Gilmar Mendes: condenações de Lula podem ser anuladas

O ministro do STF Gilmar Mendes afirmou em entrevista que os processos que condenaram Lula poderão ser anulados. Tanto o caso do triplex do Guarujá como o do sítio em Atibaia, conduzidos e julgados por Moro, deverão voltar à fase de denúncia, se o ex-juiz for considerado suspeito (Foto: ABr | Felipe Gonçalves/247 | Lula … Leia Mais


Bivar confirma: “Bolsonaro não tem mais nenhuma relação com o PSL”

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar, confirmou nesta quarta-feira, 9, que Jair Bolsonaro já decidiu deixar o partido. “Quando ele diz a um estranho para esquecer o PSL, mostra que ele mesmo já esqueceu. Mostra que ele não tem mais nenhuma relação com o PSL”, afirmou Bivar O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar, … Leia Mais





Bolsonaro prepara saída do PSL ao dizer que Bivar está queimado; laranja madura na beira da estrada


No momento em que avançam as investigações da Polícia Federal sobre o laranjal do PSL, Jair Bolsonaro prepara sua saída do partido; primeiro, ele atacou o presidente da legenda, Luciano Bivar, ao dizer que “ele está queimado” e depois disse que o partido pode “queimar seu filme também”; movimentação de Bolsonaro visa distanciá-lo do escândalo das candidaturas-laranja

Jair Bolsonaro deu nesta terça-feira, 8, mais uma demonstração de que prepara o seu desembarque do PSL, partido que o elegeu para o Palácio do Planalto. 

No momento em que as investigações da Polícia Federal sobre o uso de candidaturas laranjas de mulheres pelo PSL em Minas Gerais trazem novos elementos que podem implicá-lo, Bolsonaro pede a um apoiador para que ele “esqueça” a legenda.

Em diálogo na entrada do Palácio do Planalto, Bolsonaro disse que o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (PE), está “queimado para caramba”. Além do ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio,  Luciano Bivar também é investigado pela Procuradoria Regional Eleitoral, em Pernambuco, por suspeitas de caixa dois em sua campanha a deputado federal.

“Esquece o PSL. Tá ok? Esquece”, disse ele ao apoiador. Apesar do comentário, o apoiador insiste e grava um vídeo ao lado de Bolsonaro, citando Luciano Bivar.  “Cara, não divulga isso, não. O cara está queimado pra caramba lá. Vai queimar o meu filme. Esquece esse cara, esquece o partido”, disse Bolsonaro ao apoiador (leia mais no Brasil 247).

Enquanto representantes de Bolsonaro conversam com outros partidos para avaliar uma possível mudança, ele deve ter nos próximos dias pelo menos mais uma conversa com Bivar. E pode ser a última (leia ais no Brasil 247).

Assista ao momento em que Jair Bolsonaro pede para esquercer o PSL:

William De Lucca

@delucca

“Esquece o PSL (…) Não divulga isso não, o partido está queimado pra caramba”, diz o presidente Jair Bolsonaro a um membro do PSL de Recife (PE), hoje cedo.

 


Após policlínica suspender atendimentos, Herzem Pereira diz que prefeitura está ‘impedida de pagar’


O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão Pereira (MDB), comentou na manhã desta terça-feira (08) a polêmica envolvendo a Policlínica da cidade. Por falta de pagamento, os atendimentos na unidade foram suspensos. Segundo o emedebista, a razão é falta de dotação orçamentária e criticou a ‘inabilidade’ com que o consórcio tem tratado o tema.
Na verdade o Consórcio da Policlínica reúne 28 municípios que aderiram a iniciativa, 26 pagaram suas cotas, apenas os municípios de Vitória da Conquista e Itapetinga, propositalmente não pagaram as duas parcelas vencidas.
A habilidade do consórcio da Policlínica, é a mesma habilidade de qualquer consórcio comum, cobrar os inadimplentes e ao receber deste, a informação de que não pretende pagar, suspender o consorciado, não é possível que o município que possui a maior cota de gastos, seja sustentado pelos municípios menores, alguns dos quais com população menor que 5% da população de Vitória da Conquista.
Infelizmente o prefeito de Vitória da Conquista, se colocou contra o equipamento e, só aderiu porque os órgãos ligados à saúde do município por unanimidade aprovaram a adesão do município ao programa de saúde consorciado. Leia o que diz Pereira ao Política Livre em Salvador:
“Fizemos a adesão, fui voto vencido. Fecharam a nossa agenda e entendo que foi uma precipitação e uma indelicadeza. O orçamento de um ano é aprovado no ano anterior. Quando aprovamos a policlínica, não tínhamos a dotação. Vamos encaminhar de novo à Câmara. Estamos impedidos de pagar. Nãos se trata de má vontade, de represália, é uma questão técnica e rapidamente vamos contornar isso. Tem dois meses, não chega a R$ 200 mil. E a policlínica, de forma inábil, divulga ao Estado que nos recusamos a pagar. Não é verdade. Itapetinga está na mesma situação. Mas são detalhes que já estamos conversando”, disse ao Política Livre, durante a 76ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que acontece no Wish Hotel da Bahia, no Campo Grande.


