Zé Raimundo destaca balanço positivo da Bahia e modelo de gestão de Rui


Ao participar da audiência de apresentação da prestação de contas do Governo do Estado, relativas ao último quadrimestre de 2018, realizada hoje (26), o deputado estadual Zé Raimundo parabenizou o governador Rui Costa e a equipe da Secretaria Estadual da Fazenda pela manutenção do equilíbrio fiscal e os investimentos em obras em todo o estado. Ele ressaltou que o balanço fechando o ano de 2018 manteve a Bahia em destaque pelos resultados positivos que superaram a crise econômica nacional e as dificuldades impostas pela falta de repasse de recursos federais.

“Só temos que destacar e parabenizar o governador e sua equipe pelos ótimos resultados, mesmo enfrentando situações desafiadoras como o atraso no repasse do governo federal, por meio de parcerias e convênios. Isto obriga o governo do estado a desembolsar recursos próprios para honrar contratos obras importantes, como as de infraestrutura urbana, construção de estradas e aguadas”, frisa Zé Raimundo, titular da Comissão de Finanças, Orçamento e Controle da Assembleia Legislativa, promotora da audiência pública para prestação das contas estaduais, feita pelo secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório.

De acordo com o secretário, a Bahia consolidou o seu modelo de gestão ao investir R$ 2,6 bilhões no ano de 2018, alcançando R$ 10,3 bilhões no período 2015-2018 e mantendo-se entre os líderes nacionais no setor. Permaneceu ainda entre os poucos estados a pagar os salários rigorosamente em dia e seguiu com uma das dívidas mais baixas do país.

Segundo o secretário, em paralelo com o esforço do fisco para melhorar os resultados da arrecadação, segue em ritmo pleno a política de controle de gastos do governo baiano, que também está a cargo da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Este trabalho encerrou o período 2015-2018 com uma marca histórica: a economia real (levando-se em conta a inflação) de R$ 4,73 bilhões em despesas de custeio, ou seja, aquelas relacionadas aos gastos com a manutenção da máquina pública, a exemplo de água, energia e material de consumo.