Cori cobra projeto que define valorização do servidor municipal

O vereador Coriolano Moraes (PT) usou a tribuna da Casa do Povo na manhã desta sexta-feira,14, para reafirmar o compromisso da Bancada de Oposição com a população: “Ter uma Bancada de Oposição faz parte da democracia, se não fosse assim, estaríamos voltando à época dos governos totalitários, monarquistas”. Ele cobrou, em nome da Bancada de … Leia Mais



Reforma da |Previdência é discutida em Vitória da Conquista

O mandato do deputado Jorge Solla trouxe para Vitória da Conquista o debate sobre a “Reforma da Previdência Social” no Brasil, hoje na Câmara de Vereadores várias lideranças usaram a palavra, explicando aos presentes as consequências desastrosas que caso a ” reforma” seja aprovada , poderão definitivamente prejudicar os mais pobres. Com o plenário ” … Leia Mais



Prefeitura de Vitória da Conquista não cuida do meio ambiente


Colégio Dom Climério URBIS VI

Construir um modo de vida que mantenha o planeta saudável é o desafio de cada habitante da Terra. Por isso as ações devem ser contínuas e imediatas. Algumas medidas simples podem contribuir para manter recursos naturais e não poluir local em que vivemos.

Fechar a torneira durante a escovação dos dentes, a limpeza do corpo no banho e enquanto se ensaboa pratos e talheres ao lavar a louça economiza água. Acostume-se com banhos curtos. O desperdício de água pode ser controlado em outras atividades como lavar o carro e dar descarga no banheiro.

O gasto de energia elétrica pode ser reduzido apagando as luzes quando saímos dos cômodos como quarto e cozinha. Aparelhos eletrônicos que não têm necessidade de ficarem ligados full time também podem ser descartados eventualmente, como ar condicionado, ventiladores, televisores, aquecedores e etc.

Outra sugestão é separar um dia da semana da para lavar a roupa. A economia gerada com isso é de energia e água. O mesmo poder ser feito para passar a roupa.

Para lidar com o lixo pratique a coleta seletiva. Separe o lixo da sua casa em embalagens diferentes para material orgânico, plástico, vidro e metal. Se na sua cidade não houver caminhão de coleta seletiva, você pode procurar um destino particular para esse conteúdo.

Lixos especiais como baterias, pilhas e óleo devem ser despachados para locais especializados, pois o contato deles com o solo pode contaminar o meio-ambiente. Normalmente, grandes empresas e prefeituras possuem locais determinados para o recolhimento desse lixo.

 

Essa atitudes elencadas acima dependem de cada um de nós, entretanto a outras que dependem da  Prefeitura, como podar árvores, cuidar das praças e ruas, no caso do município de Vitória da Conquista esse cuidado governamental se restringe aos logradouros centrais, a periferia, sempre fica ao  ” Deus dará” haja vista a situação da escola Dom Climério, onde não há poda das árvores e alunos alegam medo de assalto, do outro lado já na Praça Agenor Brito Santos, nas Amendoeiras,  no Alto Marton, uma praça totalmente abandonada pelo  Governo Municipal.


Plano de saúde municipal é uma farsa; Prefeito quer inventar a roda


O SIMMP esclarece que não houve nenhum debate com a categoria sobre o PL enviado ao Legislativo Municipal para criação de um plano de saúde municipal.

Será que o nariz está crescendo?

Em 04 de abril, o Prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão Pereira, convidou os sindicatos que representam os servidores públicos municipais para apresentar o que seria a proposta do ‘plano de saúde’. Porém, nem mesmo a proposta do PL foi entregue na reunião.

Demonstrando claro flerte com regime antidemocrático, o prefeito iniciou sua fala impedindo que o representante de uma das entidades presentes filmasse o discurso (do prefeito), ainda restringiu o pronunciamento dos representantes, podendo usar a fala apenas os presidentes dos respectivos sindicatos.

No mesmo encontro, o Prefeito cerceou a fala do advogado do SIMMP, justificando que as observações e modificações ao PL seriam feitas com o legislativo. Presentes na reunião estavam o vereador líder da bancada de situação, Luiz Carlos Dudé, e o líder do Prefeito na Câmara, Jorge Bezerra, que se comprometeram discutir amplamente o PL com as categorias, o que não ocorreu.

Para tentar legitimar seu discurso sobre o ‘plano de saúde’, o prefeito sugeriu uma viagem a Feira de Santana, onde a prefeitura daquela cidade teria criado um plano de saúde municipal exitoso. Faria parte da comitiva os representantes dos sindicatos e membros do governo.

Em 22 de abril, a comitiva foi à Feira de Santana e o SIMMP descobriu que o prefeito de Conquista fez propaganda do que não existia. Os líderes sindicais e a equipe do Governo de Herzem ouviram de membros do executivo feirense que não havia plano de saúde municipal naquela cidade. O que existia era um convênio dos planos com os sindicatos locais, sendo o pagamento feito por meio do desconto em folha, como já existe na parceria firmada entre o SIMMP e os planos de saúde e odontológicos. Constrangida, ao se reunir com secretários da gestão feirense, a secretária de Governo, Geane Oliveira, alegou que houve desencontro de informações.

Em outra reunião, ainda na presença do executivo de Feira de Santana, Geane afirmou categoricamente que não há como o governo conquistense criar um plano de saúde. “Se a gente disser assim: a gente quer dar um plano de saúde pro servidor e a gente vai criar um plano de saúde. Isso não existe. A gente não pode nem sonhar, numa coisa dessa” , afirmou Geane.

O SIMMP retornou à Vitória da Conquista com a convicção de que o Prefeito e a sua equipe age com improviso, vende o que não sabe se existe e promete algo que sabe que não pode cumprir. (mais…)


Pereira quebrou a Viação Vitória, faz o mesmo com a Cidade Verde; analise o vídeo do prefeito eleito em 2016


Numa reunião em 2016, uma parte do vídeo mostra a fala do atual prefeito conspirando contra o transporte coletivo urbano legal. O então prefeito eleito orienta os condutores de “VANS” que já operavam na cidade de forma clandestina e que segundo o hoje prefeito Pereira, serem perseguidos pela administração anterior, que esses teriam um mercado garantido, mas não deveriam deixar outros que chegarem e que não beberam a água suja entrassem no território, essa atitude de lesa pátria permitiu que a cidade que segundo consta possuía 100 ” vanzeiros” chegasse aos atuais 550 ” vanzeiros” conforme estudo da própria prefeitura de Vitória da Conquista. Esse é o governo que mudou, piorou. segundo Severo Sales.


Novos horizontes do governo sombrio



O ônibus estacionado está quebrado

A linha Barra do Choça x Vitória da Conquista operada pela viação Novo Horizonte circula em dias úteis com 6 veículos fixos na faixa horária compreendida entre 05:45 as 23:00  . Cada ônibus realiza 4 viagens inteiras..ou seja  ida e volta de Rodoviária a Rodoviária. De acordo com uma fonte ligada a empresa, cada ônibus dessa linha fatura em média R$ 1700 / dia .

As cinco linhas concedidas à Viação Novo Horizonte teria uma arrecadação de  R$ 140 mil mês; mesmo tendo esses dados em mãos, a Prefeitura buscou uma maneira de fazer gentileza com o chapéu alheio e como o prefeito não zela pelo erário público, resolveu pagar pelo serviço R$ 810 mil.

Na verdade o quilômetro rodado pela Viação Novo  Horizonte nessa operação, custa aos cofres municipais R$ 13,10; enquanto que a  Viação Cidade Verde operava ao custo de R$ 2,30 por quilômetro rodado, por isso graças a benesse do prefeito Herzem Pereira, a Viação Novo Horizonte recebe por cada veículo utilizado nas linhas operadas, R$90 mil por mês, já a Viação Cidade Verde somente recebia em tese 16 mil reais.

Ao pagar essa fortuna de 13,50 reais por quilômetro rodado, para a empresa  não pode ser considerado um novo horizonte, mas sim, um novo “Eldorado” já que pelo valor de um terço,  se pode alugar qualquer ônibus em qualquer lugar do Brasil e ainda desfrutar de serviço de bordo.  Pereira quando quer agradar, exagera no carinho.

A Prefeitura de Vitória da Conquista  (com o serviço emergencial em cinco linhas ) operado pela Viação Novo Horizonte em trinta dias saqueará os cofres municipais R$ 810 mil , ou seja, 9 veículos custando cada um, 3 mil reais por dia .

Obs 1: os passageiros das linhas R-03  R-04, R-06, R-17 e D-42 não pagarão passagem durante esses trinta dias iniciais de emergência.

Obs2:  tanto na linha Conquista x Barra quanto no emergencial de Conquista os ônibus são do mesmo modelo ( exceto os micros). A tarifa Conquista x Barra custa R$ 5,50
Imagem relacionada


Professor Cori diz que Governo Herzem precisa “olhar para a frente”


Durante a Sessão Itinerante realizada pela Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), nesta terça-feira, 23, no Distrito de Bate-Pé, o vereador Professor Cori (PT) disse que o Governo Herzem precisa olhar para a frente e buscar resolver os problemas da cidade. “Quem casa com a viúva tem que acolher os filhos. Nós temos que olhar para a frente, cuidar do nosso município de forma responsável”, disse o parlamentar.

Cori ressaltou que a comunidade tem toda razão em reivindicar, como fez no espaço da Tribuna Livre. “A comunidade tem todo o direito de reivindicar. O que está sendo pedido aqui é de interesse coletivo”, avaliou.

Para ele, o atendimento das demandas apresentadas pela população é uma prioridade maior que a instalação de uma subprefeitura no distrito.
Cori assegurou à população de Bate-Pé, que a Câmara Municipal está trabalhando pela população. “Essa Câmara, os 21 vereadores, estará trabalhando por esta comunidade”, garantiu.

O vereador apontou que o problema de abastecimento hídrico enfrentado pela população de Bate-Pé é alvo da movimentação de seu mandato. “Nós tivemos que fazer várias reuniões na Embasa para conseguir recursos para ampliar o sistema de água. Já está lá empenhado R$ 568 mil para resolver definitivamente o problema de abastecimento de água de Bate-Pé”, disse o Professor Cori.


Voto vencido – Herzem Pereira se rende e assina adesão à Policlínica Regional


Herzem aderiu ao que ele chamou de “porra dessa policlínica”.

Em evento realizado Centro Municipal de Atenção Especializada (Cemae), na manhã desta quarta-feira (17), o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB) assinou a adesão ao consórcio intermunicipal da Policlínica Regional de Saúde. Publicamente, Herzem já afirmou que foi voto vencido: não queria fazer a adesão, mas o colegiado (setores da saúde) apontaram para o consórcio. Antes do evento, Herzem concedeu entrevista à imprensa e continuou fazendo críticas ao equipamento do Governo do Estado, demonstrando que ainda tem receio do sucesso da Policlínica.

O prefeito afirmou que está torcendo para que a Policlínica dê certo, mas já adiantou críticas a problemas que nem se quer aconteceram, pois o equipamento só entrará em funcionamento em junho. “O que faz os equipamento de saúde, e a engrenagem publica, funcionem mal é a ingerência política partidária”, disse. E garantiu que irá fiscalizar diariamente a Policlínica.

Ao reforçar as críticas ao equipamento do Governo do Estado, Herzem voltou a usar como exemplo o prefeito de Feira de Santana que teria cancelado os recursos à Policlínica, sugerindo que poderia, mais adiante fazer o mesmo. “Colbert (prefeito de Feira) me disse que deixou de fazer repasse porque a Policlínica está devendo mais de 3 mil procedimentos à prefeitura”, citou. Gusmão ainda lamentou as mudanças no processo de repasse e disse que o Governo do Estado “sequestra” o dinheiro dos municípios. “Mas agora já teve mudanças. Esse dinheiro é sequestrado na conta. A prefeitura não decide mais se vai pagar ou não”, disse.

Quinho: prefeito de Belo Campo e presidente do consórcio

Receio do sucesso da Policlínica e dos adversários políticos– Não é novidade para mais ninguém. Herzem tem sim medo que o equipamento de saúde do Governo do Estado dê certo, e da ascensão de Quinho, prefeito de Belo Campo, que é presidente do consórcio. Em áudios vazados no final de 2018, Gusmão assumiu o seu receio e xingou, com palavras de baixo- calão, o prefeito Quinho:

“Porque que não bota lá, essa porra dessa policlínica, em Belo Campo?”

“Manda Quinho pra puta que o pariu!

Relembre o áudio bombástico;

© 2019, BLITZ CONQUISTA. Todos os Direitos Reservados.


Pereira usa verba parlamentar para cuidar da sala; a cozinha permanece sem qualquer cuidado


Há mais de um ano o prefeito de Vitória da Conquista, Sr. Pereira, vem tentando concluir uma reforma na Praça Vitor Brito, nessa obra ele investe os recursos conseguidos pelo então deputado Irmão Lázaro, sem contudo dizer a ninguém que se trata de uma verba conseguida pelo parlamentar, mesmo fato, ocorre com as obras em vários distritos, cuja origem é de verbas parlamentares dos deputados Waldenor Pereira e José Raimundo Fontes. Pereira tem esse defeito grave, nunca diz quem é o pai da criança e gasta milhões em propaganda, para dizer que se trata de obras de sua lavra, mentiroso contumaz, nunca admite que que 90% do que fez e não foi muita coisa, tem origem na administração passada.
Agindo sempre na dissimulação, faz gentileza com o chapéu alheio. Não diz que as duas quadras que inaugurou, são das obras que Guilherme Menezes deixou em fase final de execução, faltando  mais concluir mais dez; mesmo fato ocorre com as creches, entregou duas, ambas deixadas por Guilherme com 90% da obra confeccionada, faltando nove ainda, uma das quais, a creche do Alto do Panorama, a empreiteira retirou o material, alegando falta de pagamento, por parte do Governo Pereira, não consegue concluir a pavimentação da AV.  Olívia Flores e mais doze corredores de transporte, todas essas obras deixadas por Guilherme Menezes, com os projetos e dinheiro em CAIXA, assim como a modernização do Terminal de ônibus Urbano, obra orçada e com o dinheiro em caixa no valor de 5, 5 milhões, entre outras tantas obras que somam mais de 100 milhões de reais.
Todavia, a periferia que preferencialmente teve atenção do governo anterior, como: pavimentação do Miro cairo e Senhorinha Cairo, Cidade maravilhosa, todo o bairro Morada dos Pássaros ( FELÌCIA) parte do bairro Campinhos,  parte do Jardim Guanabara, mais de 60 ruas no Vila América; aliás nesse bairro, o governo do PT, fez praticamente tudo, doou terrenos e casas para a população carente, implantou escolas, creche, mas o prefeito se “gaba” dizendo que entregou as escrituras: ” É como você casar, viver 20 anos com a noiva e o cartório entregar a certidão 20 anos depois” onde estaria o benefício real? qual risco teria o morador dessas casas doadas?
Para não sermos injustos, temos que reconhecer que o prefeito Pereira tem dois projetos de sua lavra: O Cata Bagulho que a Alemanha quer copiar e dação de emprego aos parentes de vereadores e amigos. esses são genuínos da atual administração.
Quanto a Avenida Anelita Nunes, a Prefeitura faz de conta que o local não pertence à Vitória da Conquista, aquela população não sai na TV, em tese não massageia o ego do prefeito, nem de sua eminência parda, sendo assim, como demorou mais de uma ano para reformar a Praça Vitor Brito, mesmo com o dinheiro em “caixa”, imaginamos que se não houver uma verba parlamentar a Av. Anelita Nunes continuará esquecida. Deus não está nesse comando. Lembramos que essa foto é do BLOG do Nildo Freitas, na reportagem a Prefeitura informa que inauguraria a Praça no final de março, já estamos  há nove dias dias de abril e nada de terminar. O vídeo é reportagem de Lucas Nunes