Caso raro: nascem bebês quíntuplos concebidos naturalmente


A probabilidade de nascimento de múltiplos concebidos naturalmente é muito baixa, representando 1% a 2% das gestações

A probabilidade de nascimento de múltiplos concebidos naturalmente é muito baixa, representando 1% a 2% das gestações, de acordo com especialistas. Esse evento raro, no entanto, alcançou uma família no Paraná. O casal, que reside em Chopinzinho, no sudoeste do estado, decidiu que estava na hora de ter um segundo filho para que o primogênito, de seis anos, pudesse ter alguém com quem brincar. Qual não foi a surpresa de Anieli Kurtel, de 24 anos, e Luis Fernando Araújo, de 33 anos, quando descobriram que o bebê esperado tinha se transformado em cinco.

“E ontem dia 02/09/2019 foi o melhor dia de nossas vidas, pois mais precisamente as 21:15 vieram ao mundo o maior amor que um pai e uma mãe podem sentir, e em nosso caso tudo vezes 5! Nasceram todos com muita saúde! Depois de hoje não somos mais nós que lutamos por eles e sim eles mesmos, mas sempre estaremos ali dando a força, o amor e os cuidados necessários! Pois temos a certeza que serão todos guerreiros pois Deus está com todos nós e com certeza já está dando força a todos eles! Hoje foi o melhor dia de nossas vidas, o nascimento dos primeiros Quintuplos do Paraná, nossos amados filhos!”, anunciou o casal pelo Instagram.

gestação múltipla foi considerada de risco e a família precisou se mudar para Curitiba, onde ficaram hospedados em uma pousada. Na época, Anieli estava na 22ª semana de gestação (no quinto mês). Na semana seguinte, seu útero já tinha alcançado o tamanho de uma gestação com 40 semanas (nove meses). Os bebês aguentaram permanecer na barriga por mais cinco semanas e, na noite última segunda feira, a família deu as boas vindas a Jhordan, Tiago, Luis Henrique, Laura e Antonella.

Os quíntuplos nasceram saudáveis, mas devem permanecer na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pré-natal por pelo menos dois meses. Apesar do enorme presente que ganhou, o casal não têm condições de arcar com os custos. Até a descoberta da gravidez, a mãe trabalhava como auxiliar de mercado, mas foi dispensada do trabalho e está se mantendo com o auxílio do INSS. Já o pai está sem renda, pois precisou de uma licença temporária por causa dos bebês. Por causa disso, eles iniciaram uma vaquinha virtual para custear os itens necessários para os cuidados dos bebês.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *