Seu recado!
Buscar por data
agosto 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Arquivo BPN




colegio opcaoPublicidade

EXCLUSIVO: Sentença do juiz Reno Soares liquida pretensão de Hérzem cassar Guilherme

 Nossa blog adiantou para a sociedade conquistense que os processos movidos pelo candidato Hérzem Gusmão contra, o prefeito Guilherme Menezes, não possuíam provas, nenhuma base legal, era uma fantasia, denominada por nós, como  meras tolices. E assim, foram considerados pelo Juiz Reno Soares que julgou improcedentes as pretensões dos derrotados nas eleições de 2012. “Aos ímpios a espada da lei”. Agora, só resta o caminho para o cruzeiro e o choro aos pés do Cristo. (improcedentes as duas ações, tanto a AIME, quanto a AIJE).  O  resumo da sentença do juiz Reno Soares matando dois coelhos com uma cajadada só:

Eis a síntese da sentença do juiz eleitoral Reno Viana Soares nas seguintes ações:

Processo nº 769-21.2012.6.05.0040 – Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE)

Requerente: Herzem Gusmão Pereira

Requeridos: Guilherme Menezes de Andrade e Joás Meira Cardoso

Processo nº 770-06.2012.6.05.0040 – Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME)

Requerente: Herzem Gusmão Pereira

Requeridos: Guilherme Menezes de Andrade e Joás Meira Cardoso

S E N T E N Ç A

HERZEM GUSMÃO PEREIRA ajuizou Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra GUILHERME MENEZES DE ANDRADE e JOÁS MEIRA CARDOSO, objetivando a cassação do registro ou do diploma dos Requeridos, então candidatos respectivamente a Prefeito e Vice-prefeito de Vitória da Conquista – BA, bem como a declaração de inelegibilidade dos mesmos para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes, além da aplicação de multa.

Alegou o Requerente abuso do poder econômico, político e de autoridade por parte dos Requeridos, que teriam violado a legitimidade da eleição de 2012, vez que teriam sido beneficiados pela captação ilícita de votos através da realização indevida de obras públicas, da contratação irregular de agentes públicos, da doação ilegal de imóveis e da utilização indevida na campanha eleitoral de veículo pertencente ao poder público.

GUILHERME MENEZES DE ANDRADE e JOÁS MEIRA CARDOSO apresentaram defesa, alegando em síntese a inexistência da prática de condutas vedadas, não havendo mistura entre atos institucionais e campanha eleitoral, sendo as afirmações do Requerente meras ilações apoiadas em provas frágeis e ilícitas.

No prazo da defesa, GUILHERME MENEZES DE ANDRADE e JOÁS MEIRA CARDOSO suscitaram incidente de falsidade em relação à “mídia” que trazia vídeo com imagens da suposta utilização indevida de ônibus escolar na campanha eleitoral. Após a resposta da parte requerente, foi realizado exame pericial, com apresentação de laudo. Ouvido o MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, este Juiz Eleitoral reservou-se para, na presente Sentença, decidir sobre o referido incidente.

Parecer do MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL sobre o mérito das questões discutidas nos autos, manifestando-se pelo indeferimento dos pedidos formulados pela parte requerente.

No presente caso, a parte requerente alegou que os Requeridos teriam sido beneficiados pela captação ilícita de votos através da realização indevida de obras públicas, da contratação irregular de agentes públicos, da doação ilegal de imóveis e da utilização indevida na campanha eleitoral de veículo pertencente ao poder público.

Segundo o Requerente, seriam “eleitoreiras” as autorizações de obras e as ordens de serviço em período eleitoral, inclusive quanto ao calçamento de ruas e bairros. Entretanto, como ressalta nestes autos o Parecer do MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, inexiste previsão legal que proíba a realização de obras públicas em período eleitoral, sendo vedadas apenas atividades pertinentes à propaganda institucional, à transferência voluntária de recursos e à participação de candidatos em inaugurações. Da mesma forma, não configura ilícito eleitoral ressaltar o alinhamento político entre Município, Estado e União.

Sobre a contratação irregular de agentes públicos e a doação de imóveis, a parte requerente em suas manifestações apenas formulou considerações genéricas, não apresentando provas alusivas a casos concretos e específicos. Assim, inexiste nos autos qualquer prova significativa no sentido da doação de imóveis, não sendo apontado sequer um único eleitor efetivamente beneficiado. Da mesma forma, não é mencionado qualquer caso pormenorizado de contratação irregular de servidor público, com a indicação do respectivo nome e data da alegada admissão ilegal, trazendo prova de que essa eventual contratação tenha acontecido durante o período eleitoral.

