Juiz libera cultos de Silas Malafaia, que podem propagar coronavírus para milhares de pessoas;ele não vive sem a grana dos fiéis


“O Poder Executivo não determinou a interrupção de cultos religiosos até o momento”, disse o juiz Marcelo Baptista

Silas Malafaia
Silas Malafaia (Foto: Isac Nóbrega/PR)

247 – “A Justiça do Rio de Janeiro negou pedido feito pelo Ministério Público estadual (MPRJ) e manteve a realização de cultos ministrados pelo empresário e pastor Silas Malafaia. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (19) pelo juiz Marcello de Sá Baptista, do Plantão Judicial”, informa o jornalista Nicolás Satriano, do G1..

“O Poder Executivo não determinou a interrupção de cultos religiosos até o momento. O Poder Legislativo não criou lei neste sentido. Não pode o Poder Judiciário avocar a condição de Legislador Positivo e regulamentar uma atividade, em atrito com as normas até agora traçadas pelos órgãos gestores da crise existente”, justificou o magistrado.

Antes da decisão, o empresário Silas Malafaia havia desafiado o governo a fechar suas unidades.

Silas Malafaia (Foto: Isac Nóbrega/PR)