Mostra de Cinema: “Show de hoje é dedicado a minha vó, Lúcia Rocha” diz Ava Rocha em Conquista


Em coletiva, artista falou sobre política, influências e show na Mostra Cinema Conquista

No início da tarde deste domingo (1º), a cantora e compositora Ava Rocha esteve no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima para uma coletiva de imprensa. A artista se apresenta logo mais, na abertura da Mostra Cinema Conquista – Ano 14, logo após da exibição dos filmes “Não Falo com Estranhos” e “Inferninho”.

A apresentação será uma versão do seu show “Trança”, exclusivamente preparada para a Mostra Cinema Conquista. Sobre isso, a cantora e compositora comenta que “o show se trança com o local, com o momento, com as possibilidades, então, ele está sempre se reinventando”.

Segundo Ava, a performance de hoje será dedicada a algumas pessoas bastante significativas em sua vida. “Esse show de hoje é especialmente dedicado a minha avó, Lúcia Rocha, que pariu Glauber, é a mãe dele e é a mãe, de certa forma, do cinema brasileiro. E, portanto, ao meu pai, a minha tia e todas as pessoas queridas da minha família, a minha memória e as minhas raízes”, declarou.

A Mostra Conquista tem início hoje (1º), às 19h, seguindo até o dia 6 com exibições, conferências, oficinas, lançamentos de livros, entre outras atividades. O evento acontece no Centro de Cultura, quadra esportiva da Urbis VI e nos distritos de Iguá, Inhobim, Bate-Pé, São Sebastião e Pradoso, em Vitória da Conquista (BA).

A Mostra Cinema Conquista – Ano 14 tem o apoio cultural do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia, da Diretoria Audiovisual do Estado, do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, da TV Sudoeste, da Cervejaria Devassa e do Restaurante Maria do Sertão. Recebe o apoio institucional da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, através do Curso de Cinema e Audiovisual, Programa Janela Indiscreta e Sistema Uesb de Rádio e TV Educativas. A Mostra Cinema Conquista é uma produção da Movimenta Cultura e Arte e realização do Instituto Mandacaru de Inclusão Sociocultural. Tem o apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.