Vitória da Conquista celebra mês da mulher com programação especial


Promovida pela Rede de Proteção à Mulher em parceria com a Prefeitura Municipal, a programação vai até o final de março

Brasil, século XXI, mais de 51% da sua população é formada por mulheres. Hoje, elas ocupam os mais diversos espaços na sociedade, de dona de casa a empresária. Estão em postos que antes pertenciam a apenas pessoas do sexo masculino, de motorista de ônibus a Presidente da República. Apesar das conquistas alcançadas ao longo de décadas, a luta pela preservação e ampliação dos direitos e por igualdade ainda é uma bandeira que precisa ser levantada diariamente, não só pelas mulheres, mas por todos os brasileiros.

Por esse motivo, em Vitória da Conquista, o terceiro mês do ano se transformou no Março Mulher, quando é realizada uma programação especial voltada para discutir temas como violência contra a mulher, conquistas sociais, políticas públicas para as mulheres, autoestima e saúde, entre outras.
Promovido pela Rede de Proteção à Mulher do município, com o apoio da Prefeitura de Vitória da Conquista, o Março Mulher celebra o 8 de março, Dia Internacional da Mulher, até o final do mês. A abertura da programação aconteceu no último dia 2, com a instalação da Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

‘A gente reconhece o trabalho que foi feito’, diz treinador do Palmeiras sobre gramado do Lomantão


Desde o último fim de semana uma verdadeira polêmica tomou conta sobre a situação do gramado do estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista. Comentaristas do canal por assinatura Sportv fizeram duras críticas a situação do gramado. (Assista aqui).

O problema se agravou após as chuvas que atingiram a cidade, principalmente no dia da partida entre o ‘bode’ e Serrano pelo Campeonato Baiano no domingo (1º).

Uma verdadeira força-tarefa foi montada para amenizar os estragos, visando um bom espetáculopara o jogo entre Conquista e Palmeiras, que aconteceu na noite de ontem (quarta-feira) pela Copa do Brasil. As críticas da imprensa do Sudeste foram rebatidas pelo secretário municipal de cultura, turismo, esporte e lazer, Nagib Barroso.

Após a partida, durante coletiva concedida a imprensa, o treinador do alviverde paulista, Oswaldo Oliveira, reconheceu o trabalho que foi feito no gramado pela prefeitura.

“Esse pessoal aqui se esforçou muito, ainda deu uma condição muito boa do que estava para o que se apresentou hoje, trabalharam muito bem e estão de parabéns. Eu acho que a prefeitura da cidade, a administração do estádio fizeram um trabalho muito bom e o campo ficou em melhores condições, mas realmente muito aquém daquilo que um futebol nível pentacampeão do mundo precisa”.blogdorodrigoferraz

Para assistir a entrevista na íntegra, clique:

 

Ao excluir Dilma de lista, Janot enfraquece movimento pró-impeachment


 

Uma das maneiras de aquilatar a relevância de uma notícia é imaginar como seria caso ocorresse o contrário.

Por exemplo, se o procurador-geral da República tivesse recomendado a abertura de inquérito para apurar eventuais responsabilidades de Dilma Rousseff na roubalheira da Petrobras.

Como se sabe, Rodrigo Janot concluiu o contrário, que inexistem indícios que justifiquem investigação sobre a presidente da República no âmbito da operação Lava Jato, assim como se negou a sugerir ao Supremo Tribunal Federal inquérito sobre o senador Aécio Neves.

Dilma e Aécio não estão incluídos na lista encaminhada pelo procurador ao STF solicitando que políticos sejam investigados.

Uma das maiores esperanças dos movimentos pró-impeachment da presidente constitucional era que Janot a associasse à bandalheira.

Se assim tivesse feito, poderia haver crise institucional e radicalização ainda maior do ambiente político.

Reforçaria os argumentos de quem propõe o afastamento da presidente eleita pela maioria dos brasileiros em outubro: ela tem de sair porque participou de corrupção na Petrobras, proclamam.

Foi exatamente o contrário o que ocorreu: de posse do conjunto de delações premiadas, o procurador sustenta que Dilma nada tem a ver com as maracutaias na empresa de petróleo.

