Polícia faz buscas no apartamento de Crivella e na Prefeitura do Rio; mas o homem é de Deus


Investigadores do Rio expediram 22 mandados de busca e apreensão, para desmantelar um suposto esquema de corrupção na prefeitura da capital fluminense. Policiais foram ao prédio onde mora o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) faz buscas, nesta quinta-feira (10), na prefeitura da capital fluminense. Agentes investigam um suposto esquema de corrupção na administração municipal. Foram expedidos 22 mandados de busca e apreensão.

Policiais se deslocaram para o Centro Administrativo, na Cidade Nova; no prédio onde mora o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), na Barra da Tijuca; e no Palácio da Cidade, em Botafogo.

Entre os alvos da operação, estão Eduardo Lopes e Mauro Macedo. Lopes foi senador do Rio pelo Republicanos, ao herdar o cargo de Crivella, e foi secretário de Pecuária, Pesca e Abastecimento de Wilson Witzel, atualmente afastado do cargo de governador.

Macedo foi tesoureiro da campanha do prefeito ao Senado, em 2008, e foi citado em delação premiada sobre o esquema de propina envolvendo a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do estado, a Fetranspor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *