Homem mata moradora de rua a tiros após ela pedir dinheiro em Niterói; crueldade


A moradora em situação de rua Zilda Henrique dos Santos foi morta no sábado, em Niterói, após pedir dinheiro a Aderbal Ramos de Castro. O homem tentou alegar que foi roubado, mas vídeos desmentem a versão

 A Polícia Civil prendeu um homem acusado de matar uma mulher que lhe pedia dinheiro, no centro de Niterói. Imagens de câmeras de segurança ajudaram a identificar Aderbal Ramos de Castro, que confessou o crime, de acordo com as autoridades. A reportagem é do Portal UOL.

Zilda Henrique dos Santos foi morta no sábado (16). Relatos de testemunhas dão conta de que ela pediu dinheiro a Aderbal Ramos de Castro, que sacou uma arma da cintura e a baleou. O revólver calibre 38 foi apreendido.

Vídeos de segurança dos entornos do local foram usados pela Delegacia de Homicídios de Niterói, que identificou e prendeu Aderbal. O caso aconteceu na rua Barão de Amazonas.

Em sua confissão, o homem alegou que a vítima teria tentado lhe roubar, versão que foi descartada pela polícia, por conta das imagens do incidente.

Só o homem é capaz de tamanha crueldade, A cena é forte, mas se faz necessário mostrar para que a sociedade se dê conta que quanto mais armas à disposição da população, essas ficarão  com aqueles cujo desejo de matar faz parte da educação familiar.

O Brasil seguem um caminho onde a insegurança da população sai do âmbito daqueles que assaltam para aqueles que se acham donos da terra,  donos do mundo e se acham no direito de determinar quem vive e quem morre, apesar do título dizer “homem” mas apenas para identificação do sexo, mas na verdade deveria dizer um verme.