83 milhões de brasileiros possuem ao menos uma compra parcelada

61% dos consumidores admitem ter aproveitado oferta de crédito para fazer compras por impulso; para entrevistados, internet e lojas de departamento são as que mais incentivam compras não planejadas. Comprar à vista garantiu desconto para 59% dos consumidores Dividir o valor de uma compra em várias prestações é um hábito comum do consumidor brasileiro, mas … Leia Mais


Corte de recursos do Sistema S comprometerá qualificação de mão de obra, defende diretora da Secretaria de Desenvolvimento da Bahia

Gestora cita exemplo do SENAI Cimatec, unidade referência em tecnologia e inovação. Indústria baiana emprega mais de 350 mil pessoas A diretora da Secretaria de Desenvolvimento da Bahia, Laís Maciel, avalia que um eventual corte de até 50% nos recursos destinados ao Sistema S, como vem sendo aventado pelo governo, comprometeria a qualificação de mão … Leia Mais


Compre seu apartamento agora, aproveite a baixa dos preços

Uma ótima Oportunidade . Apartamento pronto para morar, próximo ao Shopping Conquista Sul, por apenas 120 mil. Não perca tempo, apenas 4 Unidades. Caso tenha interesse me chama no ZAP (77) 98814-5504 : Falar com a Corretora Milane Dutra – CRECI: 022-658 Veja outras fotos:



Governo Bolsonaro suspende financiamento para agricultura familiar

Trabalhadores estimam demanda de R$ 800 milhões para investimentos, além de outros R$ 6 bilhões que não foram liberados para a safra 2018/2019 ZANONE FRAISSAT/FOLHAPRESS Evolução da agricultura familiar pode ser prejudicada se suspensão da verba para investimento não for revertida São Paulo – O BNDES suspendeu novamente o repasse de verbas para investimentos do Programa Nacional … Leia Mais


Cacauicultores baianos poderão quitar dívidas com até 80% de desconto e acessarem crédito rural; é bom ser rico


O deputado estadual Eduardo Salles articulou reunião, nesta segunda-feira (29), com o presidente da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), Francisco Miranda, o superintendente do Banco do Nordeste, José Gomes, o consultor de Relações Institucionais da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Nelson Fraga, e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (FAEB), Humberto Miranda, e técnicos dessas instituições financeiras.

“O objetivo foi resolver um imbróglio de interpretação jurídica, que perdura há anos, e prejudica o desenvolvimento da cacaueira porque os produtores não podem quitar suas dívidas com as premissas da Lei 13.340 que permitiria a eles receberem descontos de até 80%, retirando juros de mora e outros encargos, e na sequência a possibilidade de concessão de novo crédito”, explica Eduardo Salles.

“Atualmente, temos 1.800 produtores da região do cacau no estado que estão impossibilitados de acesso ao crédito em função de uma burocracia com essa interpretação equivocada”, acrescentou o deputado, que recorreu ao Desenbahia para que a instituição permita a liquidação das dívidas desses produtores.

“O Desenbahia alega que como essas operações já foram lançadas em prejuízo, o BNB não permite ao produtor quitar essas dívidas, mas explicamos que, como são operações do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), banco repassador, contratadas antes de 2000, o risco é do próprio Fundo. Então estamos tentando levar essa interpretação para que os produtores possam liquidar suas dívidas, oferecendo maior desconto e com novos financiamentos, e quem não puder, que renegocie. Tudo de forma flexível”, explicou o consultor Nelson Fraga aos técnicos do Desenbahia e do Bando Nordeste, também presentes à reunião. (mais…)


Aluguel de energia solar chega a Bahia e possibilita descontos na conta de luz


Já imaginou vê sua conta de energia sair de 4 mil reais para um pouco mais de cem reais? Isso foi o que aconteceu com a conta de luz do condomínio Itaigara Garden, primeiro empreendimento da Bahia a alugar energia solar de uma fazenda fotovoltaica.

É isso mesmo! Hoje em dia empreendimentos podem substituir sua fonte de energia para a solar. E para isso, não necessitam gastar nem ocupar nenhum centímetro de seus espaços para instalar as placas, basta alugar.

Quem desejar ir por esse caminho tecnológico, econômico, renovável e sustentável vai encontrar a Terra do Sol, primeira Fazenda Solar para aluguel em operação na Bahia, localizada em Ibotirama, no oeste do estado, região que é considerada uma das melhores áreas com altos índices de irradiação do Brasil.

“As empresas cada dia mais precisam ser produtivas, reduzir seus custos e ter estruturas enxutas. Esses processos passam exatamente por uma administração de custos e gastos de energia, que nos últimos anos tem subido muito acima da inflação”, conta Roque Lopes administrador do Itaigara Garden.

Para tomar a decisão de optar pela energia solar, Roque Lopes revela que fez análise das últimas revisões tarifárias e comparou dados. “Se nós pararmos para refletir, há menos de um ano atrás, tivemos uma revisão tarifária que elevou as contas de energia da Bahia em mais de 18%. E o que está acontecendo agora é outro aumento de mais quase 7%”, diz o administrador que viu na fazenda solar ajuda para fugir das Bandeiras Amarelas e Vermelhas que perseguem a todos, além de obter descontos de 10% a 20% sem nenhum investimento.

