PM-BA terá aulas com Marcha do Empoderamento Crespo após caso de racismo


por Lucas Arraz

PM-BA terá aulas com Marcha do Empoderamento Crespo após caso de racismo

Foto: Raul Spinassé / Ag. A TARDE

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) ofertará aulas de formação contra o racismo para a sua tropa. As aulas e visitas a bases comunitárias serão ministradas por organizadores da Marcha do Empoderamento Crespo após um jovem negro de 16 anos ser agredido durante uma abordagem policial no bairro Paripe, Subúrbio Ferroviários de Salvador. O adolescente foi chamado de “ladrão” e “vagabundo” e seu cabelo usado pelo policial como modo de identificação desses perfis (veja aqui).

A formação com aulas “anti-racismo” também será implementada para agentes de segurança que prestam serviços para a CCR, operadora do metrô na capital baiana. Na mesma semana do caso de racismo em Paripe, uma mãe denunciou outro caso cometido por um segurança de metrô contra as filhas gêmeas dela.

Responsável pela capacitação, Naira Gomes, fundadora do Empoderamento Crespo, destacou a importância das medidas adotadas diante dos casos. “Ensinar é importante. Vamos ganhar pessoas contra o racismo e outras questões como intolerância religiosa e LGBTfobia”, falou em entrevista aos jornalistas Jefferson Beltrão e Fernando Duarte no programa “Isso é Bahia”, de A Tarde FM 103.9. 

A ideia é começar as visitas a bases comunitárias antes do Carnaval. “Queremos ter esse contato com os policiais antes do Carnaval, uma festa que por si só tem muita animosidade e muitos episódios de racismo pela polícia”, completou. A ação será implementada pela PM primeiro em Paripe, local em que o jovem negro foi agredido. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *