Há onze anos o jornalista Paulo Nunes concedeu essa entrevista ao jornalista Caique Santos


Essa entrevista foi vista na época, por mais de dez mil pessoas e mostrou um pouco do que Paulo Nunes pensa das coisas, ficamos surpresos com a quantidade de acessos, demostrando ali , o interesse que as pessoas tiveram em saber do que se tratava. Sem dúvida ,um motivo que aumentou ainda mais, a nossa responsabilidade com o trato da opinião abalizada e o respeito a verdade dos fatos tratados em nosso blog. Nossos agradecimento a Caique Santos.

Apesar de ser jornalista credenciado desde 1987, Nunes, nunca deu bola para essa questão de registro profissional, possui evidentemente por dever, mas entende que o diploma de bacharel em comunicação ou jornalismo por si só, não dá notoriedade e nem credibilidade ao portador do diploma, apesar de dar a habilitação.

Nessa entrevista, Nunes explica que o blogueiro, tem todo direito de se comunicar como qualquer outra pessoa; já o jornalista, se atem muito mais a técnica da redação. ressalvando que opinião e credibilidade, podem ser atributos que tanto o jornalista, quanto o blogueiro podem ter. E o público faz sua escolha. reserva de mercado não pode ser argumento para impedir a liberdade de expressão, mesmo porque os mais renomados jornalistas do Brasil e do mundo, sempre tiveram outras formações acadêmicas como: Direito, sociologia, pedagogia etc.

Para se ter uma ideia, um dos melhores jornalistas da Bahia,era como ele mesmo  fazia questão de dizer ” bacharel em medicina”, nada mais nada menos que Antônio Carlos Magalhães, jamais exerceu a profissão de médico, mas trabalhou muito como jornalista, ora assinando matérias e por  outras usando pseudônimo.