Ze da Penha: Após ser chamado de ‘arrogante’, Renan acusa jornalista de assédio Ex-presidente do Senado entrou em rota de colisão com a jornalista Dora Kramer


Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

 

Após a conturbada eleição para presidência do Senado, o senador Renan Calheiros (MDB) entrou em rota de colisão com a jornalista e colunista da revista Veja Dora Kramer.

O emedebista acusou Kramer de assedia-lo após ela o definir como “arrogante”.

“A Dora Kramer acha que sou arrogante. Não sou. Sou casado e por isso sempre fugi do seu assédio. Ora, seu marido era meu assessor, e preferi encorajar Geddel e Ramez, que chegou a usar um membro mecânico para namorá-la. Não foi presunção. Foi fidelidade”, escreveu em sua página no Twitter.

Calheiros acabou apagando a postagem depois da repercussão. Jornalistas sairam em defesa de Dora Kramer, como a colunista do jornal O Estado de S. Paulo, Vera Magalhães. Ela chamou o senador de “cafajeste” e “machista”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *