No valor de R$ 360 mil, Pereira contrata mais uma empresa de consultoria; já são 65 milhões gastos sem qualquer licitação


 

Já no terceiro ano de mandato, o prefeito Herzem  Pereira  (MDB) continua realizando contrações de empresas de consultorias para sanar problemas que deveriam ser identificados no começo da gestão. Sob a justificativa de modernizar o setor público,  a prefeitura de Vitória da Conquista contratou recentemente a Verba Legis Publicações e Consultoria Limitada atuará na assessoria da área tributária.

A consultoria custará ao cofres públicos R$ 360 mil, e foi realizada com dispensa de licitação. Além dos altos valores pagos às empresas de outras cidades, a inexigibilidade de licitações também tem sido recorrentes no governo Herzem, ou seja, não a a possibilidade de disputa de preços e serviços.

Grande parte das obras realizadas  no município, também obedeceram o critério de não licitar nada, a soma já ultrapassa a casa dos 65 milhões re reais sacados do erário, sem que a sociedade tivesse a oportunidade de saber se a opção foi pelo melhor preço. Com a máxima de que ” Deus está no comando” os mortais comuns aceitam passivamente a ideia de que está tudo nas mão de Deus.

O município que tem  várias escolas onde o corte de energia por falta de pagamento virou rotina, postos de saúde fechado por corte do serviço de água, escolas sem merenda por corte do gás, e hospitais restringindo os atendimentos devido a falta de pagamento por parte da Prefeitura, realmente só Deus para salvar os contribuintes conquistenses.

Apesar disso, o prefeito gasta fortuna do erário público  palestrando em São Paulo, lá encontra uma pequena plateia de gatos pingados, não podemos dizer que Deus esteja no comando da Prefeitura, mas sim um prefeito equivocado com a realidade do povo.