Vereador, afinal qual o seu papel na comunidade?

Minha cara, minha nobre família conquistense, antes de tudo que lhe dizer que somos frequentadores da Câmara de Vereadores, desde os meus nove anos de idade, não que à época nós, nos   interessássemos  por política, mas porque tínhamos um padrinho, que foi vereador nessa cidade por quatro mandatos  consecutivos, e, tinha tamanha liderança política, que … Leia Mais


Imitando “ Toninho”, Pereira agora é malvadeza

Um governante antes de tudo, é um aplicador e guardião da Lei, por esse princípio, tem a obrigação de estabelecer a isonomia entre os cidadãos contribuintes para os cofres públicos. Em Vitória da Conquista, existe um prefeito que gera situações hilariantes perante a população do município: depois de ter criado o fraldário cavalar, que não … Leia Mais


Esse é o verdadeiro Herzem Pereira; você mudou, piorou

Rigorosamente comprometido com a casta financeira que ajudou a elegê-lo, direciona os recursos dos SUS para seus amigos, exemplo claro do SAMU 192, onde doador de sua campanha, aluga ambulância para à Prefeitura, ao mesmo tempo, mantém um abatedouro de frangos sem a mínima condição de higiene. esse é o Pereira, na entrevista ao vivo, … Leia Mais


Sobre o Lomantão e outras; vale a pena a verdade

Para entrar no assunto do gramado do Lomantão, é preciso partir de um ponto sobre o qual, não pode haver qualquer dúvida ou versão diferente da verdade: toda e qualquer espécie de grama, seja numa área verde, seja numa arena esportiva, aqui ou em qualquer parte do planeta, é fundamental a manutenção. Até a grama … Leia Mais


Ingerência na Prefeitura de Vitória da Conquista

O blog do Paulo Nunes noticiou que o advogado Pedro Eduardo esteve presente numa reunião em Belo Horizonte, assim descreveu o blog: “Acompanhando os representantes do município integrou a comitiva também o Advogado da Viação Vitória, Sr, Pedro Eduardo, não se sabe nessa reunião, quais interesses o advogado representava”. Essa informação da participação do advogado … Leia Mais


Êta pau Pereira: quem tem obrigação legal de preservar, não pode poluir


*Paulo Nunes- jornalista

Através do prefeito Herzem Pereira, em 18 meses de governo o MDB promoveu a quebra do sistema de transporte coletivo municipal. Provando definitivamente a máxima de que destruir sempre é mais rápido que construir, a atual administração municipal, que hoje conta com mais de 80% de rejeição da população, promoveu desastres sociais em todos os segmentos da administração pública: na Saúde, na Educação, no Bem-Estar Social e notadamente no transporte coletivo urbano.

O prefeito Pereira fez acordo com os proprietários de veículos que fazem o transporte clandestino na cidade, os recebeu com salgadinhos, água gelada e cafezinho no seu gabinete e pediu à sociedade conquistense que fizesse o mesmo, pois ali estariam os profissionais que transformariam a vida dos conquistenses para melhor. Além disso, mantém uma relação exagerada com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, recebendo do mesmo orientação para contratar empresas para o transporte urbano do município, atitude razoável se esse fosse o Secretário de Mobilidade Urbana.

Antes, ainda na disputa pela Prefeitura de Vitória da Conquista, puxou para sua campanha como candidatos a vereança, a presidente do Sindicato dos Professores Geanne Cássia, o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais José Marcos, o presidente do Sindicato dos Comerciários Gilmar Ferraz e o presidente do Sindicato dos Rodoviários Álvaro Souza.

Todos foram candidatos a vereador pela legenda do MDB, partido comandado por Geddel Vieira Lima e Herzem Gusmão Pereira, entretanto só Gilmar Ferraz conseguiu lograr êxito na eleição.

De qualquer sorte, um grande apoio político, mesmo porque esses sindicatos e seus representantes fizeram coisas não republicanas para ajudarem o atual prefeito na vitória eleitoral, bastando observar o quantitativo eleitoral dessa representação de mais de 17 mil eleitores em tese. Considerando as benesses feitas aos associados na pré-eleição, havia uma garantia de votos jamais vista na história sindical de Vitória da Conquista.

Pereira já possuía o apoio da direita festiva e da direita reacionária, o que adicionaria cerca de 40 mil votos aproximadamente. Faltava o xeque-mate. Pereira, então, busca um segmento marginal da economia, “os vanzeiros”. Ali descobre que são seiscentos veículos e seus condutores em contato direto com a população mais carente por aproximadamente dez horas por dia e, portanto, alcançaria com esse segmento ao menos 4 mil pessoas diariamente. A distribuição de propaganda eleitoral correu solta nos veículos, alguns foram plotados com a caricatura do atual prefeito. Aqui, se estima que Pereira conseguira votos suficientes para no primeiro turno ficar em primeiro lugar na disputa. (mais…)