Maria Margarida de Souza fala sobre as demandas dos fibromiálgicos


Na sessão ordinária desta sexta-feira, 12, a sra. Maria Margarida de Souza fez o uso da tribuna livre para falar em nome dos portadores de fibromialgia de Vitória da Conquista. Em sua fala, Maria começou falando sobre o trabalho da Anfibro (Associação Nacional dos Fibromiálgicos e Doenças Correlacionadas).

A ocupante da tribuna também ressaltou que participou da Conferência Municipal de Saúde – realizada nesta semana – mas muitos representantes da área de saúde da cidade, pediram a exclusão das pautas de fibromialgia nas discussões.

Segundo Maria, todos os portadores da doença em Conquista estão engajados na luta para que a gestão pública possa fazer algo pelos fibromiálgicos e que inclusive, está em tramitação em Brasília, um projeto de lei para ajudar esse grupo em todo o Brasil. A líder também cobrou uma política pública para descobrir as causas de cada portador para ter a doença e pediu uma atenção melhor da sociedade conquistense a eles.
Por fim, listou os diversos sintomas da doença como constipação, dores generalizadas nos músculos, costas, cotovelo ou pescoço, distúrbio do sono, constipação, náuseas, gases, mal-estar, depressão, dentre outros; salientou que não tem cura, e agradeceu os projetos da vereadora Márcia Viviane (PT) em prol do grupo.

 

Facebook