A campanha pró-impeachment terá de se contentar com opiniões que fundamentam a defesa do “fora, Dilma” sem vinculá-la a ações propositais, com dolo, no lamaçal da Petrobras. Difícil, por mais que a Opus Dei esperneie.

Não suponho que a convicção de Janot vá fazer com que uma só pessoa disposta a comparecer aos protestos pró-impeachment, em 15 de março, mude de ideia. Tais opositores eram contra Dilma antes da eleição e continuam sendo agora.

Mas quem abraça a legalidade sabe que o procurador-geral fulminou o álibi constitucional _um possível crime de responsabilidade_ para derrubar a presidente. O movimento pró-impeachment se enfraquece com o revés.

Nada que impeça, reitero, que os atos do dia 15 reúnam milhares de manifestantes.

Prefeitura realiza acolhimento dos médicos dos programas federais Mais Médicos e Provab


Apresentar a Rede de Saúde de Vitória da Conquista. Foi com esse objetivo que a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, realizou, entre os dias 2 e 4 de março, o acolhimento aos médicos dos programas federais Mais Médicos para o Brasil e Programa de Valorização Profissional da Atenção Básica (Provab). Das 13 vagas requeridas pelo Município ao Ministério da Saúde, nove foram preenchidas na primeira fase, sendo cinco do Provab e quatro do Mais Médicos. Para a diretora da Atenção Básica, Luciana Farias, os programas do Governo Federal são de suma importância para a melhoria do acesso da população aos serviços de saúde. “Desde que o programa foi criado, o Município tem conseguido ampliar o número de equipes de saúde. Só no ano passado, o Governo Municipal, implantou mais quatro equipes”, ressaltou Luciana. O que motivou o médico Kayo Alves Barbosa a escolher Vitória da Conquista para desempenhar sua profissão foi a organização da rede e o fato de ter estudado no município – ele cursou Medicina na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). “Eu me inscrevi para Conquista por acreditar no trabalho que é feito aqui e como forma de retribuir os anos que passei estudando aqui”, destacou Kayo. Os nove médicos começaram suas atividades nas seguintes Unidades de Saúde da Família – Coveima, Nelson Barros, Miro Cairo, Patagônia, José Gonçalves, CSU, Pedrinhas e Urbis VI – nesta quinta-feira, 5, com jornada de trabalho de 40h, sendo que um dia da semana é dedicado aos curso de especialização oferecidos pelos programas.

