Com 1.803 mortes, Brasil tem domingo mais letal da pandemia

Ao todo, o país soma 13.482.023 casos da doença causada pelo novo coronavírus  Hospital de campanha para pacientes da Covid-19 em Santo André, em São Paulo O Brasil registrou neste domingo (11) 1.803 mortes por Covid-19 em 24 horas, o maior número para um domingo em toda a pandemia. Antes, o domingo mais fatal era 28 de … Leia Mais


Leitos para covid-19: HFA tem taxa de ocupação de 92,5%

 O Correio visitou, com exclusividade, o Hospital das Forças Armadas. De 40 leitos para pacientes com covid, 37 estavam ocupados nesta quinta-feira (8/4). Secretaria de Saúde solicitou vaga para pacientes da rede pública. No entanto, devido à falta de capacidade, o pedido foi negado   (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press ) Com mais de 4 mil … Leia Mais


Saiba quando e como ocorre a falta de ar provocada pela covid

Pneumologista explica em quais casos a dificuldade para respirar precisa ser avaliada por um médico Falta de ar aparece a partir do sétimo dia de sintomas da covid-19 AMANDA PEROBELLI/REUTERS – Por ser uma doença que acomete principalmente o pulmão, pessoas diagnosticadas com a covid-19 podem sentir dificuldade para respirar e, em quadros mais graves, … Leia Mais



Jovens na UTI são maioria e necessidade de ventilação mecânica bate recorde


Com informações da Folha de S. Paulo

SÃO PAULO – Pela primeira vez desde o início da pandemia da Covid-19, as internações em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de pessoas com menos de 40 anos são maioria absoluta. Houve ainda um salto expressivo no número de pacientes graves com necessidade de ventilação mecânica e que não apresentam nenhuma comorbidade (como obesidade ou diabetes).

Os dados sugerem não apenas uma mudança do perfil dos doentes que necessitam de UTI, mas também um agravamento do quadro geral dos pacientes em relação aos meses anteriores. Em março, 52,2% das internações nas UTIs do Brasil se deram para pessoas até 40 anos; e o total de pacientes que necessitaram de ventilação mecânica atingiu 58,1%.

Ambas as taxas são recordes, segundo dados da plataforma UTIs Brasileiras, da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib). No caso da necessidade de aparelhos de ventilação, houve salto de quase 40% em relação ao patamar do final do ano passado.

Entre setembro de 2020 e fevereiro deste ano, o total de internados em UTIs que necessitavam desse tipo de equipamento variou entre 42% e 48%. Já os pacientes graves sem comorbidades que agora acabam na UTI são praticamente 1/3 do total — até fevereiro os doentes graves sem condições adversas prévias eram 1/4 dos casos.

Conclusões

O novo marco da epidemia no Brasil sugere pelo menos três conclusões, segundo Ederlon Rezende, coordenador da plataforma UTIs Brasileiras e ex-presidente da Amib:

1) as novas variantes do vírus devem ser mais agressivas; 2) a falta de cuidado de parcelas da população pode estar afetando sobretudo os mais jovens; e 3) a imunização dos mais velhos tem ajudado a conter os casos graves entre os idosos.

Segundo a pesquisa, antes de os jovens serem a maioria dos internados nas UTIs em março, entre dezembro de 2020 e fevereiro último os até 40 anos representavam 44,5% do total —percentual quase idêntico ao de setembro a novembro. De lá para cá, o aumento das internações nessa faixa mais jovem foi de 16,5%.

Como a imensa maioria dos brasileiros tem menos de 40 anos, o incremento, embora possa parecer modesto, engloba milhões de pessoas. A tendência sugere ainda que há espaço para um agravamento da situação.

No mesmo período de comparação (e na contramão), as internações de pessoas acima de 80 anos despencaram 42%. Elas representam agora apenas 7,8% do total, pouco mais da metade do que vinha sendo registrado anteriormente. Na faixa de idades intermediárias, as internações em UTI permaneceram mais ou menos no mesmo patamar, somando cerca de 40% do total.

O levantamento da Amib é feito a partir de uma amostra expressiva, englobando 20.865 leitos de UTI no país, o que representa cerca de 25% de todas as unidades, sendo 2/3 privadas e 1/3 públicas.


