Seu recado!
Buscar por data
agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Arquivo BPN



Posts Tagged ‘Professores’

“Não precisamos de greve para exigir o cumprimento da lei”, diz professora

O  Sindicato dos Professores Municipais de Vitória da Conquista  é campeão em greve, todo ano deflagra greve; a sociedade conquistense até entenderia se essa greve de 2014 fosse pela luta por melhores salários, melhores condições de trabalho, ou qualquer coisa que se pareça com ganho real de qualidade para o professor e para o aluno. Infelizmente, não é o que se nota desta vez, uma greve em função da falta de uma informação administrativa, em que entende o Sindicato aponta discrepância na folha de pagamento e utiliza palanque político do adversário do prefeito municipal para levantar suspeitas de furto, roubo ou malversação de verba pública, colocando assim, sob suspeição o prefeito da cidade? Ora, depois de provado que nada era verdade do que dissera, terá o candidato adversário a mesma eloquência e desenvoltura para colocar a verdade, da mesma forma que colocara a mentira? outra coisa, os estudantes, sensivelmente prejudicados todos os anos, terão as aulas repostas, duvido disso. Os professores municipais de Conquista, se a memória não me falha agora, só não fez greve no período em que a atual presidente do Sindicato participava política e administrativamente do Governo Municipal. Revendo nossos arquivos encontramos a matéria abaixo onde o professorado admite que não precisa de greve para exigir o cumprimento da Lei, isso é inexorável. Pergunta-se, por quê a mudança de ideia, seria  o ano eleitoral? haja vista que a Prefeitura já provou que não há nenhuma irregularidade com a folha de pagamento, veja nota:

A Prefeitura de Vitória da Conquista informa que se reuniu, mais uma vez, com o Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (SIMMP), na terça-feira, 29, para dar continuidade às discussões em relação à campanha salarial 2014.
Na reunião, foi demonstrado que não há divergências na folha de pagamento da Secretaria Municipal de Educação, como vinha afirmando, equivocadamente, o Sindicato. Verificou-se que a apuração feita pela diretoria do SIMMP não levou em conta dados relevantes da despesa de pessoal, como férias, indenizações, rescisões, aposentadorias, entre outros. Após os esclarecimentos, foi reafirmada a lisura na aplicação dos recursos públicos.
A Prefeitura Municipal esclarece, ainda, que os recursos investidos em educação são fiscalizados, avaliados e aprovados pelos órgãos de controle externos e internos, a exemplo dos Tribunais de Contas, Controladoria do Município e Conselhos Municipais de Educação e do FUNDEB (que, inclusive, contam com membros do SIMMP em sua composição).
A Administração Municipal esclarece que a entrega da folha de pagamento da Secretaria de Educação foi apontada em documento oficial (Ofício nº 28 de 15/04/14) emitido pelo Sindicato como motivo para a deflagração da greve dos professores. Portanto, como ficou esclarecida a total regularidade na gestão dos recursos, a manutenção da greve não se justifica.
A Prefeitura continuará aberta ao diálogo com a categoria para tratar dos pontos de pauta da campanha salarial 2014. Sendo assim, o Governo Municipal mais uma vez assegurou:
- o compromisso de continuar pagando o piso nacional dos professores, com o reajuste de 8,32% – estendendo esse índice para todos os níveis e mantendo a estrutura da tabela salarial
- Interstício de nível de 12,75% e aumento do interstício de referência para 3,70%;
- Aumento no auxílio refeição para R$170;
- 20%, acima do salário base, para pós-graduação;
- 20%, acima do salário base, para professores que residem na zona urbana e lecionam na zona rural;
- 10%, acima do salário base, para regência de classe, podendo chegar a 20% para regência de classe especial (com aluno especial em sala de aula).
Em tempo, ressalta que todos os reajustes estão acima dos índices de inflação do período.
Para garantir aprovação dos reajustes o quanto antes, a Administração propôs encaminhá-los imediatamente à Câmara de Vereadores. No entanto, o sindicato recusou as propostas e não apresentou nova contraproposta, tornando infrutíferas as negociações ocorridas até o momento.
Em tempo, a Prefeitura ressalta que aguarda o retorno das atividades nas unidades escolares que aderiram à greve.

Secom
05 de maio de 2014

Na última assembleia do Sindicato do Magistério Municipal Público (SIMMP), realizada sexta-feira, 4, às 14 horas, na Câmara Municipal de Vereadores, os professores votaram contra a realização da greve. A proposta foi colocada em votação porque a prefeitura municipal não tem cumprido o art. 69, parágrafo segundo, da Lei Municipal nº 1.762/11, que diz: Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária, para o desempenho das atividades de interação com os educandos. Este mesmo artigo também compõe a Lei Federal nº 11.738/08, do Piso do Magistério.
Os docentes afirmaram que não é preciso, em primeiro momento, fazer greve. Estes entendem que a justiça existe para isso. Dessa forma, o SIMMP ajuizará uma ação contra a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista exigindo o cumprimento da legislação.
Read the rest of this entry »

GREVE: Edwaldo Alves diz que greve dos professores tem caráter político-eleitoral

 

“A gente é obrigado a admitir que o fato da presidente do Simmp ser a principal articuladora e assessora de um candidato influiu decisivamente”

O secretário de Governo Edwaldo Alves abriu fogo contra o Sindicato dos Professores Municipais, com declarações contundentes contra a greve cujo caráter político-eleitoral foi denunciado pelo petista. Segundo ele, forças alheias aos interesses da categoria estariam conduzindo a categoria à greve, afirmando que “a gente é obrigado a admitir que o fato da presidente do Simmp ser a principal articuladora e assessora de um candidato influiu decisivamente” para a paralisação das atividades docentes. “É um jogo perigoso, uma aventura”, afirmou.

O secretário fez ver que a negociação com o sindicato dos professores é mais fácil em anos ímpares e mais difícil em anos pares, aqueles nas quais ocorrem eleições. “Ao longo da história, nos anos eleitorais, a discussão é mais difícil. Fatores estranhos surgem, prejudicando o entendimento”, argumentou Edwaldo Alves, acrescentando que, no caso atual, “a atitude do Simmp não foi a mais sensata, pois rebaixa o nível político com uma tentativa de greve muito mais com sentido político-eleitoral que com interesses legítimos dos professores”. Ainda na visão do secretário, embora “uma pequena minoria esteja em greve”, acaba havendo prejuízos já que alguns professores acabam aderindo apenas com o fato de ficar em casa. “É uma perturbação”.

Read the rest of this entry »

Estranho favorecimento de governo cubano e boliviano…

Helio Dias Viana (*)

Os médicos cubanos favorecidos pelo programa “Mais Médicos” do governo federal — já vem sendo chamado “Maus Médicos” — ocuparão lugares de médicos brasileiros. Estes últimos serão dispensados por algumas prefeituras para as quais os cubanos ficarão mais baratos. Isto porque, além de se dispensar de pagar salários mais elevados a profissionais brasileiros, a bolsa de R$.10 mil [cuja quase totalidade irá para o regime comunista de Cuba!] será inteiramente custeada pela União. A informação provém de correspondentes da “Folha de S. Paulo” (30-8-2013) de Manaus, Fortaleza, Salvador e Recife, que já detectaram 11 prefeituras decididas a tomar essa decisão. As referidas prefeituras só não consideraram — comentamos nós — a qualidade dos serviços oferecidos, além dos riscos de contaminação ideológica a que estarão sujeitos os pacientes.

Deve-se com toda razão recear que depois dos médicos cubanos poderá ser a vez dos professores, cuja atuação seria ainda mais perniciosa que a dos primeiros. Mas, infelizmente, do ponto de vista físico, eles talvez estejam mais bem preparados para lidar com alunos “da pesada”, que agridem e ameaçam de morte seus professores, muito influenciados como estão pela contracultura que o petismo vem inoculando no Brasil.

Engana-se quem supuser que se favorece somente a Cuba miserável. Dois ministros do governo brasileiro estiveram recentemente na China, em tratativas para que aquele regime comunista invista em projetos de infraestrutura em nosso País. Ou seja, analogamente ao que vem sucedendo com os médicos cubanos, é possível que os empresários brasileiros sejam preteridos em benefício do governo “comuno escravagista” chinês, que nas licitações poderá oferecer lances muito superiores aos dos nacionais e assim suplantá-los.