GOLPE NUNCA MAIS


Ao parar no sinal da Rua São Geraldo, duas jovens aproximaram-se e ofereceram adesivos para colar no meu carro. Provavelmente executavam um serviço remunerado. Um propagava a derrubada da Presidente com uma frase bastante injuriosa ao mais alto cargo da república e o outro mencionava que havia votado em Aécio, como se esta decisão pessoal tivesse enorme importância coletiva. Retruquei que era profundamente democrata, avesso às aventuras golpistas e que era muito importante o respeito à vontade popular expressada por meio das urnas. As garotas estamparam nos rostos uma expressão de quem não haviam entendido nada, aliás, pareciam que não sabiam nem mesmo o que estavam fazendo ali. O tom respeitoso do nosso diálogo não se repetia no carro ao lado. Um casal, ambos adultos, segurando cartazes bradava que era necessário derrubar a presidente, acabar com o PT e os desmandos que, segundo eles, estavam arruinando o Brasil. E, pasmem, pregava que para atingir esses objetivos era necessária uma intervenção militar. O motorista ao lado, surpreendido, portava-se como se estivesse escutando um lunático alienígena.
O sinal abriu e segui o meu caminho, livrando-me de continuar escutando tantas bobagens.
Mas, a inusitada cena não saiu da minha cabeça. Levou-me a lembranças mais antigas e outras mais recentes. Estudos históricos atualmente comprovam exaustivamente os poderosos interesses econômicos, políticos, nacionais e internacionais que organizaram e executaram o golpe militar que derrubou o presidente Jango em 1964. Eu, que vivi na minha juventude aqueles tristes episódios, entendo que as revelações e documentos recentes apenas vieram confirmar a minha certeza: os acontecimentos de 64 foram profundamente nocivos aos trabalhadores, ao povo em geral e ao caminho democrático e soberano do país. Claro, que vivemos uma situação política completamente diferente daquele período. Mas, algumas pessoas parecem querer reeditar aquele drama em forma de comédia. A principal semelhança é o desejo de derrubar a presidente legítima por meios não eleitorais e que não atendem a legalidade democrática. O marketing é o mesmo: combate à corrupção (como se isso não fosse um dever de todos), propagandeados desmandos no país, aglutinação daqueles que foram derrotados eleitoralmente, os eternos antidemocráticos direitistas que ainda sentem saudades da ditadura, e a mídia agindo a todo vapor com a velha máxima de “existindo a gente aumenta não existindo a gente inventa”. E, infelizmente, parte do povo se deixa seduzir pela enorme pressão psico-social. O centro da estratégia golpista é denunciar a corrupção, reinventar a propaganda maciça do “mar de lema” que levou Vargas ao suicídio. Ora, toda a pessoa de bem é visceralmente contra a malversação do dinheiro público. Esse crime significa roubar o próprio povo e como tal deve ser encarado. Talvez, em comentários futuros eu aprofunde minha opinião sobre essa questão. Apenas lembro que apenas agora foram realizadas tantas investigações, processos abertos, a polícia federal agindo a todo vapor e tantos políticos poderosos, grandes empresários e altos funcionários públicos indiciados, respondendo inquéritos e principalmente levados às barras dos tribunais e às grades. Fazemos coro àqueles que desejam que a justiça seja implacável, ágil e não deixe tudo acabar em pizza. O máximo que eles estão conseguindo é levar e comer algumas pizzas nas celas.
Na preparação do golpe militar em 1964, seus organizadores afirmavam que seria apenas uma rápida intervenção militar, cirúrgica e logo a legalidade e o estado de Direito voltariam a imperar. Muitos acreditaram nisso. Foi um erro fatal. A tal intervenção militar estendeu-se por longos 21 anos, extinguindo a democracia, suprimindo as liberdades, promovendo cassações, prisões, torturas e mortes. Ninguém no seu juízo perfeito pode querer isso para o Brasil.
Ao lerem esses comentários muitos me acharão exagerado, catastrófico, pessimista, mas, o estado de espírito pré-64 de muitos era exatamente de que um presidente do qual eles não gostavam seria apeado do poder e a normalidade voltaria naturalmente. Ledo engano.
Hoje, estou convencido que qualquer agressão à legalidade democrática e aos direitos constitucionais dos governantes não se encerra em si mesmo. Ao contrário, inicia-se um processo que ninguém consegue prever onde vai parar.

*Edwaldo Alves Silva é filiado ao PT em Vitória da Conquista.

Aulas da Rede Municipal de Educação começam nessa segunda-feira, 9


Começa nessa segunda-feira, 9, as aulas na Rede Municipal de Ensino. Para receber os cerca de 44 mil alunos matriculados, o Governo Municipal realizará atividades especiais em todas as 204 unidades escolares existentes no município. Além de uma equipe formada por 1600 professores, coordenadores, monitores e outros servidores que atuam diretamente na área da educação, os alunos que já estudam na Rede Municipal e os novos estudantes contam também com ampla infraestrutura. Bibliotecas, salas de recursos multifuncionais, laboratórios, salas de informática e parques infantis são alguns dos espaços que poderão ser utilizados nas creches e escolas da zona rural e urbana do município.

Prefeito de Várzea Nova é punido por gastos irrazoáveis com combustível


O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (05/03), julgou parcialmente procedente a denúncia formulada pelos vereadores Antônio Paulo Nunes, Maria da Conceição Alves, Edival de Oliveira e Judenilson do Carmo contra o prefeito de Várzea Nova, Dion Avelino da Silva, pelo consumo excessivo de combustível para apenas quatro veículos, no exercício de 2013.
A relatoria imputou multa de R$ 2 mil ao gestor por considerar ineficiente o Controle Interno do Município, que incluiu no histórico de consumo de combustível um gasto de R$ 16.132,96, atribuído a abastecimento de veículo que não estava sendo utilizado. O relatório também aponta o consumo de 8.491,03 litros de diesel para abastecimento de apenas quatro ônibus escolares, no período de 01/04 a 30/04. Considerando que esses veículos são utilizados de segunda a sexta-feira no transporte de alunos, o consumo diário, em se tratando de 22 dias úteis, atingiu nada menos que 96,48 litros de diesel por dia para cada veículo – um volume absurdo, que ofende os princípios constitucionais da razoabilidade e da economicidade.
Cabe recurso.

