Paula Belmonte, deputada que defende ozônio para tratar a Covid, testa positivo e é internada em Brasília


Autora de um projeto para autorizar a ozonioterapia contra a Covid, tratamento que não tem a eficácia comprovada, parlamentar teria relatado a colegas que está com 30% do pulmão comprometido

Deputada Paula Belmonte (Divulgação)

Em nota oficial divulgada pelas redes sociais na noite desta terça-feira (11), a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) informou que testou positivo para a Covid-19 e que foi internada pela manhã em um hospital particular de Brasília.

“A deputada federal Paula Belmonte testou positivo para covid-19 nesta terça-feira (11) e está internada no hospital DF Star, com sintomas leves, similares a gripe. O marido, @LFBelmonte , deu entrada na mesma unidade e teve alta hoje, com melhora no estado de saúde”, diz a nota.

A parlamentar é autora de um projeto de lei que visa autorizar o uso da ozonioterapia – que consiste em aplicar ozônio através do ânus – no tratamento da Covid-19. A prática, que ganhou holofotes após o prefeito de Itajaí sair em sua defesa e o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, ter recebido defensores do tratamento em seu gabinete, no entanto, não tem sua eficácia comprovada por especialistas.

A própria deputada reconheceu a falta de comprovação científica do tratamento no texto de seu projeto de lei. “Salienta-se que é pacífico que ainda não há qualquer evidência científica relacionada à efetividade da ozonioterapia na prevenção ou tratamento para o Coronavírus, entretanto, possibilitar que a comunidade médica utilize o tratamento quando julgar necessário pode se tornar benéfico”, escreveu.

Apesar de a nota oficial da deputada sobre o teste positivo para a Covid-19 carregar um tom tranquilizante, o portal G1 teve acesso a uma mensagem que ela teria mandado a colegas em que teria dito que está com 30% do pulmão comprometido e que estava preocupada.