Vale ressaltar que não há impedimento absoluto na realização de contratações de servidores durante o período eleitoral, conforme hipóteses do art. 73, V, da Lei 9.504/97, que traz expressa ressalva legal em virtude da necessidade de instalação ou funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais.

Nesse sentido, diz o art. 73, V, da Lei 9.504/97:

“São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:

(…)

V – nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados:

d) a nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do Chefe do Poder Executivo…”

Por fim, alegou a parte requerente que os Requeridos teriam sido beneficiados pela captação ilícita de votos através da utilização indevida na campanha eleitoral de veículo pertencente ao poder público, estando a prova desse fato no vídeo que traz imagens da suposta utilização indevida de um ônibus escolar em comício.

Entendendo como autênticas tais imagens, torna-se porém necessário discorrer sobre o conteúdo das mesmas, naquilo que interessa ao deslinde da presente demanda. Nesse sentido, conforme Parecer do MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL descreve as pessoas que aparecem no vídeo:

“Não foi possível perceber se tais pessoas usavam camisas de partido político, portavam bandeiras, usavam adesivos ou qualquer outros adereços que as ligassem aos candidatos réus ou mesmo aos partidos aos quais eles pertencem. Também não ficou juridicamente provado que as pessoas que entravam no ônibus provinham do comício, nem que previamente foram transportadas no veículo público para o ato político”.

De fato, nas imagens o que se vê é o referido ônibus escolar estacionado, não se podendo concluir que o mesmo estava a serviço da campanha dos Requeridos. Além disso, o documento de fls. 529/530 do Processo nº 770-06.2012.6.05.0040, em cotejo com o laudo pericial juntado às fls. 704/728 do Processo nº 769-21.2012.6.05.0040, prova que o veículo que aparece nas imagens pertence na verdade à Prefeitura Municipal de Ribeirão do Largo, cidade localizada a cerca de 100 (cem) quilômetros de Vitória da Conquista.

Assim, constata-se que a conjunto probatório dos autos não ampara as pretensões da parte requerente, vez que não resultou comprovado qualquer comprometimento da lisura do processo eleitoral ora tratado.

Ante o exposto, e por tudo mais que dos autos consta:

a) declarando autênticas as imagens questionadas no Processo nº 769-21.2012.6.05.0040, julgo IMPROCEDENTE o incidente de falsidade suscitado pela parte requerida;

b) julgo IMPROCEDENTES os pedidos formulados pela parte requerente no Processo nº 769-21.2012.6.05.0040, referente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral, e no Processo nº 770-06.2012.6.05.0040, alusivo a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo.

Sem custas.

Publique-se. Registre-se. Intimem-se.

Vitória da Conquista – BA, 15 de julho de 2014.
RENO VIANA SOARES

JUIZ ELEITORAL – 40ª ZONA

Quando eu era criança, tinha uma pessoa  em Conquista que não revelarei o nome para não ferir suscetiblidades na família, que costumava falar quando algo lhe parecia absurdo, “TULIÇA HOME” e está mídia a que o candidato derrotado  Hérzem Gusmão insiste em dizer que é elemento para a cassação dos mandatos do prefeito Guilherme Menezes e seu vice Joás Meira, na verdade, não passa de uma tolice. O blog do Paulo Nunes, já provou aqui, que o ônibus jamais pertenceu ao município de Vitória da Conquista e que na realidade é da cidade de  Ribeirão do Largo e ainda, que tal veículo transita por Conquista sempre, uma vez, que serve aos alunos e professores do município vizinho, podendo estacionar em qualquer praça ou rua de Vitória da  Conquista, mesmo tendo aqui, uma eleição. Após ser derrotado por uma diferença de mais de 20 mil votos de frente o derrotado, tenta a todo custo, se manter em evidência, criando ilusões nos incautos, passando uma falsa ideia de que o prefeito da cidade será cassado, tanto é verdade que o candidato derrotado nunca mostrou o tal vídeo, apenas fala em seu programa político diário, ora uma imagem vale mais que mil palavras, até porque esse candidato fala demais e há mais de 40 anos, mas não convence. por isso, mais uma vez o blog que tem compromisso com a notícia e com a verdade disponibiliza a você, o famigerado vídeo, onde se pode notar que não há bandeira, camisa, adesivo ou qualquer coisa que o valha que o identifique com o candidato vitorioso em 2012.

ENTENDA O CASO

O  direito de espernear, qualquer um tem, inclusive o candidato do PMDB, quando os réus do processo resolveram pedir a autenticidade da prova levada aos autos, foi, simplesmente porque os autores levaram apresentaram uma prova utilizando um veículo da cidade de Ribeirão do Largo, onde ninguém de sã consciência poderia provar quem o levou até a Praça, se os candidatos do PT ou do PMDB, dizer que o veiculo transportava militantes do PT, também é algo que não se pode provar, inclusive, o motorista do veículo, pede ao autor do vídeo, para ser filmado. De modo, que pagar 16 mil reais, para um perito dizer que o vídeo está sem cortes, é um absurdo, considerando que não valerá como prova, os outros ônibus apontados na mídia, visa exclusivamente confundir a opinião pública, pois são veículos que transportam professores e alunos da rede municipal, mas não pertencem ao governo e fora do horário contratado, seus proprietários podem fazer o que quiserem. Nota-se, que o apresentador do programa de rádio, tem um ano falando sobre essa mídia, mas jamais apresentou ao público, pois é sabedor que  trata-se de um factóide, jamais um fato. E na pressão, tenta criar uma situação de desconforto ao judiciário, pois, sucessivas vezes  o locutor compara casos de cassação de outros mandatários ao caso de Vitória da Conquista. Na cidade de Vitória da Conquista, de sã consciência, só Hérzem Gusmão acreditava em sua vitória nas urnas, para os demais habitantes nem sonho de boteco era. Portanto a decisão de não pagar a perícia da prova levada aos autos, foi acertada, uma vez que o resultado levaria do nada para o coisa nenhuma. Nosso blog, entrevistou algumas pessoas que estavam no famigerado ônibus, coisa que a coligação derrotada, se realmente quisesse produzir algo honesto, deveria ter feito no prazo legal, talvez aí não precisasse de usar artifícios buscando pressionar juiz em busca de um resultado favorável, coisa que poderia ter conseguido nas urnas, convencendo a população com argumentos lastreados na verdade. Veja o vídeo,.Mil  pessoas já viram, veja também e observe que o candidato derrotado está mentindo.Há quem diz que o prefeito Guilherme será cassado, porém, só depois que o TRE, ( TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL), contar os votos de Waldir Pires na eleição de 1994.

37 respostas para “EXCLUSIVO: Sentença do juiz Reno Soares liquida pretensão de Hérzem cassar Guilherme”

  • Carlos Alberto Gonçalves disse:

    Paulo Nunes. Por que este processo aberto por Herzem Gusmão te incomoda tanto? Considero três hipóteses:
    1 – o ódio visceral que você sente por ele;
    2- ter uma procuração do atual prefeito para defendê-lo (não apenas nos autos mas também em seu blog);
    3- uma leve ponta de desespero ao imaginar a possibilidade de a candidatura de Guilherme ser realmente cassada.
    Impressiona-me um jornalista que proclama aos quatro ventos, diuturnamente, ser imparcial e fazer defesas tão parciais e apaixonadas neste espaço de internet. Você age da mesmíssima forma que seu desafeto na Rádio Clube em tempos passados, para quem Guilherme Menezes era “um dos maiores homens públicos do Brasil, com prerrogativas para ser Ministro da Saúde”. Ainda bem que você ainda não teve o desatino de proferir tal impropério. Mas, mesmo assim, quem conhece o seu trabalho de muitos anos no jornalismo em Vitória da Conquista não pode te comprar!

  • Paulo Nunes disse:

    Carlos Alberto, caso seja esse mesmo o seu nome, tentando lhe responder, claro que jamais saberei se minha explicação alcançará sua vasta inteligência e capacidade de percepção do que é certo e do que é errado. O processo é uma tolice, vez que não absolutamente nada nele que possa resultar numa cassação de mandato; Não conheço o tal sentimento de ódio, afinal sou um homem feliz, quem é feliz não odeia. Não tenho nenhuma razão para ter ódio de quem quer que seja, nunca fui prejudicado na minha vida, sempre construi o meu caminho; Não tenho procuração de Guilherme e não o defendo, na verdade, sou defensor do respeito, da honradez, meu sentimento nesse sentido, é e sempre foi republicano, lhe garanto que jamais será mudado; desespero, também é algo que jamaos aconteceu comigo, sempre confiei na razão, no argumento, no livro e na bondade, portanto numa hipótese como essa que você levanta, jamais me levaria ao despero, quando votei em Guilherme, não votei por vantagens pessoais, até porque, jamais as tive, totalmente ao contrário do seu ídolo, que sempre as teve, então acho, que ódio ou desespero, tem endereço diferente do meu; Ser imparcial, não significa, não ter opinião, no meu caso, tenho e sempre tive e terei opinião e por isso, pago um preço alto por isso e sou sempre tacado por pessoas como você, e não estou lhe criticando, imagino que pessoas que raciocinam como você, enxerga uma verdade, diferente de pessoas como eu. Desta forma, eu sinto muito por você, nas em defesa da verdade eu coloco o parco talento, se é que o tenho, para que as pessoas nõ sejam eganadas. Afinal, como você mesmo afirma quem bajulava Guilherme, jamais fui eu. Para ser um bom jornalista, antes de qualquer qualidade, uma vem em primeiro lugar “jamais puxar saco”. portanto mais uma vez lhe digo discorde, mas apresente uma tese plausível, jamais deprecie ou estabeleça preconceitos contra a pessoa de quem discorda e desta forma será respeitado. Entenda, o voto meu dado a Guilherme, não foi porque gosto ou desgosto dele, fui entre outras coisas, um voto de responsabilidade e de respeito a cidade que nasci e que amo, não poderia deixa-la nas mãos ou nos pés, de quem ainda não está preparado para tanto.

  • Thames Silva de Araújo disse:

    É interessante como a postura do jornalista Paulo Nunes incomoda certas pessoas. Nunca, jamais, pude perceber na personalidade dele tal sentimento por quem quer que seja, como citou esta pessoa que fez o comentário acima.De fato a VERDADE incomoda, e infelizmente nem todos tem esse predicado. “FALAR A VERDADE”. Isso é uma prerrogativa de um BOM JORNALISTA,BOM ADVOGADO E DE UM CIDADÃO ÍNTEGRO QUE AMA A SUA TERRA NATAL,TEVE BERÇO,TEM CARÁTER, TEM CULTURA, PERSONALIDADE, CORAGEM E É INTELIGENTE PARA DISCERNIR O JOIO DO TRIGO. Portanto, tem livre arbítrio para defender pessoas de bem. E infelizmente encontrará pessoas de tal nível no seu caminho, como este acima, para atacá-lo de forma tão sórdida. O que aliás, não é a primeira vez. Tem feito isso por diversas vezes, mas quem sabe? Certamente ainda não alcançou o raciocínio de Paulo e continua com essa postura VIL.

  • Carlos Alberto Gonçalves disse:

    Meus argumentos acima não foram rebatidos nem pelo Paulo nem por este (ou esta) tal de Thames.

  • osmar disse:

    Herzem defendem seu nome politcamente ele quer mostrar que esse atual governo usufrui do poder para ganhar eleições ele tem todo direito de revindicar pois foi o mesmo que disputou a eleição, a justiça e para julgar os improcedentes esse lero lero e coisa pequena os jornalista precisa mesmos fazer jornalismo não politicagem, guilherme precisa mostrar a cara e lembrar das promessas feita no comicio da praça do carvão ninguem e tolo não. qum não deve não teme ta comedo.que pobreza essa politica corruptiva que começa em brasilia passa pelo o maranão e spalha pelo nosso brasil dos politicos corruptos das prefeituras cheia dos não fazem nada ai que tristeza

  • Antenor Loula Moreira disse:

    Maranhão? Espalha pelo Brasil?
    KKKKKKKKKKKKK!!!!!!
    Dá-lhe Guilherme!!

