PMs presenteiam bebê com berço em Vitória da Conquista

Essa foi a terceira criança atendida pela campanha ‘Amiguinhos da PM’ A bebê Yasmin Vitória foi presenteada, na sexta-feira (31), com um berço por militares da Patrulha Solidária do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO/Vitória da Conquista). O móvel foi entregue na casa da família, no bairro Bruno Bacelar, em Vitória da Conquista, região … Leia Mais


Uesb 40 anos: conhecimento para uma vida plena

por Juliana Silva – 02.07.2020 O ano de 2020 está diferente. A pandemia da Covid-19 mudou as relações e o distanciamento social passou a ser regra. A Uesb ficou vazia: sem aulas, sem eventos, sem encontros. Apesar dessa nova realidade, em 2020 a Universidade completa quatro décadas de existência. Um marco muito importante para toda … Leia Mais


Uma síntese do que falo e escrevo há mais de trinta anos, sobre o grande Sertão da Ressaca

Sertão da Ressaca é uma área no sudoeste da Bahia, entre o Rio Pardo e o Rio das Contas, onde se localiza a cidade de Vitória da Conquista Profa. Drª. RITA DE CÁSSIA MENDES ———————————————————- Vitória da Conquista destaca-se no estado da Bahia como centro regional de comércio e serviços e, particularmente, como polo regional de saúde e educação. Conta com, … Leia Mais


A história política foi marcada pelo determinismo de seus protagonistas

Escrito originalmente em 2016 No mundo, no Brasil e na Bahia. Foram 176 anos de grandes transformações políticas, de idéias, de choques ideológicos, de revoltas, guerras e de duas grandes conflagrações mundiais que modificaram, substancialmente, o mapa geopolítico do planeta. O Brasil acompanha a inquietude política. Experimentou o auge do Império e as adversidades da … Leia Mais


Morre Valdelice Domettino de Castro

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento, vítima de infarto, no dia 04 de Julho em Feira de Santana de Valdelice Demettino Castro, 82 anos, que foi professora na Escola Normal até aposentar-se. Era viúva de Gildo Barbosa Castro com quem teve 05 filhos, Zanoni, Magally, Helania, Maione e Liriam e deixou seis netos … Leia Mais


Morre Valeriano Severino ( ex- gerente do Banco do Nordeste)


Faleceu na manhã desta 6ª feira (3), no Hospital Samur de Vitória da Conquista, Valeriano Severino de Almeida. Ele estava em tratamento de um câncer.

Valeriano, trabalhou no Banco do Nordeste da cidade de Vitória da Conquista e chegou ao cargo de gerente, lá foi colega de trabalho do ex-deputado Coriolano Sales(1943-2018) nos anos dois mil, ambos aposentados do banco, começaram a luta para implantação de cooperativas de crédito na região de Vitória da Conquista, organizaram então a CREDICON, que é o maior sucesso entre as cooperativas implantadas da cidade pelo ex-deputado. A experiência bancária de Valeriano, foi uma das razões do sucesso da cooperativa que hoje, se transformou num grande Banco de fomento ao comércio e a indústria de Vitória da Conquista.

O sucesso da Credicon sob a gerência de Valeriano, foi tão grande que foi possível transformar a cooperativa dos comerciantes em um banco, hoje chamado de CrediConquista
Antecedentes:


No princípio, uma pequena semente atirada à chuva, pouca luz de sol. No chão de sótão da “Street” (Loja de confecções na Travessa Adriano Bernardes, no centro de Vitória da Conquista). Pena assentando meia dúzia de nomes. Numa aldeia de sonhar, é proibido temer. Num oceano de descrença, é preciso coragem para remar.Primeiras mãos estendidas: Falcão, Hernani, Anilton, José Aliomar, entre outros. E os operários da esperança: Valeriano, Belice, Benedito, Marcos Alberto e Thiago. Sobre velhas cadeiras de vime, ao som do tac-tac datilográfico de uma centenária máquina de escrever, assentou-se a certidão de nascimento da cria, batizada de Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Comerciantes de Confecções de Vitória da Conquista, nome pomposo para uma tabuada que não contava mais que R$ 14 mil. Achegaram-se para o batismo mandatários, autoridades e homens do povo. No modesto escritório da Ernesto Dantas, a visão prospectiva do Deputado Coriolano Sales, associativista nato, aninhando no ventre do chão conquistense, a semente robusta do cooperativismo de crédito. Primeiros passos, voo rasante. Arranchou-se na Rua do Triunfo, no Prédio da CDL. Tomou fôlego e se estabeleceu na Rua Monsenhor Olímpio, 1º andar do Edifício Scala Fashion. Ali, cresceu e criou asas, tornou-se referência. “Vamos à CREDICON!”, dizem, orgulhosos, seus donos. Hoje, perto de 400. Um rasgo de sorriso, um viés de conforto, um aceno de cetim. Assim se tecia cada dia, no pronto atendimento. 20, 50, 200, 500 e as cifras se multiplicando, até chegarem perto de R$ 1.500.000,00 de patrimônio.
Hoje:


