Pereira atrasa mais uma vez a volta das crianças à escola


Falta de transporte escolar compromete retorno do recesso das escolas da zona rural

Mais uma vez o calendário letivo das escolas da zona rural de Vitória da Conquista ficará comprometido por falta de transporte escolar. O retorno do recesso junino da rede municipal está previsto para a próxima segunda-feira (7), no entanto os alunos da zona rural só devem voltar às aulas no dia 22 de julho. A data depende ainda da realização de uma nova licitação para o serviço de transporte escolar. Logo, o período sem aula pode ser maior. O atraso no retorno das aulas comprometerá o início do ano letivo de 2020 de toda a rede.

Sob a justificativa de “problemas” no processo licitatório de transporte escolar, a Prefeitura Municipal continuava fazendo contratações apenas através de contrato emergencial. Mas, como afirmou a própria a Secretaria Municipal de Educação (SMED), em reunião recente com os profissionais da educação, o Tribunal de Justiça determinou a necessidade da licitação para a continuação do serviço de transporte escolar, e os contratos emergenciais serão cancelados. Resultado: Devido a falta de celeridade da Prefeitura em realizar uma licitação, mais uma vez os alunos da zona rural serão prejudicados.

O calendário letivo de 2019 também será afetado. Toda a rede municipal precisa iniciar o ano letivo na mesma data, e as aulas só podem começar 30 dias após a última aula do ano anterior. Esta situação reduzirá também as férias dos alunos e professores da zona rural.

A direção do Sindicato Municipal do Magistério Público de Vitória da Conquista (SIMMP) considerou o atraso no retorno das aulas como irresponsabilidade da Secretaria de Educação e frisou que as licitações devem ser realizadas em período de recesso para que o transporte escolar seja garantido para todo o ano.

O SIMMP afirma que já encaminhou a denúncia para o jurídico e apresentará também na próxima reunião do Conselho Municipal de Educação./blitzconquista