Federais: em defesa da campanha “Conquista + 1 Federal”

Decidimos incentivar, via redes sociais, uma campanha para conscientizar a população de Vitória da Conquista a votar em Luís Fernandes é jornalista e historiador Luís Fernandes é jornalista e historiador candidatos da cidade para garantir maior representatividade a Conquista e região nas áreas estadual e federal. Defendemos ainda a ideia de que não basta simplesmente … Leia Mais


NO MUNDO DA BOLA: DUROU POUCO…

CORINTHIANS colocou o time na 16ª posição, fora da Zona Perigosa, mas BOTAFOGO e FLAMENGO venceram seus jogos e deram um salto significativo para se afastar dos quatro últimos, também o FIGUEIRENSE conseguiu um empate salvador e ultrapassou o tricolor baiano, que agora amarga a décima nona posição, com 14 pontos ganhos, dois a mais … Leia Mais


NO MUNDO DA BOLA: JUNTOS NA DESCIDA…

Faltando duas rodas para terminar a primeira fase da série A, alguns times ainda não se encontraram dentro da competição e, caso continuem assim, o rebaixamento será inevitável. Na 17ª rodada os times cariocas se deram bem, FLAMENGO, FLUMINENSE esse vinha há vários jogos sem vencer, aplicou uma goleada no SPORT, melhorando sua posição no … Leia Mais


POR QUE TANTAS PENALIDADES MÁXIMAS?


Nessa segunda fase do campeonato brasileiro de todas as séries, temos notado que os árbitros não hesitam em marcar penalidades máximas, mesmo quando a bola bate na mão ou braço do jogador. Em princípio, seguindo a regra 12, dizia-se que havendo intenção delibera do atleta em colocar a mão na bola, desviando sua trajetória. As polêmicas surgiram, principalmente após o jogo entre CORINTHIANS X SÃO PAULO, que o árbitro Flávio Oliveira, assinalou uma penalidade contra o São Paulo e que comentaristas de arbitragens deram suas opiniões contra e outros favoráveis, ratificando a marcação da penalidade, pelo árbitro da partida. Só que os analistas e telespectadores têm as imagens, de diversos ângulos, para analisa-las e opinar, enquanto que o árbitro tem apenas alguns segundos para decidir, então a questão da intencionalidade fica muito subjetiva.

Para privilegiar os atacantes e, desespero dos torcedores, jogadores e treinadores, a FIFA, endossada, pela CBF, após a Copa do Mundo, reuniu os principais árbitros de seu quadro e os orientou a que a decisão seja sempre de beneficiar os atacantes. Inclusive, determinando que “SE A BOLA BATER NO BRAÇO COLADO AO CORPO, NÃO SERÁ PENALTI. SE O BRAÇO ESTIVER ESTENDIDO, DE MODO A IMPEDIR A PASSAGEM DA BOLA OU AUMENTAR A ÁREA DE CONTATO, DESSE MODO SIM, SERÁ PENALIDADE MÁXIMA”. Baseados nessa determinação, os árbitros não estão pensando duas vezes em contribuir para o grande número de penalidades máximas nos jogos e, com isso aumentando a média de gols.

Na primeira fase tínhamos uma média de 1,9 penalidades por rodada, já nesta fase essa média subiu para 3.7, fazendo com que aumente desespero dos defensores. Leonardo Gaciba, escreveu e comentou o seguinte: “O surpreendente é que o livro de regras não mudou seu texto uma linha sequer, e dentro de campo tudo mudou. O pior, as orientações da FIFA foram dadas dentro de quatro paredes e, repetindo um erro secular, não foram informadas ao público, aos atletas nem aos analistas’. Aí está a causa de tantas polêmica e discussões. Com a palavra a CBF que sempre diz amém para as trapalhadas da FIFA.

De; Ubaldino Figueiredo


NO MUNDO DA BOLA: A CORRIDA ESTÁ COMPLICADA


Tanto na série A, quanto na B as coisas estão difíceis para os times com atuações sem consistência, nem forças para superar as adversidades, tão pouco os adversários mais qualificados. Na série A, nosso foco de hoje, se observarmos a classificação a partir do décimo colocado, veremos que nenhum time está isento do rebaixamento.

O 10º colocado Goiás tem 33 pontos, 7 pontos acima do último colocado, Coritiba, com 26 pontos, isto é, faltam 13 pontos para se ver livre, porem nas últimas rodadas dessa segunda fase,o time goiano não tem obtido bons resultados e vem caindo de produção e, nesse meio de semana terá pela frente o Vitória que no barradão dita as regras do jogo, e embora esteja ainda na ZR, 17º colocado, com 27 pontos, caso vença poderá ultrapassar o Bahia, com o mesmo número de pontos do tricolor, 30, que irá enfrentar o Santos, na casa do adversário, se bem que o Bahia fora de seus domínios tem conseguido bons resultados.

Entre os dez últimos, a briga, no bem sentido, é boa, pois para permanecer na elite do futebol brasileiro, será necessário somar entre 45 e 47 pontos, no mínimo, mesmo assim com uma probabilidade de 11% de rebaixamento, somente 49 pontos terá zero por cento de risco. Então: Goiás, Figueirense, Flamengo, Atlético-PR, Bahia, Palmeiras, Chapecoense, Vitória, com 53%; Botafogo, 54%; Coritiba, 60% e Criciúma, 65% de probabilidade de rebaixamento, estão, como se diz na gíria do futebol, no Bico do Urubu. Olhando para a parte de cima da tabela, o Cruzeiro 56 pontos ganhos, continua disparado, com o melhor ataque, artilheiro da competição e, com 91% de probabilidade de ser o campeão, uma vez que o segundo colocado, Internacional 47 pontos, tem apenas 5% de probabilidade de conquista o título.

Na próxima rodada os desesperados estão se confrontando, Coritiba X Criciúma; Figueirense X Flamengo; Botafogo X Palmeiras, aí teremos uma rodada que a sabedoria do catingueiro diz: água morro abaixo e fogo morro acima, ninguém segura. Nessa reta final qualquer pontinho conquistado fora de casa é uma vitória.

De: Ubaldino Figueiredo


NO MUNDO DA BOLA: DUAS RODADAS DE SURPRESAS E DECEPÇÕES


Nesta reta final do brasileirão, como havia dito antes, os obstáculos que os times que estão do meio da tabela de classificação, para baixo, por certo seriam impulsionados a superar-se e superar os adversários, caso não queiram decepcionar suas torcidas e, disputar a série B em 2015. No meio de semana tivemos uma grande surpresa, a derrota do internacional para a Chapecoense, que goleou o vice-líder e, a derrota do líder Cruzeiro. Nesse final de semana, tivemos resultados inesperados que começaram a mexer com as posições tanto no topo, quanto no rodapé da tabela.

O Cruzeiro voltou a perder; o Botafogo embora tenha derrotado o Corinthians, que vinha bem, não saiu da ZR, o Vitória, depois de alguns tropeços voltou a dar alegria sua torcida e venceu o Sport na casa do adversário, saindo, assim, da ZR, empurrando o rival Bahia que não soube fazer o dever de casa, e foi derrotado pelo surpreendente Chapecoense, agora ocupa a 1 3ª posição, com 34 pontos ganhos e, uma probabilidade de ser rebaixado de 15%, o que de certo modo alivia as tensões. Mas a classificação mostra certo equilíbrio nesta fase do campeonato, pois o São Paulo que vinha perseguindo o líder, começou a tropeçar, dando oportunidade para o Atlético-MG se aproximar dele, enquanto isso o Internacional, mesmo com a derrota do meio de semana, se aproximou do Cruzeiro, ocupando a vice liderança, com 50 pontos ganhos, apenas seis pontos do líder.

O Grêmio, Corinthians e Santos que vinham se aproximando do G4, agora estão mais distantes, com as derrotas, ficam 10 pontos distantes do primeiro colocado, mas há apenas um ponto do quarto colocado, Atlético-MG, 47 pontos. Quem vem surpreendendo é o Flamengo, que depois de tantos resultados ruins, começou a somar pontos preciosos e estar a 9 pontos de se ver livre da ameaça de rebaixamento. Por outro lado, a corrida continua para os seis últimos colocados, uma vez que a probabilidade de serem degolados continua. Os mais ameaçados são: CORITIBA, CRICIUMA, BOTAFOGO, BAHIA, VITÓRIA, FIGUEIRENSE, ATLÉTICO-PR, CHAPECOENSE e PALMEIRAS, cujas probabilidades de rebaixamento variam de 67% a 16%, então a corrida continua, pois faltam 10 rodadas.
De: Ubaldino Figueiredo


NO MUNDO DA BOLA: SÉRIE “B” COMEÇA A SE DEFINIR


Atendendo pedidos de leitores, e reclamações de boleiros, hoje vamos falar sobre as possibilidades de alguns times subir para a elite do nosso futebol, enquanto outros já estão na berlinda da ZR, com grandes possibilidades de rebaixamento. Com grande probabilidade de estar na serie “A” 2015, estão: PONTE PRETA, 34%, com 54 pontos ganhos; VASCO DA GAMA, 31%, 54 pontos, a diferença para a Ponte Preta é o número de vitórias; AVAÍ, 15%, 52 pontos; JOINVILLE, 13%, 51 pontos; e correndo por fora, o CEARÁ,5,5%, 50 pontos ganhos. Já os desesperados integrantes da ZR, se não alcançarem os 60 pontos necessários para fugir do rebaixamento, por certo estarão na série “C” 2015.

Encontram-se à beira do abismo: PORTUGUESA, 99% de probabilidade, com apenas 21 pontos ganhos; VILA NOVA, 97%, com 23 pontos, sem nenhuma possibilidade de reverter essa situação; o ICASA, 78%, com 28 pontos, acrescente-se a isso, o fato de ter sido excluído da série B, pelo STJD, no entanto a decisão ainda será julgada pelo Pleno Tribunal. O AMÉRICA, 70%, com 30 pontos, e o BRAGANTINO, 17%, soma até agora 33 pontos; o OESTE, também com 17% de probabilidade, e com 34 pontos ganhos, deve travar uma boa briga para não cair.

Nessa sexta feira a 30ª rodada será complementada, com jogos importantes que, por certo, estará jogando uma pá de cal nas pretensões dos desesperados. ICASA X OESTE; PORTUGUES X PONTE PRETA, os dois extremos da tabela de classificação; BRAGANTINO X AMÉRICA-RN, e o vice líder VASCO DA GAMA vai a Recife enfrentar o SANTA CRUZ, 10º colocado, com 42 pontos ganhos, precisando somar pontos. Portanto está aí um breve Raio-X da atual situação da disputa da série B. Creio que atendi aos inúmeros pedidos, principalmente, dos vascaínos.