Hoje, a CREDICONQUISTA já é uma cooperativa de Livre Admissão. Sendo assim, já não faz sentido uma frase do hino à antiga cooperativa que dizia: “CREDICON, CREDICON, tuas asas feito leque acolhem: a modista, o alfaiate, o ambulante, o lojista”. Todos ligados ao segmento de confecções. As portas do SICOOB Crediconquista estão abertas de par em par a todos os que se achegarem, sem acepção de segmento produtivo. Só um verso continua valendo pela sua pertinência: “O que aqui se gera aqui se investe”. Este slogan tem uma extensão sócio-econômica incalculável. Basta que se atente para o alcance da sua afirmação.
Valeriano era nosso amigo pessoal, por várias vezes íamos a sua loja com um cheque de algum cliente da cooperativa, na maioria das vezes fora do horário bancário, ele dizia, vou lhe pagar aqui, depois eu desconto lá, eu dizia e se não tiver fundos, ele dizia, eu perco e pronto, mas não posso deixar de servir, essa amizade contínua, fez com que ele pedisse a nossa participação para a festa de Julho de 2019 quando o Banco e notadamente Valeriano, prestaram uma grande homenagem ao autor intelectual da CREDICON, Coriolano Sales.
No entanto o nosso amigo que se foi hoje, era antes de tudo um trabalhador e narrou a nós a história que lhes contamos agora: ” Paulo Nunes, meu pai não era rico, mas tinha umas 400 cabeças de gado na fazenda em Encruzilhada, porém, não dava moleza para os filhos, nunca aceitou vender uma vaca para nos dar o dinheiro, eu vim para Vitória da Conquista e trabalhava em serviços gerais, fazia tudo que pudesse me render algum dinheiro e aos 16 anos, junto com um irmão, apliquei todo o assoalho da primeira Igreja Batista, trabalhávamos dia e noite, não me arrependo,mas foi um trabalho duro”. completou dizendo:” Sei da sua memória, um dia, quando você for contar a história de Vitória da Conquista sei que vai lembrar de contar essa história que acabei de lhe dizer, pois a considero a maior de todas que vivi”. O livro eu não sei se farei,mas infelizmente conta a história que ele gostava, sem que ele possa vê-la no livro. Enfim meu amigo, descanse em paz.

O funeral acontece nesta sexta-feira (3) com acesso restrito em decorrência do Decreto Municipal durante a Pandemia da COVID-19. Valeriano deixa a mãe, esposa, filhos e milhares de amigos


Com segurança e cuidados com a higiene, avião da Gol acaba de pousar no aeroporto Glauber Rocha


O Nordeste do País é contemplado com o retorno das operações regionais nas cidades de Vitória da Conquista e Barreiras, na Bahia, além da volta de algumas rotas e o aumento da oferta de decolagens em capitais e no interior. Este avião da Gol acabou de pousar no  aeroporto Glauber Rocha em Vitória da Conquista, transportando 180 passageiros,  Os passageiros embarcara em São Paulo, onde passaram por um rigoroso controle de saúde, mesmo fato  ocorre agora em Vitória da Conquista. O empresário José Maria Caires da Maxtour nos informa sobre o controle de qualidade na viagem que reabre o aeroporto de Vitória da Conquista, após três meses do fechamento em virtude da pandemia que assola o país e ceifou  mais de 60 mim, vidas.


Nordeste ganha ampliação na malha aérea de julho da GOL


A GOL retornará  a operação em Vitória da Conquista (BA), nesta quarta-feira (01.07), e o aeroporto promoverá um “batismo” com jatos de água sobre a aeronave, na chegada do voo G3 1752 às 11h30.

Companhia retoma as operações de Vitória da Conquista e Barreiras, na Bahia, restabelece novas rotas e reforça a conectividade do Nordeste com capitais e interior do País

Em resposta ao ligeiro crescimento da demanda por voos no País e à necessidade de atender cidades que dependem do recebimento de cargas de emergência durante a crise do coronavírus, a GOL Linhas Aéreas, maior Companhia aérea doméstica nacional, com quase 20 anos de história, anuncia a ampliação de sua malha aérea para julho. Serão 250 voos diários que atenderão 100 diferentes mercados brasileiros, um importante reforço no poder de conectividade da nova malha, que entra em vigor no dia 1.º e segue até o fim do mês.

O Nordeste do País é contemplado com o retorno das operações regionais nas cidades de Vitória da Conquista e Barreiras, na Bahia, além da volta de algumas rotas e o aumento da oferta de decolagens em capitais e no interior.

Nessa manhã de 1 de julho, a volta da Gol ao Aeroporto de Vitória da Conquista

No hub da GOL, no Aeroporto de Fortaleza, no Ceará, serão retomadas quatro rotas, ligando a capital cearense aos seguintes destinos: Salvador (SSA), Manaus (MAO), Teresina (THE), Belém (BEL) e São Luis (SLZ). O terminal ainda será contemplado com reforço nas decolagens para Brasília (BSB), Guarulhos (GRU), Galeão (GIG) e Recife (REC).

Já o Aeroporto de Brasília volta a ser um dos principais hubs da GOL, passando a se comunicar com seis capitais do Nordeste: Maceió (MCZ), São Luiz (SLZ), Natal (NAT), João Pessoa (JPA), Aracaju (AJU) e Teresina (THE), todas operando com uma decolagem diária, de domingo à sexta.

Destacando sua força no mercado regional, em julho a Companhia ainda volta a atender novas bases no Nordeste. Em Vitória da Conquista (VDC), na Bahia, a empresa retoma as operações com destino para Guarulhos (GRU), em São Paulo, e para Salvador (SSA). E a partir de 13 de julho, a Companhia, em acordo com a VOEPASS, realizará decolagens para Barreiras (BRA), conectando o município baiano à Capital Federal. Além disso, haverá ampliação das ofertas de voos de Juazeiro do Norte (JDO), no Ceará; na base de Petrolina (PNZ), em Pernambuco; Porto Seguro (BPS) e Ilhéus (IOS), na Bahia, todas com destino para Guarulhos.

No Aeroporto Internacional do Recife (REC), em Pernambuco, terá a ampliação nas operações para Fortaleza (FOR), Galeão (GIG), Brasília (BSB) e Salvador (SSA), com dois voos diários. A Companhia também reforça para quatro frequências diárias a rota Recife/São Paulo, com partidas para Guarulhos (GRU) e Congonhas (CGH).

Na Bahia, o Aeroporto de Salvador (SSA) volta a se conectar com João Pessoa (JPA), Fortaleza (FOR), Natal (NAT), Vitória (VIX), Confins (CNF) e Santos Dumont (SDU). A GOL também inicia dois destinos inéditos em Salvador para os aeroportos de Vitória da Conquista (VDC), na Bahia, e de Viracopos (VCP), em Campinas, além de ampliar a oferta na rota Salvador/Recife, com duas saídas diárias.

Em Natal (NAT), no Rio Grande do Norte, e em João Pessoa (JPA), na Paraíba, a GOL restabelece suas rotas para Brasília e Salvador, além de incrementar a oferta de voos para Guarulhos, em São Paulo, e Galeão, no Rio de Janeiro.

Outra novidade de julho é que o Aeroporto de São Luiz (SLZ), no Maranhão e de Teresina (THE), no Piauí, retornam com decolagens para as cidades de Fortaleza e Brasília. E também ganham reforços nas frequências para São Paulo (GRU).

Em comparação com a malha de junho, que abrangia 100 voos diários, a operação de julho representa um aumento de 170% nas decolagens da Companhia – um índice que atende plenamente aos atuais anseios dos Clientes, mas ainda tímido frente à potencialidade da empresa, hoje atuando com apenas 30% de sua capacidade, ou seja, uma retração de 70% frente ao mesmo período no cenário pré-Covid-19.

“O transporte aéreo é um serviço essencial para o País, principalmente em um momento como o atual. Na GOL, a demanda dos Clientes é parte da importante decisão de oferecer o serviço de uma rota, sempre levando em conta as medidas de Segurança, em conformidade com os órgãos competentes tanto no Brasil como no exterior”, afirma Celso Ferrer, vice-presidente de Operações da GOL.”, afirma Celso Ferrer, vice-presidente de Operações da GOL.

Os bilhetes para o mês de julho estão disponíveis e podem ser adquiridos no site www.voegol.com.br, no aplicativo da Companhia, nas lojas GOL nos aeroportos, pelo telefone da Central de Relacionamento, 0300 115 2121, e nas agências de viagem.

Para ter acesso a todos os destinos, dias e horários que compõem a malha aérea de julho da GOL, clique em: https://www.voegol.com.br/pt/informacoes/voos-gol

Medidas de Segurança

A GOL, neste período de pandemia, tem como objetivo maior que todos a bordo tenham uma experiência segura e agradável no espaço compartilhado que caracteriza uma aeronave.

Todos os procedimentos regulares foram reforçados, além dos já rígidos padrões de sanitização da aviação civil estabelecidos pelos órgãos responsáveis, alinhados com as recomendações da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), Organização Mundial da Saúde (OMS), Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). (mais…)


Entre as cidades do Nordeste com mais de 200 mil habitantes, Vitória da Conquista é o município com menor taxa de mortalidade


Um dos principais sites de notícia de Pernambuco, o Diário de Pernambuco, apresentou na última terça-feira (23) um ranking que coloca Vitória da Conquista, entre as grandes cidades, como a que possui a menor taxa de mortalidade por Covid-19 no Nordeste. Apesar de todo sentimento de pesar pelo falecimento de cada cidadão do município, esse resultado indica que, se não fossem as medidas rápidas e rigorosas adotadas há três meses pela Gestão Municipal, hoje, provavelmente, a população lamentaria a morte de um número maior de pessoas.

O levantamento do site levou em consideração os dados até o dia 22 de junho das grandes cidades nordestinas, com mais de 200 mil habitantes. Entre os 29 municípios pesquisados, Vitória da Conquista aparece com a menor taxa de mortalidade: 3,8 óbitos por 100 mil habitantes. Petrolina, em Pernambuco, fica em segundo lugar, com 6,3 mortes por 100 mil moradores, o que significa 2,5 mortes a mais do que o nosso município.

Comparando Conquista com outros municípios da Bahia que aparecem na relação, percebe-se a grande diferença: Juazeiro está em terceiro lugar com 6,7 mortes por 100 mil, Feira de Santana em quarto com 6,9 por 100 mil. Já Camaçari possui uma taxa de 10,3 por 100 mil, enquanto que Itabuna, o nono município do Nordeste com menor taxa de mortalidade, possui 28,5 óbitos por 100 mil habitantes.

Nada acontece por caso,  veja alguns dos motivos- antecedentes:

Governo entrega 1000 casas em Vitória da Conquista

Vitória da Conquista beneficiada com 1000 casas, graças ao programa Minha Casa Minha Vida. Neste sábado, 25 de agosto de 2012, está sendo a inauguração de dois empreendimentos assinados pela Kubo Engenharia e Gráfico Empreendimentos no Loteamento Miro Cairo: Residencial Flamboyant e o Residencial Jacarandá. São 964 residências do tipo village e 36 unidades adaptadas para portadores de necessidades especiais com um quarto extra no térreo.

O Minha Casa Minha Vida é um programa do Governo Federal, financiado pela Caixa Econômica, que tem transformado o sonho da casa própria em realidade para muitos brasileiros. As duas obras foram feitas pela Kubo Engenharia e Gráfico Empreendimentos – duas consolidadas e admiradas marcas do mercado da construção civil baiana. A união dessas construtoras tem proporcionado qualidade à construção civil em toda região, além do crescimento admirável para a cidade de Vitória da Conquista

Apesar desse crescimento admirável e da realização de tantos sonhos, muitas famílias conquistenses ainda esperam a oportunidade de conseguir o seu próprio lar – um lugar para chamar de seu. A Caixa Econômica, como fomentadora do programa, com certeza deve trazer novidades para essas famílias que ainda não foram atendidas. Afinal, é necessário construir sonhos.

Mais mil famílias de Vitória da Conquista passam a ter casa própria

Foram entregues neste sábado (25) mil moradias dos residenciais Jacarandá e Flamboyant, no município de Vitória da Conquista. Os conjuntos habitacionais, construídos por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, beneficiam cerca de 4 mil pessoas com renda familiar de até três salários mínimos.

A dona de casa Maria de Jesus Oliveira foi uma das beneficiadas com o novo imóvel. “É a realização de um sonho, há 54 anos desejo ter minha casa própria, meu espaço. Aqui meu neto vai poder brincar, tem espaço, área de lazer e é seguro. Considero este um dos melhores programas do governo”.

O evento contou com a presença do superintendente regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Luiz Antônio de Souza, do governador Jaques Wagner, do presidente da CEF, Jorge Hereda, e do secretário de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro.

A obra teve um investimento de mais de R$ 40 milhões. As moradias possuem área privativa de 47,39 metros quadrados, dois quartos, sala, cozinha, banheiro social e área de serviço externa. Cerca de 36 das mil unidades foram adaptadas para portadores de necessidades especiais e possuem um quarto extra (no térreo), o que agradou a José Amaral de Oliveira, portador de necessidades especiais.

“Seria difícil conseguir ter uma casa com banheiro adaptado e própria pra mim. Se não fosse pelo programa, eu não teria minha casa própria, lugar para criar meu filho”, disse José.

O empreendimento possui pavimentação, iluminação externa, transporte público e conta ainda com quiosques, quadra de esportes e parque infantil. “Aqui as famílias vão pagar no máximo 160 reais, em algo que vai ser deles. Muitas dessas famílias pagam 200 reais em moradias de aluguel. Então, esse é um investimento que garante mais dignidade e qualidade de vida para famílias baianas. O imóvel custa, para construção, 57 mil [reais], mas a população só paga em 10 anos, 10 mil [reais]”, falou o governador Wagner.

“Agora em outubro entregamos mais de um milhão de moradias como parte do programa Minha Casa, Minha Vida 2, isso correponde a quase 2 milhões de residências entregues desde a primeira fase do programa no Brasil. Apenas aqui em Vitória da Conquista foram entregues 7 mil moradias e estamos chegando a 12 mil novas unidades habitacionais; é uma das mais beneficiadas do Estado”, afirmou Jorge Hereda.

No programa de rádio “Café com a Presidenta”,  Dilma comemora um milhão de moradias

Luciano Seixas: Olá, bom dia! Eu sou o Luciano Seixas e estou aqui para mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, Presidenta!

Presidenta: Bom dia, Luciano! E um bom dia aos nossos ouvintes que nos acompanham aqui no Café hoje, 27 de agosto de 2012!

Luciano Seixas: Presidenta, hoje, eu queria falar com a senhora sobre o Minha Casa, Minha Vida. A senhora tem uma boa notícia para os nossos ouvintes, não é mesmo?

Presidenta: Ah, tenho sim, Luciano. A notícia que eu tenho é ótima. Eu quero contar para os nossos ouvintes que nós chegamos, agora em agosto de 2012, à marca de 1 milhão de casas e apartamentos construídos pelo Minha Casa, Minha Vida. É isso mesmo, Luciano, 1 milhão de moradias estão prontas e vão garantir que milhões de famílias brasileiras realizem o sonho da casa própria. Sabe, Luciano, nós estamos construindo 3,4 milhões de moradias: 1 milhão foram contratadas no governo do presidente Lula, e 2,4 milhões estão sendo contratadas no meu governo. Do início de 2011 até agosto de 2012, nós contratamos 860 mil novas moradias do Minha Casa, Minha Vida. E por isso eu posso te dizer, Luciano, nós vamos atingir a meta de contratar 2,4 milhões de moradias até 2014. Olha, Luciano, o Minha Casa, Minha Vida é uma das nossas prioridades, porque o Minha Casa, Minha Vida está garantindo moradia digna às famílias brasileiras que nunca tiveram a chance de comprar a casa própria. Investir em moradia digna para a população, Luciano, é investir na proteção e na segurança das famílias. A casa própria contribui para que as famílias tenham uma vida melhor, para que as crianças e os jovens se sintam protegidos, para que os laços familiares e as amizades se desenvolvam, para que as famílias construam um lar. Por isso, Luciano, até 2014, nós vamos investir R$ 150 bilhões no Minha Casa, Minha Vida.

Luciano Seixas: Presidenta, explica para gente quais famílias podem comprar uma casa pelo Minha Casa, Minha Vida.

Presidenta: O programa, Luciano, atende famílias de três faixas de renda. A primeira faixa é para aquelas famílias que recebem até R$ 1.600,00 por mês. Nesse caso, o governo paga até 95% do valor do imóvel, e a prestação da casa não pode passar de 5% da renda da família, ou, no mínimo, R$ 25,00. A família paga a casa em dez anos. Por exemplo, uma família que tem uma renda de R$ 500,00 por mês e recebe uma casa de R$ 60 mil, vai pagar uma prestação de R$ 25,00 durante dez anos. No final desse período, Luciano, a casa terá custado R$ 3.000,00 para essa família, e o governo terá pago os outros R$ 57 mil. Para as famílias que recebem até R$ 3.100,00, Luciano, a ajuda do governo chega a R$ 23 mil. Nessa segunda faixa, nós ainda entramos com o dinheiro para reduzir os juros e o valor do seguro, usado nos casos de morte, invalidez ou quando a família perde a sua renda por um período. Já para a última faixa, onde estão as famílias que recebem de R$ 3.100,00 a R$ 5.000,00, o governo também paga uma parte do seguro.

Luciano Seixas: O Minha Casa, Minha Vida também está melhorando a vida de quem mora em áreas de risco, Presidenta?

Presidenta: Está sim, Luciano. O programa está transformando a vida de muitas famílias que viviam nas encostas dos morros, na beira dos córregos ou nas palafitas construídas em cima dos mangues e igarapés. Essas famílias, Luciano, que sofriam com deslizamentos, com enchentes, e muitas vezes tinham suas casas destruídas, hoje são atendidas com prioridade no Minha Casa, Minha Vida. Esse foi o caso da Terezinha Vergínio da Silva, lá de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A Terezinha tem 31 anos e morava com a família no Córrego Prosa. Toda vez que chovia forte, era um Deus nos acuda, a água subia, entrava na casa, e às vezes nem dava tempo de salvar os móveis. Até que em maio deste ano, ela recebeu uma casa do Minha Casa, Minha Vida no Residencial Fernanda, em Campo Grande, construído para atender as famílias que, como a da Terezinha, tem uma renda menor que R$ 1.600,00 por mês.

Luciano Seixas: Presidenta, além de realizar sonhos, como o da Terezinha, o Minha Casa, Minha Vida também tem ajudado a movimentar a economia, não é?

Presidenta: É sim, Luciano. Imagine que toda casa, para ser construída, precisa de cimento, de tijolo, areia, fios, torneiras, cerâmica, tinta e outros materiais. Para fornecer esses materiais, as indústrias de todo o país tem de contratar mais trabalhadores e aumentar a produção de suas fábricas. Isso sem contar que na construção de todas essas casas muitos empregos são gerados diretamente. Assim, Luciano, é que o Minha Casa, Minha Vida ajuda toda a população do Brasil, porque faz a roda da economia brasileira girar.

Luciano Seixas: Presidenta, o Minha Casa, Minha Vida caiu mesmo no gosto do povo. Agora, infelizmente, o nosso tempo chegou ao fim, e vamos ficando por aqui.

Presidenta: Obrigada, Luciano, pela companhia e um bom dia para você e para os nossos ouvintes. Até a semana que vem.

Luciano Seixas: Você que nos ouve pode acessar este programa na internet. O endereço é www.cafe.ebc.com.br. Nós voltamos na próxima segunda-feira. Até lá!

mais

Avanços e perspectivas: Saúde investe na ampliação e qualidade dos serviços

Vitória da Conquista conta com uma das redes de saúde mais completas do interior do país, oferecendo desde Atenção Básica até assistência de média e alta complexidade. Os serviços atendem não só os conquistenses, mas também uma população superior a 2 milhões de habitantes que residem em 76 municípios baianos e em 12 cidades do estado de Minas Gerais. Para garantir o acesso e a qualidade dos serviços, o Governo Municipal investe permanentemente na ampliação e melhoria da rede de saúde.

A secretária municipal de Saúde, Márcia Viviane de Araújo

A secretária municipal de Saúde, Márcia Viviane de Araújo, destaca os principais avanços alcançados ao longo dos últimos quatro anos. “Foram grandes vitórias, como a reestruturação física e administrativa da rede e a criação e a implantação de novos serviços. Essas mudanças possibilitaram o melhor atendimento aos usuários, alcançando os propósitos que norteiam o SUS: universalidade e qualidade no atendimento”, ressalta.

Unidade de Saúde Nestor Guimarães

Reestruturação – Nos últimos quatro anos, a Prefeitura de Vitória da Conquista reestruturou a Secretaria Municipal de Saúde, com a aprovação de um novo organograma e a criação da Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC). Responsável pela administração do Hospital Esaú Matos e do Laboratório Central desde o último dia 2 de janeiro, a FSVC vai possibilitar melhorias aos usuários, prestadores e municípios pactuados, garantindo mais celeridade, por exemplo, nos processos de compra e de contratação de pessoal.

Com o apoio dos governos Federal e Estadual, já foram investidos mais de R$ 5 milhões na construção de 17 postos de saúde e reforma de outros 25 em povoados rurais. Além disso, foram reformadas 30 unidades de saúde da zona rural e urbana e construída uma unidade de saúde na comunidade de Simão.

Novos serviços – Pensando no acolhimento adequado aos idosos com limitações, a Prefeitura implantou o Programa de Atendimento Municipal Domiciliar ao Idoso com Limitação (Pamdil), que já atende mais de mil pacientes.

Também foi inaugurada a primeira Farmácia da Família de Vitória da Conquista, que tem por objetivo o atendimento centralizado e qualificado à população que recebe a sua medicação gratuitamente do SUS. (mais…)


Defesa da democracia e liberdade de imprensa são debatidas em Sessão Especial


Imagem Defesa da democracia e liberdade de imprensa são debatidas em Sessão Especial

O Papel do Cidadão na Defesa da Democracia e Liberdade de Imprensa foi o tema da Sessão Especial remota realizada na manhã desta quarta-feira, 17, pela Câmara Municipal de Vitória da Conquista. A discussão foi proposta pelo mandato do vereador Professor Coriolano Moraes (PT) e contou com a participação de representantes de diversos segmentos da sociedade civil.

O presidente da Casa, vereador Luciano Gomes (PCdoB), iniciou a sessão ressaltando a importância do tema e agradecendo a cada convidado por participar “desse momento tão importante, que traz para a Casa do Povo a discussão sobre o direito à liberdade de expressão”.

Sem liberdade de expressão, não há democracia – Abrindo os trabalhos, o vereador Prof. Cori (PT) ressaltou que o Brasil vive tempos difíceis de polarização, confusão e disseminação de fake news, e afirmou que o enfrentamento à pandemia tem mostrado ainda mais a importância do fortalecimento da democracia, das instituições democráticas e da liberdade de imprensa. Cori considerou importante que no momento atual do país é preciso reafirmar que a democracia é o único regime político capaz de garantir os direitos constitucionais e que a presença dela é diretamente ligada à liberdade de expressão e de imprensa.

O trabalho deve ser pautado na responsabilidade – Carmen Regina de Oliveira Carvalho – representando o Sindicato dos Jornalistas – lembrou que existe um risco real de que a “nossa imprensa não consiga fazer um trabalho responsável”. Ela disse que não existe liberdade de imprensa sem liberdade de expressão, afirmando que “só com essa liberdade podemos garantir aos profissionais e empresas de comunicação a realização de um trabalho pleno no exercício da profissão”. Disse que o papel da imprensa é levar à população a informação mais neutra possível. “Precisamos fazer um trabalho com responsabilidade e que também passe pelo crivo da sociedade”. Citou casos de agressão a jornalistas nessa época de pandemia, falta de espaços seguros para os profissionais trabalharem, como tem acontecido em Brasília, e pediu mais respeito à categoria.

Imprensa costumeiramente perseguida por tiranos – O comentarista Paulo Nunes apontou que o impulso de tentar calar vozes contrárias parece habitar a todos. “Parece que dentro de cada um existe esse jeito tirano de ser”, apontou. Nunes disse que a liberdade de imprensa está exposta a várias possibilidades de ataques. “Existem vários tipos de cerceamento da liberdade de imprensa, o primeiro é o corte de verbas institucionais. Às vezes isso não funciona e você passa pelas ameaças, as agressões. Os meios de comunicação são controlados por grupos econômicos ou religiosos, logo, você tem que rezar naquela cartilha, do contrário você começa a sentir a censura dentro do seu próprio veículo de imprensa”, explicou.

Paulo Nunes disse ainda que já foi vítima de perseguição em uma emissora de rádio devido aos seus comentários. “Todos se lembram da passagem muito rápida nossa na Rádio Bandeirantes. Eu fazia um programa com meu amigo Elton Becker. O meu querido Elton Becker chegou e disse: ‘a direção da rádio disse que você pode maneirar’”, contou ele, evidenciando o assédio da direção da emissora, o que acabou resultando na sua saída do programa no qual fazia suas análises. “Isso acontece em quase todos os veículos de comunicação do mundo”, lamentou Paulo Nunes.

Direitos são conquistas históricas – A advogada Maria Carvalho, que representou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Vitória da Conquista, afirmou que o Direito não existe sem o estado democrático de direito. Ela frisou que democracia e liberdade de expressão são conquistas históricas e citou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que assegura esses direitos. Para ela, a manutenção da legislação que garante essas conquistas depende de uma luta cotidiana, processo no qual o advogado tem papel fundamental. A advogada ainda ressaltou que o processo de melhora da educação é condição prioritária para o fortalecimento da democracia.

A necessidade do combate diário às fake news – O chefe de redação da TV Sudoeste, Eduardo Lins, salientou que as fake news nada mais são do que a mentira e que elas devem ser combatidas diariamente e quem trabalha com jornalismo sabe como é difícil trabalhar num país que não tem democracia, apesar de não ser o caso do Brasil. Eduardo também salientou que todos têm

(mais…)


Coronavírus em Vitória da Conquista: pesquisa inicia nova etapa de testes rápidos neste domingo


Pesquisadores do IBOPE Inteligência vão aplicar testes rápidos para o coronavírus em visitas domiciliares a moradores de 133 cidades do Brasil entre os dias 21 e 23 de junho


A pesquisa EPICOVID19-BR, que estima a proporção de casos de infecção por coronavírus no Brasil, inicia nova etapa a partir deste domingo (21), com a meta de realizar 33.250 testes rápidos e entrevistas em Vitória da Conquista e em mais 132 cidades de todos os estados do país. Cerca de 2,6 mil pesquisadores do IBOPE Inteligência vão às ruas, nos dias 21, 22 e 23 de junho, para visitar residências e convidar 250 moradores a realizar testes rápidos para o coronavírus em cada uma das cidades incluídas na pesquisa.

“É fundamental que a população aceite participar da pesquisa. Em cada cidade, por exemplo, é preciso realizar pelo menos duzentos testes, para que possamos apresentar estimativas sobre a real dimensão da Covid-19. Além de contribuir com o esforço coletivo de enfrentamento da pandemia, o participante tem a oportunidade de realizar o exame e saber o resultado na hora”, diz a epidemiologista Mariângela Freitas da Silveira, integrante da coordenação do estudo.

O Estudo de Prevalência da Infecção por Covid-19 no Brasil (EPICOVID19-BR), coordenado pela Universidade Federal de Pelotas com financiamento do Ministério da Saúde, é o maior levantamento populacional do mundo a estimar a prevalência de Covid-19. A segunda etapa da pesquisa apresentou evidências inéditas sobre a velocidade de expansão do coronavírus em 83 cidades do país. A proporção de pessoas que já contraíram o vírus no Brasil aumentou em 53% no período de duas semanas entre a primeira etapa, realizada de 19 a 21 de maio, e a segunda, de 4 a 5 de junho. Os dados mais recentes também mostram que, para cada diagnóstico confirmado, existem ao redor de seis casos reais não notificados na população. Para se ter uma ideia, as estimativas somam mais de 1,7 milhão de pessoas que têm ou já tiveram o coronavírus, contra o total de 296.305 casos notificados em 120 cidades brasileiras na véspera do segundo levantamento da pesquisa.

Como funciona a pesquisa
O estudo inclui a cidade mais populosa de cada uma das 133 sub-regiões definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o território brasileiro. A seleção das residências e das pessoas que serão entrevistadas e testadas ocorre por meio de um sorteio aleatório, utilizando os setores censitários do IBGE como base.

Para o exame, os pesquisadores coletam uma gota de sangue da ponta do dedo do participante, que será analisada pelo aparelho de teste em aproximadamente 15 minutos. Enquanto aguarda o resultado, o participante responde a perguntas sobre sintomas da Covid-19 nas últimas semanas, busca por assistência médica e rotina em relação às medidas de prevenção e isolamento social. Em caso de resultado positivo, os profissionais comunicam a Vigilância Epidemiológica local. (mais…)


Um epitáfio para Frarlei Nascimento


*Ernesto Marques

No dia 15 de fevereiro de 1981 a professora Rosalina pariu seu segundo rebento em Vitória da Conquista, bem distante da sua Brotas de Macaúbas, de onde havia saídos poucos anos antes em busca de mais oportunidades. Dona Rosinha, ou Professora Rosa, sabia o valor da sua cria muito antes dele sair da sua barriga para ganhar o mundo. E se desdobrou, sozinha, para educar os irmãos Fredson e Frarlei. Com o seu trabalho e exemplo, as vezes com rigidez, sempre com doçura, fez os dois meninos crescerem homens de verdade. Ensinou-lhes o respeito que se deve ter por uma mulher, o dever com os filhos, a solidariedade com os irmãos.
Frarlei Antônio de Barros Nascimento.
A marca da disciplina e da obstinação em dar o seu melhor para fazer as coisas bem feitas marcaram sua vida de estudante no Polivalente de Conquista, no Juvêncio Terra, até começar o curso de Engenharia Elétrica.
Manejava bem os números e era fissurado por tecnologia, mas o coração batia em outra frequência. Foi isso que o levou a estudar Jornalismo na Uesb, formando-se em 2004. O trabalho de conclusão da graduação, uma revista experimental sobre a Apae, dava a dimensão humana do profissional que chegava à imprensa baiana.
Experimentou o trabalho em assessoria de imprensa, na Câmara Municipal de Vitória da Conquista, mas Frarlei nasceu para o gênero mais nobre do Jornalismo: a reportagem.
Tinha todas as características de um bom repórter, além do faro apurado para saber onde estava a notícia. Primeiro, o senso ético apurado. Depois, a obstinação e a disciplina na apuração rigorosa.


Exercitou estas virtudes profissionais no rádio e no seu Blitz Conquista, criado em 2011, para cobrir as pautas sobre segurança pública. Arejou a cobertura do blog pela boa influência do veterano jornalista e radialista Paulo Nunes, que via nele um grande repórter capaz de fazer a diferença na cobertura dos fatos mais relevantes que podem ajudar a comunidade a melhorar. Sua última colaboração neste sentido foi levantar a lebre sobre a inconsistência nas informações oficiais sobre a evolução da pandemia do coronavírus em Conquista, com desdobramentos na imprensa estadual.
O cidadão de quem nos despedimos hoje era um jornalista apaixonado pela profissão e pela vida. Um ser humano da melhor qualidade, um cristão que carregava em cada passo dado, o ensinamento de amar ao próximo como a si mesmo.
A ele, a mais profunda gratidão pela amizade, pelas boas conversas, pela solidariedade e pelo jornalismo que praticou e professou com fervorosa fé de que a nossa profissão serve para fazer um mundo melhor.
À sua família, as orações e o desejo da superação da dor e a substituição da tristeza pela saudade carinhosa e eterna. A Náthila, sua filha tão amada, o testemunho dos colegas de que seu pai foi um homem bom e honrado, de quem ela poderá falar com alegria quando chegar a hora de trazer os netos que com certeza adorariam tê-lo como avô e poderão segui-lo como exemplo.
*Ernesto Marques
jornalista, radialista e amigo de Frarlei