DIFÍCIL COMPARAR…


Analisando os dois jogos da Liga dos Campeões da Europa, terça e quarta feira, entre BARCELONA X BAYER e REAL MADRID X JUVENTUS, comecei a listar algumas diferenças entre o futebol praticado na Europa e o que se pratica nas Américas, a diferença é gritante. Primeiro os times são compostos por jogadores de diversos continentes, o que poderia divergir na maneira de jogar, levando-se em conta a característica de cada atleta, no entanto, o que vemos é a ligeira adaptação desses jogadores à maneira europeia de praticar o futebol moderno e competitivo, cheio de nuances que nos deixa encantados, de como a bola é tratada. Raramente ver-se um chutão, um passe errado, uma falta desleal, e quando isso acontece é na disputa da bola e não visando o adversário, o que é louvável, por se tratar de adversário e não inimigos, além de serem da mesma profissão. A determinação tática dos times, as disposições dos jogadores dentro de campo, para formar determinado padrão tático, nos chama atenção, também, a disciplina tática dos atletas; outro fator que nos fascina, isto porque, dependendo do adversário e da situação da partida, as mudanças táticas são feitas e, rapidamente os jogadores assimilam. Um time brasileiro que vinha tentando implantar a forma europeia de jogar era o Corinthians, mas que nas últimas partidas pelo campeonato estadual e Libertadores, parece que esqueceu tudo que havia aprendido no início da temporada e passou a praticar a mesmice, tanto é verdade que ficou de fora da decisão do campeonato paulista, e ontem, foi eliminado da Copa Libertadores, por um time inexpressivo do Paraguai, sendo que o Timão foi o melhor time na fase de grupos da competição continental. Temos muito que aprender com os times europeus, isto é, voltar às origens do futebol, começar do zero para renovar e inovar.
De : Ubaldino Figueiredo.