A verdade entretanto, resiste no fato que todos os problemas burocráticos concernentes à Prefeitura de Vitória da Conquista, em relação a aprovação de orçamento, são os mesmos que atinge os outros municípios da Bahia e do Brasil, e, os outros municípios estão adimplentes.
O outro detalhe é que o prefeito de Vitória da Conquista mente no interior e mente na capital, pois, jamais encaminhou qualquer pedido de autorização para pagamento à Policlínica para a Câmara de Vereadores do município. Ademais, essa mesma Câmara, autorizou, e o fez por unanimidade, o prefeito a remanejar 20% por cento do orçamento no ano de 2019. Pereira, como é conhecido nos meios políticos da cidade, tenta consertar uma mentira, com outra mentira e, com isso se perde cada vez mais.

A Câmara Municipal de Vereadores de Vitória da Conquista, declarou que não recebeu qualquer solicitação de autorização oriunda da Prefeitura Municipal para autorizar pagamento à Policlínica.

veja o vídeo abaixo e tire suas conclusões:


Onyx leva pastor de sua igreja de carona em voo oficial da FAB


Gerônimo Martins, da igreja Sara Nossa Terra, viajou a Porto Alegre em avião do governo e acompanhou ministro em compromissos oficiais

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), deu carona em voo da FAB ao pastor Gerônimo Martins, da igreja Sara Nossa Terra, em uma viagem oficial a Porto Alegre. Martins, que prega na igreja que Lorenzoni frequenta, acompanhou o ministro em compromissos no dia 22 de setembro. As informações são da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

O democrata mantém grande proximidade com a igreja Sara Nossa Terra, na qual costuma ir a cultos nos sábados, em Brasília – a Casa Civil tem, inclusive, um pastor da igreja, Leandro Lima, atuando como como assessor especial de Onyx.

Procurada pela Folha de S.Paulo para se pronunciar a respeito da carona ao pastor, a assessoria de Lorenzoni disse que, “na referida data, além de palestras realizadas em entidades empresariais, o ministro cumpriu agendas políticas em Porto Alegre. O referido passageiro acompanhou o ministro nessas agendas e sua ida não resultou em nenhuma despesa adicional para a União”.

Em setembro, outro ministro de Bolsonaro usou do mesmo expediente: Ernesto Araújo (Relações Exteriores) levou sua esposa, Maria Eduarda de Seixas Corrêa, para passar férias em Paris, na França, em voo da FAB.

À época, o presidente afirmou não ter visto “nada demais” no fato. No início de seu mandato, porém, Bolsonaro distribuiu uma cartilha, com normas e procedimentos éticos que seus subordinados deveriam seguir, que estabelecia que somente o ministro e a equipe que o acompanha no compromisso podem utilizar as aeronaves.

Além disso, o decreto 4.244/2002, que dispõe sobre os voos da FAB, permite o uso da frota somente para o transporte de vice-presidente, ministros do Estado, chefes dos três Poderes e das Forças Armadas, salvo nos casos em que há autorização especial do ministro da Defesa – a norma não autoriza o embarque de pessoas sem cargo ou função pública.


Bolsonaro chamou chefe da PF fora da agenda após indiciamento de ministro do Turismo


O encontro ocorreu às 17h da última sexta-feira, mesmo dia em que o ministro Marcelo Alvaro Antonio, do Turismo, foi indiciado pelo laranjal do PSL. Depois do encontro, Bolsonaro anunciou que suspenderia as peças de propaganda do pacote anticrime, defendido por Moro, que é o chefe direto de Valeixo

SONY DSC
SONY DSC (Foto: SINPECPF)

 “Em audiência que não estava prevista na agenda oficial, o presidente Jair Bolsonaro recebeu no fim da tarde desta sexta-feira o diretor-geral da Polícia Federal , Maurício Valeixo. Segundo registro no site do Palácio do Planalto , incluído posteriormente, o encontro ocorreu às 17h. Pela manhã, a PF indiciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, pelo uso decandidaturas-laranja no PSL em Minas Gerais. No mesmo dia, ele foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral do Estado”, informa o jornalista Gustavo Maia, em reportagem publicada no Globo.

