Em Banzaê, Rui inaugura estádio e obras de infraestrutura

O governador Rui Costa visitou o município de Banzaê, no nordeste do estado, onde inaugurou a reforma do Estádio Municipal e a pavimentação de diversas ruas dos povoados Camarão, Tamburil e Campo do Brito, na manhã deste sábado (15). A agenda contemplou também a entrega de ambulâncias para cidades da região e autorizações para novas … Leia Mais





Zé Raimundo é reeleito presidente da CCJ na ALBA

A Assembleia Legislativa da Bahia retomou nesta terça-feira, 11, as atividades das Comissões Parlamentares, quando também foram escolhidas as novas direções. Por unanimidade dos votos, o deputado estadual Zé Raimundo foi reconduzido à presidência da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), tendo como vice-presidente o deputado Paulo Câmara. Ao reassumir a posição, Zé Raimundo fez … Leia Mais


PM-BA terá aulas com Marcha do Empoderamento Crespo após caso de racismo


por Lucas Arraz

PM-BA terá aulas com Marcha do Empoderamento Crespo após caso de racismo

Foto: Raul Spinassé / Ag. A TARDE

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) ofertará aulas de formação contra o racismo para a sua tropa. As aulas e visitas a bases comunitárias serão ministradas por organizadores da Marcha do Empoderamento Crespo após um jovem negro de 16 anos ser agredido durante uma abordagem policial no bairro Paripe, Subúrbio Ferroviários de Salvador. O adolescente foi chamado de “ladrão” e “vagabundo” e seu cabelo usado pelo policial como modo de identificação desses perfis (veja aqui).

A formação com aulas “anti-racismo” também será implementada para agentes de segurança que prestam serviços para a CCR, operadora do metrô na capital baiana. Na mesma semana do caso de racismo em Paripe, uma mãe denunciou outro caso cometido por um segurança de metrô contra as filhas gêmeas dela.

Responsável pela capacitação, Naira Gomes, fundadora do Empoderamento Crespo, destacou a importância das medidas adotadas diante dos casos. “Ensinar é importante. Vamos ganhar pessoas contra o racismo e outras questões como intolerância religiosa e LGBTfobia”, falou em entrevista aos jornalistas Jefferson Beltrão e Fernando Duarte no programa “Isso é Bahia”, de A Tarde FM 103.9. 

A ideia é começar as visitas a bases comunitárias antes do Carnaval. “Queremos ter esse contato com os policiais antes do Carnaval, uma festa que por si só tem muita animosidade e muitos episódios de racismo pela polícia”, completou. A ação será implementada pela PM primeiro em Paripe, local em que o jovem negro foi agredido. 


Miliciano Adriano da Nóbrega tinha certeza de que queriam matá-lo em “queima de arquivo”


Morto pela polícia na Bahia, o miliciano Adriano da Nóbrega Silva, ligado à família Bolsonaro, nunca havia falado diretamente com seu advogado, Paulo Emilio Catta Preta, mas, depois de ficar preocupado com os últimos movimentos da polícia, ligou para ele e relatou que tinha “certeza” de que queriam matá-lo para “queimar arquivo”

Miliciano foi encontrado com quatro armas
Miliciano foi encontrado com quatro armas

O ex-capitão do Bope é citado nas duas investigações do Ministério Público (MP-RJ): a da ex-vereadora Marielle Franco e outra que apura o suposto esquema de “rachadinha” no gabinete do senador Flávio Bolsonaro quando ele era deputado estadual.

O ex-militar estava foragido desde a Operação Os Intocáveis, que em janeiro do ano passado membros Escritório do Crime, grupo de matadores profissionais que atua na zona oeste do Rio.

O miliciano morreu na zona rural de Esplanada, município baiano. De acordo com a polícia do estado, ele estava com uma pistola austríaca calibre 9mm; A defesa nega.

Morto na manhã deste domingo, 9, pela polícia da Bahia, o miliciano Adriano da Nóbrega Silva estava convencido de que queriam matá-lo e não apenas prendê-lo. Ele nunca havia falado diretamente com seu advogado, Paulo Emilio Catta Preta, até a quarta-feira passada (5), mas, depois de ficar preocupado com os últimos movimentos da polícia, ligou para ele e relatou que tinha “certeza” de que queriam matá-lo para “queimar arquivo”, de acordo com o jornal O Estado de S.Paulo.