  • NILTON disse:

    PAULO GOSTEI DESSA PROVA QUE VOCE POSTOU EM SEU BLOG, E REALMENTE EU NÃO VI NINGUEM COM CAMISA DO PT, E SIM COM MUCHILA NAS COSTA INDO PARA A FACULDADE JA FOI CONSTATADO QUE ESTE ONIBUS PERTENCE A CIDADE DE RIBEIRÃO DO LARGO, QUE TRAZ ESTUDANTE PARA A FACULDADE TODOS OS DIAS, E ELE PODE PARAR EM QUALQUER PRAÇA NADA IMPEDE QUE ELE CIRCULE LIVREMENTE EM NOSSA CIDADE, VOCE PODE VER NO VIDIO QUE ELE NEM FICOU NO COMICIO VEIO SÓ PEGAR OS PASSAGEIROS PARA LEVAR DE VOLTA PARA SUA CIDADE DE ORIGEM, PARABENS PELAS PROVAS, VOCE REALMENTE E MUITO EFICIENTE EM TUDO QUE FAZ, A COMEÇAR PELAS PESQUISAS QUE VOCE NÃO MENTE, VOCE TEVE MUITA CORAGEM EM MOSTRAR UMA PESQUISA PRATICAMENTE NA VESPERA DAS ELEIÇÕES E VOCE ACERTOU , SUAS PESQUISAS SÃO VERDADEIRAS SÓ NÃO ACREDITA A PESSOA QUE ESTA COM PONTOS BAIXOS, MAS ESTÁ NO DIREITO DELE NÃO ACREDITAR, MAS VOCE ACERTOU PARABENS PAULO NUNES, CONTINUI ASSIM ESSA PESSOA QUE VOCE É, UM BOM ADVOGADO E QUE FAZ MATÉRIA SÉRIA EM SEU BLOG.É COMO VOCE DIZ QUE SEU BLOG SEMPRE É A OPINIÃO QUE INTERPLETA A NOTICIA É VERDADE CONTINUI SEMPRE ASSIM.

  • NILTON disse:

    PAULO NUNES PARABENS POR ESSAS PROVAS QUE DESMASCARA QUALQUER IPOTESE CONTRARIA, PELO O POUCO QUE CONHEÇO JAMAIS O Dr. GUILHERME IA AUTORIZAR UMA COISA DESSA EM SEUS COMICIOS.

  • Luís Fernandes disse:

    Muito bem, Carlos Alberto, se ninguém rebateu seus argumentos, vamos lá:
    1º – O que você colocou não são argumentos (pesquise um pouco mais e verás que argumento tem outro sentido; o que você fez foram “colocações”, quando muito “suposições”. A diferença já começa por aí);
    2º – Se houvesse “ódio visceral” por parte do radialista Paulo Nunes, este, se não me engano, nas eleições de 2012 (esta mesma que está sendo questionada), entrevistou o Sr. Herzem Gusmão no programa de Paulo Nunes. Quem tem “ÓDIO VISCERAL” por alguém não o convida para absolutamente nada; então, primeira colocação desconstruída;
    3º – O advogado Paulo Nunes não tem procuração nos autos porque já vi cópias destes e ele não figura no quadro de advogados ou procuradores da Prefeitura de Vitória da Conquista. Também, como jornalista, acompanho os principais sites de Conquista constantemente ne não vejo APOLOGIA feita pelo jornalista Paulo Nunes ao prefeito de Conquista. Se por acaso tivesse “procuração para defendê-lo no blog” este mesmo seria um contraponto do Blog da Resenha. Não é isto o que vejo;
    $º – Por fim, a última “suposição”: desespero quem está tendo é a OPOSIÇÃO. Nunes, como ele mesmo disse, está TRANQUILO. Apenas cumprindo o papel dele: informar, com OPINIÃO QUE INTERPRETA A NOTÍCIA, a população do que se tenta DESESPERADAMENTE fazer para tomar o poder de quem o conseguiu nas urnas.
    Portanto, desconstruídos estão suas SUPOSIÇÕES e não ARGUMENTOS…

  • LUIZ FERNANDES PARABÉNS PELOS COMENTÁRIOS MUITO SÁBIOS QUE VOCÊ POSTOU NESTE BLOG, ELEIÇÃO SE GANHA É NAS URNAS, É O QUE O Dr. GUILHERME FAZ EM TODAS ELEIÇÕES, OS ADVERSÁRIOS DEVERIA FAZER O MESMO, POIS A FRENTE FOI QUASE 21,000 MIL VOTOS, ACHO QUE É ISTO QUE AUMENTA O ÓDIO DOS ADVERSÁRIO, VOCÊ NÃO VÊ O PREFEITO FALANDO MAL DE NINGUÉM, ELE TEM MUITA ÉTICA EM TUDO, PARABÉNS PELOS COMENTÁRIOS.

  • E verdade poulo congoncordo com vc. com a sua competencia e sabedoria pois o home que trabalha asim como vc. tem conhecimento do que e certo parabens.

