Investigação de Lúcio Vieira Lima (Bitelo) segue com ministro Fachin

Deputado é suspeito de ameaça contra o ex-ministro da Cultura Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil   A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, determinou que o ministro Edson Fachin continue como relator do pedido de abertura de inquérito feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para investigar o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). O … Leia Mais



Maluf se entrega à Polícia Federal de São Paulo

lspan=”2″> Além da prisão, Maluf deve perder mandato e pagar multa O deputado federal e ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf (PP-SP) se entregou à Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (20). Ontem (terça, 19), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin rejeitou recurso de Maluf e determinou que ele começasse a cumprir … Leia Mais


“Quadrilhão do PMDB” na Câmara terá recursos julgados pelo STF na reta final do Judiciário em 2017

STF analisará recursos do “quadrilhão” antes de entrar em recesso judiciário   Recursos relativos ao chamado “quadrilhão do PMDB” na Câmara dominarão as atenções na última semana de julgamento do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2017. Relator da Operação Lava Jato no STF, o ministro Edson Fachin já havia decidido submeter ao pleno da corte os pedidos … Leia Mais


Análise: Sem Lula, mapa do voto se divide em três


julgamento do ex-presidente Lula em janeiro de 2018 lança ainda mais incertezas sobre o cenário político do próximo ano. Como o Datafolha tem mostrado em suas últimas pesquisas, o ex-presidente divide o Brasil –lidera as intenções de voto para presidente como também é um dos nomes mais rejeitados pelos eleitores do país.

Quando não está na disputa, o índice dos que pretendem votar em branco ou anular cresce em pelo menos dez pontos percentuais. Como cabo eleitoral, consegue mobilizar metade dos brasileiros, que acenam com a possibilidade real de votar em um candidato indicado pelo petista.

Mas, com tantos vetores em jogo, até que ponto Lula conseguiria manter seu apelo eleitoral e o potencial de influência para transferência de votos, diante de um possível revés jurídico no julgamento do próximo mês? O grau de cristalização de sua imagem junto à opinião pública é forte o suficiente para garantir-lhe protagonismo na eleição, mesmo sem concorrer?

Em uma análise combinatória de quatro variáveis –intenções de voto no primeiro e segundo turnos, rejeição ao petista e a força de Lula como cabo eleitoral–, o Datafolha identificou um país dividido não em dois, como sugerem os dados isoladamente, mas em três grandes grupos.

O primeiro, classificado como “Pró-Lula”, agrega 38% do eleitorado e é composto por entusiastas do ex-presidente. Votam no petista em alguma situação, tanto no primeiro quanto no segundo turno, não o rejeitam em hipótese alguma e se dizem dispostos a eleger um candidato apoiado por ele. No conjunto, há maior participação de mulheres, negros acima da média, moradores do Nordeste, com renda e escolaridade mais baixas. (mais…)


Fundo eleitoral terá R$ 1,7 bilhão do orçamento federal em 2018


O orçamento federal para 2018, aprovado pelo Congresso na quarta-feira (13), define as receitas e as despesas dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Em ano de eleições, os cofres do governo terão à disposição R$ 3,5 trilhões, valor que já inclui o refinanciamento da dívida pública e gastos com saúde e educação.

Um dos pontos mais polêmicos é o que trata do fundo eleitoral, que terá R$ 1,7 bilhão do orçamento público para financiar campanhas e partidos no ano que vem. Os recursos têm como uma das fontes cerca de 30% das emendas parlamentares de bancada, indicadas por deputados e senadores.

Para o fundador e secretário-geral da Associação Contas Abertas, Gil Castello Branco, é um erro utilizar o dinheiro dos brasileiros para esta finalidade. “Se nós juntarmos o Fundo Partidário, quase R$ 900 milhões, mais o Fundo Eleitoral, R$ 1,7 bilhão, e mais em anos de eleições as inserções da política no rádio e na televisão, estamos falando em mais de R$ 3 bilhões para os partidos políticos”, contabilizou.

