Morre Sinhozinho do Salão Bahia


Atualizada às 21:34

Acaba de falecer no hospital SAMUR em Vitória da Conquista, o mais antigo cabeleireiro de Vitória da Conquista, Odilo José dos Santos, (89) figura ilustre de Vitória da Conquista, era o proprietário do tradicional Salão Bahia, recebi essa triste notícia através do meu amigo irmão, filho de Sinhozinho, nosso querido Messias Carvalho disse no telefonema ” Uma dor insuportável”. Realmente perder um pai, é uma dor quase que insuportável. Mas pela certeza do coração bom do também meu amigo Sinhozinho, ele terá um bom lugar. tão bonito quanto a sua fazenda graciosa que ele jamais esqueceu.

Complementando a matéria, o velório de Sinhozinho do Salão Bahia acontece na Capelinha do hospital São Vicente de Paulo e o sepultamento será amanhã as 16 horas no Cemitério da Saudade no bairro Sumaré.

Sinhozinho foi lembrado pelo jornalista  Luís Fernandes nessa reportagem

Sinhozinho, com 24 anos, quando abriu o
“Salão Conquista” em 1954
Por Luís Fernandes

Um dos mais antigos cabeleireiros de Conquista

 
Odilon José da Santos, mais conhecido como “Sinhozinho”, nascido no dia 8 de junho de 1930, foi o primeiro de três irmãos a tornar-se barbeiro e cabeleireiro (os outros dois foram Clarindo e Antônio).  Sinhozinho começou sua profissão em 1954 no Lindoya, juntamente com João Andrade, quando fundaram o “Salão Conquista”. Lá ficaram mais ou menos um ano até mudar-se para a Rua Zeferino Correia (onde hoje é o prédio do “Real Palace Hotel”). Nesta época trabalhavam no Salão Antônio Pernambucano, Gildásio Almeida (Dadá), Zacarias e Valmick.
“Sinhozinho” em 1970, um ano após a abertura
do “Salão Bahia”
.

Em 1969 Sinhozinho mudou para o outro lado da rua (onde hoje é a Esplanada) e fundou o “Salão Bahia”, junto com Antônio. Zacarias, no entanto, continuou com o “Salão Conquista”. No final dos anos 80 mudou, definitivamente, para a “Rua do Juazeiro” (no conhecido “Beco do Chôro”). Hoje ele divide seu espaço com dois filhos (Messias,João, Simone e o genro Antônio), e mais dois amigos (“Dema” e Urande.

 

Ainda não obtivemos informações sobre o velório.