Felipe Souto, CEO da Terra do Sol conta que o benefício acontece porque a usina solar propõe um modelo de negócio diferente e inteligente. Aluga suas placas instaladas em uma grande área, e em troca, os seus clientes recebem descontos na fatura mensal da distribuidora de energia que podem variar de 10% a 20%. Ou seja, através desse método, o valor fica menor do que a energia da rede. (mais…)


Adab realiza campanha de prevenção contra peste suína clássica


A Bahia é considerada zona livre de Peste Suína Clássica (PSC). Mas, recentemente, alguns estados nordestinos registraram casos da doença. Para proteger o rebanho e evitar que o vírus entre na Bahia, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Adab) realiza uma campanha de conscientização junto aos criadores. As fiscalizações estão sendo realizadas em todo estado, principalmente em criatórios de subsistência, com campanhas educativas.

“Com os focos recentes no Ceará e no Piauí, nós intensificamos nossas ações de vigilâncias móveis nas regiões de divisa. Também capacitamos o pessoal dos postos de fiscalização e tivemos mais ação de vigilância ativa em toda a região. Nós fazemos sorologia semestral nos municípios que fazem divisa com o Piauí, além de sorologia anual no estado todo para continuar mostrando às organizações internacionais que a Bahia é livre de PSC”, explica o diretor de Defesa Sanitária Animal da Adab, Rui Leal.

Doença viral que acomete suínos domésticos e javalis, a PSC é altamente contagiosa entre os animais, mas sem risco de contaminação a humanos através da carne. Os sintomas são febre alta, conjuntivite, lesões avermelhadas na pele dos animais (hemorrágicas), principalmente nas extremidades do corpo. Ela provoca alta mortalidade, falta de apetite, fraqueza e a tendência de se amontoar.

O vírus é transmitido pelo contato direto com animais doentes; por pessoas, utensílios, veículos, roupas, instrumentos e agulhas com o vírus; por restos de alimentos mal conservados; ou da mãe para o filhote, ainda na placenta. (mais…)


UESB divulga virose encontrada em maracujazeiros da região


O trabalho acadêmico precisa ultrapassar os muros da universidade. É essencial que as produções desenvolvidas na academia atinjam aqueles que não fazem parte desse universo, mas podem ser diretamente influenciados pelo que é construído nesses espaços. A publicação do artigo “Etiologia, ocorrência e epidemiologia de uma begomovirose em maracujazeiros do sudoeste da Bahia” demonstra essa influência, já que apresenta o diagnóstico de um vírus encontrado em plantios de maracujá na região Sudoeste da Bahia.

O artigo, que é resultado da tese de doutorado da professora Gisele Brito Rodrigues, do Departamento de Fitotecnia e Zootecnia (DFZ), no Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Uesb, foi publicado na Revista Scientia Agricola, classificada como periódico A1, em inglês, com o título “Etiology, occurrence and epidemiology of a begomovirus disease in passionflower in the southwest of Bahia”. De acordo com a docente, o “maracujazeiro é acometido por diversas doenças que ocasionam perdas financeiras aos produtores, dentre elas, destacam-se as viroses”. A pesquisa indica que o vírus, do gênero begomovirus, tem como vetor a Bemisia tabaci (mosca branca) e causa deformações nas plantas e nos frutos, podendo gerar a perda total da produção.

Foram pesquisadas 57 propriedades, localizadas em dez municípios baianos, sendo que, em todas, foi constatada a presença do vírus. De acordo com os resultados do estudo, em apenas 156 dias, toda a produção pode estar contaminada, o que demonstra a potencialidade do vírus. “Os métodos de controle para a begomovirose do maracujazeiro ainda são limitados. Atualmente, o controle químico do vetor associado à erradicação de plantas doentes através de frequentes inspeções de campo durante os primeiros meses de plantio podem minimizar o problema”, explica a pesquisadora responsável, recomendando que o “Ministério da Agricultura brasileiro estabeleça medidas de contenção para prevenir a propagação do vírus (e do vetor) para outras áreas produtoras de maracujá no Brasil”. (mais…)


Valor do bezerro registra redução nesta terça (9)


No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial sofreu queda de 0,31% e o produto é negociado a R$ 6,38

Foto: Notícias Agrícolas

O preço do bezerro registrou queda de 0,21% e atingiu R$ 1.239,19 no Mato Grosso do Sul. Já a arroba da vaca gorda chega a R$ 134 no Noroeste do Paraná. Enquanto isso, a arroba do boi gordo, no mercado financeiro, registrou queda de 0,88% e é comercializada a R$ 157,70.

O valor do litro do leite tipo B é R$ 1,58 no Vale do Paraíba, em São Paulo. No Sul de Minas, o produto chega a R$ 1,86. Já no Rio de Janeiro, o preço é R$ 1,54. Em relação ao leite tipo C, o litro é vendido a R$ 1,55 no Espírito Santo. Em Goiânia, o valor é R$ 1,96.