Miliciano morto telefonou a advogado para relatar plano de matá-lo e ‘queimar arquivo’


Miliciano morto telefonou a advogado para relatar plano de matá-lo e 'queimar arquivo'

Foto: Reprodução

Morto em uma ação policial em Esplanada, no agreste baiano, (ver aqui) Adriano Magalhães da Nóbrega, disse ao advogado dele que tinha “certeza” que tramavam a morte dele. Segundo o Estadão, o homem apontado como chefe do “Escritório do Crime”, milícia com atuação no Rio de Janeiro, ligou para o advogado Paulo Emilio Catta Preta. Adriano relatou que tinha certeza que queriam mata-lo para “queimar o arquivo”.

A ligação teria ocorrido na última quarta-feira (5). A viúva do também ex-capitão da PM carioca fez o mesmo relato. Adriano da Nóbrega é suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco. Ele também estaria incluso em um esquema de “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, que chegou a homenagear Adriano na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.


Correntina é o primeiro município a receber a Feira Cidadã em 2020


Correntina, no oeste da Bahia, é o primeiro município em 2020 a receber a Feira Cidadã, promovida pelas Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), nesta quinta (6) e sexta-feira (7). O evento oferece gratuitamente mamografia para mulheres de 50 a 69 anos, exames preventivos, eletrocardiograma, ultrassonografia, consultas com oftalmologistas (incluindo rastreio para cirurgia de catarata), além de serviços de odontologia com prótese dentária e triagem para cirurgias eletivas – hérnia inguinal, epigástrica e umbilical, mioma, histerectomia e vesícula.

Segundo o coordenador da Feira Cidadã, Edvaldo Gomes, esta é a 50ª edição realizada pelas VSBA. “Pretendemos atender 15 mil pessoas em Correntina. Temos envolvidos 280 profissionais. Os serviços de odontologia vão se estender até terça-feira [11]. As cirurgias de catarata serão realizadas no sábado [8] e no domingo [9], no hospital de Correntina. Já as cirurgias eletivas terão início na primeira semana de março”, explicou.

Mais de 450 mil baianos foram atendidos pela Feira Cidadã em 2019, segundo o coordenador. “Atingimos todas as expectativas. Realizamos mais de 30 mil cirurgias de catarata e mais de 20 mil cirurgias eletivas”, acrescentou.

O pequeno produtor Adão Almeida da Silva, 45 anos, aproveitou para realizar o tratamento odontológico durante a Feira Cidadã. “Eu gostei muito do tratamento. Fui muito bem atendido. Tinha muito tempo que eu aguardava para cuidar dos meus dentes e não tinha oportunidade. Agora, fui atendido sem gastar dinheiro”. De acordo com o cirurgião dentista Roberto Fabiano de Oliveira, o tratamento feito por Adão, incluindo uma prótese, custaria cerca de R$ 1,5 mil em uma clínica particular.

Késia Santos, 13, também foi atendida no primeiro dia da Feira Cidadã e descobriu a necessidade de usar óculos. “Na escola, eu não enxergava direito. Por isso, tinha muita dificuldade para aprender. Há algum tempo que minha mãe tentava me levar em um oculista, mas não conseguia. Com a vinda do caminhão da Feira Cidadã, ficou muito mais fácil. Já fiz meus exames”.

Saúde e economia

Correntina é um dos maiores municípios em extensão territorial da Bahia, com a economia baseada na produção de soja, algodão e pecuária. Segundo o prefeito Nivaldo Maguila, além de impactar na saúde da população, a feira vai proporcionar economia para o município. Para deslocar os pacientes para outras cidades, lembrou Nivaldo, a Prefeitura precisa “bancar ambulância, diária do motorista, combustível, ajuda de custo para cada paciente e custeio dos próprios exames”.

Fotos: Alberto Coutinho/GOVBA


Polícia acha documento falso utilizado por miliciano Adriano Nóbrega na Bahia


Polícia acha documento falso utilizado por miliciano Adriano Nóbrega na Bahia

Foto: Divulgação

A Polícia da Bahia encontrou, na última sexta-feira (31), um documento falso utilizado pelo miliciano Adriano Magalhães de Nóbrega, o capitão Adriano, na Costa do Sauípe, na Bahia. De acordo com o G1, a identidade falsa possui uma foto de Adriano usando barba e com o nome de Marco Antônio Linos Negreiros. Contra ele, há um mandado de prisão expedido em janeiro de 2019.

