586 conquistenses morreram vítimas da COVID-19

O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deste domingo (1º) registra dois novos casos de Covid-19. Desde o início da pandemia, foram contabilizados 34.069 casos confirmados no município, com 33.300 recuperados e 183 em recuperação, sendo 24 internados e 159 em tratamento domiciliar. Aguardam por classificação final (investigação clínico-epidemiológica ou laboratorial) 1.594 casos … Leia Mais


Mais de 200 mil empregos foram eliminados em investigadas pela Lava Jato

Análise feita por meio de balanços e entrevistas mostra redução dos quadros de funcionários da Petrobras e construtoras Funcionário em plataforma da PetrobrasAgência Petrobras DOUGLAS RODRIGUES, PAULO SILVA PINTO e LUDMYLLA ROCHA Envolvidas nas investigações da operação Lava Jato, a Petrobras e as construtoras Odebrecht, OAS, UTC, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, Carioca Engenharia e Camargo Corrêa fecharam 206,6 … Leia Mais




Pereira não paga energia de hospital há 2 anos e meio; Isso não pode Arnaldo

Reportagem de Celino Souza mostra aos conquistenses, mais uma irresponsabilidade do prefeito. SUDOESTE DIGITAL | Da redação – O Hospital Municipal Esaú Matos, administrado pela Fundação Pública de Saúde de Vitoria da Conquista (FSVC), a 509 km de Salvador, pode ter o serviço de energia elétrica suspenso por atraso em 29 contas da Coelba desde 8 … Leia Mais


PSB e PSD abrem diálogo para uma possível união nas eleições de 2020


 

Em encontro realizado no final de tarde dessa sexta feira 28, lideranças do PSB e do PSD realizaram uma reunião que sinaliza a possibilidade de unidade para construção de uma nova força nas eleições de Vitória da Conquista desse ano. Partidos bem estruturados nacionalmente, com grandes bancadas federais, tempo de Televisão e com dois pré candidato a a prefeito sintonizados com a onda de renovação que passa no ambiente político em todo o país. Mozart Tanajura pré candidato a prefeito pelo PSB e Abel Rebouças pré candidato a prefeito pelo PSD, indicam que as suas referências estaduais Deputada Lídice da Mata e  o Senador Otto Alencar, aprovam essa proximidade. Alguns aspectos foram destacados entre os presentes no encontro: necessidade de novas lideranças para desenvolver o município que não logrou crescer economicamente, na gestão do pmdbista Herzem Gusmão Pereira; recuperação de serviços públicos desprezados pelo atual governo da cidade, como transporte, saúde e educação; gestão transparente pois é inexplicável contratos de tantas consultorias sem qualquer ganho para a cidade; a gestão de Herzem prometeu muito na campanha e não conseguiu cumprir 10%; as lideranças do PSB e PSD entendem que é preciso resgatar a confiança do funcionalismo para comprometimento com a gestão da cidade e parar com a humilhação e sofrimento a que foram submetidos. Convergem também na necessidade de ampliar as parcerias com instituições, como universidades para que o conhecimento sirva para projetos de cidades sustentáveis e inteligentes. Após as discussões os partidos e seus pre candidatos  dizem que voltarão a se encontrar na próxima semana. O grande dilema é a cabeça de chapa: quem melhor representa o sentimento de renovação na cidade e que pode liderar o projeto mudancista? Mozart Tanajura ou Abel Rebouças? Resolvendo essa questão teremos, sem dúvida, a grande novidade das eleições 2020 em nosso município. Disse um articulador político que preferiu não se identificar


Pastora e deputada, Flordelis combinou morte do marido em troca de mensagens, dizem polícia e MP


Polícia recuperou textos que a deputada federal enviou a um dos filhos. Flordelis pede ajuda e sugere até simular um assalto para assassinar o pastor Anderson do Carmo

(Foto: Reprodução)

Nesta segunda-feira (24), oito pessoas foram presas pelo envolvimento com o crime. Destes, cinco são filhos e uma neta de Flordelis. O pastor Anderson do Carmo foi assassinado em junho de 2019. Flordelis foi denunciada sob acusação de ser a mandante do assassinato.

