Caminhada do Bode pelo Agreste nordestino


Carlos González – jornalista

Livre do rebaixamento para a série B do Campeonato Baiano de 2021, o Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista, com a vitória no domingo diante do Fluminense de Feira de Santana, soma 7 pontos ganhos, com chances remotas de vir a disputar as semifinais do torneio deste ano. Mandando as suas partidas num estádio que não oferece o mínimo conforto à população da terceira cidade do estado, onde as condições climáticas, na maior parte do ano, são instáveis, o time conquistense foi incentivado em casa, nas três primeiras apresentações no Baianão, por apenas 3.413 torcedores, que deixaram nas bilheterias R$ 57.800, ficando o Conquista com R$ 4.924,02.

Contando unicamente com a ajuda financeira dos patrocinadores – o clube, acredito, ainda não foi buscar o apoio da Havan, que tem colaborado com o esporte nas cidades onde instalou suas lojas – e dos sócios, o Vitória da Conquista vai ficar por dois meses longe de sua torcida. O tempo vai permitir que a Comissão Técnica aprimore o elenco que vai disputar a série D do Campeonato Brasileiro, a partir de 23 de maio. A Prefeitura deve também aproveitar esse período para melhorar as instalações do estádio Lomanto Júnior – o gramado que custou R$ 1 milhão necessita de tratamento -, que vai receber atletas, torcedores e imprensa esportiva de outros estados, além dos nossos.

Depois de ouvir o choro dos seus filiados mais pobres (as classes C e D), reclamando que, a maioria dos seus profissionais, após realização dos campeonatos estaduais, de janeiro a março, ficam desempregados até o início do ano seguinte, a CBF decidiu ampliar para 64 o número de participantes do Brasileirão da série D, além de estender o torneio, com 26 datas, por seis meses.

Os 64 times serão divididos regionalmente, para evitar viagens longas, em oito grupos, com jogos de ida e volta. Significa que, cada equipe fará, no mínimo, 14 partidas. Após a primeira fase, com término em 4 de julho, os quatro melhores classificados de cada chave seguirão na competição. A final está prevista para 22 de novembro, qualificando os semifinalistas para a série C do próximo ano.

O Vitória da Conquista, Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira de Santana serão os representantes do futebol baiano. Incluído no grupo 4, o alviverde, em algumas viagens, vai trocar as baixas temperaturas do inverno conquistense pelo calor do Agreste nordestino. Na verdade, o habitat natural do bode, a mascote do clube. Seus adversários serão o ABC de Natal, Freipaulistano (Frei Paulo, Sergipe), Itabaiana (da cidade sergipana do mesmo nome), Potiguara (Mossoró, Alagoas), Jacyobá (Pão de Açúcar, Alagoas), Central (Caruaru, Pernambuco) e Coruripe (da cidade alagoana do mesmo nome).

Os jogos do Conquista no Lomantão estão programados para os sábados, às 20h20, exceto das 6ª e 10ª rodadas, diante do Itabaiana e Central, respectivamente, marcados para uma quarta-feira, no mesmo horário. Tabela do representante baiano na primeira fase do Brasileirão da série D:

23/5 – Coruripe (em casa)/6

30/5 – Freipaulistano

13/6 – ABC (em casa)

20/6 – Potiguar (em casa)

27/6 – Central

01/7 – Itabaiana (em casa)

04/7 – Jacyobá

11/7 – Jacyobá (em casa)

18/7 – Itabaiana

22/7 – Central (em casa)

01/8 – Potiguar

08/8 – ABC

15/8 – Freipaulistano (em casa)

22/8 – Coruripe