Após uma denúncia recebida pela subsecretaria de inteligência, a Polícia Civil do Rio enviou um delegado e dois agentes à Bahia para realizar uma operação em busca de Adriano, que não foi encontrado.  De acordo com a própria polícia, ele é o miliciano que chefia o Escritório do Crime. O grupo de matadores de aluguel atuante no estado do Rio é suspeito de ter ligação com o assassinato da vereadora do Rio de janeiro, Marielle Franco.

Adriano está foragido há mais de um ano, após a Operação Intocáveis. Na ocasião, cinco foram presos acusados de grilagem de terra, agiotagem e pagamento de propina em Rio das Pedras, Zona Oeste. Ele é apontado como um dos líderes do grupo.

O policial militar reformado Fabrício Queiroz indica, em conversa no aplicativo de mensagens WhatsApp, que integrantes da família Bolsonaro tinham conhecimento do fato de que uma das assessoras nomeadas por Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) era casada com o ex-PM Adriano Magalhães da Nóbrega, o Capitão Adriano, chefe da milícia do Rio das Pedras, o Escritório do Crime. As informações são do UOL.

O diálogo entre Queiroz e Danielle Mendonça da Costa, ex-mulher de Adriano, é citado pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) no pedido de medidas cautelares contra Flávio, Queiroz e outros alvos investigados por participarem de suposto esquema de rachadinha no gabinete do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em seus mandatos como deputado estadual. A conversa ocorre em 5 de dezembro de 2017.

As provas foram obtidas pelo MP na Operação Intocáveis, deflagrada pelo MP e pela Polícia Civil em fevereiro deste ano, quando o celular de Danielle foi apreendido.

Nas conversas, Queiroz procura Danielle e demonstra que há preocupação, por por parte do clã Bolsonaro, de que o vínculo dela com o miliciano se tornasse público. Danielle pede que ele a mantenha no emprego e Queiroz mostra-se disposto a atender o pedido.


Waldenor incentiva agricultura familiar na bacia do Paramirim


Nessa quinta-feira, 23, estive ao lado do secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, Josias Gomes, em Dom Basílio, onde foi realizado o Seminário Parceria Mais Forte – Juntos pela Agricultura Familiar.

O evento reuniu representantes dos oito municípios que compõem o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Bacia Paramirim, cujo presidente é o prefeito de Dom Basílio, Roberval Meira.

Ao lado dele, estiveram presentes sete secretários de Agricultura dos municípios participantes, cinco prefeitos, dois vice-prefeitos, além de vereadores, lideranças políticas e agricultores e agricultoras desta microrregião.

É muito importante debater ações que fortalecem a agricultura familiar dos nossos municípios e eu e o deputado estadual Zé Raimundo estamos muito honrados em poder contribuir um pouco para isto, com a destinação de emendas que já resultaram na aquisição de 183 tratores agrícolas para as associações e também na realização de sistemas simplificados de água e em outros equipamentos que têm contribuído com os pequenos agricultores da nossa região. (declarou o deputado)

 


Licitação para a construção da Ponte Salvador – Ilha de Itaparica é concluída


Mais uma etapa para a construção da Ponte Salvador – Itaparica foi concluída com a publicação no Diário Oficial do Estado (D.O.E), desta sexta-feira (24), da homologação do Consórcio que fará a obra. Após a assinatura do contrato com o Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), previsto para março, o consórcio terá um ano para elaborar o projeto e outros quatro para executar o equipamento.

A gestão e administração da ponte terá duração de 30 anos. O investimento será de R$ 5,4 bilhões e o aporte do Estado será de R$ 1,5 bilhão. A previsão é que sejam gerados sete mil empregos durante a construção do equipamento. “A ponte não é apenas um vetor de ligação entre Salvador e Itaparica, mas está sendo considerada como um vetor de desenvolvimento para o estado da Bahia”, afirma Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura.

O consórcio Ponte Salvador Itaparica é formado pelas empresas China Railway 20 Bureau Group Corporation – CR20; CCCC South America Regional Company S.Á.R.L – CCCC SOUTH AMERICA e China Communications Construction Company Limited – CCCCLTD.