  • Os caras perdem nas urnas e agora apelam para o tapetão.

    Uma vergonha, um candidato que n´~ao conseguiu fazer um Vereador, contra o adversário que fez 18 vereadores e o cara ainda achar que teve sua campanha prejudicada.

    Será que o senhor Herzem não tem desconfiômetro? Isso é vergonhoso.

    Andreza

  • HERMAL MARQUES disse:

    Paulo Nunes, a sua resposta ao Sr. Carlos Alberto Gonçalves foi inteligente, precisa e com a responsabilidade de um grande jornalista que és. O tal Carlos Alberto deve sentir ódio de Guilherme e usa os comentários rancorosos e mentirosos do Hérzem para tentar envolver pessoas que o respeitam e admiram (Guilherme). Se um cara despreparado possui uma emissora de rádio nas mãos e não consegue eleger um vereador para apoia-lo, como quer ser candidato a alguma coisa? Estou com você Paulo! Continue fazendo jornalismo sério! É disso que o povo precisa. Sem máscaras nem rancores. Aproveito o ensejo para para parabenizar Luiz Fernandes em resposta ao Sr. Carlos Alberto. Muito bem fundamentado os seus argumentos.

  • Carlos Alberto Gonçalves disse:

    Eu quero é ver se esta “Tuliça” não for “Tuliça” kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Paulo Nunes disse:

    Na próxima semana colocarei para os leitores a segunda parte das tais provas robustas, isto porque a coligação derrotada, falou do vídeo, explicou o vídeo, mas não mostrou o vídeo, nós mostramos o vídeo e a população agora tem conhecimento que se trata de uma falácia. Ninguém entende o porquê do derrotado não mostrar a mídia e preferir informar ao seu modo. A outra proveta, nós mostraremos a população. Aguardem. É TULIÇA.

  • Carlos Alberto Gonçalves disse:

    Eita que essa “Tuliça” causa coceira em gente viu rs. Quero é ver se a “tuliça” não for bem “tuliça”. Que o Hospital Geral prepare a UTI pq vao ter gente enfartado rs

  • Paulo Nunes disse:

    A tuliça é tuliça mas sem querer ofender ninguém, posso desenhar para que alguns incautos entendam. Todos os itens da tal prova, foram considerados inconclusivos, logo, não servem como prova. O autor da ação, mente toda dia e nunca diz de onde é o ônibus, se é de Ribeirão do largo, não prejudica Conquista.

  • PEDRO disse:

    O RUIm BARBOSA DA TERRA DOS MONGOIÓS, TÁ SE ACHANDO, MAS NO TEXTO TODO ELE DIZ UMA VERDADE, QUANDO FALA DO SEU “PARCO TALENTO’!
    VIVE CASTIGANDO OS NEURÔNIOS,PARA JUSTIFICAR O ALUGUEL DAS MÃOS!!!

  • Paulo Nunes disse:

    Acho que terei que desenhar pra ti, parco talento eu, que é isso? parco é tu Pedro Bó, nunca aluguei nada na vida, mas nesse particular, tu tens DNA. Que a terra te seja leve.

  • PEDRO disse:

    “…Desta forma, eu sinto muito por você, nas em defesa da verdade eu coloco o parco talento, se é que o tenho…”
    O TRECHO ACIMA FOI EXTRAÍDO DO SEU COMENTÁRIO DO DIA 13 DE JANEIRO DE 2014 ÀS 13:51HS E VOCÊ AINDA COMPLETA…”se é que o tenho…”, ou seja se você escreveu e não leu, significa que você está igual à presidente do país, não consegue nem concatenar as idéias!!!!
    QUANDO FALO DE SUAS MÃOS, USO UM EUFEMISMO!!!
    PARA CONCLUIR, COM RELAÇÃO À LEVEZA DA TERRA, TUDO QUE VOCÊ ME DESEJAR, EU TE DESEJO EM DOBRO!!!!

  • PEDRO disse:

    Paulo,
    quem falou que foi gerado por um DNA especial, foi você, ou seja o pior aluguel é o da consciência!!!!

  • Paulo Nunes disse:

    afirmo, fui mesmo, isso é real. Quem é especial tem vida própria, opinião própria, portanto não se aluga, não pode ser comparado a você, que o talento que tem é a inveja, eu tenho opinião existo, a cidade sabe quem sou, diferente de você, quem não sabe quem é ao olhar no espelho.

