Medo de escândalos relacionados à Lava Jato inibe doações de eleitores

Executivos e funcionários de grandes empresas não estão dispostos a apoiar financeiramente um candidato neste ano  (Vagner Rosário/VEJA) O medo de ter o nome associado a um escândalo de corrupção e o atual cenário de crise econômica devem fazer com que executivos e funcionários de grandes empresas evitem apoiar financeiramente um candidato. “Pelo que eu … Leia Mais


Juiz autoriza 42 testemunhas no processo do ‘quadrilhão do MDB’

Maioria dos depoimentos autorizados será de delatores, incluindo Marcelo e Emílio Odebrecht, Alberto Youssef e ex-diretores da Petrobras Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha, Rodrigo Rocha Loures e Henrique Eduardo Alves (Reuters/Agência Brasil) O juiz da 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Marcus Vinicius Reis Bastos, acolheu pedido do Ministério Público Federal e autorizou o depoimento … Leia Mais



Difícil pegar peixa (gato): Justiça nega ação de deputados do PSOL para afastar Moreira Franco

Parlamentares alegavam que ministro pretendia ocupar cargo para garantir foro privilegiado, mas juíza disse que ação era inadequada por ‘caráter político’ O ministro Moreira Franco, citado no âmbito da Operação Lava Jato (Ueslei Marcelino/Reuters) A Justiça Federal indeferiu uma ação dos deputados do PSOL para afastar do cargo o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco. A decisão … Leia Mais


Joesley relata que pagava ‘mesada’ de R$ 50 mil para Aécio


O empresário deu a declaração em complemento feito em acordo de delação premiada junto à PGR, segundo informou a Folha de S. Paulo

Redação
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

 

Contratos de publicidade entre a JBS e a rádio Arco Íris, afiliada da rede Jovem Pan em Belo Horizonte, eram fachada para o pagamento de uma “mesada” no valor de R$ 50 mil do empresário Joesley Batista ao senador Aécio Neves (PSDB).

O empresário deu a declaração em complemento feito em acordo de delação premiada junto à Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo informou o jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a publicação, o pagamento era “para o custeio mensal das despesas” do tucano. Junto com o depoimento, Joesley entregou 16 notas fiscais emitidas pela rádio – na qual Aécio era sócio da irmã, Andrea Neves – que trazem a JBS como a empresa contratadora da publicidade.

O empresário diz que não sabe se em algum momento foram veiculadas publicidades do seu grupo, mas que a finalidade dos pagamentos, que somaram R$ 864 mil, era pagar propina à família do senador tucano. Nesta semana, Aécio Neves se tornou réu no Supremo Tribunal Federal (STF) acusado de pedir 2 milhões de reais em propina ao mesmo Joesley, a partir de gravações de áudio feitas pelo empresário.

(mais…)


Eleições 2018: Segundo Datafolha, Lula lidera também no estado de São Paulo


Ex-presidente mostra retomada de força eleitoral no estado onde o PT não vence desde 2002. Potencial de transferência de votos de Lula pode chegar 35%, o dobro do de Alckmin
por Redação RBA publicado 16/04/2018 10h59, última modificação 16/04/2018 11h09
ALICE VERGUEIRO/FOLHAPRESS

Lula

Ex-presidente lidera disputa em todos os cenários, inclusive quando se olha apenas para o eleitorado paulista

São Paulo – Os dados da última pesquisa Datafolha, divulgada ontem (15), revelam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também vence todos os adversários considerando apenas os votos no estado de São Paulo. O PT não vence no estado desde 2002. Lula teria hoje 20% dos votos, pelo menos 6 pontos percentuais à frente do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), segundo colocado. Mesmo com os tucanos governando São Paulo desde 1995, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) chega somente a 13%, tecnicamente empatado com Bolsonaro e Marina Silva, da Rede (11%).

(mais…)


Datafolha: 41% dão nota zero para Temer; média é de 2,7


ALAN SANTOS/PR
Temer popularidade

Dois anos de governo Temer renderam 1,7 milhão de desempregados

São Paulo – O governo do presidente Michel Temer (MDB) é reprovado por 70% dos brasileiros, que consideram ruim e péssimo, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (17). Com 23% de regular e 6% de ótimo ou bom, os índices de aprovação mantiveram-se estáveis em relação ao último levantamento do mesmo instituto, realizado em janeiro.

A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 13, às vésperas de Temer completar dois anos na Presidência, após o golpe do impeachment contra Dilma Rousseff. Nesse período, o Brasil perdeu aproximadamente 1,4 milhão de postos de trabalho formais, de acordo com os números do IBGE. E “ganhou” 1,7 milhão de desempregados.

Foram ouvidas 4.194 pessoas em 227 município, e 41% delas atribuíram nota zero ao governo Temer. A nota média foi 2,7, com alta de 0,1 em relação ao levantamento anterior.


Nota de Repúdio


O Ranking dos Políticos, amplamente divulgado ontem (15), é tendencioso e não representa o povo brasileiro, uma vez que mede o desempenho de deputados e senadores a partir de princípios afinados com as políticas neoliberais. Por esse motivo, esse “ranking” tem o nosso repúdio, até porque premia o trabalho daqueles que apoiaram o golpe e continuam atacando os direitos da classe trabalhadora.

Trata-se de uma manipulação grosseira contra o trabalho de parlamentares que lutam por um Brasil melhor e mais justo. A população brasileira, em especial a baiana, sabe reconhecer o nosso trabalho.

O Ranking não avalia o desempenho dos deputados de forma isenta, ao contrário, o site pontua positivamente as votações a favor do impeachment da presidenta Dilma, contra as investigação de Temer e a favor da reforma trabalhista, da terceirização e outras projetos que atacam os direitos trabalhistas e sociais. (mais…)


Lula tem 31%, Bolsonaro, 15%, Marina, 10%, aponta pesquisa Datafolha para 2018


Pesquisa sobre a eleição presidencial de 2018 tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Instituto ouviu 4.194 eleitores entre 11 e 13 de abril.

Uma pesquisa do Instituto Datafolha foi divulgada neste domingo (15) pelo jornal “Folha de S.Paulo” com índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018. Foram feitas 4.194 entrevistas entre 11 e 13 de abril, em 227 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Veja os resultados dos 9 cenários pesquisados no 1º turno:

Cenário 1 (Se Lula for candidato, Temer ficar fora da eleição e o MDB lançar Meirelles):

  • Lula (PT): 31%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 15%
  • Marina Silva (Rede): 10%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 8%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Henrique Meirelles (MDB): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 0
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 13%
  • Não sabe: 3%

Cenário 2 (Se Lula for candidato, Temer concorrer à reeleição e Meirelles não disputar):

 

 

  • Lula (PT): 30%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 15%
  • Marina Silva (Rede): 10%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 8%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 1%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Michel Temer (MDB): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 14%
  • Não sabe: 2%
Cenário 2 – 1º turno
Pesquisa de intenção de voto (em %) 13 abr. 2018

Lula (PT)Jair Bolsonaro (PSL)Marina Silva (Rede)Joaquim Barbosa (PSB)Geraldo Alckmin (PSDB)Ciro Gomes (PDT)Alvaro Dias (Podemos)Manuela D’Ávila (PC do B)Fernando Collor de Mello (PTC)Rodrigo Maia (DEM)Michel Temer (MDB)Flávio Rocha (PRB)Paulo Rabello de Castro (PSC)João Amoêdo (Novo)Guilherme Boulos (PSOL)Afif Domingos (PSD)Branco/nulo  Não sabe

Marina Silva (Rede)
10
Fonte: Datafolha

Cenário 3 (Se Lula for candidato, e Temer, Meirelles, Rodrigo Maia e Flávio Rocha ficarem fora da eleição):

(mais…)


STF confirma para dia 17 julgamento de denúncia contra Aécio Neves


Também são alvos da mesma denúncia a irmã do senador, Andrea Neves, o primo dele, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), flagrado com dinheiro vivo
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu manter para a próxima terça-feira (17) o julgamento sobre o recebimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) em um dos inquéritos resultantes da delação do empresário Joesley Batista, do grupo J&F.

Também são alvos da mesma denúncia a irmã do senador, Andrea Neves, o primo dele, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), flagrado com dinheiro vivo. Todos foram acusados de corrupção passiva.

O pedido de adiamento foi feito pela defesa de Andrea. O advogado alegou que não poderia comparecer à sessão porque teria de participar de outro julgamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ). (mais…)


Ex-diretor da Dersa, Paulo Preto é preso pela PF em São Paulo


Robson Fernandjes/Estadão ConteúdoA prisão preventiva foi determinada pela Justiça Federal, que também autorizou busca e apreensão em sua residência. Os mandados foram cumpridos pela PF

Foi preso na manhã desta sexta-feira (06), em São Paulo, o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, Preto comandou o desvio de dinheiro como o destinado ao reassentamento de desalojados por obras do Trecho Sul do Rodoanel, na Grande SP, durante governo do PSDB.

A prisão preventiva foi determinada pela Justiça Federal, que também autorizou busca e apreensão em sua residência. Os mandados foram cumpridos pela PF.

A defesa do ex-diretor da Dersa, no nome do advogado Daniel Bialski, disse desconhecer o motivo da prisão.

Paulo Preto foi denunciado pelo MPF, junto a outros quatro suspeitos, pelos crimes de formação de quadrilha, inserção de dados falsos em sistema público e peculato. Os nomes teriam desviado recursos, em espécie e em imóveis, entre os anos de 2009 e 2011, no total de R$ 7,7 milhões destinados ao reassentamento, ao prolongamento da Avenida Jacu Pêssego e a Nova Marginal Tietê.

A denúncia foi feita após investigação iniciada no MPE de São paulo pelos desvios de apartamentos e de pagamentos de indenizações. Durante as investigações, a Promotoria suíça disse que Preto mantinha o equivalente a R$ 114 milhões em contas no exterior.

Paulo Preto foi diretor da estatal que administra as rodovias de SP entre 2005 e 2010. os procuradores pediram ainda a quebra de sigilo bancário dele. Eventuais saldos que existem em contas no exterior também foram bloqueados, segundo determinação da 5ª Vara Criminal da Justiça Federal de SP.

(mais…)