MBL promove ‘amor’ entre Centrão e presidente e irrita bolsonaristas; assista


Ato na Praça dos Três Poderes

Grupo utilizou carro de som

Mulher bate com mastro de bandeira no leitor da carta fictícia elaborada pelo MBLSérgio Lima/Poder360 – 12.jun.2020

O MBL (Movimento Brasil Livre) usou o Dia dos Namorados para promover o “amor” entre o presidente Jair Bolsonaro e o Centrão. Por meio de 1 carro de som do tipo usado para reproduzir mensagens românticas, declarou 1 poema fictício do bloco de partidos para o chefe do Planalto nesta 6ª feira (12.jun.2020).

O ato irritou bolsonaristas que estavam na Praça dos Três Poderes. Uma mulher bateu com o mastro de uma bandeira no homem que lia o simulacro de carta apaixonada. O local fica a algumas dezenas de metros do Palácio do Planalto, onde o presidente trabalha.

O vídeo a seguir mostra a agressão com mastro da bandeira:

Poder360 também ouviu gritos de “vai para Cuba” dirigidos ao carro de som. As palavras costumam ser dirigidas por grupos de direita para militantes de esquerda, o que não é o caso do MBL.

O Centrão é o bloco de partidos sem coloração ideológica clara e que adere a todos os governos desde a Constituinte. Bolsonaro tenta atrair os integrantes do bloco para formar uma base de apoio sólida, principalmente na Câmara, onde o grupo é mais presente. Em troca, tem nomeado para cargos na administração federal indicados por caciques do bloco.

O MBL tem feito críticas à política de aproximação de Bolsonaro com o Centrão. Lançou uma página para monitorar as nomeações de indicados políticos e quanto em recursos esses nomeados controlarão.

“Estamos planejando mais ações, mas por enquanto nada confirmado”, disse ao Poder360 o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), 1 dos líderes do movimento. A seguir, a íntegra da mensagem lida na Praça dos Três Poderes:

Generosíssimo Bolsonaro,

Hoje é um dia muito especial para a gente,
Que merece uma declaração que não mente.
Achavam que A Aliança era pelo Brasil até então,
Mas acabou sendo comigo, seu amado Centrão.

Espero ganhar um presente caro para continuar ao seu lado,
Bem distante do seu gado,
Pois você é meu Bolsonamorado.

Estou com ciúmes!
Que apelidinhos carinhosos são esses que as pessoas te dão?
Bozonaro? É por causa das várias palhaçadas que você fez no governo, como o meu presente de 75 bilhões? (que pessoal murrinha, é só imprimir mais dinheiro)
BolsoAsno? Visto que você fez jumentices petistas? (desculpe o pleonasmo)
Bolsomito? Por ter sido uma grande promessa, mas que ficará esquecida como uma fracassada lenda?
BolsoNada? Só pela falta de virtudes?

É falta de Prudência ceder o fundão eleitoral de 2 bilhões para nossas campanhas em meio a uma pandemia?
É falta de Temperança desequilibrar os Poderes sancionando o juiz de garantias?
É falta de Justiça ceder cargos aos nossos companheiros parasitas incompetentes?
É falta de Fortaleza não se reerguer das besteiras feitas e recomeçar tomando ações corretas?
E daí, né?

Nesse dia dos namorados, um presentão eu quero ter.
Pois TODOS sabemos o quão generoso você pode ser,
(Se sua posição você quiser manter.)

Então é melhor Jair me bajulando.

Assinado:
Centrão,
Que “roubou” seu coração.