  • Paulo Nunes disse:

    Usa o eufemismo sem saber usar, lo sim, uso ironia nos meus textos, tenho várias restrições ao LULA, mas gostaria de ser talentoso como ele, cientista político sem jamais ter frequentado uma faculdade, em outras palavras, um gênio. A terra lhe será leve: Mesmo me desejando o dobro, felizmente não vou ganhar o tamanho é igual pra todos, apenas 7 palmos.

  • PEDRO disse:

    LULA é um gênio do mal!!!!!
    Quando lhe desejei o dobro, me referi à leveza e não à profundidade, mas tico e teco estão atrapalhados e não estão conectando bem!!!!

  • Manoel Higino do Prado disse:

    Herzem Gusmão se deu mal, quis cassar o mantado de guilherme, e ele é que foi cassado. Só pode votar ou ser votado em 2022, quando estará com quase 80 anos. Encerrou a carreira política antes mesmo de começar. Quem mandou falar demais, só resta agora, ir chorar na casa da Mãe de Pantanha.

  • Já Carregosa disse:

    Parabéns, Paulo Nunes. Você respeita seus leitores quando defende um ponto de vista mostrando provas, argumentando dentro dos parâmetros legais, e sem ofender ninguém. Goste ou não do prefeito Guilherme, pelo que você mostrou nesse vídeo não há como ver nenhum crime eleitoral. Outra coisa, acompanho a política de nossa cidade há muito tempo e nunca soube que o prefeito tivesse feito até hoje alguma promessa. Já estive em muitas reuniões com ele e ele sempre afirma que não faz promessa. É homem calado e discreto mas trabalhador. Basta ver o progresso de nossa cidade. Mais uma vez, parabéns pelo jornalismo que você pratica.

  • Paulo o Radialista Politico HERZEM GUSMÂO ainda pode ser Candidato a Deputado Estadual neste Pleito? Se ele foi cassado por 08 Anos todos os direitos Politico, e estar inelegivel, qual é a chance dele de ser Candidato? e se for candidato e ser eleito corre o risco de não tomar posse ? Peso que você me responda essas perguntas, porque ele estar alimentando os eleitores que é candidato nesse pleito de 05 de Outubro de 2014, coisa que acho no meu intender que não deve ser facil. Mas ele acha que as coisas para ele sempre e mais fácil, ele se acha sempre acima da lei, toma cacete sempre mas não emenda, vai morrer com vontade de ser Politico.

  • Paulo Nunes disse:

    Não há até agora, nenhuma determinação oficial que impeça o registro da candidatura do Hérzem, entretanto, por decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, por unanimidade o declarou inelegível por 8 anos. Esta decisão ocorreu em função do julgamento de uma ação que apurou crimes eleitorais cometidos pelo mesmo, portanto, Gusmão pode recorrer ao TSE, embora a chance de reverter a decisão é mínima.Caso seja concedida uma decisão liminar a candidatura pode prosseguir até o julgamento do mérito e essa decisão pode sair antes ou depois da eleição. E se mantida a cassação e o candidato se eleger, perderá o mandato.

  • NÃO ACRESCENTO MAIS NADA, APENAS DIGO: A JUSTIÇA FOI FEITA. NENHUM TRIBUNAL QUE CONCEDE UMA PUNIÇÃO AO RÉU POR UNANIMIDADE, PODE SE DIZER “QUE TODA UNANIMIDADE É BURRA” VÃO DIZER AGORA OS DEFENSORES DO CONDENADO, QUE OS DESEMBARGADORES FORAM COMPRADOS? NÃO ACREDITO NISTO. MAS COMO EXISTEM MUITOS DESPROVIDOS DE CONHECIMENTOS, PODEM ACHAREM QUE OS MESMO FORAM COMPRADOS. VOLTO A DIZER: “PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS, É REFRESCO” OS DEFENSORES DO CONDENADO APLAUDIRAM O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA PELA CONDENAÇÃO DOS CHAMADOS “MENSALEIROS”, E AGORA? BURLAR A LEI FEDERAL TAMBÉM NÃO É CRIME? PARABÉNS TRIBUNAL ELEITORAL, CONDENE A QUEM MERECE E FAÇA JUSTIÇA PARA OS QUE SÃO HONESTOS.

  • Ednaldo Fonseca disse:

    E ninguém fala/falou da Resenha Eleitoral, diária e antecipada em 04 anos?!

