Bolsonaro prepara saída do PSL ao dizer que Bivar está queimado; laranja madura na beira da estrada


No momento em que avançam as investigações da Polícia Federal sobre o laranjal do PSL, Jair Bolsonaro prepara sua saída do partido; primeiro, ele atacou o presidente da legenda, Luciano Bivar, ao dizer que “ele está queimado” e depois disse que o partido pode “queimar seu filme também”; movimentação de Bolsonaro visa distanciá-lo do escândalo das candidaturas-laranja

Jair Bolsonaro deu nesta terça-feira, 8, mais uma demonstração de que prepara o seu desembarque do PSL, partido que o elegeu para o Palácio do Planalto. 

No momento em que as investigações da Polícia Federal sobre o uso de candidaturas laranjas de mulheres pelo PSL em Minas Gerais trazem novos elementos que podem implicá-lo, Bolsonaro pede a um apoiador para que ele “esqueça” a legenda.

Em diálogo na entrada do Palácio do Planalto, Bolsonaro disse que o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (PE), está “queimado para caramba”. Além do ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio,  Luciano Bivar também é investigado pela Procuradoria Regional Eleitoral, em Pernambuco, por suspeitas de caixa dois em sua campanha a deputado federal.

“Esquece o PSL. Tá ok? Esquece”, disse ele ao apoiador. Apesar do comentário, o apoiador insiste e grava um vídeo ao lado de Bolsonaro, citando Luciano Bivar.  “Cara, não divulga isso, não. O cara está queimado pra caramba lá. Vai queimar o meu filme. Esquece esse cara, esquece o partido”, disse Bolsonaro ao apoiador (leia mais no Brasil 247).

Enquanto representantes de Bolsonaro conversam com outros partidos para avaliar uma possível mudança, ele deve ter nos próximos dias pelo menos mais uma conversa com Bivar. E pode ser a última (leia ais no Brasil 247).

Assista ao momento em que Jair Bolsonaro pede para esquercer o PSL:

William De Lucca

@delucca

“Esquece o PSL (…) Não divulga isso não, o partido está queimado pra caramba”, diz o presidente Jair Bolsonaro a um membro do PSL de Recife (PE), hoje cedo.