384 conquistenses morreram vítimas da COVID-19


Até esta sexta-feira (9), o boletim epidemiológico contabiliza 24.166 pessoas que já se infectaram com a Covid-19 em Conquista. Desse total, 23.364 já estão recuperadas e 418 pacientes seguem em recuperação – 68 estão internados em Vitória da Conquista e 350 em tratamento domiciliar.

Outros 2.220 casos notificados por suspeita de infecção pela Covid aguardam classificação final por investigação clínico-epidemiológico e/ou laboratorial. A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o falecimento de dois pacientes em decorrência de complicações da Covid, somando 384 óbitos de moradores do município.

383º óbito – Homem de 80 anos, morador do bairro Alto Maron, portador de Hipertensão. Foi internado no dia 5 de abril na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde faleceu em 9 de abril.

384º óbito – Mulher de 48 anos, moradora do bairro Candeias, portadora de obesidade. Foi internada no dia 8 de abril no Hospital Geral de Vitória da Conquista, onde veio a falecer no mesmo dia.

Ocupação de Leitos – Neste momento, 112 pacientes estão internados em parte dos 148 leitos disponíveis (78 enfermarias e 70 leitos de UTI) na rede SUS para tratamento de pacientes confirmados ou com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus. Além de moradores de Vitória da Conquista, também estão internados residentes dos seguintes municípios:

 


Vacinação apenas para 2ª dose neste sábado (9); estoque para 1ª dose foi finalizado


Com movimentação intensa nesta sexta-feira (9), as equipes de Imunização vacinaram 1.804 idosos de 65 anos ou mais nos cinco pontos estratégicos montados no município. A vacinação precisou ser suspensa pois o estoque foi finalizado. Neste sábado (10), vai ocorrer apenas a vacinação de segunda dose para aqueles que tiverem data de retorno marcada para amanhã no cartão de vacina.

A vacinação começa às 9h e segue até às 13h no drive-thru do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO) e também na quadra esportiva da Fainor, para aqueles que não tiverem disponibilidade de veículo. Para receber a segunda dose, é necessário apresentar o cartão de vacina e o documento pessoal de identificação.

Em paralelo a esta ação, as equipes de Imunização também estarão trabalhando na vacinação domiciliar nos roteiros pré-definidos das unidades de saúde da zona urbana e rural, vacinando os idosos acamados e domiciliados.

Para retomar a estratégia de aplicação da primeira dose no grupo prioritário dos idosos, a Secretaria Municipal de Saúde aguarda a reposição de doses, ainda sem previsão para entrega.


Amanhã vacinação para maiores de 65 anos


Na noite desta quinta-feira (8), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu uma remessa com 2.470 doses da Coronavac, do Instituto Butantan.

👉Nesta sexta-feira (9), será a vez dos idosos de 65 anos ou mais serem vacinados contra a Covid-19. A estratégia vai ocorrer de 9h às 16h em cinco pontos de vacinação: drive-thru na Universidade Federal da Bahia (Ufba), Paróquia Rainha da paz (Patagônia), Salão Paroquial Santa Luzia (Urbis V), Quadra esportiva da Fainor (Candeias) e Colégio Paulo VI (Ibirapuera).

💉Os idosos das etapas anteriores que ainda não foram vacinados devem procurar um dos pontos de vacinação para receber a primeira dose.

#VacinaConquista #VemVacina #VDC #VitóriaDaConquista #PMVC #PrefsConquista


Brasil bate recorde e registra 4.249 mortes por Covid-19 em 24h


País já soma mais de 13 milhões de infectados pelo novo coronavírus

Coveiro com traje de proteção no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo
Coveiro com traje de proteção no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, durante pandemia da Covid-19
Foto: Vincent Bosson/Fotoarena/Estadão Conteúdo (6.abr.2021)

O Brasil bateu recorde no número de mortes por Covid-19, nesta quinta-feira (8), foram 4.249 vítimas registradas em 24 horas. Com este dado, o país soma 345.025 mortes e 13.279. 857 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, de acordo com dados consolidados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

O estado brasileiro com maior número de casos e de vítimas da doença é São Paulo, já são mais de 79 mil mortes e mais de 2 milhões de contaminados.

