Começou o sobe e desce no Brasileirão


Ubaldino 2Estamos ainda no início da temporada, mas a dança das cadeiras, tanto no comando técnico dos times das séries A e da B, como na classificação começa a tomar corpo e alguns chamados grandes começam a preocupar seus torcedores. Somente para citar três treinadores de renome que foram mandados embora, Vanderley Luxemburgo; Felipão e Marcelo Oliveira foram apeados de seus times, embora fiquem desempregados por pouco tempo, mas não deixa de ser desgaste. Na classificação das duas séries há uma alternância a cada rodada e, a ameaça de rebaixamento começa a rodar alguns times ditos grandes. Na série A, o São Paulo assumiu a liderança que há duas rodadas era do Atlético – PR, mesmo assim, com uma diferença de um ponto para o segundo e terceiro colocados. Fazendo um calculo das probabilidades dos cinco primeiros chegar ao título temos o seguinte: São Paulo 21%; Atlético – PR 15%; Sport 14%; Corinthians 8% e Ponte Preta 7,5%, até agora. Enquanto isso a probabilidade de rebaixamento, que amedronta, é de 69% para o Joinville; 58% Vasco da Gama; 55% Coritiba; 28% Santos e 27% para o Flamengo, como disse a preocupação é grande. Na série B, o Botafogo assumiu a liderança e não quer largar mais, pois está a três pontos do segundo colocado, o Náutico que tem 16 pontos ganhos, seguido do Paysandu com 15 pontos, e cabeça a cabeça estão Sampaio Correa e Bahia com 14 pontos cada. A probabilidade de Botafogo chegar ao título é de 29%, enquanto que para o Náutico é de 13% e, aí segue Paysandu com 11%; Bahia 8% e Sampaio Correa com 7,5%; já para o rebaixamento, o bicho está pegando para Mogi Mirim que tem 55% de probabilidade de cair, 46% para o Ceará; 40% Boa Esporte; 38% Santa Cruz e 34% para o Criciúma. Essa é a oportunidade que os ameaçados têm de somar pontos, enquanto não chega à metade da competição, pois a partir daí, a maratona será bem mais difícil.
Ubaldino Figueiredo