Seu recado!
Buscar por data
fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
Arquivo BPN




imuminação-65245
emprego-2356
580-1
<< >>

colegio opcaoPublicidade

Carta aberta ao Prefeito de Vitoria da Conquista Sr. Guilherme Meneses:

Sr Prefeito de Vitoria de Conquista:

Na condição de cidadão desta cidade de Vitoria da Conquista, de professor universitário, de cidadão que paga os seus impostos, e que não deve a ninguém, que contribui para a melhoria social desta cidade. Venho pedir ao Sr, um médico digno e humanista, que tome sérias providências para mitigar a violência nesta cidade. Nas ultimas 24 horas 6 pessoas foram assassinadas nesta cidade. Estes índices são inadmissíveis, cidades como New York que eu conheço e visito freqüentemente, uma cidade com mais de 10 milhões de habitantes não atinge esse nível de violência em tão curto período de tempo.

Os argumentos que a policia oferece não são satisfatórios, são falsos e inconsistentes, o uso de drogas segundo relatórios da ONU se restringe a 1% da população , não podendo ser o motivo de tanta degradação social.

Não tenho duvidas das suas nobres intenções em melhorar a vida dos conquistenses, por isso é que peço que o Sr, que nos representa, que procure obter recursos e envide esforços para que essa tragédia social que ora vivemos seja mitigada.

:: Leia mais e comente »

Para um Prado, que não é o Zinho

Por Sebastião Nery

Amigo Paulo Nunes baseado em informações que obtive em seus editoriais de rádio, jornal e no seu blog, tomo, a liberdade de escrever, para esclarecer à esse Wenceslau, que é fictício, deve ter outro nome, pois na família Prado não tem ninguém com esse nome. O último recado que ele envia ao seu blog, merece, uma reflexão: Saúde há treze anos apenas se administra o dinheiro do SUS, que antes era encaminhado diretamente aos médicos e hospitais, portanto sempre teve, se existia corrupção entre um hospital ou algum médico, o prefeito não poderia ser responsabilizado por isso. Fato é, na Prefeitura a quantidade de capital oriundo da Secretaria de Saúde do Estado, o Ministério da Saúde vinha exclusivamente, para o combate a epidemias, vacinação e nada mais, diferente de hoje que entram 7 milhões de reais por mês e o prefeito gere como quer, além de atender há mais 25 municípios, dos quais recebe a verba, destinada a saúde, acumulando dinheiro cada vez mais em Vitória da Conquista, devendo lembrar que o processo de municipalização da saúde teve origem no Governo Pedral.

:: Leia mais e comente »

Nas revistas: Os tucanos voam mais alto

Isto É

Os tucanos voam mais alto

Personagem quase lendário da história de Minas Gerais, o ex-governador Benedito Valadares ensinou que a política se move como nuvem. E ganha novas formas a cada instante, para perplexidade do próprio meio político. Na quinta-feira 17, o jovem governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), encarregou-se de mostrar que a lição de Valadares está mais viva do que nunca: num movimento surpreendente, anunciou sua desistência de concorrer à Presidência da República em 2010, abrindo caminho para a candidatura do governador de São Paulo, José Serra. Aguardada apenas para meados de janeiro, a súbita definição de Aécio sobre seu futuro eleitoral veio exatamente quando seu nome dá sinais de rápido crescimento nas consultas de opinião. Segundo pesquisa realizada para ISTOÉ pelo instituto Vox Populi, entre os dias 11 e 14 de dezembro – a primeira feita no País depois da mais recente rodada de programas eleitorais de televisão e com chapas fechadas –, Aécio Neves, como candidato do PSDB, venceria a corrida presidencial, com o deputado do PSB e ex-ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, de vice. De acordo com a pesquisa, se as eleições fossem hoje, a dupla Aécio/Ciro bateria a chapa da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), com o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB), por 35% a 21% dos votos. Esta é a primeira vez que Aécio aparece em uma pesquisa à frente de Dilma. Em seguida, ficaram a senadora Marina Silva (PV-AC) e o sócio da Natura, empresário Guilherme Leal, com 13%.

Em todos os cenários da pesquisa ISTOÉ/Vox Populi, os candidatos tucanos aparecem como vencedores. A chapa Serra com a vice Kátia Abreu, senadora pelo DEM de Tocantins, é a que alcança o maior índice: 44%, contra 21% da dobradinha Dilma/Temer e 10% da dupla Marina Silva/Guilherme Leal. Na pesquisa estimulada com apenas cabeças de chapa, a situação se agrava para a ministra Dilma, quando Ciro não figura entre os candidatos. Neste caso, Serra praticamente liquida a eleição no primeiro turno. Aparece com 46% das intenções de voto, contra 21% de Dilma e 11% de Marina. Mas, com Ciro na disputa, a vantagem de Serra diminui. Fica com 39%, ao passo que Dilma aparece em segundo com 18% seguida de Ciro com 17% e Marina com 8%. Em outra simulação, quando Serra é substituído por Aécio como o candidato do PSDB, o governador de Minas também mostra força no jogo sucessório. No cenário com a presença de Ciro e Dilma, Aécio aparece em primeiro lugar, com 24%, em empate técnico com o pré-candidato do PSB, com 23%. Em terceiro, vem a ministra com 17% e depois Marina com 11%. Na amostragem sem o nome de Ciro, o governador de Minas permanece na frente, mas sobe para 28% das intenções de voto. Em segundo, aparece Dilma com 24% e em terceiro, Marina com 15%. Outra questão pesquisada, a de quanto cada candidato é conhecido pelo eleitor, revela: Aécio é o que possui os menores índices de identificação pelos entrevistados, ou seja, o que teria maior potencial de crescimento a partir de uma intensa campanha eleitoral (confira os resultados nos quadros ao longo da reportagem).

:: Leia mais e comente »

Elogio

Eu quero aqui enviar um grande abraço aos meus amigos e ex-alunos Paulo Nunes e Sara, desejar a eles um feliz Natal e Ano novo cheio de paz,sucesso e de muita felicidade. São os votos de seu amigo e ex-professor.
SINVALDO

Países não conseguem estabelecer metas de emissão de gases

A Conferência Mundial do Clima vai chegando ao final sem que os países do mundo tenham conseguido acertar metas concretas para diminuir o aquecimento global e preservar o planeta. O chamado grupo Basic, que reúne China, Brasíl, África do Sul e Índia, ao qual também se juntou os Estados Unidos, produziu um texto de consenso. Mas, para minimizar os conflitos, especialmente envolvendo EUA e china, ele nada fala sobre compromissos reais de redução da emissão de gases na atmosfera.

Segundo informações do site G-1, durante toda a tarde desta sexta-feira (18), os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama; da Índia, Manmohan Singh; da China, Weng Jiabao; da África do Sul, Jacob Zuma, e o presidente Lula estiveram reunidos na produção de um texto de consenso que estabelecesse um compromisso comum de redução de gases que produzem o efeito-estufa. Segundo o embaixador Sérgio Serra, negociador do Brasil, esse texto foi produzido. Mas, de uma forma diplomática, ele evita estabelecer metas. Isso atende, principalmente, à posição da China, que exigia um posicionamento que não pudesse ser interpretado como invasivo da sua autonomia.

A proposta será levada a plenário. E, lá, pode não ser aceita, segundo Serra. Ele considera, no entanto, que há grande chance de que seja aprovada, já que evita o principal ponto de discórdia entre China e EUA. Sem metas, porém, “certamente é um resultado decepcionante”, admite o embaixador.

Vídeos
Recomende o Blog
Apoio
Arquivos
Image and video hosting by TinyPic