NO MUNDO DA BOLA: JUNTOS NA DESCIDA…


Faltando duas rodas para terminar a primeira fase da série A, alguns times ainda não se encontraram dentro da competição e, caso continuem assim, o rebaixamento será inevitável. Na 17ª rodada os times cariocas se deram bem, FLAMENGO, FLUMINENSE esse vinha há vários jogos sem vencer, aplicou uma goleada no SPORT, melhorando sua posição no G4; o BOTAFOGO, mesmo com toda crise, ganhou uma dentro de seus domínios e se afastou um pouco da ZR; dos paulistas, apenas SÃO PAULO e PALMEIRAS pontuaram, inclusive, o alviverde, também, temporariamente saiu da ZR, pois na próxima rodada terá o INTERNACIONAL como um desafio a ser ultrapassado, mesmo jogando em seus domínios.

A dupla BAVI, essa inspira cuidados, pois estão juntos e misturados com o CORITIBA e CRICIÚMA, na ZR e, na próxima rodada terão que superar essa onde de empata ou perde, caso queiram subir na classificação. O VITÓRIA enfrenta o FLAMENGO, no barradão, com a possibilidade de empate, em torno de 38%, onde perdeu seu último jogo, enquanto que o time da Gávea vem de uma série de bons resultados, sob o comando de Luxemburgo.

O tricolor baiano vai a Porto Alegre enfrentar o GRÊMIO que tem a quinta melhor defesa, enquanto que o time baiano tem a 7ª defesa menos vazada, com a probabilidade de conseguir empatar, pela oitava vez, em torno de 68%. O CORITIBA joga, em casa, contra o ATLÉTICO-MG que após a saída de Ronaldinho Gaúcho caiu de produção, mas aos poucos vem tentando superar o trauma, e tem o 6º melhor ataque da competição, com 23 gols marcados; então, para esses três, a 18ª rodada será um divisor de águas, para as suas pretensões, que é sair da zona perigosa antes da segunda fase do campeonato. Fazendo-se uma projeção para se ter uma ideia de como andam os times, até a última rodada, temos o seguinte: CRUZEIRO com 63% de probabilidade, SÃO PAULO com 11%, de ser o campeão da primeira fase, por esses números, vemos que o time mineiro está disparado na frente dos demais, está a mais de um pescoço, como se diz nas corridas de cavalo. Já na faixa de baixo da tabela de classificação, o VITÓRIA e CORITIBA têm 58% de probabilidade de serem rebaixados, BAHIA com 53% e o CRICIÚMA 44%. Pelo que vimos os números não são nada favoráveis aos nossos dois representantes na competição nacional.

De: Ubaldino Figueiredo