Segundo a Polícia e o MP, a parlamentar tentou matar o pastor ao menos seis vezes por envenenamento. Doses de arsênico chegaram a ser colocadas na comida do pastor, que precisou buscar atendimento de emergência em unidades de saúde com sintomas como diarreia, sudorese e vômitos.

“Pelo menos outras duas tentativas foram arquitetadas para vitimar o pastor e só não ocorreram por circunstância alheias à vontade dessas pessoas. Uma foi quando ele foi efetuar a compra de um veículo na Barra da Tijuca acompanhado de outros filhos. Ela, juntamente com outras pessoas, arquitetou, planejou e deliberadamente falou para que o executor o matasse simulando latrocínio, se cercando para que demais pessoas não fossem atingidas”, disse o delegado Allan Duarte.

“André, pelo amor de Deus, vamos por um fim nisso. Me ajuda. Cara, to te pedindo, te implorando. Até quando vamos ter que suportar esse traste no nosso meio? Falta pouco. Me ajuda cara. Por amor a mim”, afirma a deputada em uma das mensagens.

“Dez mil depois do serviço feito, mas as outras pessoas do carro não podem ser atingidas. Simula um assalto, ele foi para o Rio hoje e aproveita e já espera ele na volta. Se voltar no dele, melhor ainda. Vou mandar ele enviar a foto, nós vamos saber qual o carro e qual a placa”, escreveu Flordelis, segundo a Polícia Civil.


TCU: Menos de 8% dos recursos foram gastos pelo governo federal no combate direto à doença


Tribunal de Contas da União constatou que dos R$ 286,5 bilhões gastos até agora, apenas R$ 22 bilhões foram usados diretamente no enfrentamento à pandemia

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

 

O Tribunal de Contas da União (TCU) detectou que dos R$ 286,5 bilhões já gastos pelo governo federal no enfrentamento dos efeitos da pandemia da Covid-19, menos de 8% (ou R$ 22 bilhões) foram em ações de combate direto à doença. A constatação foi feita pela equipe técnica do tribunal que faz o acompanhamento das ações do governo federal no combate aos efeitos da epidemia. A Corte deverá votar nesta quarta-feira (11), recomendações para que o governo passe a contemplar no programa Pró-Brasil critérios para priorizar a redução de contaminados e mortos pela doença.

O TCU constatou que, apesar de o Brasil ter gasto em torno de 3,9% do seu PIB em ações de combate aos efeitos da Covid-19 (a média mundial é 3,7%), o volume de recursos destinados pelo governo federal a essas atividades é bastante inferior ao gasto por países como Japão (21%), Luxemburgo (20%), Irã e Estados Unidos (13%) e Suécia (12%).

A avaliação do relator é que há espaço no programa Pró-Brasil para a incorporação de projetos que contribuam diretamente para o combate à doença. O Pró-Brasil foi um programa lançado em abril pela Casa Civil com objetivo de reativar a economia após a epidemia de Covid-19.

O relator do processo é o ministro Vital do Rego. Nesta quarta-feira, ele deverá pedir à Casa Civil da Presidência da República que encaminhe, em 15 dias, um relatório com as ações planejadas pelo governo para garantir a produção ou aquisição de doses de vacina contra a Covid-19. O ministro também quer saber de que forma está sendo estruturada a rede de distribuição das futuras vacinas.


Nota de esclarecimento da Embasa


Em relação à recente publicação deste site, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) esclarece que a Projecon não é responsável pela manutenção de redes e ramais em Vitória da Conquista e que esse serviço segue sendo realizado por outra empresa contratada.

É preciso também esclarecer que o único contrato de manutenção de redes e ramais e de serviços comerciais celebrado com a Projecon é executado nos municípios de Poções, Barra do Choça, Planalto, Condeúba e Tanhaçu e que não é correta a informação de que a Embasa não está pagando a Projecon. As faturas estão sendo pagas conforme previsão contratual. O pagamento da fatura do mês de junho, que já passou pelo processo de medição dos serviços realizados, está dentro do prazo previsto em contrato.