Bolsonaro disse que eles trataram de “tudo que você possa imaginar”, sem um assunto específico. “Trocamos informações de tudo que acontece no Brasil”, afirmou. Horas depois, Bolsonaro anunciou que suspenderia as peças de propaganda do pacote anticrime, defendido por Moro, que é o chefe direto de Valeixo. Segundo Bolsonaro, a publicidade foi suspensa em razão de pressões da esquerda – o que não parece ser uma justificativa convincente.

Reportagem deste domingo da Folha de S. Paulo já envolve o próprio Bolsonaro no laranjal do PSL, a partir de provas recolhidas pela PF.


Lei que torna transporte irregular infração gravíssima entra em vigor; em Vitória da Conquista, o infrator ganha cafezinho e água gelada


A multa para o transporte irregular de estudantes passa a custar R$ 1.467,53 além da remoção do veículo a um depósito

A partir deste sábado (5), quando entra em vigor a Lei nº 13.855, o transporte “pirata” de passageiros, incluindo de estudantes, passa a ser considerado infração gravíssima ao Código de Trânsito Brasileiro.

Publicada no Diário Oficial da União de 8 de julho, a Lei nº 13.855 alterou o Código, tornando mais rigorosas as penalidades aplicadas aos motoristas flagrados transportando passageiros mediante remuneração, sem terem a autorização para fazê-lo.

Ao ser classificado como infração gravíssima, o transporte irregular de estudantes passa a ser punido com multa de R$ 293,47 multiplicado pelo fator 5, totalizando R$ 1.467,35, e mais a remoção do veículo a um depósito.

Já o transporte remunerado de pessoas ou bens, quando não licenciado, passa de infração média a gravíssima, punida com multa e remoção do veículo. O motorista só não será punido em “casos de força maior ou com permissão da autoridade competente”.

 

Nos dois casos, os motoristas ainda perdem 7 pontos na carteira de habilitação, conforme estabelece o Artigo 259 do Código de Trânsito Brasileiro.

Já na cidade de Vitória da Conquista a Prefeitura Municipal, continuará fazendo vistas grossas  para tal irregularidade, para o prefeito Gusmão Pereira,

essa atividade é salutar e deve ser tolerada,chegando inclusive a proibir os agentes fiscalizadores do município de multar ou apreender os veículo utilizados nessa atividade clandestina.


Sob Moro, PF indicia ministro amigo de Bolsonaro


O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, amigo pessoal de Bolsonaro, é citado em depoimentos na investigação sobre o uso de candidaturas de mulheres na eleição de 2018 para desvio da verba eleitoral em Minas. Ação da PF pode abrir nova crise entre Bolsonaro e Moro

Sergio Moro, Marcelo Álvaro Antônio e Jair Bolsaonro
Sergio Moro, Marcelo Álvaro Antônio e Jair Bolsaonro (Foto: Reuters | Marcos Correa/PR)

 A Polícia Federal, comandada por Sergio Moro, indiciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), e mais 10 pessoas no inquérito sobre o uso de candidaturas-laranja no PSL em Minas Gerais. O ministro do Turismo é amigo pessoal de Bolsonaro e ação pode abrir outra crise entre Moro e Bolsonaro.

O ministro é citado em depoimentos na investigação sobre o uso de candidaturas de mulheres na eleição de 2018 para desvio da verba eleitoral no estado. A suspeita é que o partido inscreveu candidatas sem a intenção de que elas fossem, de fato, eleitas. Vale ressaltar que o Tribunal Superior Eleitoral havia decidido que que pelo menos 30% dos recursos do fundo eleitoral devem ser destinados a candidaturas femininas.

Em depoimento à PF, em março deste ano, a filiada do PSL Zuleide Oliveira acusou Álvaro Antônio de chamá-la para ser candidata-laranja nas eleições do ano passado. Ela disse ter recebido uma proposta de um assessor do ministro, então presidente do PSL em Minas, para devolver R$ 45 mil dos R$ 60 mil que receberia para a campanha.