Governo Municipal realiza Semana da Água


A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio do Módulo de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, realizará no mês de março a Semana da Água com o tema “O mundo tem sede de iniciativa. Preservar a água, preservar a vida”. A abertura oficial acontece nesta quinta-feira, 5, na Escola Municipal Raimundo Bahia Nova, localizada no bairro Kadija.

A atividade, que abordará a questão hídrica do país e a preservação do meio ambiente, será realizada durante todo o mês, com visitas e palestras temáticas do Módulo de Educação Ambiental nas escolas municipais.

A principal atividade do projeto acontece no próximo dia 19, quinta-feira, na Praça da Juventude e terá a parceria do Serviço Social do Comércio (Sesc). Na oportunidade, serão oferecidas oficinas de reciclagem, pintura facial, escultura de balão, aferição de pressão e palestras.

Confira a programação completa:

Dia

Escola

 Faixa etária      

Região

Horário

05/03

(Quinta)

Escola Municipal Raimundo Bahia

Nova

7 a 14 anos

Rua Ribeira do Pombal

Kadija

Manhã e Tarde

14h – 17h

06/03

(Sexta)

Escola Municipal Antônia Cavalcante

6 a 8 anos

Pedrinhas

Manhã

E Tarde

10/03

(Terça)

Escola Municipal Maria Conceição Meira Barros

11 a 16 anos

Rua Wanceslau Bras

Guarani

Manhã

08h – 11h

11/03

(Quarta)

Escola Municipal Maria Conceição Meira Barros

5 a 10

anos

Rua Wanceslau Bras

Guarani

Tarde

08h – 11h

12/03

(quinta)

Escola Municipal Padre Aguiar

5 a 14

anos

Patagônia

Manhã

08h – 11h

13/03

(sexta)

Escola Municipal Padre Aguiar

5 a 14

anos

Patagônia

Tarde

14 -17h

19/03

Quinta

Praça da Juventude – Creche Municipal Tia Zaza

Escola Municipal Mãe Vitória de Petu

3 a 5

Anos

Guarani

Manhã e Tarde

08h – 11h

21/03

(Sábado)

Biblioteca Comunitária da Morada dos Pássaros

Morada dos pássaros

     Tarde15h

23/03

(Segunda)

Escola Municipal Ita Davi de Castro

4 a 10

anos

Brasil

Tarde

24/03

(Terça)

Escola Municipal Ita Davi de Castro

Brasil

Manhã

25/03

(Quarta)

Escola Municipal Mãe Vitória de Petu

4 a 10

Anos

Petrópolis

Manhã              e  Tarde

27/03

(Sexta)

Escola Municipal Iaira Cairo

4 a 7

Anos

Guarani

Tarde

14h – 17h

31/03

(Terça)

Escola Municipal Guimarães Passos

Guarani

Manhã eTarde

 

Inquéritos envolvem principais líderes do Senado


Entre os listados nos pedidos da PGR estão alguns dos mais influentes senadores do PT, do PMDB, do PTB e do PP. Citado em delações, Aécio não entrou na relação dos investigados da Lava Jato

Líder do PT e ex-ministra da Casa Civil estão entre os senadores que serão investigados no STF
Líder do PT e ex-ministra da Casa Civil estão entre os senadores que serão investigados no STF

Agência Senado-Líder do PT e ex-ministra da Casa Civil estão entre os senadores que serão investigados no STFOs pedidos de abertura de inquérito feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na noite de terça-feira (3) envolvem os principais líderes do Senado. Entre os 54 nomes que Janot pediu para serem investigados, estão alguns dos principais líderes do Senado. Além do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o Congresso em Foco apurou que foi pedida abertura de inquérito contra Romero Jucá (PMDB-RR), Edison Lobão (PMDB-MA), Fernando Collor (PTB-AL), Lindbergh Farias (PT-RJ), Humberto Costa (PT-PE), Ciro Nogueira (PP-PI), presidente nacional do PP, e a ex-ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann (PT-PR).
Todos eles foram citados pelo doleiro Alberto Youssef e pelo ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa como beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) chegou a ser citado nas delações premiadas, mas os procuradores responsáveis pelas investigações da Lava Jato não acharam evidências substanciais que ensejassem o pedido de abertura de inquérito contra o principal líder da oposição.