A Embasa ressalta que sempre respeitou os contratos com seus fornecedores e prestadoras de serviços e, diante das recomendações de distanciamento social em decorrência da pandemia do novo Coronavírus, segue atendendo as demandas por canais alternativos, sempre respondendo às correspondências e aos documentos protocolados.

Assessoria de Comunicação da Embasa


Vamos salvar nossas vidas e a vida dos outros


Infelizmente o governo brasileiro, não tem a responsabilidade devida para com sua população. Em tempos de guerra, enchentes, grandes incêndios, fome, pandemias, é obrigação do Governo Federal suprir economicamente a população com dinheiro e alimentos para  que sua qualidade de vida, não sofra ao extremo, alguns perguntam, mas por  que isto? simples, Governo Federal é abstrato, na realidade ele é apenas um órgão que arrecada todos impostos gerados por cada cidadão do país, portanto esse cidadão é o dono de todo o dinheiro do Estado e, se o cidadão necessita desse dinheiro, o natural é que ele saque essas finanças.
O atual governo tenta passar a impressão para aquele, que possui pouca compreensão do que é o ESTADO (governo) dando a ideia, que está ajudando as pessoas com os 600 reais determinados pelo Congresso Nacional, e não pelo poder Executivo Nacional, para suprirem parte das necessidades da população que perdeu renda, pois esse, queria repassar apenas 200 reais.
Explicando melhor, chamamos à atenção dos nossos leitores para o seguinte: Quando existe falta de dinheiro nos cofres do ” Governo Federal” o que ocorre com a população? todos sabem a resposta, essa população é obrigada a pagar para garantir o sucesso do Governo, como isso é feito? através de impostos que são criados, ou majorados os impostos que já existem. Essa equação é simples, o dono do dinheiro que é o povo, paga a mais quando o país precisa, e esse, representado pelo  chamado  Governo, tem que devolver a gratidão.
Esclarecendo isso, ninguém do povo deve tomar como ajuda os 600 reais, ou os empréstimos  para as empresas, nenhum de nós devemos  qualquer favor, nem aos deputados e senadores e muito menos ao presidente da República, aproveitamos aqui, para explicar a todos, que mais adiante teremos que trabalhar duro para devolver três vezes mais esses valores liberados, impostos virão assim que a pandemia passar.
A razão desse empréstimo, reside no fato que a grande população brasileira, não está laborando, para não morrer, apenas isso, embora esse fato não seja compreendido pelo Governo Federal, que quer obrigar a população ao suicídio e praticando aí, o eugenismo.  Uma vergonha para a humanidade.
Publicamos aqui um vídeo, que pode melhorar e esclarecer a população em relação aos cuidados, sem querermos ser cientista, mas entendo que talvez esses ensinamentos sejam mais eficazes, para o combate ao vírus do que o hidroxicloroquina. Veja o interessante vídeo no final do artigo. Vale a pena

Ajude a combater o coronavírus
1

MÃOSLavar frequentemente

2

COTOVELOUsar para cobrir a tosse

3

ROSTONão tocar

4

ESPAÇOManter a distância segura

5

CASANão sair, se possível

Informação de saúde pública
Saiba mais

Descrição

Proteja a si mesmo e as pessoas ao seu redor conhecendo os fatos e tomando as precauções apropriadas. Siga os conselhos fornecidos pela sua agência local de saúde pública.

Para evitar a propagação da COVID-19:
Lave suas mãos com frequência. Use sabão e água ou um gel à base de álcool.
Mantenha uma distância segura de qualquer pessoa que esteja tossindo ou espirrando.
Não toque nos olhos, no nariz ou na boca.
Quando tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou um tecido.
Fique em casa se você se sentir indisposto.
Se você tiver febre, tosse e dificuldade para respirar, procure assistência médica. Ligue antes de sair.
Siga as instruções de sua autoridade de saúde local.
Evite ir desnecessariamente a clínicas ou hospitais para permitir que os sistemas de saúde operem com mais eficiência, protegendo você e as outras pessoas.