Foto: Ítalo Novaes - Agência do Rádio Mais

No mercado financeiro, o preço da carcaça suína especial sofreu queda de 0,31% e o produto é negociado a R$ 6,38. Em São Paulo, o preço do suíno vivo não registrou variação e a mercadoria ainda é vendida a R$ 4,29. Em Minas Gerais, o produto é comercializado à vista a R$ 4,19. Os valores são do Canal Rural e Cepea.

Paulo Henrique

Formado em Jornalismo e com Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações, possui experiência em redações e assessorias, atuou como estagiário na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Portal R7 e na ASCOM da Câmara dos Deputados. Depois de formado, foi Assessor de Comunicação do Instituto de Migrações e Direitos Humanos e atualmente é repórter na Agência do Rádio.

Iogurtes produzidos por agricultores familiares de Várzea Nova chegam a supermercados da capital baiana


Iogurtes de café, umbu e licuri, produzidos por agricultores familiares do município de Várzea Nova, no Território Piemonte da Diamantina, agora estão disponíveis nas gôndolas de supermercados da capital baiana. Os iorgutes são produzidos pela Cooperativa de Produção Agropecuária de Giló (Coopag), e podem encontrados em onze unidades de supermercado da Rede Mix e Hiperideal, nos bairros de Piatã, Alphaville, Imbuí, Pituba, Armação, Canela, Vila Laura, na BR-324 e também em Lauro de Freitas.

Durante este final de semana, o público poderá degustar os exóticos sabores de iogurtes nos supermercados Rede Mix, na Rua Artur Gomes de Carvalho, na Pituba, na sexta-feira (22), e na Avenida Jorge Amado, no Imbuí, no sábado (23).

A Coopag trabalha há mais de 20 anos com uma linha de laticínios de qualidade e sabores surpreendentes. Os produtos são elaborados com matérias-primas selecionadas e passam por um rigoroso controle de qualidade, que proporciona mais sabor, nutrição e saúde para os consumidores.

Para o presidente da Coopag, Fred Jordão, estar em grandes rendes é o sonho de toda a indústria, pois o produto passa a ter uma visibilidade muito maior: “Estamos na expectativa que os iogurtes terão uma ótima aceitação  pela qualidade do produto, pela forma que ele é  fabricado, pela valorização não só do cooperativismo, como de um produto mais saudável”. Fred Jordão ressaltou que o apoio do Governo do Estado foi muito importante para que os produtos da cooperativa alcançassem esse mercado.

Investimentos

Por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a Coopag vem recebendo apoio para o aumento da produtividade, com investimentos aplicados na compra de equipamentos para a Unidade de Beneficiamento de Leite.

A cooperativa também foi contemplada com de R$1,4 milhão, no edital Alianças Produtivas Territoriais, do projeto Bahia Produtiva, que visa estimular o crescimento produtivo da agricultura familiar da Bahia, por meio de parcerias com o setor privado.

Segundo o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, as ações que estão sendo executadas visam aproximar as cooperativas da agricultura familiar das redes de supermercados: “É um estimulo para as cooperativas, tanto para expandir a produção, como para ampliar a diversidade na oferta de produtos da agricultura familiar nesse grande mercado consumidor que é Salvador e a Região Metropolitana”.

A cooperativa

A Cooperativa de Produção Agropecuária de Jiló (Coopag), localizada na comunidade do Jiló, no município de Várzea Nova, possui 180 cooperados, e se tornou referência na agroindústria de pequeno porte da agricultura familiar. Possui atuação na linha de laticínios e néctar de frutas. Além de iogurtes, produz queijos, manteiga, néctar e polpas de frutas.

De acordo com o representante comercial da cooperativa, Fred Jordão, a produção mensal é de 120 mil litros de iogurte, 3 mil quilos de manteiga, 5 mil quilos de queijo e 40 mil quilos de polpas de frutas. “Ao longo dos últimos anos, o foco do Governo do Estado, especificamente na implantação e requalificação de agroindústrias, seja ela de leite ou frutas, vem contribuindo para que o agricultor familiar agregue valor à sua produção”, afirma.


Mega-Sena vai sortear prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira (20)


O valor do prêmio, caso aplicado na poupança, segundo a Caixa Econômica Federal, poderia render quase R$ 122 mil por mês

Foto: Agência Brasil

Você já parou para pensar o que faria com R$ 33 milhões na conta? Este é o valor estimado pela Caixa Econômica Federal para quem acertar as seis dezenas da Mega-Sena.

O sorteio vai acontecer a partir das oito horas da noite desta quarta-feira (20). Mas quem quiser fazer as apostas, tem até sete horas da noite, do horário de Brasília, do dia do sorteio para ir a qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

O valor do prêmio, caso aplicado na poupança, segundo a Caixa Econômica Federal, poderia render quase R$ 122 mil por mês.