Esse rapaz precisa ser punido, diz Fabíola Mansur sobre Eduardo Bolsonaro


Deputada destacou que é preciso haver uma forte reação à fala do parlamentar

Foto: Sandra Travassos/ AL-BA
Foto: Sandra Travassos/ AL-BA

A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), manifestou sua indignação às declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro, que defendeu uma reedição do AI-5.

Fabíola diz que é preciso dar um basta às inúmeras apologias que o filho do presidente faz à práticas agressivas e repressoras da ditadura militar.

“Mais um comentário repugnante e absurdo feito por Eduardo Bolsonaro. Hoje, o mesmo declarou que a resposta do Governo Federal ‘contra’ a esquerda do país pode ser via um novo AI-5. Para quem não se recorda, o AI-5 foi um dos atos institucionais mais duros e repressores da ditadura e a institucionalização da tortura, retirando mandatos de políticos que iam de encontro a militares e cerceando a liberdade de expressão”, disse.

Fabíola ainda destacou que é preciso haver uma forte reação à fala do parlamentar.

“Não podemos permitir que um político, que jurou e se comprometeu com a Constituição, faça esse tipo de declaração e não seja punido devidamente. Nossa Carta Magna abomina e criminaliza aqueles que atentem contra os princípios democráticos.  Eduardo Bolsonaro precisa ser punido”, concluiu.