Transporte Coletivo: Relação incestuosa entre Prefeitura, Sindicato, Vanzeiros e Viação Vitória (Parte 12)



Por infelicidade da Viação Vitória, numa determinada madrugada, que não precisamos a data hoje, oficiais de justiça adentraram à garagem da empresa prestadora de serviço de transporte público para o município de Vitória da Conquista, teve seis dos seus veículos novos, conforme vídeo acima, arrestados pela Justiça, no intuito de garantia de pagamento de dívidas com bancos e outras instituições financeiras.
Diante desse fato irremediável a curto prazo e zelando pela população conquistense, a Prefeitura Municipal, à época governada por Guilherme Menezes de Andrade requereu à Viação Cidade Verde, empresa também prestadora de serviço de transporte coletivo público para o município, um socorro para não prejudicar a população com a inevitável falta de ônibus que iria ocorrer ao amanhecer.


Em princípio, a Viação Cidade Verde que mantinha uma fora de 90 ônibus zero quilômetro, utilizou, seis, dos seus oito carros reserva, também zero quilômetros e esses veículos começaram a operar linhas da Viação Vitória, exatamente porque essa, não possuía carro reserva para colocar no lugar dos veículos arrestados pela Justiça.
De modo que o atual prefeito de Vitória da Conquista mente de forma lastimável, tentando atribuir ao governo passado uma perseguição à vitória que só reside em sua cabeça doentia. O vídeo acima recuperado, os senhores e senhoras verão a frota apreendida e que ficou por algum tempo num FERRO VELHO” no COMVEIMA. Portanto a máscara de Pereira cai ao fogo da prova.
Veja o que noticiou o blog do prefeito:

Cidade Verde assume operaçao de linha da Viação Vitória

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Transporte | Data: 16 nov 2015

por Mateus Novais

Onibus B

A Coordenação Municipal de Transporte Público divulgou comunicado informando a troca de operação da linha D38 – ALTO MARON/ CONQUISTA 6. A linha que faz parte do lote 1 e estava sendo operada pela Viação Vitória passou, nesse domingo (15), para a Viação Cidade Verde. A Coordenação de Transporte não informou o motivo, mas disse que a mudança é temporária.

Vale ressaltar que a Viação Vitória teve, por duas vezes este ano, mais de 10 veículos apreendidos por quebra de contratos com a fornecedora.

Esta mesma linha e outras cinco também tiveram seus itinerários estendidos até o Loteamento Morada Real, atendendo pedido da Associação de Moradores daquele bairro. Além disso, será acrescentado um veículo na linha R16 – CONQUISTA 6 / CENTRO para reduzir o intervalo entre os veículos.

Única cidade onde “Van” clandestina, carro particular fazem concorrência com o transporte legal- vergonha pra Conquista no Terminal de ônibus municipal

Veja a lista das linhas que terão seus itinerários ampliados:
R16 – CONQUISTA 6 / CENTRO
D33 – CONQUISTA 6 / UESB
D38 – ALTO MARON / CONQUISTA 6
P50 – CONQUISTA 6 / VILAS SERRANAS
P52 – CONQUISTA 6 / UESB (via Av. Luís E. Magalhães)
P54 – MORADA REAL / MIRO CAIRO

Assim, Pereira desmente o que escreveu, se a Viação Vitória teve 10 veículos apreendidos, conforme Herzem Pereira atesta,  ainda aditado  seis veículos, na verdade a empresa teve subtraído do seu pátio,  dezesseis veículos, demonstrando claramente a falta de condição de operacionalidade e não perseguição de prefeito algum, esse jeito ridículo de procurar justificativa, para sua incompetência inventado histórias, para desmerecer seu adversário é vergonhoso.

Pereira ao assumir o governo municipal , fez três coisas importantes contra a Viação Cidade  Verde: Fez o  primeiro decreto verbal da história da República e autorizou  os  donos de “VANS” a operarem no município de Vitória da Conquista, livremente nas linhas das duas empresas, inclusive utilizando os pontos de apoio construídos pela concessionárias legais, proibiu o órgão de fiscalização da Prefeitura  SIMTRANS- Serviço Municipal de Transporte e trânsito de multar os clandestinos, sob quaisquer pretextos;  Aparelhou o Sindicato dos Rodoviários, através de seu presidente e colega de partido, candidato nas eleições de 17, apoiador incondicional do prefeito, fazendo vistas grossas, quando o Sindicato impediu por quarenta dias,  a Viação cidade Verde de tirar  seus ônibus da garagem, com o pretexto falso que a Viação Vitória, daria 15% de aumento salarial aos empregados e por isso a Vitória, não sofreria qualquer retenção de veículo. Mais adiante, se verificou que era tudo mentira, a Viação Vitória deu apenas 5% de aumento, igualmente o que concedeu a direção da  Cidade Verde. O detalhe é que a Viação Vitória, por mais de um mês operou grande parte das linhas da Cidade Verde, obtendo um lucro considerável, isso com o auxílio sintomático do Prefeito Pereira. Apesar disso, os ônibus da Viação Vitória, continuaram quebrando em  via pública.  Por fim estabeleceu diversas multas á Cidade Verde, mesmo sabendo que a empresa estava impedida pelo Sindicato, através de seu presidente, que atravessou um veículo na porta da garagem impedindo qualquer condição de trabalho. Veja a parte 11 aqui