Congresso aprovou fundo eleitoral, que terá R$ 1,7 bilhão do orçamento público para financiar campanhas em 2018

Castello Branco defende ainda que esses recursos deveriam ser aplicados em áreas como saúde e educação. “O ideal é que os partidos fossem financiados pelos próprios militantes. Isso nos faria, inclusive, muito mais competentes porque eles seriam obrigados a ter que conseguir os seus adeptos”, argumentou.

Para a especialista em orçamento público Grazielle David, o grande desafio do país é mudar a forma como se administra os recursos e evitar que o rombo nas contas públicas se torne ainda maior. “A arquitetura ampliada hoje, não só no Brasil, é concentradora e desigual na renda. Enquanto a gente não lidar com isso, vai viver essas crises com frequência”, explicou. (mais…)


O gripado: Presidente do DEM, Agripino Maia vira réu no STF acusado de receber propina


Para o advogado Aristides Junqueira, que representa o senador, a denúncia “é só imaginação” e “presunção do Ministério Público”

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal aceitou denúncia nesta terça-feira (12/12), por 4 votos a 1, e transformou em réu o senador José Agripino Maia (RN), presidente do partido Democratas. Segundo a Procuradoria-Geral da República, ele recebeu R$ 654 mil para auxiliar a construtora OAS a conseguir recursos travados no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A acusação diz que Agripino Maia conseguiu negociar com o Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte, que estaria exigindo documentos complementares para aprovar o projeto executivo da construção da Arena das Dunas, sede da Copa do Mundo de 2014 em Natal, condição necessária para a liberação do financiamento do BNDES. O pagamento ocorreu em dinheiro vivo, de acordo com a PGR, e foi providenciado por Léo Pinheiro — presidente-executivo da OAS —, por intermédio do doleiro Alberto Yousseff, que em delação premiada relatou ter feito a entrega fracionada da quantia a pessoas em Natal, sem especificar a quem ou citar o senador.

Outros R$ 250 mil em propina teriam sido pagos por meio de doações oficiais de campanha ao diretório nacional do Democratas. A PGR usa como base, por exemplo, mensagens de celular trocadas entre Agripino Maia e Léo Pinheiro. O ministro Luís Roberto Barroso, relator do inquérito, viu elementos suficientes para abrir ação penal. “Não estamos diante de uma denúncia fútil. Há um conjunto bem relevante de elementos que sugerem uma atuação indevida, um ato omisso grave que levou ao superfaturamento de R$ 77 milhões e ao inequívoco recebimento de dinheiros depositados fragmentadamente na conta do parlamentar.” Acompanharam o relator os ministros Rosa Weber, Luiz Fux e Marco Aurélio Mello. O único a divergir foi o ministro Alexandre de Moraes, que considerou a denúncia inepta.

(mais…)


Em Brumado, Waldenor e Zé Raimundo anunciam emendas e se reúnem com lideranças


No último domingo (10), os deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual) participaram de duas importantes reuniões em Brumado. A primeira delas, com os pequenos produtores rurais e membros da Associação de Tanquinho, Mandacaru e Adjacências, organizada pelo vereador e líder do PT na Câmara Municipal, Zé Ribeiro.
Aos agricultores, Waldenor e Zé Raimundo anunciaram a destinação de emendas que vão fortalecer a agricultura familiar local e o abastecimento de água dos moradores destas comunidades. São tubos e caixas d’águas e um trator com todos os implementos.
Emendas dos deputados também estão contribuindo com a limpeza de aguadas para o acúmulo de água das chuvas que já começam a chegar na região e irão contribuir também para a irrigação das produções e abastecimento das moradias. (mais…)


Pesquisas eleitorais estão longe de prever cenário em 2018, avaliam especialistas


 

s

Por João Paulo Machado

Faltando pouco menos de um ano para as eleições presidenciais de 2018, o assunto já toma conta do debate público brasileiro. Políticos conhecidos dos eleitores, como o ex-presidente Lula e o deputado federal Jair Bolsonaro, estão há, pelo menos, um ano viajando pelo Brasil para consolidar suas candidaturas. Não à toa, os dois seguem na dianteira da corrida ao Planalto, segundo levantamento divulgado no início deste mês pelo instituto Datafolha.

Dependendo da relação dos candidatos exibida aos entrevistados, o ex-presidente varia de 34% a 37% das citações. Bolsonaro, em geral, fica com 18%.

ÁUDIO: acesse esta matéria na versão de rádio

No entanto, os números que mais chamaram a atenção de especialistas não foram esses. De acordo com o Datafolha, 46% da população não demonstra preferência por nenhum candidato, ao menos quando o assunto é citação espontânea. O número já foi maior em pesquisas anteriores, mas, ainda assim é muito alto. (mais…)


Preso dono de fazenda onde pousou helicoca de Perrella do PSDB


Desta vez, a polícia apreendeu com Elio Rodrigues cerca de 253 kg de cocaína em um contêiner com carga de milho; estipula-se que a droga valeria mais de US$ 17 milhões
Redação
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Apreensão feita pela PF nesta quarta-feira (6) (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

 

Em operação da Polícia Federal (PF) contra o tráfico de drogas, Elio Rodrigues foi detido, nesta quarta-feira (6). Rodrigues é o dono da fazenda em Espírito Santo, onde, em 2013, pousara um helicóptero com cerca de 450 quilos de pasta de coca de propriedade atribuída ao ex-deputado mineiro Gustavo Perrella.

À época, o caso do “helicoca” ganhou notoriedade pela proximidade do senador Aécio Neves (PSDB) com os Perrella. A PF descartou a participação do tucano no esquema e o Ministério Público denunciou outros cinco envolvidos, que respondem ao processo em liberdade, ainda em andamento. Entre eles, figura Elio.

(mais…)


Fachin bloqueia empreendimentos ligados aos Vieira Lima: Eles amam a Bahia, amam Vitória da Conquista


Entre os empreendimentos atingidos pela decisão, está o La Vue, pivô da queda do peemedebista da Secretaria de Governo do presidente Michel Temer

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a indisponibilidade de parte de sete edifícios construídos ou em construção em Salvador, que teriam recebido aportes de dinheiro de empresas ligadas à família do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Entre eles está o La Vue, na Ladeira da Barra.

O empreendimento em questão a causou a queda de Geddel da Secretaria de Governo do presidente Michel Temer, após o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, acusar o baiano de pressionar pela liberação das obras do edifício.

A decisão de Fachin, segundo o Estadão, atende a pedido feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, na denúncia contra Geddel, seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), a mãe dos dois, Marluce Vieira Lima, dois assessores da família e o engenheiro Luiz Fernando Machado da Costa Filho, dono da construtora Cosbat Construção e Engenharia.

O valor total de bens da família Vieira Lima tornado indisponível é de R$ 13 milhões, referente a investimentos em empreendimentos da Cosbat em Salvador.

Geddel Vieira Lima, foi o principal articulador da campanha do atual prefeito da cidade de Vitória da conquista, Herzem Gusmão Pereira, foi  o ex-ministro e agora preso por rapinagem quem orientou  a campanha nas eleições municipais de 2016. Tido como herói para o atual governo, até o aeroporto construído pelo governador Rui Costa, segundo Pereira quem conseguiu foi Geddel, já a  nova barragem no Rio Catolé, seria também obra do deputado investigado Lúcio Vieira Lima, assim também uma emenda destinando 140 milhões para os sistema de água  de Vitória da Conquista, todavia, a famigerada emenda jamais existiu.  De modo que os Vieira Lima, segundo o atual prefeito do município, os Vieira Lima ajudaram  em tudo, menos financeiramente para a campanha, acredite quem quiser.

As ajudas citadas acima, foram mentiras pregadas antes, durante e depois da campanha eleitoral, imagina-se que a ajuda oculta tenha ocorrido, é só uma questão para se analisar.