A Fligê já se consolidou, é uma das feiras mais importantes desse território e ela se firma aqui pela qualidade que ela oferece, por essa homenagem que hoje faz a Conceição Evaristo. E este não é só um ato literário, é um gesto corajoso por parte da organização, que convida essa escritora, essa brava mulher que está disputando para integrar a Academia Brasileira de Letras”, afirmou Santana.

A curadora do evento, Ester Figueiredo, diz que a Fligê ultrapassa o conceito de feira literária para compor um território da literatura “e, como território da literatura, nós temos toda uma política de formação de leitores, de criar a literatura, do diálogo da literatura com a arte, com o cinema, para atender a diferentes públicos, da criança ao adulto, do jovem ao idoso”.

A Fligê é realizada desde 2016 pelo Instituto Incluso, cujo seu representante Geovane Viana afirma ser uma grata surpresa a cada ano, “pois só vem crescendo a cada edição”. “Realizar a Fligê foi uma grande alegria desde o início, pois abriu novos horizontes para o Instituto Incluso que, a partir daí, passou a atuar também nessa área da cultura e da literatura”, completou.

A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – Uesb também é parceira na realização da Fligê desde o seu início e, nesta noite, foi representada pelo seu reitor Luiz Otávio de Magalhães que comentou o evento. “É uma atividade que tem uma dinâmica própria e não se trata pura e simplesmente de visibilidade da instituição. Um dos temas essenciais da universidade é a divulgação, a promoção da cultura”, disse.

Também participaram da sessão de abertura o coordenador da Fundação Pedro Calmon, Zulu Araújo, a secretária estadual de Políticas Públicas Para Mulheres, Julieta Palmeira, e o prefeito de Mucugê, Cláudio Manuel Luz, que elogiou a realização da feira. “Essa é a terceira edição da Fligê aqui no município, o que tem contribuído para aquecer a economia, mas, sobretudo, a gente toma um banho de sabedoria porque podemos nos desfrutar de pessoas com alto nível intelectual, escritores renomados no Brasil inteiro e isso traz muita cultura e educação para o município”, ressaltou.

O que fazer quando uma das partes não quer a separação


O Brasil tem uma crescente taxa de divórcios que acabam em processos longos e dolorosos para ambas as partes. Dados indicam que a cada três casamentos, um termina em divórcio no país. Em alguns casos o processo é lento e causa diversas divergências entre as partes, que muitas vezes, não chegam a um consenso.

 

Uma prática que vem sendo bastante utilizado é o acordo extrajudicial, que se caracteriza em um consenso feito pelas partes e os advogados visando evitar todos os desdobramentos de um processo tradicional. O objetivo desse acordo é que as partes tenham o mínimo de desgaste físico e psicológico, além de estabelecerem termos, com o auxílio do advogado, que supram o máximo de suas expectativas.

O advogado, nessas situações, se torna imprescindível para a resolução do conflito de maneira mais prática e eficaz, trazendo uma solução que agrade a ambas as partes e, além disso, uma solução que esteja de acordo com os ditames da lei, para que, mais tarde, esse tratado seja homologado pelo juiz.

Nessa perspectiva, é possível observar que resolver o conflito com o acordo extrajudicial proporcionará as partes uma maior liberdade de decidir sobre esse assunto que é de grande intimidade para os ex cônjuges. Ademais, ao evitar todos os desdobramentos que um processo tradicional ocasionaria, ocorre uma maior agilidade e eficácia na ação, já que as partes decidiram os termos a serem cumpridos por ambas.

João Junior – Setor de Comunicação – Escritório de Advocacia Valença, Lopes e Vasconcelos.

Lídice minimiza queixa do PSB e diz que base de Neto vive ‘inferno astral’


Candidata a deputada federal pelo PSB, senadora disse em conversa com o bahia.ba que “movimento” da base de Zé Ronaldo “foi desorganizado”: “Tanta besteira

Foto: Matheus Morais/Bahia.ba
Foto: Matheus Morais/Bahia.ba

 

Candidata a deputada federal pelo PSB, a senadora Lídice da Mata minimizou as queixas de parte do seu partido com a sua desistência ao Governo da Bahia. “Não vejo necessidade de tratar isso como destaque”, relevou Lídice durante inauguração do comitê eleitoral do governador Rui Costa(PT).

Em conversa com o bahia.ba, a ex-prefeita de Salvador disse enxergar fragilidade na base do candidato Zé Ronaldo (DEM) após a desistência do atual prefeito  ACM Neto, assim como crê na vantagem apresentada por Rui nas pesquisas. A senadora afirmou que enquanto o momento do Governo é de “fortalecimento” da campanha, a oposição enfrenta um “inferno astral”.

“O movimento deles foi desorganizado com a retirada da candidatura de ACM […] Eles não conseguem consolidar a candidatura deles, estão vivendo um inferno astral”, argumentou

Lídice, que admitiu ser “experiente em ser oposição”, ressaltou que “cada dia sai um pedacinho” da base do democrata, que se afastou da prefeitura de Feira de Santana para concorrer ao Palácio de Ondina.

“Cada dia sai mais um pedacinho daquilo que já é pequeno. Eu acho que que é um desconforto”, finalizou.