Seu recado!
Buscar por data
abril 2011
D S T Q Q S S
« mar   mai »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Arquivo BPN




colegio opcao

Existe a palavra: PRESIDENTA?

Que tal colocarmos um “BASTA” no assunto?

Miriam Rita Moro Mine – Universidade Federal do Paraná

No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante… Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.
Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.
Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não “presidenta”, independentemente do sexo que tenha. Se diz capela ardente, e não capela “ardenta”; se diz estudante, e não “estudanta”; se diz adolescente, e não “adolescenta”; se diz paciente, e não “pacienta”.
Um bom exemplo do erro grosseiro seria:
“A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta”.
Por favor, pelo amor à língua portuguesa, repasse essa informação…
Forte abraço,

8 respostas para “Existe a palavra: PRESIDENTA?”

  • PAULO PIRES disse:

    Amigos e Amigas

    É difícl acessar um Dicionário?

    No Dicionário de Aurélio e em outros de mesmo nível, consta a palavra PRESIDENTA. Segundo a mídia, é como PRESIDENTA que a Senhora Dilma quer ser reverenciada.

    Na Argentia a Senhora Cristina Kirschner apelou para que todos a chamem de PRESIDENTA. E assim tem sido.

    Qual é o problema?

    Paulo Pires

  • Bárbara disse:

    Se fosse só a língua portuguesa que ela estivesse comprometendo…seria bem mais fácil resolver!

  • Paulo Nunes disse:

    Jorge Amado escreveu em ” dona Flor e seus dois maridos” Numa funerária às duas da manhã, aparece alguém para comprar um caixão para um defunto de nome DARCY, logo Vadinho e seus companheiros começaram a apostar DARCI, é homem, não é mullher. Apostas feitas o caixão foi vendido e Vadinho perguntou ao dono da funerária: E aí, era homem ou mulher ele respondeu sei lá. Vadinho disse ganhei é mulher, o outro apostador retrucou: Que tamanho era o morto, o dono da funerária respondeu 1,80m, então é homem. vadinho disse é mulher, nome da primeira dama. Para acabar a confusão o comerciante disse: Não me interessa se é estrovenga ou xibiu, eu quero é vender o caixão. Portanto Dilma pode ser chamada como ela quiser e nós cabe também chama-la da maneira que queiramos. Pra mim é Presidente, com minhas desculpas ao Aurélio. Não concordo.

  • PAULO PIRES disse:

    Senhora Bárbara

    Antes de emitir uma opinião, mesmo que seja como esta que a senhora ironizou, devia ter mais consciência (conhecimento) do que diz.

    Existe a palavra PRESIDENTA sim senhora. Adquira um Dicionário, por favor e leia-o sempre.

    Entendeu Senhora Leitora?

    Paulo Pires

  • PAULO PIRES disse:

    Paulo Nunes

    Meu caro amigo, acho que você acertou na mosca.

    A senhora Dilma tem o direito de querer ser chamada de Presidenta. Por outro lado o jornalismo escrito, falado, televisado ou internético, tambem tem o direito de referir-se a ela como Presidente ou Presidenta.

    Não está escrito no Corão, nem na Bíblia, nem no Torá nem no Cabala ou em outros livros sagrados que ela deva ser chamdada de Presidenta.

    Melhor: Não existe nenhuma Lei, nenhuma propedêutica ou hermenêutica que disponha sobre esse assunto, digo idiotice.

    Portanto, quem quiser chamá-la de Presidente o faça. Se, para agradar quiser chamá-la de Presidenta, faça-o também. A palavra existe e o momento é quem vai determinar a melhor forma.

    Eu que nunca a conhecerei pessoalmente, estou pouco ligando para esse tipo de coisa.

    Paulo Pires

  • Davi Miranda disse:

    Se todos aqueles que se queixam da forma “presidenta” tivessem ao menos aberto o Aurélio ou o Houaiss, descobririam que esse vocábulo é palavra dicionarizada; além disso, é TAMBÉM normatizada por todos os principais gramáticos brasileiros, como Evanildo Bechara, Celso Luft, Cegalla, Rocha Lima, Sacconi e inclusive o professor Pasquale Cipro Neto, pra citar alguém que os leigos apreciam muito. O Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa também oficializa o vocábulo “presidentA”. Duvidam? Abram os livros e DESCUBRAM. Vão confirmar tudo isso.

    Sejam humildes e procurem se informar. Sempre há tempo, nunca é tarde!

  • alex disse:

    COMO TODO BRASILEIRO VCS ACEITAM TUDO QUE OUVEM DE BOM GRADO! AH SE TIVESSEMOS PELO MENOS UM POUCO DO PATRIOTISMO DOS ARGENTINOS. QUERIDOS VAMOS MUDAR ESSA VISÃO DE QUE NO BRASIL SE PODE TUDO ATÉ MUDAR AS PALAVRAS, NOSSA TEMOS TANTA COISA MAIS IMPORTANTE PARA MUDAR. DEIXEMOS DE DEMAGOGIA E QUE TENHAMOS OPINIÃO PRÓPRIA. SE A PALAVRA É PRESIDENTE VAMOS A DEIXAR ASSIM, NÃO MUDEMOS NOSSO PORTUGUÊS POR UMA ORDEM DE UMA PESSOA QUE CHEGOU NO PODER ONTEM.

  • Maria Helena disse:

    E assim o Brasil caminha, em erros clássicos para atingir a vaidade em ser muito mais que o saber ser… uma pena

Deixe seu comentário

Vídeos
Recomende o Blog
Apoio
Arquivos
Image and video hosting by TinyPic