  • Correia disse:

    Parabéns por falar a verdade doa a quem doer!!!!!
    Os jornalistas daqui precisam aprender com você a confirmar se é verdade antes de escrever e não ter medo!!!!

  • Já Carregosa disse:

    Parabéns, Paulu Nunes. Era “tuliça” mesmo. Você falou, baseado em evidências, e está provado pela conclusão da Justiça. Nosso prefeito também está de parabéns. Sem entrar no jogo desse moço agressivo, o Herzem, provou na Justiça quem tinha razão. É desse tipo de jornalismo que nossa cidade precisa.

  • Welliton disse:

    Paulo Nunes, demonstrada a absurda fragilidade das provas é possível que o Sr Herzem ou sua Coligação sofra um processo por litigância de má fé? Pois pareceu que moveram um processo apenas para ter pauta jornalistica e criar um clima de insegurança na cidade.

  • Paulo Nunes disse:

    Na verdade foi ignorância mesmo, ele nunca aceitou as derrotas, acreditava num sonho, mas jamais quis trilhar o caminho real. Como eu disse aqui, ele não possuía nem provas, nem evidências, porém, exerceu pressão sobre o Judiciário, ao sustentar a mentira do ônibus, tentou induzir o Juiz ao erro, embora jamais fosse possível provar o transporte de eleitores, mas observe que ele mentia dizendo de bandeiras e camisas com indicação do PT. Não entendo como alguém pode mentir contra uma imagem. É demais. Enfim o rapaz foi derrotado no debate, na urna e na Justiça, está agora na segunda divisão do campeonato de Mato Grosso.

  • Maria de Lurdes Santos disse:

    Foi só a eleição municipal de 2012 acabar para que todos nós, conquistenses ou não, acompanhássemos de forma maciça e permanente na imprensa da cidade, a divulgação da, quase certa, cassação do prefeito Guilherme Menezes. Durante meses, esse assunto foi tema de conversas na cidade e, principalmente, nos blogs e nas redes sociais.

    Porém, agora que essa novela, com um enredo repleto de mentiras e acusações infundadas, acabou com a palavra final da Justiça favorável ao petista, praticamente NINGUÉM quis escrever ou falar a respeito. Apenas um blog teve a coragem de romper com o coronelismo midiático existente na cidade e comprovar, que mais uma vez, o radialista usou de mentiras para atacar Guilherme e para tentar ocupar o posto mais alto do Executivo Municipal.

    Diante dessa negativa demonstrada pela maioria esmagadora da imprensa conquistense em noticiar esse fato, fiquei a me perguntar: quais os critérios da imprensa conquistense para divulgar as matérias que tantos cidadãos acompanham? Será apenas “lucrar” com polêmicas e fofocas, sem ter compromisso com a verdade? Será que ninguém vai criar mecanismos para combater a corrupção na imprensa conquistense?

    Que boa parte das matérias e espaços em jornais, blogs e programas de televisão e de rádio são vendidos, todos sabem. Mas será que, em respeito aos leitores, telespectadores e ouvintes, eles não poderiam ser imparciais? Porque é possível distinguir quem está de um lado e quem está do outro.

    Mas, ainda bem que ainda existem na cidade profissionais sérios e comprometidos em fazer um jornalismo investigativo, pautado na verdade dos fatos. Por isso, mesmo não sendo de partido algum, deixo aqui registradas minhas felicitações ao jornalista Paulo Nunes e a minha esperança que os fatos sempre se sobreponham aos interesses mais escusos.

  • Paulo Nunes

    Receba nossos parabéns pela matéria e mais ainda: por haver dito em tempos passados que a Ação do senhor Herzem Gusmão ser inteiramente improcedente.

    Quer ganhar no tapetão? Isso é feio. Qualquer cidadão com o mínimo de discernimento sabe muito bem que a vitória de doutor Guilherme Menezes foi limpíssima, legítima. Basta olhar o número de Vereadores que foi eleito na coligação do PT (18) para a quantidade de Vereadores que da coligação de Herzem (3).

    Será que ele é maluco? Será que não percebeu a desproporcionalidade as duas votações?

    Grande abraço do leitor e amigo e parabéns pela visão equilibrada do Processo. Você acertou na mosca.

    Antônio Carlos Gomes

Vídeos
Recomende o Blog
Apoio
Arquivos
Image and video hosting by TinyPic