Nas delações premiadas, Paulo Roberto Costa afirmou que chegou a trabalhar para Lindbergh Farias para obter financiamento em campanhas eleitorais. Romero Jucá também foi apontado pelos delatores como outro beneficiário do esquema. Já Lobão é investigado não somente por ter sido beneficiado pelo esquema, como também por ter mediado acordos para a implementação de uma refinaria no Maranhão, que resultou em desvios da ordem de R$ 7 milhões apenas nas obras de terraplanagem.

Paulo Roberto Costa disse que Humberto, que é líder do PT no Senado, foi beneficiado com o repasse de aproximadamente R$ 1 milhão, fruto do esquema de corrupção da Petrobras durante a campanha eleitoral de 2010. De acordo com as delações, a senadora Gleisi Hoffmann também recebeu R$ 1 milhão do esquema, mas diretamente do doleiro Alberto Youssef. O presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, também foi beneficiado com propinas fruto de obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, segundo Paulo Roberto Costa. Outro investigado é o ex-presidente da República e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL).

Durante a apuração de crimes da Lava Jato, foram identificados depósitos bancários em favor do senador feitos pelo Posto da Torre, em Brasília. O posto de gasolina é tido como uma espécie de caixa eletrônico de políticos envolvidos no esquema. Collor também é apontado como beneficiário de um acordo entre o grupo de Youssef, uma rede de postos de São Paulo e a BR Distribuidora, no valor de R$ 300 milhões. Segundo delatores, por ajudar a mediar esse acordo, o petebista recebeu R$ 3 milhões de propina.

Todos os senadores que serão alvo de inquérito já negaram publicamente participação no esquema de propina na Petrobras. Ciro Nogueira chegou a afirmar, em nota oficial, que renunciaria ao mandato caso surgissem provas de seu envolvimento.“Desde o início, agora e até o final desta circunstância política, mantenho e manterei uma única posição: jamais tive qualquer relação imprópria com qualquer dos acusados na Operação Lava Jato. Repito o que sempre sustentei: renunciarei ao mandato de senador da República se surgir qualquer prova objetiva que venha macular minha atitude como homem público. Assumo mais uma vez este compromisso, porque tenho consciência plena de meus atos e seu que as acusações não têm nenhuma base na realidade”, afirmou Ciro nesta terça-feira.

Hospital Esaú Matos oferece serviço para emissão de Certidão de Nascimento


Os pais podem solicitar a emissão da certidão de nascimento do filho recém-nascido dentro do próprio hospital .
Os pais podem solicitar a emissão da certidão de nascimento do filho recém-nascido dentro do próprio hospital .

Os gêmeos Lázaro e Lucas nasceram no Hospital Esaú Matos no último dia 12 de fevereiro. Filhos do carpinteiro Martiniano Machado, os dois recém-nascidos já têm suas certidões de nascimento. Elas foram solicitadas no mesmo dia em que nasceram. “Muito bom esse serviço, ficou bem mais fácil tirar a certidão. Foi ótimo, como todo o serviço do hospital prestado a mim e a minha esposa”, disse o pai, prestes a receber os documentos dos filhos. Em 2014, foram emitidas quase 200 certidões por mês, 2.387 no total, por meio do Projeto Minha Certidão, instalado no hospital em dezembro de 2013 quando o serviço existente desde 2008 passou a ter autonomia gerencial, sendo interligado, por meio de internet, ao Cartório de Registro Civil do município. Os filhos da senhora Lindomar Matias, do distrito de Inhobim, também nasceram no Hospital Esaú Matos, um em 2013 e outro em 2014, e também foram registrados dentro do próprio hospital. “É bom que a gente não precisa ir ao centro da cidade só para fazer isso”, afirma a lavradora. A mesma avaliação fez o pedreiro Osvaldo Martins, que também utilizou o serviço para registrar o filho João Marcelo, nascido no Esaú na última sexta, 27 de fevereiro. Para solicitar a certidão de nascimento, os pais precisam apresentar o RG, a certidão de casamento no civil – se for o caso –, e a declaração de nascimento da criança. O Projeto Minha Certidão foi implantado no Hospital Esaú Matos através de iniciativa dos governos Federal e Estadual, por meio do Programa de Erradicação do Sub-Registro Civil de Nascimento da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

MAIS MÉDICOS: Bahia preenche 94% das vagas com profissionais brasileiros


Das 386 vagas disponíveis para médicos com CRM Brasil, 362 foram preenchidas por médicos brasileiros

 

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 94% das 386 vagas ofertadas para os 104 municípios baianos foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os médicos começam suas atividades a partir desta semana. Na terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março, 4.362 médicos que estão inscritos poderão selecionar 24 vagas em 16 cidades baianas. Caso ainda existam vagas em 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, no dia 5 de maio, para médicos estrangeiros.Confira lista das vagas disponíveis para a Bahia

Das 4.146 opções disponíveis em todo Brasil, 3.823 (92%) já foram ocupadas nas primeiras chamadas. Para a terceira chamada, 4.362 médicos poderão optar dentre as 318 vagas em 218 municípios e 10 Distritos Indígenas. Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). A maioria (451) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 68 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos. Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 (84%) compareceram às prefeituras até o dia 20 de fevereiro.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, comemorou a grande adesão já nas duas primeiras chamadas do Programa. “É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiro em apenas duas chamadas. Em todo Brasil eles ocuparam a maioria das vagas. Eles irão iniciar o atendimento à população que mais precisa do SUS, integrarão as equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, comemorou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Em relação às 1.294 cidades que aderiram edital lançado em janeiro, 1.209 (93%) municípios e seis Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) já atraíram médicos para ocupar integral ou parcialmente as vagas nas unidades básicas de saúde. Até o momento, 1.076 (83%) localidades supriram 100% das vagas, outras 197 (15%) tiveram a solicitação parcialmente atendida e 31 (2%) municípios ainda não conseguiram atrair nenhum médico. Nos distritos indígenas, 71% das vagas ainda não foram ocupadas.

O Nordeste foi a região que mais atraiu profissionais: das 1.784 oportunidades ofertadas aos médicos, 1.711 vagas já foram ocupadas. O Sudeste conseguiu ocupar 970, das 1.019 vagas disponíveis, seguido do Sul, que preencheu 477 das 520 oportunidades, do Centro-Oeste, que atraiu médicos para 358 vagas das 393 disponíveis e o Norte que ocupou 297 vagas das 382 oportunidades. Os Distritos Indígenas já ocuparam 10 vagas das 35 ofertadas aos médicos.

PRÓXIMAS ETAPAS – As vagas referentes aos médicos que não se apresentaram na segunda chamada ficam disponíveis para a terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março. Poderão participar dessa fase, 4.362 médicos que estão inscritos e ainda não conseguiram alocação.

Caso ainda existam vagas em 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, no dia 5 de maio, para médicos estrangeiros. O módulo de acolhimento para esses profissionais está previsto para iniciar em 8 de junho. A cada trimestre, o Ministério da Saúde lançará edital para oferta de vagas em aberto. Os editais poderão contemplar outros municípios, que antes não haviam conseguido aderir ao programa pela ausência de capacidade instalada.

Para a classificação do médico na concorrência das vagas foram estabelecidas as seguintes regras: ter título de Especialista em Medicina de Família e Comunidade; experiência comprovada na Estratégia Saúde da Família; ter participado do Programa de Educação pelo Trabalho – PET (Vigilância, Saúde, Saúde da Família e Saúde Indígena); do VER-SUS; do ProUni ou do FIES. Como critérios de desempate serão considerados a maior proximidade entre o município desejado e o de nascimento e ter maior idade. A data e horário da inscrição do médico não serão mais considerados como critérios de seleção.

Com a ocupação das 4.146 vagas apontadas pelos municípios no novo edital, o governo federal garantirá em 2015 a permanência de 18.247 médicos nas unidades básicas de saúde de todo o país, levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas. Serão 4.058 municípios beneficiados, 72,8% de todas as cidades do Brasil, além dos 34 distritos indígenas. Até 2014, 14.462 médicos atuavam em 3.785 municípios, beneficiando 50 milhões de brasileiros.

Por Priscila Silva, da Agência Saúde