Depois de São Paulo, os estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina lideram, respectivamente, no número de casos e mortes gerados pela Covid-19 no Brasil.

Nesta quinta-feira a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a realização de ensaio clínico com voluntários brasileiros para o desenvolvimento de uma nova vacina contra a Covid-19. Este é o quinto estudo de imunizante autorizado pela Anvisa.

O imunizante, desenvolvido pelos laboratórios Medicago R&D Inc (Canadá) e GlaxoSmithKline (GSK – Reino Unido), utiliza a proteína S e tecnologia de partícula semelhante ao coronavírus (CoVLP).

A vacina é desenvolvida para ser administrada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda aplicação.

Representante Consórcio de Governadores do Nordeste, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), pretende importar 66 milhões de doses da vacina Sputnik V e quer aproveitar dados divulgados pela Argentina para acelerar a aprovação do imunizante no Brasil.

“Tivemos uma vitória importante com a Anvisa, que é separar os processos de importação pelo Ministério da Saúde, pela União Química e pelo Consórcio do Nordeste,” disse o governador.


Empresário que organizou almoço de Bolsonaro com artistas está intubado com Covid-19


No fim de janeiro, o empresário Uugton Batista da Silva preparou um almoço de artistas sertanejos, como Amado Batista, com Jair Bolsonaro e ministros em uma churrascaria de Brasília. O grupo não usava máscara

O empresário Uugton Batista da Silva, que organizou um almoço de Jair Bolsonaro com sertanejos em janeiro, está intubado com Covid. A informação é do jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no portal UOL.

Silva está internado em uma UTI em Goiânia.

No fim de janeiro, o empresário preparou um almoço de artistas sertanejos, como Amado Batista, com Jair Bolsonaro e ministros em uma churrascaria de Brasília. O grupo não usava máscara. Na ocasião, Bolsonaro xingou repórteres, enquanto Ernesto Araújo vibrava.

Em abril de 2019, Silva levou Amado Batista ao Palácio do Planalto e posou para fotos com o presidente no gabinete.


Com mais de 8 mil mortos em 48h, Brasil passa de 340 mil óbitos por Covid-19


País registrou 3.829 mortes e 92.625 novos casos da doença nas últimas 24h

Cemitério em Manaus (AM) durante a pandemia da Covid-19
Cemitério em Manaus (AM) durante a pandemia da Covid-19
Foto: Bruno Kelly/Reuters (31.dez.2020)

 

O Brasil registrou, nesta quarta-feira (7), 92.625 novos casos de Covid-19, chegando ao total de 13.193.205 contaminados pela doença. Nas últimas 24 horas, 3.829 pessoas morrem vítimas da doença, e o país já acumula 340.776 mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus, segundo informações divulgadas pelo Conass (Conselho Nacional de Secretários da Saúde).

Nesta terça-feira (6), o Brasil registrou o maior número de óbitos, ultrapassando pela primeira vez as 4 mil mortes, foram 4.195 vítimas registradas em apenas 24 horas. Esta é primeira vez que o país registra mais de 8 mil mortos no período de 48 horas.

De acordo com informações da plataforma Our World in Data, associada à Universidade de Oxford, apenas dois outros países já tiveram mais de 4.000 vítimas da doença em um só dia: os Estados Unidos, em janeiro deste ano, e o Peru, em agosto de 2020, após a revisão de números represados.

São Paulo segue como o estado brasileiro com maior número de casos e de vítimas da doenças, já são mais de 79 mil mortes e mais de 2 milhões de contaminados. 

Depois de São Paulo, os estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina lideram, respectivamente, no número de casos e mortes gerados pela Covid-19 no Brasil.

Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (7) a ampliação do Programa Estadual de Vacinação (PEI) ao grupo de idosos de 67 anos, que serão vacinados a parir do dia 14 de abril. Os paulistas entre 65 e 66 anos também serão imunizados nesta nova etapa da campanha de vacinação, que começa no dia 21 de abril para este grupo.

(mais…)