Vídeo: PM agride grávida por desconfiar que ela estaria gravando abordagem policial


Com o joelho na barriga da mulher, que já estava no chão, o policial dá um tapa no rosto dela. O caso ocorreu na tarde desta terça-feira (4), em São José do Rio Preto. Os PMs desconfiaram que ela estava gravando a abordagem policial. Filmar não é crime

(Foto: Reprodução)

 Um vídeo circula nas redes sociais mostra uma policial militar agredindo uma mulher grávida enquanto tentava imobilizá-la ao chão, em São José do Rio Preto, cidade a cerca de 490 quilômetros da capital paulista.

Com o joelho na barriga da mulher, que já estava imobilizada e no chão, o policial dá um tapa no rosto dela. O caso ocorreu na tarde desta terça-feira (4), na rua 19, que fica no bairro Santo Antônio. Grávida de cinco meses, ela ainda foi enforcada pelo pescoço.

De acordo com reportagem do site UOL, uma testemunha afirmou que a mulher foi agredida porque filmava os PMs enquanto abordavam um suspeito de traficar drogas. Vale destacar que o ato de filmar não é crime e muito menos justifica a abordagem.

Enquanto as testemunhas pediam que ela fosse liberada, o PM, identificado como Viana, afirmava que ela estava detida pelos crimes de desacato e de resistência. A mulher foi levada para a Central de Flagrantes, da Polícia Civil.

Jandira Feghali

@jandira_feghali

Policial rende GRÁVIDA com joelho na barriga, depois BATE. Esse cidadão defende a VIDA mesmo? De quem?