Barbosa: ‘Temos provas da participação da Aspra em atos de vandalismo’


“Desde a tentativa de decretação do movimento de greve, nós acompanhamos e emitimos relatórios diários para o MPBA”, ressaltou

Foto: Tiago Cruz/bahia.ba
Foto: Tiago Cruz/bahia.ba

 

O secretário de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa, disse que “já tem provas” da participação de pessoas ligadas à Associação dos Policiais e Bombeiros Militares e seus Familiares (Aspra) que praticaram vandalismo.

“Desde a tentativa de decretação do movimento de greve, nós acompanhamos e emitimos relatórios diários para o MPBA. Isso serve também para investigações e ações no âmbito da Justiça Militar que vem apurando crimes militares e pessoas que fazem incitação a motim. Já temos sim provas da participação de pessoas ligadas à Aspra que praticaram vandalismo”, disse em conversa com os jornalistas nesta quarta-feira (16).

Além da apuração sobre o desvio de função da Aspra, há outras investigações em curso. Em uma delas, a Polícia Civil busca provas sobre o desvio de recursos da Aspra para contas bancárias de membros da administração da associação.

Operação do MP-BA encontra R$ 5 mil, armas e carro alugado pela AL-BA em sede da Aspra

Foto: Divulgação

A Operação do Ministério Público da Bahia (MP-BA), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), encontrou R$ 5 mil, em espécie, e um carro alugado pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) na sede da Associação de Policiais e Bombeiros Militares e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), em Nazaré, em Salvador.

O veículo estava estacionado dentro da Aspra. Além disso, foram achadas 13 pistolas com os 14 PMs que estavam na entidade. Todas as sedes da instituição foram interditadas por determinação da Justiça baiana