Flávio Dino monta ‘operação de guerra’ para levar respiradores ao Maranhão


Logística que incluiu alteração de rota foi planejada para evitar “atravessadores” externos e possibilidade de confisco pelo governo federal

Chegada de equipamentos no Maranhão: governo estadual anuncia que 80 respiradores ainda devem chegar em próximo carregamento

São Paulo – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), montou o que foi classificado como uma verdadeira “operação de guerra” para conseguir trazer 107 respiradores e 200 mil máscaras da China para seu estado. Antes disso, em outras três oportunidades, reservas dos equipamentos haviam sido atravessadas pelos Estados Unidos e Alemanha, que pagaram mais aos fornecedores chineses e ficaram com os respiradores. E pelo governo federal, que confiscou os produtos para distribuir conforme suas próprias prioridades.

A saída encontrada pelo governo maranhense para assegurar a chegada dos equipamentos foi alterar a rota de compra, trazendo as mercadorias pela Etiópia. Após o desembarque em São Paulo, a carga seguiu para o Maranhão e somente no estado passou pela inspeção da Receita Federal, evitando uma possível retenção na chegada do exterior.

De acordo com o governo do Maranhão e matéria do jornal Folha de S.Paulo, parte dos equipamentos foi comprada com recursos doados pela iniciativa privada. A Secretaria Estadual de Saúde informou que empresário locais doaram até o momento mais de R$ 10 milhões para auxiliar no combate ao coronavírus.

“Se não fizéssemos dessa forma, demoraríamos três meses para conseguir essa quantidade de respiradores. Assim que os equipamentos chegaram já os conectamos para ampliar a nossa oferta de leitos de UTI”, disse ao jornal o secretário estadual de Indústria e Comércio, Simplício Araújo. Segundo ele, 60% dos leitos de UTIs do estado estão ocupados.

A operação teria custado, segundo o jornal, R$ 6 milhões, envolvendo 30 pessoas. Em vídeo, o governo estadual anuncia que mais 80 respiradores chegarão ao Maranhão nos próximos dias.

“Vários estados estão com problemas similares. Pedimos ajuda de transporte ao governo federal e não conseguimos. Penso que até o avião presidencial deveria ser usado para buscar equipamentos de saúde comprados na China ou outro país. Nada é mais importante no momento”, disse Flávio Dino em seu perfil no Twitter.


Núcleo do PT discute apoio à artistas e setor turístico na pandemia


O apoio financeiro e medidas como isenção fiscal, proibição de corte das contas de luz, água e acesso à internet para apoiar os trabalhadores das áreas de cultura e turismo, produtores culturais e artistas, foram discutidos pelo Núcleo de Educação e Cultura do PT no Congresso Nacional, em reunião remota realizada na terça-feira (14).

O Núcleo está preocupado com o segmento, que deve sofrer um impacto brutal. A estimativa é de uma perda de R$ 46,5 bilhões e um encolhimento de 24% no setor da cultura e da indústria criativa nesse ano em 2020, conforme os cálculos da Fundação Getúlio Vargas a pedido do jornal Valor Econômico.

“Por ser este um setor altamente dependente das aglomerações públicas, muitos que vivem disso, do entretenimento e do turismo, sobretudo os trabalhadores técnicos e artistas não famosos, os chamados anônimos, estão enfrentando dificuldades neste momento da pandemia”, observou Waldenor Pereira, coordenador-geral do Núcleo composto por parlamentares da Câmara Federal e do Senado, representantes de entidades da Cultura e da Educação e assessores.

Waldenor Pereira também é um dos autores de emenda à Medida Provisória 948/2020, dispondo sobre o cancelamento de serviços, de reservas e de eventos dos setores de turismo e cultura em razão do estado de calamidade pública. Ele propõe que na concessão de recursos no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) e dos programas federais de apoio ao audiovisual, deve-se priorizar o fomento de atividades culturais que possam ser transmitidas virtualmente, pela internet ou disponibilizados por meio de redes sociais e de plataformas digitais.

Foram discutidos na reunião remota várias proposições visando apoiar os segmentos artístico e do turismo, como o PL 873/2020. Esta proposição garante o acesso à renda básica emergencial para “os trabalhadores das artes e da cultura, entre eles os autores e artistas, de qualquer área, setor ou linguagem artística, incluindo intérpretes e executantes, e os técnicos em espetáculos de diversões”. (mais…)