Quando não há nada a dizer, não diga nada !


*Edwaldo Alves – PT Conquista

Fazia muito tempo que eu não lia tantas besteiras como no artigo “ A Derrota de Renan é Mais uma Derrota do PT”, publicado no Blog do Rodrigo Ferraz. O besteirol é assinado por Ivan Cordeiro, componente da Administração Municipal comandada pelo prefeito H. Pereira. O autor honra o seu sobrenome já que é um dos mais fiéis cordeirinho do rebanho que compõe o governo de Pereira.
Ao assinalar que a derrota do senador Renan é uma derrota do PT ignora que ele nunca foi filiado ou simpatizante do PT. Finge não saber que o senador é um dos chefes do MDB, por sinal partido atual do prefeito Pereira, a quem o sr. Cordeiro busca servir tão fielmente. Se há curiosidade em especular qual partido perdeu nas eleições para a mesa do Senado, essa pergunta deve ser dirigida ao prefeito proeminente figura do partido perdedor – o MDB – e não envolver o PT com essas figuras e organizações desacreditadas.
O amontoado de cretinices desconexas tenta argumentar que o PT está em total decadência enquanto a direita bolsonarista/herzista, juntamente com o novo congresso, mostra como se “faz política e ganha todas” (???). Realmente, creio que é um desatino tentar promover políticas e ações governamentais positivas com Flávio Bolsonaro/Queiroz, Onix, Alexandre Frota, Guedes, Damares, o colombiano Ricardo Rodriguez, Ernesto Araujo e tantos outros luminares escondidos mas que ainda surgirão em triste repetição da tragédia Collor. Ah, e não se esqueça que acima de todos está o tresloucado Jair Bolsonaro e acima de tudo está o estranho Rasputin Olavo de Carvalho.
E agora surge em Conquista um cordeiro tentando ser mistura de tudo isso. Valei-me, basta-nos um Pereira !
O articulista se mete a opinar sobre as relações do PT com os seus aliados e partidos irmãos do campo democrático e popular, e, pasmem, sem conhecer absolutamente nada sobre o PT e as correntes de esquerda. Isso não é ousadia intelectual é mera ignorância.
Se tivesse um pouquinho de neurônios deveria limitar-se a estudar porque seu campo político direitista aceita a desigualdade social, o preconceito e o racismo, a homofobia, a discriminação e a violência contra as mulheres, acha normal reprimir e criminalizar as lutas das trabalhadoras e trabalhadores, defende o latifúndio com o nome pomposo de agronegócios, despreza os direitos do povo, menospreza a democracia, prega total obediência e submissão aos interesses dos Estados Unidos e não consegue entender o papel nefasto que o domínio do grande capital internacional e nacional exerce sobre a economia nacional.
São questões básicas e pedagógicas que infelizmente estão fora do alcance intelectual do pretenso articulista.
Além de não reconhecer os inegáveis avanços políticos e sociais dos governos Lula e Dilma, quando o Brasil passou a ser uma nação independente e respeitada no cenário mundial, o artigo comete o disparate de negar o compromisso programático e histórico do PT com o regime democrático.
Os governos petistas fortaleceram e aprofundaram as instituições democráticas e o Estado de Direito. Houve total respeito a todas as opiniões, crenças, desejos e concepções sociais, políticas e ideológicas, garantindo a todos as lutas, organizações e manifestações populares e culturais. Em nenhum momento se pretendeu instituir anomalias como a tal “escola sem partido”, “desideologização” do ensino e da cultura e nem se entregou a responsabilidade de elaborar e executar Políticas de Estado a pessoas que afirmam ver Jesus subindo em goiabeiras.
O desinformado articulista não tem a menor noção do que foi a luta histórica pela democracia em nosso país.
Creio que alimenta suas opiniões nas declarações de amor do atual presidente à ditadura militar, às prisões políticas, torturas, assassinatos políticos e às milícias.
Deveria pesquisar a história brasileira para saber o que foi a luta contra o Ato Institucional nº 5 e seus penduricalhos discricionários, a conquista da anistia, pelo direito de organização e expressão, pelas liberdades democráticas, pela plena cidadania, pelas eleições diretas e a defesa dos direitos das trabalhadoras e da população. Até alcançar a Constituição Federal de 1988, muito esforço, sacrifícios, suor e sangue rolaram, e, heróis dos mais variados pensamentos foram assassinados na caminhada.
Não tenho dúvida de que o PT e os partidos de esquerda são herdeiros diretos desta tradição histórica da nação brasileira.
O secretário de Pereira, o Cordeiro, precisa conhecer e compreender a história do Brasil, condição mínima para entender a nossa realidade atual.
Caso não escolha esse caminho, é melhor calar-se para não falar bobagens.
Tentar diminuir e caluniar o papel do PT na sua trajetória nacional e em Vitória da Conquista é evidente prova de ignorância ou má fé. Creio que se trata de uma mistura das duas coisas.
Aqueles que pensam que conseguiram matar o PT terão uma enorme surpresa. O PT está mais vivo e atuante do que nunca.
Em 2020 vai provar !
Edwaldo Alves Silva
10 de fevereiro de 2019 – 39º Ano do Partido dos Trabalhadores.