A ex-candidata a deputada federal Adriana Moreira Borges também afirmou ao ao Ministério Público Eleitoral que recebeu uma proposta de um assessor de Álvaro Antônio para repassar R$ 90 mil dos R$ 100 mil que receberia para fazer a campanha em 2018.


Robson: Um sapeca aiiaiá com classe e categoria; falado assim, corta a carne, dói muito mais


Difícil imaginar que as eleições de 2020 serão fáceis sob o ponto de vista da conta informação, não se pode desprezar alguém, que se auto intitula como ” escrota” . Nestes termos a luta deve ser rasteira, onde fake news terá tom de verdade. O atual mandatário de Vitória da Conquista já demonstrou que é um sabotador de informações e fará de tudo, para que o povo seja enganado com suas ações.
A utilização do rádio como veículo de comunicação, que atinge em tese, a maior parte dos eleitores de pouca instrução, sempre foi uma arma pronta pra iludir, pois no rádio, quem produz a imagem é o radialista, o ouvinte imagina a imagem, na tradução das palavras do locutor, por acreditar nisso,quem tenta iludir, utiliza preferencialmente o rádio.
Em Vitória da Conquista, pode ser coincidência que as emissoras de rádio da cidade, tenham uma predileção de alugar seus horários mais nobres para o poder do momento. A rádio Bandeirantes, colocou no seu horário nobre, o ex-secretário da Prefeitura Municipal, mas exigiu que o radialista Elton Becker que comandava um programa há 18 anos, saísse da emissora, o programa Conquista de Todos, apresentado por Elton Becker tinha um patrocínio mensal dos deputados Waldenor Pereira e José Raimundo, no valor de 10 mil reais, independente disso, no programa havia 15 minutos de ” comerciais” da grade da própria empresa de rádio, o patrocínio dos deputados, se limitava ao direito de vez por outra serem entrevistados no programa, algo comum e corriqueiro em qualquer lugar do Brasil.
A rádio Clube, mantém um programa jornalistico ao meio dia, que serve como explicador das ações da Prefeitura, os editorias, quase sempre justificando atitudes do prefeito atual, atitudes que, as vezes não correspondem a verdade. Num dos editoriais da rádio, seu comentarista afirmara possuir imagens, onde partidários da oposição teriam jogado lixo na Feira do bairro Brasil, somente para prejudicar a Prefeitura, era mentira. Tal fato jamais ocorreu, assim como o comentarista jamais teve imagem alguma.
Em outra ocasião, um projétil de arma de fogo foi encontrado numa sala da Prefeitura Municipal, o comentarista da rádio afirmou que se tratava de um atentado político, o fato real, é que um radialista não possuía qualquer base técnica, ou testemunhal para dizer tal afirmação.
Na tentativa de construir uma imagem positiva de seu patrocinador, em outro momento o comentarista disse: ” O prefeito Herzem, não sabe ainda, mas irá para a Alemanha, lá, irá trocar experiência com aquele governo, mas o prefeito ainda não sabe, eu tive acesso a uma fonte fidedigna e o convite foi feito ao prefeito” . Resumo: nunca houve convite algum e por certo o prefeito de nossa cidade, ainda não tinha projeto algum, que pudesse ser apresentado a país algum. Na época o projeto principal do governo era o ” cata bagulho”.
A rádio Brasil que por força de lei, trata-se de uma emissora educativa e deve em sua programação dedicar a maior parte dos horários para ajudar o desenvolvimento da educação, da cultura e da informação, infelizmente só apresenta na programação à educação religiosa proselitista, mas vende seus horários para programas de cunho político eleitoral, haja vista que chegou a vender o horário do meio dia para que o próprio prefeito da cidade, apresentasse o seu programa, ficou ruim para o prefeito, esse saiu e colocou um substituto para cumprir o seu mando, afinal, estava pagando pelo horário, o apresentador não suportou e saiu do programa.
Por fim, coube ao experiente jornalista Robson Do Val apresentar um programa no horário, a cidade não acreditou que o programa de Robson, não obedecesse as regras e determinações do prefeito Pereira; todavia, ao que se vê as pessoas estavam erradas o Robson hoje, demonstrou que não se deixa montar, não serve de mula pra ninguém e mandou o ” sapeca aiaiá”. chutou o pau da barraca e fez o seu melhor editorial no rádio. OUÇA: