Desembargador Lourival Trindade é o novo presidente do TJ-BA


Desembargador Lourival Trindade é o novo presidente do TJ-BA

O desembargador Lourival Almeida Trindade foi eleito nesta quarta-feira (4) novo presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), com 28 votos.

A eleição, que foi definida no segundo turno com o desembargadora Cynthia Maria Pina Resende, ocorreu no plenário do TJ-BA, após ser adiada uma vez por causa da Operação Faroeste, que investiga a venda de sentenças na Corte.

A desembargadora e ex-presidente do TJ-BA, Maria do Socorro Barreto, foi presa no desdobramento da força-tarefa.

Formado em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 1973, Lourival já foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia no biênio 2014-2016.

Além dos 26 apoios garantidos por cada um na votação inicial, Lourival e Cinthya disputaram os dois votos de Carlos Roberto e o voto nulo. Com dois pontos a mais, ele será empossado presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) pelo biênio 2020-2022.

Natural do município de Água Quente, cuja denominação oficial é ” Érico Cardoso” Lourival Trindade adotou Livramento de Nossa  Senhora como sua segunda cidade, ao ser nomeado desembargador no governo jaques Wagner, o comunista de rais, fez essa declaração: ” Para mim representa uma oportunidade para que eu possa, dentro de um espaço institucional mais amplo, dar representatividade a um pensamento mais democrático perante o Poder Judiciário. Hoje existem operadores jurídicos que têm, como eu, um pensamento mais progressista, voltado para um direito novo, um direito insurgente. Porque existe um direito estatal que sempre representou a opressão de certos setores, é um direito que serve basicamente às elites dominantes. Por isso nós buscamos um direito que represente os anseios mínimos de justiça dos setores mais débeis e mais oprimidos da nossa sociedade. Eu trago essa visão, imaginando que possa dar a minha parcela mínima de contribuição, parcela essa calcada dentro da ética e com uma visão libertária e emancipatória do próprio direito. E agora na condição de desembargador, tendo sempre como escopo, como base do meu atuar, a vocalização desses setores mais reprimidos e mais desafortunados da nossa sociedade”

A cidade delivramento de Nossa Senhora festeja seu ilustre filho elevado ao cargo mais alto da Magistratura Baiana. Nosso parabéns.