NO MUNDO DA BOLA: DUAS RODADAS DE SURPRESAS E DECEPÇÕES


Nesta reta final do brasileirão, como havia dito antes, os obstáculos que os times que estão do meio da tabela de classificação, para baixo, por certo seriam impulsionados a superar-se e superar os adversários, caso não queiram decepcionar suas torcidas e, disputar a série B em 2015. No meio de semana tivemos uma grande surpresa, a derrota do internacional para a Chapecoense, que goleou o vice-líder e, a derrota do líder Cruzeiro. Nesse final de semana, tivemos resultados inesperados que começaram a mexer com as posições tanto no topo, quanto no rodapé da tabela.

O Cruzeiro voltou a perder; o Botafogo embora tenha derrotado o Corinthians, que vinha bem, não saiu da ZR, o Vitória, depois de alguns tropeços voltou a dar alegria sua torcida e venceu o Sport na casa do adversário, saindo, assim, da ZR, empurrando o rival Bahia que não soube fazer o dever de casa, e foi derrotado pelo surpreendente Chapecoense, agora ocupa a 1 3ª posição, com 34 pontos ganhos e, uma probabilidade de ser rebaixado de 15%, o que de certo modo alivia as tensões. Mas a classificação mostra certo equilíbrio nesta fase do campeonato, pois o São Paulo que vinha perseguindo o líder, começou a tropeçar, dando oportunidade para o Atlético-MG se aproximar dele, enquanto isso o Internacional, mesmo com a derrota do meio de semana, se aproximou do Cruzeiro, ocupando a vice liderança, com 50 pontos ganhos, apenas seis pontos do líder.

O Grêmio, Corinthians e Santos que vinham se aproximando do G4, agora estão mais distantes, com as derrotas, ficam 10 pontos distantes do primeiro colocado, mas há apenas um ponto do quarto colocado, Atlético-MG, 47 pontos. Quem vem surpreendendo é o Flamengo, que depois de tantos resultados ruins, começou a somar pontos preciosos e estar a 9 pontos de se ver livre da ameaça de rebaixamento. Por outro lado, a corrida continua para os seis últimos colocados, uma vez que a probabilidade de serem degolados continua. Os mais ameaçados são: CORITIBA, CRICIUMA, BOTAFOGO, BAHIA, VITÓRIA, FIGUEIRENSE, ATLÉTICO-PR, CHAPECOENSE e PALMEIRAS, cujas probabilidades de rebaixamento variam de 67% a 16%, então a corrida continua, pois faltam 10 rodadas.
De: Ubaldino Figueiredo