* * *

Read the rest of this entry »

EDUCAÇÃO: XV Reunião Conjunta é aberta com presença de 500 pessoas

Com a música sacra do Coral da Juventude Adventista de Vitória da Conquista foi aberta na noite desse domingo, 1º de setembro, a XV Reunião Conjunta do Conselho Estadual com os Conselhos Municipais de Educação da Bahia. Os mais de 500 participantes que prestigiaram o evento ouviram ainda a música regional de Evandro Correia, a declamação do poeta Carlos Jeovah, o dedilhar da pianista Norma Eliete e a interpretação da atriz Edna Brito que encerrou o primeiro dia do evento recitando “Conquista, minha senhora”.

Read the rest of this entry »

BAHIA PREVÊ CONTRATAÇÃO DE MAIS 5 MIL PROFESSORES

Até 2015, o governo do Estado prevê contratar pelo menos 5 mil professores, segundo informou ontem a superintendente de Recursos Humanos da Secretaria da Educação, Ana Catapano. O aumento no quadro, que hoje tem 36.615 profissionais, será necessário caso seja aprovado pela Assembleia Legislativa projeto de lei encaminhado ontem pelo governador Jaques Wagner.

Pelo projeto, os professores terão aumento na carga horária das atividades complementares. “O professor terá que ficar 33% do seu tempo em atividade complementar. Com isso, será necessário ter mais profissionais trabalhando para cobrir esse tempo, que será destinado ao planejamento”, explica Catapano.

A superintendente disse que, enquanto estão sendo feitos estudos para identificar a quantidade exata de profissionais que será necessária para fazer essa reposição, o governo do Estado pagará a diferença salarial.  “Pela Lei do Piso (que é de 2009), o professor que é contratado para  40 horas semanais deve ficar 26 horas em sala de aula e 14 horas em atividade complementar.

Read the rest of this entry »

Brumado: Professores rejeitam proposta de reajuste salarial e protestam na Câmara Municipal

 

O diretor da APLB do município, Gilvan Moreira, disse que a categoria não aceitou os 7% de aumento e disse que a categoria pode paralisar as atividades. (Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias).

____________

Em assembleia realizada na noite desta segunda-feira (15), os professores municipais, sindicato dos servidores públicos e delegacia da APLB em Brumado decidiram pela rejeição dos 7% de reajuste salarial oferecidos pela Prefeitura de Brumado. A expectativa da categoria era de que fosse mantida a proposta da classe de 24% de aumento, mas o Poder Executivo negou. A alegação dada foi que esse percentual iria ferir a lei de responsabilidade fiscal. Essa justificativa não agradou aos professores. “O município está dizendo que não pode pagar ao professor o básico, que é pouco mais de 700 reais, mas mantém secretários com salários de 10 mil. Isso é inadmissível”, declarou Gilvan Moreira, diretor da delegacia da APLB ao site Brumado Notícias. Após a assembleia, professores se deslocaram para a Câmara Municipal, onde, durante a sessão, reivindicaram a ação dos parlamentares em defesa da categoria. “Esperamos que o Legislativo brumadense não se omita na defesa dos educadores e que, ao mesmo tempo, não blindem o senhor prefeito, pois dentro da proposta oferecida  não está sendo utilizado o recurso do Fundeb para reajustar o salário dos professores”, disse Moreira. Ainda em entrevista, o diretor da APLB afirmou que o sindicato e os professores retornarão à mesa de negociações e, caso o Executivo não atenda às reivindicações da categoria, serão realizadas paralisações de advertência, as quais poderão culminar em uma greve. Abaixo,  a fala de um professor de Brumado

 

Em 15.Julho.2013, Kêu Cirqueira, escreveu.

 

Os professores de Brumado elevou a nota do município e em compensação o gestou anterior congelou nosso salário, já o atual, quer brincar com nossa cara, nos oferecendo 7%. Mas sabe o porquê? É simples os professores de Brumado ganham muito bem e por isso nem aderiram a paralisação do último dia 11 de julho, a maioria das escolas municipais trabalharam normalmente. Parabéns professores!

Fonte, Brumado Notícias, acessado em 16 de julho, 2013

Conquista: Prefeitura entrega netbooks aos professores da rede municipal de ensino

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Educação, tem investido de maneira significativa nas escolas municipais, beneficiando-as com laboratórios de informática e softwares que foram desenvolvidos para dinamizar o cotidiano da comunidade escolar. É nesse sentido que o Governo Municipal distribuirá 2 mil netbooks aos professores da rede.
A cerimônia simbólica de entrega dos netbooks acontecerá às 15h, no auditório da Faculdade Independente do Nordeste (Fainor), e contará com a presença de diretores, vice-diretores, coordenadores e 200 professores. Na ocasião, também será apresentado o cronograma para distribuição oficial dos equipamentos.
Segundo o secretário municipal de Educação, Luiz Ibiapaba, a iniciativa facilitará o trabalho dos professores na elaboração de planos de aula e pesquisas. “Pretendemos auxiliar pedagogicamente as atividades desses profissionais. É o município se alinhando à Era Digital, no sentido de tornar mais produtiva a aprendizagem em sala de aula”, explicou.
O investimento é de mais de R$ 1,6 milhões, provenientes de recursos próprios do município. E os equipamentos já vêm com conteúdo educacional, o mesmo presente nos computadores dos laboratórios das escolas da rede municipal de ensino.

Seleção de professores e monitores: Prefeitura divulga resultado da prova escrita

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio das secretarias  municipais de Administração e de Educação, divulga o resultado da prova escrita dos editais 001/2013 e 002/2013, referentes à seleção pública simplificada para a contratação de professores e monitores da rede municipal de ensino.

A próxima etapa do processo seletivo, de caráter classificatório, consiste na análise de títulos e experiência. O candidato classificado na prova escrita que ainda não apresentou as declarações de experiência profissional, na área de atuação do cargo em que está concorrendo, tem até às 12 h desse sábado, 26 de janeiro, para entregá-las na Secretaria Municipal de Educação, localizada na Rua Siqueira Campos, nº 1.842, Vila Emurc, Bairro Candeias.

Confira abaixo a relação dos classificados:

Professor do Ensino Fundamental I

Professor do Ensino Fundamental II

Monitores

QUEM MUDOU: O SIMMP OU HÉRZEM GUSMÃO?

Veja o que os professores através de seu órgão maior pensava de Hérzem Gusmão em 2008.

O resgate da função pública

“Policiais civis e militares, médicos e profissionais das unidades básicas de atendimento e professores não podem mais continuar recebendo ordenados simbólicos”

Antoninho Marmo Trevisan*

Muitos ainda não se deram conta, mas a melhoria da remuneração de numerosos cargos preenchidos por concurso, nos três poderes e nas esferas municipal, estadual e federal, está mudando o perfil dos profissionais contratados pelo Estado. Há uma nova geração de delegados de polícia – Civil e Federal –, auditores da Receita, fiscais de renda, defensores públicos e analistas de distintas áreas, além de grande parcela da Magistratura e do Ministério Público, que está mudando o perfil dos quadros do serviço público. São pessoas extremamente bem formadas do ponto de vista acadêmico, que conquistaram seu trabalho desapadrinhadas e por absoluto mérito, em concursos altamente competitivos.

Esse pessoal tem absoluta consciência de que não é serviçal do prefeito, governador, chefe da Nação ou presidentes de tribunais de Justiça e das instituições do Legislativo. Entende que sua patroa é a sociedade. Tal clarividência é uma das razões pelas quais cresceram substancialmente as denúncias e apurações de casos de corrupção nas máquinas administrativas. A informática facilitou o acesso aos dados e o cruzamento de informação, mas o conhecimento de causa, a isenção, o não sectarismo ideológico e partidário e o grau de profissionalismo desses novos quadros são os fatores determinantes dos avanços. Ou há alguém que acredita que o aumento da arrecadação de impostos também não esteja fortemente ligado a essa evolução?

Read the rest of this entry »

Reunião entre governo e professores em greve termina sem acordo

Foto: Secom

Encontro não consegue colocar fim à greve de 93 dias

A reunião realizada na tarde desta quinta-feira (12) entre o governo do estado e os professores em greve, representados pela APLB, com mediação do Ministério Público do Estado, não conseguiu colocar fim à greve da categoria que já dura 93 dias. Durante a reunião, o MP entregou ao governo e aos professores um termo de acordo para tentar colocar um ponto final na greve. O termo traz como principais pontos a admissão dos professores demitidos no período de paralisação e uma nova data para o pagamento do aumento acordado com o governo. Porém, de acordo com o coordenador-geral do sindicato dos professores (APLB), Rui Oliveira, os termos oferecidos para a negociação são insuficientes. Segundo ele, durante a reunião, o governo propôs que a categoria abra mão dos 7% em ganho real, o que, segundo os professores, é algo impossível. “Não tem como, não podemos abrir mão de direitos já conquistados”, afirma. Leia mais em A Tarde.

A DESVALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES NA BAHIA

*Reginaldo de Souza Silva – Doutor em Educação Brasileira

Com a legalidade da greve decidida pelo STF, os professores das escolas públicas da Bahia lutam há 78 dias, com salários cortados, contra a intransigência, irredutibilidade e cinismo da ditadura do (des)governo do Partido dos Trabalhadores na Bahia. Procuram a valorização da categoria através da melhoria das condições de trabalho, garantia de um padrão mínimo de qualidade e salários decentes, ou seja, que o governo baiano cumpra o piso nacional de educação, que é de R$ 1.451 e o acordo feito com a categoria em 2011, sendo necessário um reajuste de 22,22%, pois conforme a legislação o piso é básico, podendo acrescentar a partir dele gratificações e benefícios.

O governo reajustou o salário de apenas 5.210 professores com formação em nível médio que recebiam R$ 1.187,90, piso extinto desde o mês de dezembro de 2011. A realidade na Bahia é que acordos com o governo do PT não são cumpridos. A paralisação conta com a adesão de 1.450 escolas da rede estadual, 37 mil professores (sendo 32.584 licenciados), 1,1 milhão estudantes e seus familiares, com uma ou outra escola e docente ministrando aulas.

O governador Jacques Wagner do PT tem recebido vaias por onde passa, musicas chamando-o de traidor e comparado como pior em relação a governos que o antecederam. Diante do caos de sua administração, da falência da educação e desvalorização dos professores, o governo tem utilizado os meios de comunicação, programas de rádio e TV para jogar a população contra os docentes, afirmando que os mesmos utilizam os alunos como escudos.

Read the rest of this entry »

STJ confirma suspensão de pagamento de salários dos grevistas

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Ari Pargendler, decidiu favoravelmente ao Governo do Estado, nesta terça-feira (12), e suspendeu a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que orientava o pagamento dos salários dos professores da rede pública estadual em greve.
“A decisão do STJ segue o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), no sentido da aplicação da lei de greve ao serviço público, que não obriga ao pagamento dos salários no período da paralisação”, afirmou o procurador geral do Estado, Rui Moraes Cruz.
A PGE entendeu que a liminar deferida tinha conteúdo contraditório em relação à decisão anterior, também do Tribunal de Justiça, que manteve os efeitos da declaração de ilegalidade da greve na rede pública de ensino do Estado, decidida pela 5ª Vara da Fazenda Pública da Bahia.

Secretaria da Educação do Estado prorroga inscrições para seleção de professores e assistentes administrativos

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia prorroga para segunda-feira (16 de janeiro) o prazo de inscrições para a seleção de 1093 professores e 2209 assistentes de atividade administrativa, ambos em Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). A prorrogação vem atender às inúmeras solicitações, em decorrência de dificuldades encontradas pelos interessados no acesso ao site da Consultec (www.consultec.com.br), a empresa responsável pelas inscrições e realização da prova, que continua mantida para o dia 29 de janeiro.

Read the rest of this entry »

Secretaria divulga edital para 3.302 vagas

 A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abriu seleção com 1093 vagas para professor e 2209 para assistente de atividade administrativa, ambos em Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). As vagas para professor são, em sua maioria, nas disciplinas Matemática, Física e Química, mas existem vagas também em outras áreas, com exceção de Língua Portuguesa. Os professores selecionados irão atuar nas localidades que não tiveram aprovados no concurso realizado em 2011, do qual a Secretaria já convocou 3.261 candidatos.

Podem participar da seleção de professores, profissionais de nível superior com licenciatura ou bacharelado e também estudantes de licenciatura a partir do sexto semestre. Para assistente de atividade administrativa, é necessário ter nível médio completo.  Em Salvador e Região Metropolitana, são 64 vagas para docentes e 813 para a outra função.

Read the rest of this entry »

Vídeos
Recomende o Blog
Apoio
Arquivos
Image and video hosting by TinyPic