Viviane diz que prefeitura é inerte com relação ao caos do transporte público


Na Sessão Ordinária desta segunda-feira, 15, a líder da Bancada de Oposição, Viviane Sampaio (PT), começou sua fala parafraseando seu colega Cícero Custódio (PSL), dizendo que a Câmara não pode fazer as coisas de forma superficial, em referência à situação do transporte público.

Viviane também parabenizou o vereador Prof. Cori (PT) pela sua explanação de forma técnica sobre o caos do transporte em Vitória da Conquista e também parabenizou a lisura do governo do PT nos 20 anos em que ficou no poder na cidade e que durante esse período não houve qualquer tipo de condenação ou processo indicando corrupção dos ex-prefeitos Guilherme Menezes e Zé Raimundo.

A parlamentar também criticou o vereador Bibia (MDB) por este ter afirmado que o ex-prefeito Guilherme Menezes e a Viação Cidade Verde foram condenados na justiça. Segundo a vereadora, o processo judicial citado concluiu que não há indicação de ilicitude e que é reconhecido que o processo foi feito com transparência baseado na moralidade e legalidade, tendo decidido a Justiça que o ex-prefeito Guilherme e a empresa pagassem os honorários advocatícios.

A líder da Oposição ainda salientou que a sentença foi dada em maio de 2018, e no documento o juiz já determinava a necessidade de uma nova licitação e até o momento Herzem não a cumpriu. “Está vivendo de contratos emergenciais”, comentou Viviane.

A vereadora ainda afirmou que não adianta isentar a Cidade Verde do ISS se o problema não for cortado pela raiz e que o novo estudo encomendado pela Prefeitura só estará pronto em 40 dias, qualificando o Executivo Municipal como “inerte”.