STF concede prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima


O STF deferiu liminar que concede prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, que foi encontrado em 2017 com R$ 51 milhões em seu “bunker” . A defesa do ex-ministro pediu a concessão de prisão domiciliar em razão da pandemia

 O Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu liminar que concede prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. A decisão foi tomada no fim da noite de terça-feira (14), pelo ministro Dias Toffoli. A informação é do jornal O Globo.

A defesa do ex-ministro pediu a concessão de prisão domiciliar em razão da pandemia do novo coronavírus.  Na decisão, Dias Toffoli argumenta que a defesa de Geddel comprovou suas alegações, com documento expedido pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado da Bahia (Seap), no qual atesta que o ex-ministro, ao realizar o exame de teste rápido em 8 de julho, testou positivo para a Covid-19.

Geddel está preso desde 2017, quando em 5 de setembro daquele ano, a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões, distribuídos em nove malas, em apartamento ligado ao ex-ministro, em Salvador.

Se o prefeito de Vitória da Conquista fosse advogado poderia visitar seu amigo e líder.